Brigite Bardot Portugues
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Like this? Share it with your network

Share
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Be the first to comment
    Be the first to like this
No Downloads

Views

Total Views
6,567
On Slideshare
6,557
From Embeds
10
Number of Embeds
2

Actions

Shares
Downloads
66
Comments
0
Likes
0

Embeds 10

http://alien-mundoalien.blogspot.com 5
http://www.slideshare.net 5

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
    No notes for slide

Transcript

  • 1. Florimage apresenta
  • 2. Brigitte Bardot E Deus criou a mulher E o cinema criou...
  • 3. Ou a amamos ou a odiamos. Ela não tem mais a eugenia dos anos 1950 e 1960, a Pygmalioa dos maiores artistas da época, desde Gainsbourg, Vadim e Godard, e passando por Distel e Halliday, o símbolo da emancipação das mulheres, tanto os modelos das moças recatadas, quanto das diabolicamentes provocantes, tal é Brigitte Bardot.
  • 4.  
  • 5. Ela foi amada pela sua beleza e sua paixão, e detestada pelo seu modo franco de falar. Ela tem conquistado admiradores por sua adesão sem limites a causa dos animais e sua simpatia confessada pela extrema direita. A legendária Brigitte Bardot tem recursos da midia e do jornalismo para viver, há mais de 70 anos, livre e independente.
  • 6. Uma jovenzinha ingênua de 15 anos... ... que já posa como modelo!
  • 7. Esta mulher que tornou-se a paixão secreta de milhões de homens de toda a terra nasceu em Paris, no distrito quinze, em 28 setembro de 1934, no seio de uma família burguesa de boa situação. Brigitte e sua irmã Marie-Jeanne receberam uma educação clássica e tradicional. Seu pai, Engenheiro, orientou Brigitte para as atividades artisticas, dansa, música e canto.
  • 8. Com 18 anos em plena fogosidade amorosa com o diretor Roger Vadim.
  • 9. Ela foi muito precoce. Sua beleza fez rapidamente dela uma moça notada, senão notável.Ela posa pela primeira vez, com 15 anos, para o célebre magazine Elle. Hoje a lei proibiria. Depois com 18 anos, faz sua estréia no cinema, em "Le trou normand", de Jean Boyer, au lado do grande Bourvil.
  • 10.  
  • 11. Em 1950, com a idade de 18 anos, ela conheceu o diretor Roger Vadim, que a desposará alguns meses mais tarde, em 20 dezembro de 1952, contra a vontade de seus pais, pois que é ainda menor.Nessa época a maioridade era aos 21 anos. Tudo anda muito rápido para esta soberba mulher que faz rodar as cabeças até nos Estados Unidos, onde ela filma "Act of Love" com Kirk Douglas em 1953.
  • 12. E Deus criou a mulher...
  • 13. Muitos empresários se aproximam dessa jovem atriz fora do comum, de olhar adolescente de convento, por sua beleza contagiante, mas sobretudo por sua juventude provocadora e impúdica. Porque Brigitte Bardot sabe que possue um corpo atraente, que não hesita em desnudar cada vez que a ocasião se apresenta...
  • 14. O furacão Bardot surge em 1956 com o filme "Et dieu créa la femme", realizado por seu marido Roger Vadim. Este filme é um dos maiores escândalos da história do cinema. Ele conta a história de Juliette que, de maneira julgada indecente, é cobiçada por três homens muito diferentes. Brigitte ai aparece nua, em frente a Jean-Louis Trintignant, numa cena tornada mítica.
  • 15.  
  • 16. O filme "Et Dieu créa la femme" provoca um verdadeiro furor em volta da atriz e faz nascer uma "bardôlatrie" sem igual que pricipita o casamento de Vadim no caos. A paixão amorosa cede lugar para as disputas violentas. O divorcio é declarado em dezembro de 1957. A aventura com Vadim durou 5 anos.
  • 17. Transformada numa verdadeira estrela. a jovem mulher de 23 anos, que permanece de fundo emotivo e tímido, é muito sensível às críticas.As mulheres jovens fazem dela seu ídolo, se vestem e se penteiam como ela. Os homens sucumbem ao seu charme.Os mídias e os cineastas se engalfiam. Nada parará mais o mito BB. Estas duas iniciais farão a volta ao mundo.
  • 18.  
  • 19. São os anos gloriosos. Brigitte encadeia os filmes e as conquistas. Entre elas , Sacha Distel e Jacques Charrier. Este último, jovem comediante, se tornará em 1959 seu segundo marido. Eles terão um filho Nicolas-Jacques Charrier, nascido em 11 janeiro de 1960.
  • 20. Para as cenas de um filme, Brigitte está sobre os tetos de Paris, ela que sofre de vertigem!
  • 21. Ela se consagra enteiramente ao cinema e esta paixão lhe custa o casamento. Ela se divorcia de novo em 1962 e perde a guarda de seu filho. Ela desposa um industrial alemão, Gunther Sachs. É uma fase perturbada e intensa para a jovem mulher que, exausta pelos nervos, tenta se suicidar.
  • 22.  
  • 23. Tornando-se a favorita de Serge Gainsbourg em 1967, Brigitte se lança na canção. Gainsbourg vai lhe escrever seus maiores sucessos: Harley Davidson, Bonnie and Clyde, Contact, Comic Strip, Bubble Gum, Je t'aime moi non plus, Nue au soleil, etc. Ao todo , Brigitte Bardot interpretará algo em torno de 80 canções que lhe permitirá assegurar definitivamente a situação de cantora.
  • 24.  
  • 25. Em 1968, o governo da França convida Brigitte para servir de modelo para o busto de Marianne em todas as prefeituras francesas! É uma consagração oficial que atinge o seu apogeu em 1985 quando ela recebe o título de Cavaleiro da Legião de Honra..
  • 26.  
  • 27. Em 1973, em plena gloria, a carreira de Brigitte dá uma meia volta.Cansada desta vida pública, ela resolve parar o cinema e o canto, após um último filme com Francis Huster "L'histoire très bonne et très joyeuse de Colinot trousse-chemise". Doravante, ela se dedicará inteiramente à defesa dos animais, causa pela qual ela já havia utilizado a sua notoriedade em 1962.
  • 28.  
  • 29. Desde então, Brigitte Bardot torna-se uma militante engajada. Em 1977, ela denuncia vigorosamente o massacre dos bebês focas do Canada. Sua ação contra o massacre provoca boicotes do uso de peles e obriga o governo do Canadá a tomar medidas importantes. Mas a atriz se torna inimiga de todos os caçadores de focas do Canadá e de outros paises.
  • 30.  
  • 31. Brigitte alarga em seguida sua ação à proteção de todas as espécies animais, coelhos e cobaias de laboratório, cachorros e macacos abatidos para servir de alimentação em alguns paises da Ásia, massacre de gatos na Bulgária, métodos de abate dos animais dos açouques, etc.
  • 32.  
  • 33. Ela chegou mesmo a leiloar sua célebre propriedade La Madrague, de St-Tropez, assim como numerosos objetos pessoais, para recompor a caixa de sua Fundação. Ela obteve uma importante vitoria em 1986 quando sua Fundação foi declarada « Association d'utilité publique" pelo governo francês.
  • 34.  
  • 35. Casada uma quarta vez em 1992 com Bernard D'Ormale, ela foi cada vez mais se retirando do mundo. Se ela aparece ainda na crônica é por causa de seu falar franco e reações a certas idéias de extrema direita, o que lhe valeu o ódio de alguns movimentos e numerosas mídias e jornalistas.
  • 36. Mas apesar da idade, das rugas e dos cabelos brancos, Brigitte permanece sempre o símbolo da feminilidade, e um mito indestrutível. Com mais de 50 filmes e 80 canções em seu ativo em somente 20 anos de carreira, ela é uma das artistas francesas mais prolíficas entre as mais magistrais.
  • 37.  
  • 38. Ela publicou suas memórias nos anos 90 sob o título«Initiales BB». Ela também escreveu para a Grasset «Le carré de Pluton», bem como um livro muito controvertido em 2003, «Un cri dans le silence», que lhe ocasionou uma condenação em junho de 2004 por expressões racistas.
  • 39.  
  • 40. Agora, é o repouso da guerreira.. Septuagenária, Brigitte Bardot não tem mais o que provar. Ela continua dirigindo sua Fundação em favor da proteção dos animais, mas ela se torna cada vez mais discreta. Ela tem bem merecido este descanso, ela que participou de todos os acontecimentos e de todas as perturbações.
  • 41. Brigitte, tornou-se mulher madura e sábia, tudo deixou para assumir a defesa dos animais.
  • 42. Os anos passam, mas o olhar é sempre altivo.
  • 43. Que determinação no olhar de mulher! BRIGITTE BARDOT
  • 44. I Love Paris - Orchestre Mantovani Création Florian Bernard Tous droits réservés – 2005 [email_address]
  • 45. Ce diaporama privé, à usage non commercial, n'est pas destiné à un site internet. Il est envoyé gratuitement , par courrier électronique, à une liste de personnes qui en acceptent les conditions d'abonnement. Il est interdit de le modifier. Pour tous renseignements concernant les conditions d'abonnement, communiquez avec l'auteur à l'adresse ci-dessous. * * * SVP: Ne pas envoyer de pièces jointes à cette adresse car elles seront automatiquement refusées et retournées à l'expéditeur. Cette adresse n'accepte que des messages en texte seulement, sans fichier annexé. Florian Bernard [email_address] ® Florimage est une marque déposée
  • 46. Esta tradução livre, sem autorização, foi feita sem fim que não seja o acesso cultural ao texto francês, por parte dos assistentes do trabalho belíssimo de FLORIAN BERNARD HELSAN-PROMOÇÕES SAIR ? TECLE ESC