Your SlideShare is downloading. ×
  • Like
2013_3º AIE_PAULO_HENRIQUE_POSSAS - SAC
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

×

Now you can save presentations on your phone or tablet

Available for both IPhone and Android

Text the download link to your phone

Standard text messaging rates apply

2013_3º AIE_PAULO_HENRIQUE_POSSAS - SAC

  • 336 views
Published

 

  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Be the first to comment
    Be the first to like this
No Downloads

Views

Total Views
336
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0

Actions

Shares
Downloads
37
Comments
0
Likes
0

Embeds 0

No embeds

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
    No notes for slide

Transcript

  • 1. SECRETARIA DE AVIAÇÃO CIVILResultados da Ação da CONAERO no Setor AéreoSão Paulo, 24 de maio de 2013
  • 2. Agenda•Manual de Operações para a Copa das Confederações•Demanda e Capacidade•Exemplo de Fluxo e Simulações2. PRODUTO 1: PLANEJAMENTOPARA OS GRANDES EVENTOS•Abrangência da pesquisa•Principais Resultados3. PRODUTO 2: GESTÃO PORINDICADORES DE DESEMPENHO• Abrangência e apresentação dos resultados•CONAERO•Autoridades Aeroportuárias1. GOVERNANÇA DO SETOR•Resultados finais•Próximas etapas do Projeto (Passageiros): Recife, Salvador ePorto Alegre.4. PRODUTO 3:PROJETO EFICIÊNCIA PASSAGEIROS•Modelo de Solução do Sistema Avançado de identificação dePassageiros.6. PRODUTO 5:INTEGRAÇÃO DOS SISTEMAS•Projeto Cargas Aéreas (H24 e Secure Freight).5. PRODUTO 4:DESBUROCRATIZAÇÃO •PROFAL – Programa Nacional de Facilitação da Aviação Civil
  • 3. SAC/PRANACDECEAOPERADORESAEROPORTUÁRIOSCasa CivilRFBPFVIGIAGROANVISAMPOGComitêsTécnicosCONAERO – Comissão Nacional de Autoridades Aeroportuárias-Decisões em nível Estratégico do Setor-Coordenação das competências dos órgãos e entidades entre aeroportos-Estabelecimento de parâmetros e padrões de desempenho-Definição, orientação e monitoramento do funcionamento das AutoridadesAuxílio àtomada dedecisão emassuntosespecíficosMembrosAutoridade Aeroportuária-Decisões em nível Operacional-Integração entre os órgãos e entidades no aeroporto-Solução de questões operacionais excepcionais-Sugestões à CONAEROORGANIZAÇÃO DO SETOROperaçõesEspeciaisDesburocratizaçãoIndicadores deDesempenhoIntegraçãode Sistemas
  • 4. Autoridades Aeroportuárias Constituídas• Autoridades constituídas em 15 aeroportos: Sul: Porto Alegre e Curitiba Sudeste: Guarulhos, Congonhas, Viracopos, Galeão, Santos Dumont eConfins Nordeste: Salvador, Recife, Natal e Fortaleza Norte: Manaus Centro-oeste: Brasília, Cuiabá
  • 5. Benefícios EsperadosMelhoria nautilização daInfraestruturaFacilidade nacomunicaçãoFórumcentralizadode consultaAçõescoordenadasIntegração deinformaçõesPlanejamentointegradoCONAEROeAutoridadesAeroportuárias
  • 6. Comitê Técnico de Operações Especiais
  • 7. COMITÊ TÉCNICO DE OPERAÇÕES ESPECIAIS Objetivo:Coordenar e implementar ações estratégicas dos órgãos prestadores deserviços públicos nos aeroportos durante os períodos de alta demanda,visando o bom fluxo de passageiros e bens, e otimizando a utilização dainfraestrutura aeroportuária. 2012/2013 Rio +20, Copa das Confederações, Jornada Mundial da Juventude 2014/2016 Copa do Mundo de 2014 e Jogos Olímpicos de 2016ÓRGÃOS ENVOLVIDOSSAC ANAC Casa Civil ANVISA MD MF MJ MAPA MPOG OperadoresAeroportuários
  • 8. Modelo de Planejamento para Grandes EventosTratamento de VIP’sEvento de massa1ª Etapa 2ª EtapaEtapa FinalEstágio A Estágio BRIO+20COPA DASCONFEDERAÇÕESJORNADA MUNDIALDA JUVENTUDECOPA DOMUNDO2014JOGOS OLÍMPICOSE PARALÍMPICOSRIO 2016Rede de Aeródromos Evento de massaTratamento de VIP’sRede de Aeródromos Evento de massaTratamento de VIP’sRede de AeródromosAcessibilidade
  • 9. Manual da Copa das Confederações O Comitê de Operações Especiais (CTOE) elaborou o Planejamento do Setor deAviação Civil para a Copa das ConfederaçõesItem Grupo1 Demanda2 Capacidade3 Legislação4GerenciamentoOperacional5Gerenciamento daInfraestrutura6 Segurança e defesa7 Recursos Humanos8 Treinamentos9 Comunicação social10Melhorias Nível deconfortoComitê Técnico de Operações Especiais
  • 10. Comitê Técnico de Operações EspeciaisMANUAL DE PLANEJAMENTO - COPA DAS CONFEDERAÇÕESINFORMAÇÕES DE DEMANDA PARA O EVENTO E SEUSRESPECTIVOS ESTUDOSObs.:• Valores calculados com base nosdados divulgados pelo Min. do Esporteque considera a venda de ingressosaté o dia 05/03/2013.• Foram considerados como“Locais”, os torcedores que residem amenos de 200 Km do local do jogo.JOGO Data Aeroporto Demanda1 BRA vs JPN 15/6 Brasília 17.9662 MEX vs ITA 16/6Galeão30.950Santos Dumont3 ESP vs URU 16/6 Recife 11.4004 TAH vs NIG 17/6Pampulha15.000Confins5 BRA vs MEX 19/6 Fortaleza 28.3006 ITA vs JPN 19/6 Recife 9.1007 ESP vs TAH 20/6Galeão22.950Santos Dumont8 NIG vs URU 20/6 Salvador 14.0509 ITA vs BRA 22/6 Salvador 24.90010 JPN vs MEX 22/6Pampulha21.800Confins11 NIG vs ESP 23/6 Fortaleza 17.60012 URU vs TAH 23/6 Recife 8.30013 WA vs RB 26/6Pampulha24.150Confins14 WB vs RA 27/6 Fortaleza 25.25015 L13 vs L14 30/6 Salvador 16.50016 W13 vs W14 30/6Galeão46.800Santos Dumont
  • 11. Posições de Pátio Aeroportos Copa das Confederações(homologadas)498Posições de Pátio contingenciais Aeroportos Copa dasConfederações655Capacidade total disponível – Aeroportos Copa dasConfederações1153 (132%)Comitê Técnico de Operações Especiais
  • 12. MANUAL DE PLANEJAMENTO - COPA DAS CONFEDERAÇÕESComitê Técnico de Operações EspeciaisAPRESENTAÇÃO DE FLUXOS, PLANOS DE ESTACIONAMENTO PORAEROPORTO, INFRAESTRUTURA DAS BASES AÉREAS• Aeroportos Alternativos por Cidade SedeFluxo de DesembarqueDoméstico
  • 13. Cronograma deExercícios Simulados22 e 25/0408/0507/0520/0521/0514/05Entidades envolvidas:• SAC/PR• COL/FIFA• Receita Federal• Polícia Federal• ANVISA• VIGIAGRO• ANAC•DECEA• Operadores Aeroportuários INFRAERO INFRAMÉRICA GRU• Simulação das operações de embarque edesembarque Doméstico e Internacional das Seleçõesde Futebol e VIPS(Brasil x Chile)FortalezaRecifeSalvadorBrasíliaBelo HorizonteRio de Janeiro28/05São PauloGRUComitê Técnico de Operações EspeciaisAPRESENTAÇÃO DE PLANEJAMENTO DE TREINAMENTOS ESIMULAÇÕES PARA O EVENTORealizadoRealizadoRealizadoRealizadoRealizadoRealizado
  • 14. Comitê Técnico de Desempenho Operacional
  • 15. Abrangência da Coleta de Dados
  • 16. PERFIL DO PASSAGEIROResultados Gerais10%52%38%FIGURA 02 - TIPO DE TRANSPORTE UTILIZADO ATÉ OAEROPORTOEm conexãoPrivadoPúblicoN: 21216 / 1º trimestre 201360%33%7%FIGURA 04 - MOTIVO DA VIAGEMLazerNegócioOutroN: 21101/ 1º trimestre 201336%33%31%FIGURA 06 - FREQUÊNCIA DE VIAGEM(ÚLTIMOS 12 MESES)0 a 23 a 5Mais de 5N: 21147/ 1ªtrimestre 2013Obs.: 1 viagem = 1 ida + 1 volta43%19%8%5%18%7%FIGURA 05 - FORMA DE CHECK-INBalcãoCheck-in EletrônicoCheck-in Eletrônico eBalcãoConexãoInternetInternet e BalcãoN: 16006 / 1º trimestre 2013
  • 17. 2.252.452.873.053.253.293.393.413.523.603.613.693.743.783.813.823.843.863.863.903.923.923.953.963.973.993.994.054.114.134.144.174.194.194.194.204.244.284.314.314.334.381.001.502.002.503.003.504.004.505.00ValorinstalalimentaçãoValorestabelec.comerciaisCustoestacionamentoInternet/Wi-FiInstal.alimentaçãoEstabelec.comerciaisDisponib.bancos/caixas…Instal.estacionamentoTransppúblicoNegócios/SalaVIPVeloc.restituiçãodebagagemTempofilaimigraçãoTempofilaaduanaConfortoembarqueMédiaDisponib.meio-fioIntegridadebagagemSatisfaçãogeralarptLimpezaWCConfortoacústicoarptAtend/cordialidadefunc…Disponib.WCDisponib.detáxiAtend/cordialidadefunc…ConfortotérmicoarptPainéisinfovoosFacilidadeconexõesDistcaminhadanoterminalTempofilaemigraçãoLimpezageraldoarptTempofilacheck-inguicheSensaçãoprotegidoeseguroTempofilacheck-inautoatend.Facilidadeencontrarcaminho…Disponib.carrinhosbagagemAtend/codialidadefuncdoarptRigorinspsegAtend/cortesiafuncemigraçãoAtend/cortesiafuncinspsegTempofilainspsegEficiênciafunc.check-inAtend/cortesiafunccheck-inFIGURA 09 - MÉDIA GERAL DOS INDICADORES - PERCEPÇÃO DO PASSAGEIROResultados Geraishttp://www.aviacaocivil.gov.br/noticias/2013/05/relatorio-indic-v-geral.pdf
  • 18. 3.46 3.513.704.121.001.502.002.503.003.504.004.505.00Cuiabá Manaus Média NatalFIGURA 10 - MÉDIA GERAL DOS INDICADORES -PERCEPÇÃO DO PASSAGEIRO - ATÉ 5 MILHÕES PAX/ANON: 2742/ 1ªTrimestre 20133.61 3.653.85 3.89 3.93 3.98 4.14 4.14 4.211.001.502.002.503.003.504.004.505.00FIGURA 11 - MÉDIA GERAL DOS INDICADORES -PERCEPÇÃO DO PASSAGEIRO - 5 A 15 MILHÕES PAX/ANON: 11444/ 1ªTrimestre 20133.51 3.58 3.66 3.673.861.001.502.002.503.003.504.004.505.00Galeão Brasília Média Guarulhos CongonhasFIGURA 12 - MÉDIA GERAL DOS INDICADORES - PERCEPÇÃO DOPASSAGEIRO - MAIS QUE 15 MILHÕES DE PAX/ANON: 7030/ 1ªTrimestre 20133.46 3.51 3.51 3.58 3.61 3.65 3.673.81 3.85 3.86 3.89 3.984.12 4.14 4.14 4.211.001.502.002.503.003.504.004.505.00FIGURA 13 - MÉDIA GERAL DOS INDICADORES - PERCEPÇÃODO PASSAGEIRON: 21216/ 1ªTrimestre 2013Resultados Gerais – categorias de aeroportos
  • 19. Projeto Eficiência nos Aeroportos
  • 20. Status do ProjetoMódulos ConcluídosGuarulhos - 24/10/11 a 30/02/12Ganho Global Médio - 25,3%Congonhas - 03/09/12 a 20/12/12Ganho Global Médio - 23%Galeão – 05/03/12 a 09/07/12Ganho Global Médio - 31%Confins – 06/03/12 a 05/07/12Ganho Global Médio - 47,1%Santos Dumont - 10/09/12 a 10/12/12Ganho Global Médio - 14,3%Fortaleza - 30/08/12 a 18/12/12Ganho Global Médio - 43,4%Em execução -Recife, Salvador e PortoAlegreAgo/13 -Manaus, Curitiba eCuiabáPróximos Passos
  • 21. Comitê de Desburocratização
  • 22. LINHA DE AÇÃO:Comitê Técnico de Desburocratização (cont.)3. Secure Freight:Programa da IATA que visa a promoção de padrões de segurança globais, que facilitem otransporte seguro e eficiente da carga aérea.•Oficialização do compromisso com a IATA – Carta de Intenção;• Criação de um Grupo de Trabalho (SAC/PR – ANAC – PF – Receita Federal – ANVISA –VIGIAGRO – INFRAERO – Concessionários);• Definição do escopo do trabalho.• Criação da cadeia logística segura que facilitará a exportação e importação;• Discussão dos processos que interferem na logística do transporte de cargas;• Discussão do normativo vigente sob o referencial internacional.• Guarulhos 03/05OPORTUNIDADEFORMA DE PARTICIPAÇÃODEFINIÇÃOKICK OFF
  • 23. ↑ Qualidadede Serviço↑Capacidadede Terminais↑ EficiênciaOperacionalFacilitação + SegurançaColaboração, integração ecompartilhamento deinformações;Uso da tecnologia de maneiraproativa para a facilitação;Medidas de controleproporcionais aos riscos;Criação de instrumentos paraaprimoramento da qualidadede serviço nos aeroportos;Minimização das diferenças emrelação às práticasinternacionais (Anexo 9):Programa Nacional de Facilitação do Transporte Aéreo - PROFAL
  • 24. Comitê Técnico de Integração de Sistemas
  • 25. Sistema de Informação – Implantação de E-gatesSomente para Viajantes BrasileirosUso do Passaporte de chipBrasília e GuarulhosReconhecimento Facial – Polícia eReceita Federal
  • 26. FIM