Cidadana e política

2,048 views
1,641 views

Published on

Visitem o blog: http://amamosaenfermagem.blogspot.com.br/

Na vida diária as pessoas se referem à política como ação do Estado e da organização institucional. A política também se emprega ao termo para expressar a multiplicidade de situações em que a política se manifeste, como por exemplo, a política econômica e a política sindical.

0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total views
2,048
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
132
Actions
Shares
0
Downloads
20
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Cidadana e política

  1. 1. CIDADANIA E POLÍTICA Lauro de Freitas – 2011
  2. 2. TALITA FEITOSA Trabalho solicitado na disciplina de ÉTICA sob supervisão da Prof.º Sergio Barreto, para avaliação parcial do 2º bimestre. UNIMEENFERMAGEM – 1º SEMESTRE NOTURNO - A Lauro de Freitas – 2010
  3. 3. RESUMO (CORDI, et al. - 2007) Na vida diária as pessoas se referem à política como ação do Estado e daorganização institucional. A política também se emprega ao termo para expressar amultiplicidade de situações em que a política se manifeste, como por exemplo, a políticaeconômica e a política sindical. Desta forma, entende-se a política como a atuação deinstituições ou de segmentos da sociedade civil com a finalidade de alcançardeterminados objetivos, tratando-se de uma política reduzida dos quais os indivíduosparticipam apenas ocasionalmente. A política não diz respeito apenas aos políticos,mas a todos os cidadãos. No decorrer da história, a definição de política mudou. Antes,só eram considerados cidadãos os homens livres, aqueles que, por possuírem escravosestavam liberados do trabalho manual e da necessidade de suprir o sustento diário dafamília, podendo assim dedicar todo o tempo à política, ao debate público sobrequestões da cidade. A política, hoje, apresenta-se como a arte de governar, de atuar navida pública e gerir os assuntos de interesse comum. Não se restringe a atividadedesenvolvida no âmbito do Estado, mas faz parte de nossa vida, permeia todas asformas de relacionamento social: no trabalho, na escola, nas ruas, no lazer e até nasrelações afetivas. O poder não se restringe à organização do estado; está presente emtodas as relações sociais. Em nosso dia-a-dia, todas s situações envolvem relações depoder que asseguram a ordem social. Quando falamos de “força”, nos referimos àcapacidade de estimular u inibir ações, não pela coerção ostensiva, mas sim pelo lentoprocesso de formação nosso comportamento e da assimilação de valores ao longo davida. Há grupos que dominam, ordenam, dirigem e outros que são dominados,obedientes, dirigidos. Nesse contexto, poder significa dominação exercida por meio daestrutura do Estado e que se estende a todas as relações sociais. Em geral, a forma degoverno dos Estados modernos é a democracia representativa, caracterizada pelaconstituição de poderes autônomos entre si organizados com base na ordem jurídicainstituída pelo exercício do voto secreto e universal e pela ação dos partidos políticosque expressam a diversidade de pontos de vistas sociais. A vida dos indivíduos,membros da sociedade civil, é afetada por decisões políticas tomadas pelo poderinstitucional, que elabora as leis que regulam a sociedade. Todas as decisões denossos representantes no Parlamento nos atingem direta ou indiretamente. A divisão dasociedade em classes e os conflitos sociais sejam evidentes, a sociedadeconstantemente nos é apresentado como uma unidade. Embora as relações entreEstado e sociedade tenham mudado no decorrer do processo histórico, podemos dizerque nas modernas sociedades democráticas o exercício do poder se faz pelacombinação de coerção ostensiva com a formação do consenso da sociedade em tornode determinados objetivos. Nos países onde foi aplicada a política Neoliberal, aliada àsexigências da globalização da economia, acentuou-se a concentração de rendas eagravou a condição de grandes parcelas da população. Em um país com o Brasil, aimplantação da política neoliberal vem consolidar as formas tradicionais dedenominação, manter os privilégios de elites dominantes e aprofundar asdesigualdades sociais. O desinteresse da maioria dos indivíduos pelos assuntos
  4. 4. públicos é um dos grandes problemas políticos nas sociedades modernas. Além dosque não participam por desconhecer seu papel no processo político, há os indiferenteconscientes, aqueles que compreendem a situação, mas não tomam partido e encarama vida político com o ceticismo. A falta de transparência na política e ausência decontrole e de mecanismos de cobrança por parte dos cidadãos em relação à atuaçãodos políticos, ocorrem porque muitos se omitem, tornam-se apáticos. Quando os malesacontecem, os indiferentes eximem-se da responsabilidade, porque não participaramativamente na construção dos fatos. Esquecem-se de que a ausência e a omissãotambém são formas de participação. A base do individualismo moderno é a noção desujeito autônomo, singular e independente, capaz de decidir e tomar nas mãos opróprio destino. A sociedade desenvolve-se centrada na desigualdade social eeconômica, ao mesmo tempo em que defende a igualdade legal como base dasrelações políticas. Quanto maior a desigualdade entre os homens, maior a fragilidadede uma política fundada em uma estrutura legal, porque na realidade os direitos não seconcretizam. O caminho para discutir e propor uma nova direção à sociedade dependedo empenho de cada um de nós, de nossa participação na organização de movimentossociais que defendam com afinco os direitos da comunidade. As possibilidades demudanças são maiores quando a sociedade se organiza e participa ativamente dapolítica.
  5. 5. CITAÇÃO (CORDI, et al. - 2007) “Na vida diária, as pessoas se referem à política como a ação do Estado eda organização institucional”. “... a política não diz respeito apenas aos políticos, mas a todos oscidadãos...” “O poder consiste num conjunto de relações de força que indivíduos ougrupos sociais estabelecem entre si a partir de sua situação na sociedade”. “... todas as decisões de nossos representantes no Parlamento ns atingemdireta ou indiretamente”. “Se nos dispomos a reivindicar nossos direitos por meio de uma greve,podemos sofrer repressão policial”. “... não percebemos como as nossas escolhas individuais podem contribuirpara consolidar uma situação inusitada ou para expor as condições sociais”. “Em países como o Brasil, a implantação da política neoliberal vemconsolidar as formas tradicionais de dominação, manter os privilégios de elitesdominantes e aprofundar as desigualdades sociais”. “O desinteresse da maioria dos indivíduos pelos assuntos é um dosgrandes problemas políticos nas sociedades modernas”.
  6. 6. “A sociedade desenvolve-se centrada na desigualdade social e econômica,ao mesmo tempo que defende a igualdade legal como base das relaçõespolíticas”. “As manifestações de rua, as lutas dos trabalhadores sem terra, aorganização sindical e a atuação da imprensa na crítica às ações do governo sãofatores relevantes para a constituição de uma sociedade democrática. Énecessário que a sociedade civil amplie esses espaços de participação”.

×