Perspectivas das Economias Mundial e Brasileira

  • 226 views
Uploaded on

 

  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Be the first to comment
    Be the first to like this
No Downloads

Views

Total Views
226
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
1

Actions

Shares
Downloads
6
Comments
0
Likes
0

Embeds 0

No embeds

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
    No notes for slide

Transcript

  • 1. 1 1 
Guido
Mantega
Ministro da Fazenda Audiência
Conjunta
na
Câmara
dos
Deputados
Brasília,
26
de
junho
de
2013
Perspec2vas
das
economias
mundial
e
brasileira

  • 2. 2 

A
economia
mundial
mostra
sinais
controversos
e
nos
apresenta
novas
dificuldades
EUA:
 Lenta recuperação econômica  Bons indicadores de emprego e do setor imobiliário  Fonte:
Bradesco
e
Bloomberg
Elaboração:
Ministério
da
Fazenda

  • 3. 3 

Europa:
estratégia
de
austeridade
fiscal
impede
recuperação
consistente
 Con<nua recessão  Mercado de trabalho estagnado   Desemprego
na
zona
do
euro
PIB
na
zona
do
euro
Fonte:

Bloomberg
Elaboração:
Ministério
da
Fazenda

  • 4. 4 

China:
novas
dificuldades
 Desaceleração econômica   Desajustes no setor financeiro: créditos não‐bancários  Fonte:
Bradesco
e
Bloomberg
Elaboração:
Ministério
da
Fazenda

  • 5. 5 Crescimento
do
comércio
mundial
(quantum),
em
%
a.a.
Fonte:
FMI Elaboração:
Ministério
da
Fazenda


Ligeira
melhora
do
comércio
mundial
*
Projeção

  • 6. 6   Elevação dos juros dos Treasuries   Valorização do dólar   Saída de capitais e bolsa ‐ desvalorização cambial   Con<nua grande volume de liquidez internacional Desa2vação
dos
esNmulos
monetários
nos
EUA

  • 7. 7 Variação
das
moedas
em
relação
ao
dólar
norte‐americano,
em
índice
(12
de
junho
de
2013
=
100)
Fonte:
Bloomberg

Elaboração:
Ministério
da
Fazenda
Moedas
se
depreciam
em
relação
ao
dólar
dos
EUA

  • 8. 8 Variação
das
bolsas
de
valores,
em
índice
(12
de
junho
de
2013
=
100)
Fonte:
Bloomberg
Elaboração:
Ministério
da
Fazenda
Forte
recuo
das
bolsas
nos
úl2mos
dias

  • 9. 9   A estratégia
de
desenvolvimento dos úl<mos dez anos gerou as condições para o enfrentamento de uma crise prolongada: •   Crescimento mais forte do PIB: 3,6% ao ano entre 2003 e 2012 •   Crescimento do inves<mento: 6,1% ao ano entre 2003 e 2012 •  Consolidação do mercado interno •   Solidez fiscal e financeira •  Controle da inflação Brasil
está
preparado
para
enfrentar
mais
um
capítulo
da
crise
internacional

  • 10. 10 Estratégia
de
desenvolvimento
fortalece
os
fundamentos
da
economia
Comparação
com
dezembro
de
2002
e
agosto
de
2008
Fonte:
BCB
Elaboração:
Ministério
da
Fazenda

IED
–
Inves2mento
Estrangeiro
Direto

  • 11. 11 Solidez
do
sistema
financeiro
brasileiro
Fonte:
BCB
Elaboração:
Ministério
da
Fazenda

Em
%

  • 12. 12 Aceleração
do
crescimento
Ranking
do
PIB
dos
países,
em
US$
trilhões
(PPP)
Fonte:
FMI

Elaboração:
Ministério
da
Fazenda


  • 13. 13 Novos
postos
de
trabalho,
em
milhões
Fonte:
RAIS
e
CAGED/MTE
Elaboração:
Ministério
da
Fazenda

Geração
recorde
de
empregos
formais
*
Dados
do
Caged,
inclusive
declarações
fora
do
prazo.
**
Dados
do
Caged,
acumulado
em
12
meses
até
maio
de
2013.


  • 14. 14 Taxa
de
desemprego
aberto,
em
%
da
população
economicamente
a2va

Fonte:
PME
Elaboração:
Ministério
da
Fazenda


Redução
sustentável
do
desemprego

  • 15. 15 Fonte:
IBGE
e
Banco
Central
do
Brasil


Elaboração:
Ministério
da
Fazenda


Inflação
sob
controle
  IPCA,
em
%
a.a.

  • 16. 16 Fonte:
IBGE


Elaboração:
Ministério
da
Fazenda


Comportamento
do
IPCA
mensal
  IPCA,
em
%
a.m.

  • 17. 17 Resultado
do
setor
público
consolidado*,
em
%
do
PIB
Fonte:
Banco
Central
do
Brasil
e

Ministério
da
Fazenda
Elaboração:
Ministério
da
Fazenda
*
Para
valores
anteriores
a
2002,
a
série
histórica
do
Setor
Público
Consolidado
inclui
Petrobrás
e
Eletrobrás.
**
Projeções

Polí2ca
fiscal
sólida:
compromisso
de
todos
PACTO
PELA
RESPONSABILIDADE
FISCAL

  • 18. 18 Fonte:
Ministério
da
Fazenda
Elaboração:
Ministério
da
Fazenda
Bom
resultado
fiscal
em
maio
No
mês
de
maio,
o
superávit
primário
do
Governo
Central
foi
de
R$
6,0
bilhões.
É
o
maior
resultado
para
o
mês
de
maio
da
série.

  • 19. 19 Receitas
e
benekcios
da
previdência,
em
R$
bilhões
e
%
do
PIB
Três
maiores
despesas
do
Governo

Central
sob
controle:
previdência
Fonte:
Ministério
da
Fazenda Elaboração:
Ministério
da
Fazenda
*
Projeção

  • 20. 20 Despesas
com
pessoal
e
encargos
sociais,
em
%
do
PIB
Despesas
com
pessoal
estáveis
Fonte:
Ministério
da
Fazenda
Elaboração:
Ministério
da
Fazenda
*
Projeção

  • 21. 21 Em
%
do
PIB
Despesas
com
juros
da
dívida
pública
declinantes
Fonte:
Ministério
da
Fazenda
Elaboração:
Ministério
da
Fazenda
*
Projeção

  • 22. 22 Em
%
do
PIB

Fonte:
FMI
(Fiscal Monitor)
e
Banco
Central
do
Brasil

Elaboração:
Ministério
da
Fazenda
Brasil
tem
resultado
primário
elevado
na
comparação
internacional
*
Projeções
FMI

  • 23. 23 Dívida
líquida
do
setor
público,
em
%
do
PIB
Fonte:

Banco
Central
do
Brasil
e

Ministério
da
Fazenda
Elaboração:
Ministério
da
Fazenda


Dívida
do
setor
público
em
declínio
*
Projeção

  • 24. 24   Nova matriz macroeconômica, sem alterar fundamentos: o  Juros e spreads mais baixos (não é a SELIC) o  Taxa de câmbio compe<<va o  Redução de tributos e custos o Grande programa de inves<mentos   Aumentar compe<<vidade   Vai garan<r crescimento nos próximos anos  Nos
úl2mos
dois
anos,
o
Governo
reforçou
a
estratégia
de
desenvolvimento

  • 25. 25 Fonte:

EPL,
EPE
e
MME
Elaboração:
Ministério
da
Fazenda
Programa
de
Infraestrutura

  • 26. 26 Fonte:
IBGE
Elaboração:
Ministério
da
Fazenda


Resultados
já
estão
aparecendo
PIB,
1º
tri
de
2013
contra
4º
tri
de
2012,
com
ajuste
sazonal,
em
%

  • 27. 27 Fonte:
Bloomberg
Elaboração:
Ministério
da
Fazenda

Desempenho
do
Brasil
no
início
de
2013
PIB,
1º
tri
de
2013
contra
4º
tri
de
2012,
com
ajuste
sazonal,
em
%

  • 28. 28 ‐1,3
1,5
‐1,3
0,2
‐0,5
‐1,9
‐0,9
0,6
 0,6
‐2,1
1,6
‐0,9
‐0,7
‐0,8
0,4
 0,5
1,7
‐0,7
0,8
‐1,3
0,0
2,7
‐2,4
0,8
1,8
‐3,0
‐2,0
‐1,0
0,0
1,0
2,0
3,0
abr/11
mai/11
jun/11
jul/11
ago/11
set/11
out/11
nov/11
dez/11
jan/12
fev/12
mar/12
abr/12
mai/12
jun/12
jul/12
ago/12
set/12
out/12
nov/12
dez/12
jan/13
fev/13
mar/13
abr/13
Segundo
trimestre
começa
bem:
Indústria
Fonte:
IBGE Elaboração:
Ministério
da
Fazenda


Pesquisa
Industrial
Mensal
(PIM),
variação
mensal
contra
mês
anterior,
com
ajuste
sazonal,
em
%


  • 29. 29 ‐4,4
2,3
‐1,0
1,4
 0,9
‐4,9
‐2,7
2,0
3,1
‐17,9
5,0
1,3
 0,5
‐1,4
1,2
 1,3
0,2
‐0,4
1,0
‐0,1
‐1,9
9,3
1,7
 0,7
3,2
‐20,0
‐15,0
‐10,0
‐5,0
0,0
5,0
10,0
15,0
abr/11
mai/11
jun/11
jul/11
ago/11
set/11
out/11
nov/11
dez/11
jan/12
fev/12
mar/12
abr/12
mai/12
jun/12
jul/12
ago/12
set/12
out/12
nov/12
dez/12
jan/13
fev/13
mar/13
abr/13
Produção
Industrial
de
Bens
de
Capital
Fonte:
IBGE Elaboração:
Ministério
da
Fazenda

PIM‐BK,
variação
mensal
contra
mês
anterior,
com
ajuste
sazonal,
em
%


  • 30. 30 Fonte:
PIMES‐IBGE Elaboração:
Ministério
da
Fazenda


Recuperação
da
produ2vidade
do
trabalho
Índice
de
produ2vidade
do
trabalho
na
indústria
geral
(Produção
/
Horas
Totais
Pagas),
variação
acumulada
em
doze
meses,
em
%

  • 31. 31 Pesquisa
Mensal
do
Comércio,
vendas
no
comércio
varejista
restrito
e
ampliado,
com
ajuste
sazonal,
em
%
a.
m.

Fonte:
PMC‐IBGE
Elaboração:
Ministério
da
Fazenda

Comércio
varejista
cresce
moderadamente

  • 32. 32 Pesquisa
Mensal
do
Comércio,
vendas
no
comércio
varejista
restrito
e
ampliado,
em
%,
acumulado
em
doze
meses

Fonte:
IBGE
Elaboração:
Ministério
da
Fazenda

Comércio
varejista
cresce
moderadamente

  • 33. 33 Crédito
em
desaceleração



Fonte:
Banco
Central
do
Brasil
Elaboração:
Ministério
da
Fazenda

Variação
nominal
do
saldo
em
%
–
acumulado
em
12
meses 
  • 34. 34  


Maior
IPO
do
mundo
em
2013:
BB
Seguridade
o 


Oferta no valor total de R$ 11,4 bilhões o      Demanda total: 3 vezes o tamanho da oferta o      Par<cipação de 240 inves<dores ins<tucionais, incluindo principais inves<dores globais  


11ª
rodada
de
licitação
de
petróleo
e
gás
o  



Valor recorde de bônus de assinatura pelas concessões: R$ 2,8 bilhões  


Captação
da
Petrobras
o  



Emissão de US$ 11 bilhões o      Maior captação já realizada por empresa de mercado emergente  
Inves2mento
direto
estrangeiro
o  Ingressos líquidos de US$ 22,9 bilhões (jan‐maio de 2013) 
Eventos
recentes
reforçam
a
confiança
na
economia

  • 35. 35 Brasil
atrai
interesse
de
inves2dores
dos
EUA
Pesquisa
realizada
pela
Câmara
Americana
do
Comércio
com
92
companhias
dos
EUA
mostra
inves2dores
o2mistas
com
o
Brasil

Fonte:
Câmara
Americana
de
Comércio
‐
AMCHAM
Elaboração:
Ministério
da
Fazenda


  • 36. 36 Fonte:
Ministério
da
Fazenda
Elaboração:
Ministério
da
Fazenda
Governo
realiza
captação
com
menor
spread
da
história
Taxa
de
emissão
(%
a.a.)
dos
Ntulos
globais
de
10
anos

  • 37. 37 “De
agora
até
o
fim
de
2014,
sua
vida
vai
melhorar?”,
Pesquisa
Vox Populi/Carta Capital
realizada
entre
7
e
11
de
junho. Fonte:
Revista
Carta
Capital
de
26/6/2013,
p.
40.
Elaboração:
Ministério
da
Fazenda
Maioria
da
população
mantém
confiança
no
futuro

  • 38. 38 38