6ºano aula (cap. 4)
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×
 

6ºano aula (cap. 4)

on

  • 1,182 views

 

Statistics

Views

Total Views
1,182
Views on SlideShare
1,182
Embed Views
0

Actions

Likes
1
Downloads
33
Comments
0

0 Embeds 0

No embeds

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Microsoft PowerPoint

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

6ºano aula (cap. 4) 6ºano aula (cap. 4) Presentation Transcript

  • A DINÂMICA INTERNA DA TERRA(CAP. 04)Prof. Alexandre Alves
  • • A Terra é constituída, basicamente, por três camadas:• Crosta - Camada superficial sólida que circunda a Terra. Tem, em média, de 30 a 40 km deespessura, mas pode ser bem mais fina ou chegar a até 70km.• Manto - Camada viscosa logo abaixo da crosta. É formada por vários tipos de rochas que, devidoàs altas temperaturas, encontram-se em um estado complexo que mistura materiais fundidos esólidos e recebe o nome de magma. Vai até os 2900 km de profundidade e possui temperaturassuperiores aos 2000ºC, portanto todos os matérias nesta camada estão em estado pastoso.• Núcleo - É a parte central do planeta. Acredita-se que seja formado por metais como ferro eníquel em altíssimas temperaturas chegando aos 6.000ºC. Possui duas partes:• Núcleo externo: Líquido – de 2900 a 5150 km.• Núcleo interno: Sólido, devido à altíssima pressão, apesar da elevada temperatura– até 6371 km.
  • GRAU GEOTÉRMICO• Grau geotérmico é o numero de metros que penetramos na camada terrestrepara que a temperatura aumente 1ºC.• Foi descoberto que a cada 33 metros a temperatura aumenta 1ºC.
  • AS PLACAS TECTÔNICAS• Placas Tectônicas são porções da crosta terrestre (litosfera) limitadas por zonas de convergênciaou divergência.• Segundo a Teoria da “Tectônica das Placas”, a litosfera é constituída de placas que semovimentam interagindo entre si, o que ocasiona uma intensa atividade geológica, resultandoem terremotos e vulcões nos limites das placas.• Atualmente considera-se a existência de 12 placas principais que podem se subdividir em placasmenores. Elas são: Placa Eurasiática, Placa Indo-Australiana, Placa Filipina, Placa dos Cocos, Placado Pacífico, Placa Norte-Americana, Placa Arábica, Placa de Nazca, Placa Sul-Americana, PlacaAfricana, Placa Antártica e Placa Caribenha.
  • A separação dos continentes apresentam duas teorias, criacionista e evolucionista. Em 1915 um cientistachamado Alfred Wegener criou uma teoria chamada Deriva Continental. Para ele os continentes atuais sedesprenderam do continente primitivo chamado de Pangeia (grego).Criacionista: levam em consideração a criação da Terra e afirmam que a separação ocorreu por causa dodilúvio.Evolucionista: sustenta que por fortes pressões naturais do interior da Terra, a crosta se rompeu em diversospontos. A separação continua até hoje, se movendo por ano de um a dez cm.
  • As Placas Tectônicas são responsáveis por fenômenos que ocorrem com uma certa frequência nasuperfície da Terra como terremotos e vulcões. No chamado piso oceânico poderemos encontrar oslimites entre as placas, em algumas delas ocorrerão choques e causaram abalos sísmicos podendomovimentar enormes quantidades de águas, formando gigantescas ondas, chamadas de Tsunamis.
  • • A dorsal meso-atlântica é uma cordilheira submarina que se estende sob o Oceano Atlântico e oOceano Ártico, os pontos mais elevados desta cordilheira emergem em vários locais, formandoilhas.
  • Nas zonas de subducção, duas placas se encontram emsentidos opostos causando o movimento de uma dela parabaixo da outra provocando a submersão, este atrito gera calore faz que o material ali fique pastoso novamente alimentandoassim os vulcões da região.Quando duas placas se encontram pode ocorrer uma colisãochamada de obdução, provocando transformações napaisagem, como, a formação de cadeias montanhosas porexemplo a cordilheiras do Himalaia.
  • Também pode ocorrer que duas placas estejam deslizando lateralmente, estemovimento produz uma grande liberação de energia resultando em terremotos.
  • TECTONISMO: É um termo geral relativo a todos os movimentos da crosta terrestre com origem emprocessos tectónicos. Naqueles incluem-se a formação de bacias oceânicas, continentes, planaltos ecordilheiras.VULCÕES: É uma estrutura geológica criada quando o magma, gases e partículas quentes (como cinzavulcânica) "escapam" para a superfície1 . Eles ejetam altas quantidades de poeira, gases e magma. Sãofrequentemente considerados causadores de poluição natural. Tipicamente, os vulcões apresentamformato cónico e montanhoso. A erupção de um vulcão pode resultar num grave desastre natural, talcomo outros eventos naturais, as erupções são imprevisíveis e causam danos indiscriminados. Entre outros,tendem a desvalorizar os imóveis localizados em suas vizinhanças, prejudicam o turismo, interrompem otráfego aéreo e consomem a renda pública e privada em reconstruções.
  • ABALOS SÍSMICOS: Abalo sísmico ou terremoto é um tremor da superfície terrestre produzido por forçasnaturais situadas no interior da crosta terrestre e a profundidades variáveis. Os abalos são causados pelochoque de placas rochosas situadas a profundidades que vão desde 50 até 900 km abaixo do solo. Outrosfatores considerados são deslocamentos de gases como o metano e as atividades vulcânicas.Entre as consequências de um abalo sísmico citamos:• Vibração do solo com intensidades variada• Abertura de falhas• Deslizamento de terra• Tsunamis• Mudanças na rotação da TerraAs consequências de um abalo sísmico normalmente acarretam ao homem, ferimentos, mortes, prejuízosfinanceiros e sociais, desabamento de construções, destruição entre outros.Para medir a dimensão dos abalos sísmicos é utilizada uma escala. A mais usada é a do sismólogo CharlesFrancis Richter. Sua escala varia de 0 a 9 graus e calcula a energia liberada pelos tremores. Outra escalabastante utilizada é a Mercalli, que mede os terremotos pela extensão dos danos. Essa escala se divide em12 categorias de acordo com sua intensidade.
  • ROCHAS E MINERAISOs minerais são substâncias encontradas na natureza, formados por uma composição químicaequilibrada, resultante de milhões de anos de processos inorgânicos (ação do calor, pressão, etc.). Amaioria dos minerais é sólido, como feldspato, mica, quartzo, mas há alguns líquidos, como a água e omercúrio.As rochas são formadas por dois ou mais minerais agrupados. Existem três classificações para as rochas,de acordo com a sua formação: ígneas, sedimentares e metamórficas.As rochas ígneas ou magmáticas, como também são chamadas,são formadas pelo magma solidificado expelido por vulcões.Rochas Sedimentares, são formadas através da sedimentaçãode partículas de outras rochas existentes ou de materiaisorgânicos. As rochas sedimentares podem ser divididas em trêstipos: detríticas, orgânicas e químicas.Rochas sedimentares detríticas, são formadas por detritos de outras rochas antigas. Como exemplo derocha clástica, existe o Arenito, Tilito, etc.
  • As rochas sedimentares orgânicas são formadas por restosde animais e vegetais mortos, que vão se acumulando emalguns locais, e através de grande pressão e temperatura,dão origem á rochas e minerais como calcário, carvãomineral, petróleo, etc.Rochas químicas são formadas quando o líquido (água)onde os sedimentos de rocha estão dispersos, se tornasaturado. As rochas químicas em geral formam cristais.Ex: calcita, aragonita, dolomita, estalactites eestalagmites.As rochas metamórficas são rochas que sofreramalterações na sua estrutura em decorrência de altaspressões e temperaturas. Exemplos de rochasmetamórficas são o mármore, quartzito (de onde éextraído o quartzo), etc.
  • A EXPLORAÇÃO ECONÔMICA DOS RECURSOS MINERAIS é um termo que abrange os processos,atividades e indústrias cujo objetivo é a extração de substâncias minerais a partir de depósitos ou massasminerais. Podem incluir-se aqui a exploração de petróleo e gás natural e até de água. Como atividadeindustrial, a mineração é indispensável para a manutenção do nível de vida e avanço das sociedadesmodernas em que vivemos. Desde os metais, cerâmicas, combustíveis, plásticos, equipamentoseléctricos e electrónicos, computadores, cosméticos, passando pelas estradas e outras vias decomunicação e muitos outros produtos e materiais que utilizamos ou de que desfrutamos todos os dias,todos eles têm origem na atividade da mineração. Pode-se sem qualquer tipo de dúvida dizer que sema mineração a civilização atual, tal como a conhecemos, pura e simplesmente não existiria, fato doqual a maioria de nós nem sequer se apercebe.A imagem um tanto negativa desta atividade junto da sociedade em geral, sobretudo nas últimasdécadas, deve-se sobretudo aos profundos impactos que ela pode ter no ambiente (sobretudo osnegativos) e que têm sido a causa de numerosos acidentes ao longo dos tempos.Por último, não nos podemos esquecer que a capacidade desta atividade em fornecer à sociedade osmateriais que esta necessita não é infinita, pois muitos dos recursos minerais explorados são, pelocontrário, bastante finitos.MINERAIS METÁLICOS: Minerais metálicos: que contém em sua composição elementos físicos e químicosde metal, que possibilitam uma razoável condução de calor e eletricidade. Exemplos: Ferro, alumínio emanganês.
  • MINERAIS NÃO METÁLICOS: Minerais não metálicos: minériosque não contém em sua composição propriedadesde metal. Exemplos: diamante, calcário e areia, dentreoutros.O urânio é por si mesmo um elemento tóxico, afetandoprincipalmente os rins. Isso acontece quando se maneja seusminerais. Além disso, tanto seus minerais como aqueles detório, apresentam basicamente três tipos de riscos devido asua radioatividade. Esses riscos são a irradiação externa, airradiação interna por ingestão e a irradiação interna porinalação dos produtos de fissão do radônio.