Your SlideShare is downloading. ×
Portfólio de Alex Sartori
Portfólio de Alex Sartori
Portfólio de Alex Sartori
Portfólio de Alex Sartori
Portfólio de Alex Sartori
Portfólio de Alex Sartori
Portfólio de Alex Sartori
Portfólio de Alex Sartori
Portfólio de Alex Sartori
Portfólio de Alex Sartori
Portfólio de Alex Sartori
Portfólio de Alex Sartori
Portfólio de Alex Sartori
Portfólio de Alex Sartori
Portfólio de Alex Sartori
Portfólio de Alex Sartori
Portfólio de Alex Sartori
Portfólio de Alex Sartori
Portfólio de Alex Sartori
Portfólio de Alex Sartori
Portfólio de Alex Sartori
Portfólio de Alex Sartori
Portfólio de Alex Sartori
Portfólio de Alex Sartori
Portfólio de Alex Sartori
Portfólio de Alex Sartori
Portfólio de Alex Sartori
Portfólio de Alex Sartori
Portfólio de Alex Sartori
Portfólio de Alex Sartori
Portfólio de Alex Sartori
Portfólio de Alex Sartori
Portfólio de Alex Sartori
Portfólio de Alex Sartori
Portfólio de Alex Sartori
Portfólio de Alex Sartori
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

×
Saving this for later? Get the SlideShare app to save on your phone or tablet. Read anywhere, anytime – even offline.
Text the download link to your phone
Standard text messaging rates apply

Portfólio de Alex Sartori

2,562

Published on

Portfólio de Alex Sartori com os principais projetos desenvolvidos nas disciplinas da FAU-USP entre 2009 e 2011.

Portfólio de Alex Sartori com os principais projetos desenvolvidos nas disciplinas da FAU-USP entre 2009 e 2011.

Published in: Career
0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total Views
2,562
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0
Actions
Shares
0
Downloads
52
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

Report content
Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
No notes for slide

Transcript

  • 1. portifólioalex sartori
  • 2. Alex Sartoricontatoalexo.sartori@gmail.comFormação acadêmica:Graduado em Arquitetura pelaFaculdade de Arquitetura e Urbanismo - USP (2007 - 2012)Atividades acadêmicas:Monitor da disciplina AUP0652 – Planejamento da paisagem FAU USP (Professor Silvio Macedo) Fevereiro de 2009 – Julho de 2009Monitor da disciplina AUP0650 – Arquitetura da paisagem FAU USP (Professor Silvio Macedo) Agosto de 2009 – Dezembro de 2009Pesquisa (Bolsa da Pró-Reitoria da Universidade de São Paulo) “Análise de uma realidade – O Morro da USP comofoco de intervenção” Dezembro 2008 – Março 2009. ConcluídoPesquisa (Bolsa de iniciação científica – FUPAM) “Aspectos da relação homem-espaço” Novembro 2009 – Dezembro 2010. ConcluídoMenção honrosa - 7ª Bienal Internacional de Arquitetura de SãoPaulo Concurso internacional de escolas de arquitetura Projeto: “Re-visões: São Paulo das águas”Experiência:2010 - 2011: Estágio - Tibério Construções e Incorporações.2011 - 2012: Estágio - BAU ArquiteturaAtividades extra curriculares:- Coordenador da Equipe de Criação da ONG Teto-Brasil (2011 -atual) Coordenação de equipe para elaboração de materiaisgráficos para divulgação e atividades da ONG.
  • 3. alex sartori edifício planejamento habitação à rua São Domingos - Bexiga programa: Praça da República comércio, habitações de 75m² quando: 2009 descrição: Um pequeno terreno, de apenas 618m², entre o Bixiga e o Centro histórico de São Paulo, fechado por uma empena cega em uma das laterais e por uma fachada com janelas noutra lateral. Ocupamos a faixa junto à rua São Domingos para deixar um vazio antes das janelas do edifício vizinho, assim como deixar livre a esquina através do uso de dois pilotis, Anhangabaú ampliar a calçada para dentro do lote e criar uma pequena área pública, parcialmente coberta. A partir do 6º andar uma interrupção construída pela retirada de uma das unidades, na mesma altura do Lote de intervenção edifício vizinho. Cada pavimento possui duas unidades de um andar e outra duplex,com salas e cozinha integradas para melhor aproveitar os 75m². Ao norte, a varanda com venezianas móveis. Para dar acesso às unidades, corredores abertos, como que fossem calçadas elevadas. Praça da Sé
  • 4. alex sartori edifício planejamento habitação à rua São Domingos - Bexiga A A Térreo 0 1 5
  • 5. alex sartori edifício planejamento habitação à rua São Domingos - Bexiga A A Pavimentos 1, 3 e 5 (Duplex inferior) 0 1 5
  • 6. alex sartori edifício planejamento habitação à rua São Domingos - Bexiga A A Pavimentos 2 e 4 (Duplex superior) 0 1 5
  • 7. alex sartori edifício planejamento habitação à rua São Domingos - Bexiga A A Pavimentos 6 e 8 (Duplex superior) 0 1 5
  • 8. alex sartori edifício planejamento habitação à rua São Domingos - Bexiga A A Pavimento 7 (Duplex inferior) 0 1 5
  • 9. alex sartori edifício planejamento habitação à rua São Domingos - Bexiga Corte A 0 1 5
  • 10. alex sartori edifício planejamento habitação à rua São Domingos - Bexiga
  • 11. alex sartori edifício planejamento habitação à rua São Domingos - Bexiga
  • 12. alex sartori edifício planejamento equipamento de lazer e cultura - butantã programa: Teatro, foyer, salas de múltiplo uso, restaurante popular, biblioteca, sala multimídia, sala de jogos, salão infantil, Cidade Universitária salas de administração, ginásio poli-esportivo, piscina semi-olímpica, sala de ginástica quando: 2010 descrição: O Bairro do Butantã é o primeiro núcleo do eixo da rua da Consolação e Av. Rebouças a oeste do rio Pinheiros, de onde partem estradas para Osasco, Sorocaba e Rio Pinheiros Curitiba, por isso se configura como ponto nodal. A Av. Vital Brasil concentra o comércio e serviço da região, envolta por residências. Para a vizinha USP, o acesso é restrito em alguns períodos, seus portões o distanciam da cidade e a dispersão de edifícios compromete a complementariedade do usos. O novo equipamento proposto tem relação mais íntima com a cidade e provê à população aquilo que a USP restringe a seus professores, funcionários e estudantes. Isso já desde a implantação, que buscou interromper a Quadra de intervenção continuidade das fachadas, criando um vazio para marcar o lugar, pelo qual se opõe dois blocos de gabaritos semelhantes, conectados por uma marquise, um esportivo e outro cultural. Pontes Eusébio Matoso Neste último o recuo dos vedos com relação aos e Bernardo Goldfarb pavimentos superiores extende a calçada e lhe dá cobertura. No interior um grande vazio permite que se mantenha contato visual entre os 3 pavimentos ao redor do qual se distribuem as atividades. O térreo abriga tudo que pode atrair e receber os visitantes: teatro, restauran- te, foyer e convivência. A biblioteca encontra-se no ponto mais alto para expor à rua seus livros.
  • 13. alex sartori edifício planejamento equipamento de lazer e cultura - butantã B A A Subsolo B 0 5 25
  • 14. alex sartori edifício planejamento equipamento de lazer e cultura - butantã B A AA Térreo B 0 5 25
  • 15. alex sartori edifício planejamento equipamento de lazer e cultura - butantã B A A 1º pavimento B 0 5 25
  • 16. alex sartori edifício planejamento equipamento de lazer e cultura - butantã B A A 2º pavimento B 0 5 25
  • 17. alex sartori edifício planejamento equipamento de lazer e cultura - butantã Corte A0 5 25 Corte B 0 5 25
  • 18. alex sartori edifício planejamento equipamento de lazer e cultura - butantã
  • 19. alex sartori edifício planejamento equipamento de lazer e cultura - butantã
  • 20. alex sartori edifício planejamento biblioteca e anexo - Amparo, SP programa: reorganização e ampliação da Biblioteca de Amparo quando: 2011 descrição: Biblioteca Amparo localiza-se no interior do Estado de São Paulo, com apenas 60 mil habitantes. Sua origem remonta ao século XIX, de quando trás diversas de suas edificações, Lote de intervenção cujos maiores exemplares se encontram próximos à igreja Matriz. Um desses edifícios é a Bibliotea Pública, a maior da cidade, já com claros sinais de falta de espaço. Abriga acervo bibliográfico e uma reduzida rede de acesso a computadores além de algumas poucas cadeiras para leitura. Algumas intervenções recentes para aumentar sua capacidade distoam completamente e comprometem as características originais do edifício. Realizou-se um plano de distribuição de atividades pelos edifícios do largo da Matriz, considerado como praça central de conexão de diversos usos próximos e que pudessem-lhe atribuir maior vitalidade. Dessa forma, criou-se um centro de dança e música, um pequeno teatro e um centro de computação nos imóveis vazios ou subutilizados, complementares à biblioteca e que se somaram ao comércio e serviços existentes. Igreja Matriz Para o restauro da Biblioteca histórica foram considera- das a remoção dos elementos distoantes e redução do acervo (transferido para o anexo) de forma a permitir maior legibilidade de seu interior, assim como a abertura do quintal ao público e intervenção mínima; inseriu-se salas de trabalho e leitura. Para o anexo projetou-se um auditório, além de soluções para os problemas de acessibilidade.
  • 21. alex sartori edifício planejamento biblioteca e anexo - Amparo, SP Térreo - Situação 0 1 5
  • 22. alex sartori edifício planejamento biblioteca e anexo - Amparo, SP Subsolo - Situação 0 1 5
  • 23. alex sartori edifício planejamento biblioteca e anexo - Amparo, SP B B A A Térreo proposto 0 1 5
  • 24. alex sartori edifício planejamento biblioteca e anexo - Amparo, SP B B A A Subsolo Proposto 0 1 5
  • 25. alex sartori edifício planejamento biblioteca e anexo - Amparo, SP Corte A 0 1 5 Corte B 0 1 5
  • 26. alex sartori edifício planejamento biblioteca e anexo - Amparo, SP
  • 27. alex sartori edifício planejamento Metrô - São Paulo programa: 300 Km de linhas de Metrô quando: 2011 descrição: Todo o desenvolvimento da cidade durante o final do século XIX e XX se baseou na ferrovia e nas linhas de bonde, que conduziram o processo de crescimento até pelo menos a décadade de 1960, quando o automóvel ganhou prioridade. A adaptação da cidade, que se desenvolveu sobre trilhos, ao sistema rodoviário foi completamente ineficaz; em nenhum lugar do mundo existe algum exemplo de sucesso. Já se tornou lugar comum dizer que o metrô é a alternativa que pode trazer maiores benefícios, e não só à redução do tráfego, mas também como reorganizador do território. Para o traçado dos 300Km apresentados a seguir foi considerado o volume de viagens entre as zonas tabelado na Pesquisa de Origem e Destino de 2007, cujo gráfico se encontra ao lado, além de características morfológicas, sociais e econômicas, como relevo, transposição de rios, tempo médio de viagens por modos distintos, dependência ou não do transporte coletivo, densidade de empregos e de habitantes. Além disso também foram consideradas questões de desenvolvimento histórico, como pontos que deram origem aos atuais bairros, como Pinheiros, Butantã, Penha, Lapa, Santo Amaro, o ABC, e outros. Outro fator importante é a realização de conexões não existentes ou deficiêntes entre bairros, como no sentido norte-sul na zona Leste. Assim como a formação de uma rede, que permita ao usuário trocar de direção e ter maisLinhas com maior volume de desejo de viagens de uma opção para chegar a um destino.
  • 28. alex sartori edifício planejamento Metrô - São Paulo Malha metro-ferroviária existente
  • 29. alex sartori edifício planejamento Metrô - São Paulo Malha proposta (300km)
  • 30. alex sartori edifício planejamento TFG - Mooca entre passado e Futuro Trabalho Final de Graduação quando: 2012 descrição: Os bairros Brás, Mooca e Ipiranga estão passando por um período de transformações de uso, das antigas idústrias para principalmente, condomínios verticais fechados. Dentro deste área está um antigo desvio ferroviário que ainda não passa pelo mesmo processo e o uso industrial é predominante ainda. Todavia o cenário de transformação é factual. Assim, o projeto elaborado coloca-se como uma proposição de condução desta tranformação para que não se apague uma parte importante da memória paulistana e para que novos usos possam ser acrescidos sem prejuízos e sem que a indústria tenha que ser removida. Para isso foram consideradas mudanças nas matrizes do transporte de cargas, que volta a ter a ferrovia como predominante, articulada com a hidrovia, de forma que se possa reduzir a dependência do caminhão e tornar essa indústria que permanece dentro da cidade competi- tiva com relação àquelas que estão se instalando na área macrometropolitana. Os novos edifícios ocupam principalmente vazios e substituem algumas indústrias antigas. Foram dispostos em lâminas ou blocos, abertos ou semi-abertos de forma que se crie uma circulação de pedestres e ciclistas sem necessidade de criar numerosas ruas, o que teria um grande impacto sobre o patrimônio edificado. Os gabaritos só ultrapassam os 10 pavimentos em três casos, quando torres de 30 andares marcam o encontro dos principais rios. Ainda assim, no geral são edifícios que em geral tem 6 ou 7 pavimentos.
  • 31. alex sartori edifício planejamentoPLANTA DOS PAVIMENTOS TÉRREOS Edifícios propostos Rio Largos e pátios internos 0 Setores 0 75 300 mImagem aérea: Google Earth Praças e orla fluvial
  • 32. alex sartori edifício planejamento Postos de serviços Estação de Metrô Apenas pedestres e ciclistasCIRCULAÇÃO E EQUIPAMENTOS Educação infantil Mirante Apenas caminhões 0 75 300 m Ensino fundamental Poupatempo Apenas tremImagem aérea: Google Earth Ensino fundamental e médio Trans-porto Ruas compartilhadas com trens UBS Equipamento de esportes
  • 33. alex sartori edifício planejamentoPLANTA DE COBERTURAS Edifícios propostos Rio Largos e pátios internos 0 Setores 0 75 300 mImagem aérea: Google Earth Praças e orla fluvial
  • 34. alex sartori edifício planejamentoGABARITOS PAVIMENTOS 0 75 300 m 2 4 5 6 7 8 9 10 até até 30Imagem aérea: Google Earth 20 25
  • 35. alex sartori edifício planejamento Ampliação 2 Rua projetada 0 30 90 m 2,5 3 2,5 2,5 4,5 15 Ampliação 3 Avenida Presidente Wilson 0 30 90 m 1,5 3,5 3 3 4 4 3 3 3,5 1,5 3 15 15 Ampliação 1 3 1,5 3 6 3 1,5 3 3 4,5 3 1 3,5 2,5 2,5 3 3 3 4,5 3 1 3,5 2,5 2,5 3 3 Avenida do Estado - Rio Tamanduateí - Orla fluvial 15 20 20 0 30 90 m 2,5 3 1 3,5 2,5 2,5 3 Ampliação 4 Ampliação 5 Ampliação 6 18 Rua projetada - canteiro central Avenida Henry Ford Rua projetada 0 30 90 m 0 30 90 m 0 30 90 m CORTE A e ampliações 0 10 30 m Ampliação 2 Avenida Presidente Wilson 0 30 90 m 2,5 3 1 8,5 3 18 1,5 3,5 3 3 4 4 3 3 3,5 1,5 3 15 15 Ampliação 3 2,5 3 1 3,5 2,5 2,5 3 3 4 3,5 2,5 2,5 3 3 2,5 3 1 8,5 3 1,5 3 6 3 1,5 Rua projetada com circulação de trens 18 18,5 18 15 Ampliação 1 0 30 90 m Avenida do Estado - Rio Tamanduateí - Orla fluvial 0 30 90 m Ampliação 4 Ampliação 5 Ampliação 6 Ampliação 7 Rua Cardiriri Rua Rua projetada, com circulação de trens Avenida Dianópolis Rua projetada, com canteiro central 0 30 90 m 0 30 90 m 0 30 90 m 0 30 90 m 3 3 4 5 3 3 15CORTE B e ampliações0 10 30 m
  • 36. alex sartori edifício planejamento 3 4 5 3 3 3 4,5 3 1 3,5 2,5 2,5 3 3 3 2 3 1 3,5 2,5 2,5 2 3 3,5 7 2 3,5 2,5 2,5 2 7 4,20 4,8 3,5 2,5 2,5 2 15 20 16,50 34,20 14,50 Ampliação 1 Ampliação 2 Ampliação 3 Ampliação 4 Ampliação 5 Rua projetada - acesso de trens Rua João Padilha (prolongamento) Rua projetada Avenida Presidente Wilson - trecho portuário Avenida do Estado - trecho de beira-lago 0 30 90 m 0 30 90 m 0 30 90 m 0 30 90 m 0 30 90 m CORTE C e ampliações 0 10 50 m 2 3,5 2,5 2,5 1 3 11,25 4,5 2,5 2,5 3,5 2 25,75 15 2,5 2,5 2,5 3 4,5 3 4,5 3 1 3,5 2,5 2,5 3 3 2,5 2,5 2,5 3 4,5 15 20 15 Ampliação 1 Ampliação 2 Ampliação 3 Ampliação 4 Rua projetada Avenida Henry Ford (prolongamento) Rua projetada Avenida Dr. Francisco Mesquita - Rio Tamanduateí (trecho de praça) 0 30 90 m 0 30 90 m 0 30 90 m 0 30 90 m CORTE D e ampliações 0 10 50 m

×