2013_3º AIE_MARTHA_SEILLIER - SAC
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×
 

Like this? Share it with your network

Share

2013_3º AIE_MARTHA_SEILLIER - SAC

on

  • 769 views

 

Statistics

Views

Total Views
769
Views on SlideShare
769
Embed Views
0

Actions

Likes
0
Downloads
52
Comments
0

0 Embeds 0

No embeds

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Microsoft PowerPoint

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

2013_3º AIE_MARTHA_SEILLIER - SAC Presentation Transcript

  • 1. PAINEL 7: NOVA REALIDADE A PARTIR DASCONCESSÕES E INVESTIMENTOS PÚBLICOSANUNCIADOS PELO GOVERNO NO SETOR.
  • 2. Índice1. Concessões: Galeão e Confins2. Aviação Regionala. Investimentosb. Incentivos3. Investimentos do PAC4. Autorização de aeródromos
  • 3. Concessões Aeroportuárias - ObjetivoObjetivos: Melhorar a qualidade dos serviços e da infraestruturaaeroportuária Atendimento do constante crescimento da demanda portransporte aéreo no país Geração de novas fontes de recursos para investimentos emtodos os aeroportos da rede
  • 4. Concessão de Galeão(GIG) e Confins (CFN)Próximas Concessões
  • 5. Concessões: Galeão e ConfinsEtapas Concluídas 18/01/2013: Publicada Resolução CND 2/2013. 01/02/2013: Publicado Decreto de Inclusão no PND. 29/01/2013: Publicada Portaria SAC nº 9 que regulamenta a Autorização dosEVTEAs e delimita o escopo dos estudos.28/02/2013: Publicada Portaria SAC nº 31 que autoriza a realização dosestudos e cria Grupo de Trabalho para avaliação, seleção eestabelecimento do valor para eventual ressarcimento dos EVTEAs.18/04/2013: Entrega dos EVTEAs para avaliação final da SAC-PR.08/05/2013: Publicada Portaria SAC nº 71 que seleciona os EVTEA edetermina o encaminhamento dos estudos à ANAC.
  • 6. Concessões: Galeão e ConfinsPróximos passos: Até final de maio/2013: Início do período de Consulta Pública com apublicação das minutas de Edital, Contrato e Anexos no site da ANAC:www.anac.gov.brMinutas ficam disponíveis por 30 dias para manifestações e contribuições detodos os interessados no processo. Ao final avalia-se todas as contribuiçõesenviadas e as minutas podem passar por alterações. julho/2013: 1º Estágio TCU Setembro/2013: Publicação do Edital definitivo.
  • 7. Escopo dos EVTEA de Galeão e Confins- 1º Relatório: Estudo de Mercado • Projeções de demanda para cada segmento (passageiros, aeronaves e cargas) ao longo de um período de 30 anos;• Projeções de receitas tarifárias,  receitas  comerciais  e  da  exploração das áreas ao redor do aeroporto (ex: hotéis, centros comerciais, etc.);• Análise de benchmarking: avaliação  de  aeroportos  com características similares, em particular, o gerenciamento do excesso de capacidade  e  a  necessidade  de  investimentos,  tipos  de  serviços  e lucratividade, avaliando a demanda anual, as variações sazonais e os períodos  de  pico,  para  aviação  regular  e  não-regular,  doméstica  e internacional.
  • 8. Escopo dos EVTEA de Galeão e Confins- 2º Relatório: Estudos de Engenharia e Afins• Inventário das condições existentes nos aeroportos: descrição dosbens que constituirão a concessão, da situação patrimonial das áreasque compõem o sítio aeroportuário, e avaliação da capacidadeinstalada (sistemas de terminal de passageiros, terminal de cargaaérea, pistas e pátio de aeronaves, aviação geral, administrativo e demanutenção, apoio às operações, apoio às companhias aéreas,industrial de apoio, infraestrutura básica e ambiental);• Análise de desenvolvimento dos sítios aeroportuários:Apresentação de anteprojeto de engenharia, com as fases/etapas deimplantação consistentes com as projeções de demanda, atendendo osparâmetros e especificações técnicas mínimas, que busque maioreficiência à utilização das instalações, considerando a maximização doretorno esperado do projeto.• Estimativa de custos de investimento (CAPEX) e operação (OPEX).
  • 9. Escopo dos EVTEA de Galeão e Confins- 3º Relatório: Estudos Ambientais• Identificação dos passivos existentes;• Avaliação das medidas mitigadoras, das soluções e das estratégias aserem adotadas para a viabilização do projeto do ponto de vistasocioambiental;• Obtenção das diretrizes e previsão de cronograma para olicenciamento ambiental do empreendimento pela futuraconcessionária;• Definição do custo atinente ao licenciamento ambiental;• Criação de indicadores para avaliar o desempenho da gestãoambiental dos operadores aeroportuários.
  • 10. Escopo dos EVTEA de Galeão e Confins- 4º Relatório: Avaliação Econômico-Financeira• Modelagem econômico-financeira pelo método de fluxo de caixadescontado, com objetivo de avaliar a atratividade do projeto para osetor privado, considerando-se os resultados dos estudos dedemanda, das estimativas de receitas, incluindo as acessórias, doscustos de operação, manutenção e expansão, custos ambientais,investimentos, impactos financeiros decorrentes das premissasestabelecidas e da análise de risco e jurídica, due dilligence e outros.
  • 11. EVTEAs: Relações entre as variáveisProjeçãode demandaPadrão dehora-picoatualDimensionamentodo aeroportoHora-picoprojetadaTarifasX ElasticidadesReceitastarifáriasReceitascomerciaisCustosOperacionaisReceitasTotaisCustos unitáriosX InvestimentosResultadoOperacional
  • 12. Sítio Aeroportuário: 17.881.696,63 m².Área de pátios: 712.895m2Estacionamento de Aeronaves:- T1: 19 pontes de embarque +12 posições remotas;- T2:: 19 pontes de embarque +12 posições remotas;- 15 posições para aeronaves decarga.Terminais de Passageiros:Capacidade: 17,4 milhões Pass/ano.Área: T1- 147.834m²;T2- 132.847m².Estacionamento: 4.310 vagas.Terminal de Cargo: 46.500 m².Movimento de Carga: 87.876 ton.Empregados Orgânicos: 958.Galeão - Quadro Resumo2011-2012: 17%CAGR = 15,8%
  • 13. 66 MM66 MM389 MM160 MM83 MM43 MM103 MMReceita Total Comercial Carga Aeronaves PassageirosEBITDA (R$)17,1 %17,1 %EBITDA(% Receita Líquida )Receitas(R$)Receitas(R$)Despesas OperacionaisDespesas OperacionaisDespesas Operacionais:R$ 300 MilhõesR$ 4,44R$ 4,44EBITDA/PassGaleão - Perfil FinanceiroR$ 69.331,31R$ 69.331,31EBITDA/EmpregadoR$ 10,69R$ 10,69Receita Comercial/Pass
  • 14. Sítio Aeroportuário: 15.010.000,00m²Área de pátio: 112.124 m2Estacionamento de Aeronaves:-Pátio 1: 9 pontes de embarque+ 9 posições remotas;-Pátio 2: 7 posições para aviação geral+ 1 heliponto;-Pátio 3: 2 a 4 posições para aviação geralTerminal de Passageiro:Capacidade: 10,3 MM Pass/ano.Área: T1 – 60.305m².Estacionamento : 2.005 vagas.Terminal de Cargas: 9.880 m².Movimento de Cargas: 27.163 ton.Empregados Orgânicos: 344.Confins - Quadro ResumoCAGR = 20%2011-2012: 9%
  • 15. 43 MM43 MM139 MM53 MM17 MM13 MM56 MMReceita Total Comercial Carga Aeronaves PassageirosEBITDA (R$)30,7 %30,7 %EBITDA(% Receita Líquida )Receitas(R$)Receitas(R$)Despesas OperacionaisDespesas OperacionaisDespesas Operacionais:R$ 87 MilhõesR$ 4,54R$ 4,54EBITDA/PassConfins - Perfil FinanceiroR$ 123.616,09R$ 123.616,09EBITDA/EmpregadoR$ 5,70R$ 5,70Receita Comercial/Pass
  • 16. Características do Leilão• Leilão simultâneo com inversão de fases (um mesmo consórcio podeparticipar do leilão dos dois aeroportos, mas apenas poderá ganharum).• Critério de Leilão: maior proposta econômica (envelopes fechados compossibilidade de lances em viva voz). O valor mínimo para cadaaeroporto será estabelecido no Edital.• Estabelecimento também de uma outorga variável(percentagem da receita bruta que deve ser paga anualmenteao governo: 5%)• Prazos das concessões:• Galeão: 25 anos• Confins: 30 anos• Data room: informações sobre os aeroportos estão disponíveis nosite:http://www.aviacaocivil.gov.br/banco-de-informacoes
  • 17. Aviação RegionalObjetivos:Integração do território nacionalDesenvolvimento dos polos regionaisFortalecimento dos centros de turismoMelhorar acesso às comunidades da Amazônia LegalAumento da cobertura territorial – garantir que 95%da população brasileira tenha acesso a um aeroportoem condições de receber voos regulares em raio deaté 100 km
  • 18. Aviação RegionalInvestimento de R$ 7,3 bilhões em 270 aeroportos na 1ª faseUnião investe e mantém a infraestrutura Gestão dos projetos e dos investimentos por meio deparceria com o Banco do BrasilModelo padronizado de aeroportos: pequeno, médio emédio-grandeParceria com estados e municípios para custeio e gestão dosaeroportos
  • 19. Infraestrutura Regional de AeroportosRegiãoNorteNordesteCentro-OesteSudesteSulTotal:InvestimentoPrevisto (R$ bi)1,72,10,91,61,07,31ª Fase6764316543270
  • 20. Incentivos à Aviação RegionalAlém do investimento em infraestrutura, sãonecessárias outras medidas de fomento à aviaçãoregional Reversão dos recursos oriundos das outorgas dosaeroportos concedidos a benefícios diretos ao setor Isenção das tarifas aeroportuárias e aeronáuticas Subsídio a rotas de baixa densidade
  • 21. Investimentos PACMacapá – Novo TPS – 1ª faseGoiânia – NovoTPS, Pista e PátioCuiabá – Ampliação TPSPorto Alegre – Novo TECAAção concluídaEm execuçãoEm licitaçãoAção preparatóriaObraEstudos e projetosConfins – Ampliação TPSConfins – TPS 3 eAmpliação Pista e PátioCuritiba – Ampliação TPSFortaleza – Ampliação TPS – 1ª faseFoz do Iguaçu – Ampliação TPSGaleão – Reforma TPS 1 e TPS 2, RecuperaçãoPista e Pátio e Adequação TECAManaus – Ampliação TPSPorto Alegre – Ampliação TPS 1 – 1ªfase e Pista de Pouso e DecolagemRecife – Nova Torre de ControleCuritiba – 3ª PistaRecife – ConectorBrasília – Concessão AeroportoCuiabá – MOPGuarulhos – Terraplenagem TPS 3Campinas – Concessão AeroportoGoiânia – MOPMacapá – Ampliação PátioSantarém – Novo TPSTeresina – Novo TPSVitória – Novo TPS - 1ª fase, Pista e TECAVitória MOPGuarulhos – Pista e PátioJoinville – PistaCuritiba – Ampliação PátioPorto Alegre – MOPCampinas – MOPSão Gonçalo do Amarante –Pista e Pátio – 2ª etapaSão Gonçalo do Amarante –Pista e Pátio – 1ª etapaSalvador – Nova Torre de ControleVitória – TorreFlorianópolis – Pista e PátioFlorianópolis – Novo TPSSão Gonçalo do Amarante –Concessão AeroportoParnaíba – Novo PátioGuarulhos – Terminal de Passageiros 4Guarulhos – MOPSalvador – Ampliação do PátioSalvador – Reforma do TPSBrasília – MOP 2Brasília – Reforma Corpo Central do TPSCuritiba – Restauração PistaGuarulhos – Concessão AeroportoPorto Alegre – Ampliação PátioCuritiba – TECASão Luís – Ampliação e Reforma TPS
  • 22. Investimentos e Ganhos Esperados 23 Aeroportos (13 Copa) Valor: R$ 8,4 bilhões 55 Intervenções4 Projetos3 Torres de Controle4 Terminais de Carga7 MOPs13 Pistas e/ou Pátios20 Terminais de Passageiros4 ConcessõesRecursos Privados - R$ 3,6 biInfraero/OGU – R$ 4,8 bi
  • 23. Investimentos e Ganhos EsperadosGanhos Esperados com os Investimentos da rede INFRAEROPista Pátio TPS Passageiros10.568 m 381.479 m² 289.993 m² 95.180.000**Este valor corresponde a aproximadamente 53% do volume total de passageirostransportados em 2011MONTANTE DEINVESTIMENTOS
  • 24. Autorizações de Aeródromos Públicos• Principais Objetivos :• Viabilizar e atrair investimentos em aeroportos dedicados à aviaçãogeral;• Ampliar a oferta de infraestrutura aeroportuária para os grandeseventos.• Requisitos:• Exploração exclusiva ao processamento de operações de serviçosaéreos privados, de serviços aéreos especializados e de táxi-aéreo;• Não há exigibilidade de realização de licitação;• Comprovação de titularidade da propriedade;• Execução por conta e risco do autorizatário;• Não há discriminação de usuários;• Estrutura tarifária estabelecida em lei, regime tarifário definido pelaANAC , com valores livres.
  • 25. Obrigada!Martha SeillierDiretora do Departamento de Regulação eConcorrência da Aviação Civil(martha.seillier@aviacaocivil.gov.br)