MPS.BR - Melhoria de Processo de Software Brasileiro

  • 3,590 views
Uploaded on

MPS.BR - Melhoria de Processo de Software Brasileiro …

MPS.BR - Melhoria de Processo de Software Brasileiro

􏰀 O programa mobilizador para Melhoria de Processo do Software Brasileiro (MPS.BR) está em desenvolvimento desde dezembro de 2003.
􏰀 É coordenado pela Associação para Promoção da Excelência do Software Brasileiro (SOFTEX), com apoio do Ministério da Ciência e Tecnologia (MCT), da Financiadora de Estudos e Projetos (FINEP) e do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID).

More in: Technology
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Be the first to comment
No Downloads

Views

Total Views
3,590
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
1

Actions

Shares
Downloads
171
Comments
0
Likes
2

Embeds 0

No embeds

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
    No notes for slide

Transcript

  • 1. Melhoria de Processo de Software Brasileiro MPS.BR por Adriana Silveira de Souza
  • 2. Apresentação Professora do Instituto de Informática da UFG e do Departamento de Computação da PUCGO Mestra em Ciência da Computação pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS) Coordenou a avaliação de Produtos de Software na 1ª Chamada Nacional Softex - Núcleo UFRGS Consultora e Auditora Líder (Lead Auditor) da Norma de Qualidade NBR ISO/IEC 9001:2008 Participou de avaliações de Produtos do Prêmio ASSESPRO Implementadora de melhoria de processos em empresas do estado de Goiás Sócia da empresa Estratégia Tecnologia da Informação Implementadora,Instrutora e Avaliadora líder do modelo MPS.BR credenciada pelo Softex Participa do Comitê Gestor do Modelo MPS.BR
  • 3. Estratégia TI Empresa Goiana, fundada em 2001 Trabalha com consultoria e treinamento em Engenharia de Software, Sistemas de Informação e Bancos de Dados Também faz desenvolvimento de software para uso próprio Alia conhecimento técnico-científico a experiência prática na área de software Profissionais pós-graduados e certificados em MPS.BR Experiência real em Engenharia de Software Parceria com centros de excelência em TI Apóia a disseminação da Engenharia de Software em Goiás (Jornada Goiana em Engenharia de Software)
  • 4. Principais ClientesBanco do Brasil Ministério Público - GoiásCNX Tecnologia em Informática MultidataC&S Computadores e Sistemas Novo MundoCercomp-UFG Neus Tecnologia da InformaçãoCyonm Technology Next MilleniumDatarey Online InformáticaData Traffic Pacto SoluçõesDecisão Sistemas PC SistemasEMSA Planalto InformáticaEngegraph Poligraph Representações e SistemasFormato Projetos e Desenvolvimento ProdataFotón Informática ProviderGrupo Coca-Cola Sea Tecnologia em InformáticaGrupo Friboi SetranspIlog Tecnologia SiagriFurnas – Centrais Elétricas Tecnisys Informática e AssessoriaLG Informática Tribunal de Contas do Estado de Goiás 4Living Consultoria Totvs - RM Sistemas Visent - OSX Telecomunicações
  • 5. Alguns problemasFalta de uma abordagem sistêmicaAusência de: Documentação de sistemas e processos Registro de problemas conhecidos e sua solução Política de treinamento Documentação das decisões tomadasRequisitos não especificados claramenteDivergência na forma como os processos sãoexecutados
  • 6. MPS.BRO programa mobilizador para Melhoria deProcesso do Software Brasileiro (MPS.BR) estáem desenvolvimento desde dezembro de 2003.É coordenado pela Associação para Promoção daExcelência do Software Brasileiro (SOFTEX), comapoio do Ministério da Ciência e Tecnologia(MCT), da Financiadora de Estudos e Projetos(FINEP) e do Banco Interamericano deDesenvolvimento (BID).
  • 7. Objetivos do MPS.BRMelhoria de Processo do Software em todo opaís, com foco nas Pequenas e Médiasempresas, a um custo acessívelDefinir um modelo que esteja em conformidadecom normas e padrões internacionaisDefinir um modelo de avaliação que seja maisflexível e de acordo com a realidade brasileira
  • 8. Estrutura do MPS.BR ISO/IEC 12207 ISO/IEC 15504 MPS.BR CMMI Modelo de Método de Modelo de Referência Avaliação Negócio (MR-MPS) (MA-MPS) (MN-MPS)Guia Geral Guia de Aquisição Guia de Avaliação Documento do Projeto Guia de Implementações
  • 9. Base Técnica do MPS.BR ISO/IEC 12207 ISO/IEC 15504 Definição de Processos Definição da Capacidade de Processos Propósitos e Resultados Requisitos de Avaliação MPS.BR CMMI Complementação de Processos
  • 10. Níveis de MaturidadeA Em Otimização (sem processo específico) Gerenciado Quantitativamente Gerência de Projetos - GPR (evolução)B Gerência de Decisões - GDE Definido Desenvolvimento para Reutilização - DRUC Gerência de Riscos - GRI Largamente Desenvolvimento de Requisitos - DRED Definido Projeto e Construção do Produto - PCP Integração do Produto - ITP Verificação - VER / Validação - VAL Avaliação e Melhoria do Processo Organizacional - AMP Parcialmente Definição do Processo Organizacional - DFPE Definido Gerência de Reutilização - GRU Gerência de Recursos Humanos - GRH Gerência de Projetos - GPR (evolução) Medição - MED / Gerência de Configuração - GCOF Gerenciado Aquisição - AQU / Garantia da Qualidade - GQA Gerência de Portfólio de Projetos - GPP 10 Parcialmente Gerência de Requisitos - GREG Gerenciado Gerência de Projetos - GPR
  • 11. Cenário Atual – MPS.BRPrograma foi planejado em 3 períodos: Implantação (2004-2007) Consolidação (2008-2011) Internacionalização (2012-2015)233 Empresas avaliadas (09/2005 até 10/2010),tendo mais 31 avaliações em andamento noperíodo de outubroNível A: 3 empresas, Nível C: 7 empresas, NívelD: 1 empresa, Nível E: 6 empresas, Nível F: 65empresas e Nível G: 148 empresas
  • 12. Cenário Atual – MPS.BR 18 Instituições Implementadoras, 12 Instituições Avaliadoras, 2 Instituições de Consultoria de Aquisição e 13 Instituições Organizadoras de Grupos de Empresas 361 Implementadores, 99 Avaliadores e 6 Consultores de Aquisição Foram cerca de R$ 12,2 Milhões captados – 110 empresas apoiadas (70 Níveis G e F - e 40 Níveis E, D e C)
  • 13. MPS.BR e seu Desempenho noMercado Brasileiro Satisfação com o Modelo: 64,7 % estão satisfeitas, 28,21 % estão parcialmente satisfeitas e apenas 0,64% estão insatisfeitas Tamanho dos Projetos: apenas 25,64% medem os tamanhos dos projeto em pontos de função. Depois com 12,18% empresas medem o tamanho dos seus projetos utilizando pontos de casos de uso Tamanho dos projetos: Empresas Níveis G- F: 45 pontos de função Empresas Níveis E – A: 215 pontos de função
  • 14. MPS.BR e seu Desempenho noMercado Brasileiro Precisão de estimativas: As empresas de maior maturidade tem maior acerto nas estimativas realizadas nos projetos Produtividade: 45 % pontos de função para nível G 80,36 % pontos de função para nível F 55,33 % pontos de função para níveis E-A Retorno de investimento 72,2 % das empresas ressaltaram que tiveram aumento de faturamento
  • 15. Conclusões MPS.BR utiliza boas práticas já consagradas CMMI, 12207, 15504, ... Suaviza a subida em direção à qualidade 5 níveis do MPS.BR mapeiam para 2 do CMMI Herda os problemas dos modelos nos quais o MPS.BR é baseado Abordagem rigorosa nem sempre é a mais indicada Custo de implantação e manutenção (ainda) é alto
  • 16. Maiores informações Estratégia Tecnologia da Informação (62) 39427410 ou (62) 39427510 contato@estrategia.eti.br ou adriana@estrategia.eti.br 84099440
  • 17. Perguntas???? Muito Obrigada! adriana@estrategia.eti.br