0
 
O QUE É UM ÁTOMO?
O QUE É UM ÁTOMO? <ul><li>Todas as coisas existentes na natureza são constituídas de átomos ou suas combinações.  </li></u...
O ÁTOMO É FORMADO DE  QUAIS PARTÍCULAS? <ul><li>O  núcleo  do átomo é formado, basicamente, por partículas de carga positi...
A DESCOBERTA DA RADIOATIVIDADE <ul><ul><li>O fenômeno da radioatividade foi descoberto pelo físico francês Henri Becquerel...
RADIOATIVIDADE
RADIOATIVIDADE <ul><li>A Radioatividade é a atividade, que certos átomos possuem, de emitir  radiações eletromagnéticas e ...
O QUE É ENTÃO RADIOATIVIDADE? <ul><li>RADIOATIVIDADE, à propriedade de emissão de radiações por diversas substâncias que c...
O QUE É UMA REAÇÃO NUCLEAR  ? Realmente, a radioatividade implica alterações no núcleo do átomo. Fala-se, por isso, em rea...
<ul><li>REAÇÕES QUÍMICAS </li></ul><ul><li>Conservam os elementos químicos presentes (núcleos)  </li></ul><ul><li>A reativ...
RADIAÇÕES ALFA, BETA E GAMA <ul><li>As radiações alfa ( a ) e beta ( b ) são partículas que possuem massa, carga elétrica ...
RADIAÇÕES ALFA (  α  ) <ul><li>  Partículas   :  </li></ul><ul><li>  têm carga (positiva) + 2 </li></ul><ul><li>têm massa...
RADIAÇÕES BETA  (  β  ) <ul><li>  têm carga (negativa) -1;  </li></ul><ul><li>são elétrons emitidos pelo núcleo dos átomos...
RADIAÇÕES   GAMA (  γ  ) <ul><li>não têm carga elétrica;  </li></ul><ul><li>são radiações semelhantes aos raios X, possuin...
 
VOCE TEM IDÉIA DE QUAL SEJA A DIFERENÇA ENTRE RADIAÇÕES IONIZANTES E NÃO IONIZANTES?
RADIAÇÕES  NÃO IONIZANTES <ul><li>As  radiações  de  freqüência  igual ou menor que a da  luz  (abaixo, portanto, de ~8x10...
RADIAÇÕES IONIZANTES <ul><li>Se uma radiação tem energia suficiente para retirar ou deslocar um elétron de sua órbita - te...
<ul><li>Radiações eletromagnéticas :   </li></ul><ul><li>Não têm massa, isto é, são apenas ondas sem partículas ou corpúsc...
EFEITOS BIOLÓGICOS DA RADIAÇÃO IONIZANTE <ul><li>Cerebrais </li></ul><ul><li>Aos olhos </li></ul><ul><li>Boca </li></ul><u...
IRRADIAÇÃO X CONTAMINAÇÃO <ul><li>IRRADIAÇÃO </li></ul><ul><ul><li>irradiação é a exposição de um objeto ou um corpo à rad...
DETECÇÃO DA RADIAÇÃO <ul><li>O  contador Geiger  (ou  contador Geiger-Müller  ou  contador G-M ) serve para medir certas  ...
Contador GEIGER  Técnico usando contador Geiger para medir nível de radioatividade nas roupas de seu colega
CINÉTICA DAS EMISSÕES <ul><li>TEMPO DE MEIA VIDA </li></ul><ul><ul><li>Cada elemento radioativo se transmuta a uma velocid...
GRÁFICOS DE MEIA-VIDA
 
SÉRIES RADIOATIVAS <ul><li>Todos os elementos com número atômico igual ou superior a 84 são radioativos.  </li></ul><ul><l...
<ul><li>Série do urânio -  Nesta série o elemento pai é o 238U  </li></ul><ul><li>Série do actínio -  Nesta série o elemen...
 
 
TRANSMUTAÇÃO NUCLEAR <ul><li>É A TRANSFORMAÇÃO DE UM NUCLÍDEO EM OUTRO PROVOCADA PELO BOMBARDEIO COM UMA PARTÍCULA </li></ul>
ALGUMAS APLICAÇÕES DA RADIOATIVIDADE <ul><li>Na área industrial, utiliza-se a radiação para radiografar peças mecânicas , ...
DATAÇÃO DO CARBONO 14 <ul><li>O  carbono-14 ,  14C  ou  radiocarbono  é um  isótopo   radioativo  natural do elemento  car...
<ul><li>Quando o ser vivo morre inicia-se uma diminuição da quantidade de carbono-14 devido a sua desintegração radiativa....
 
RADIOATIVIDADE x  MEDICINA <ul><li>O objetivo da medicina nuclear visa o diagnóstico. Na medicina nuclear substâncias radi...
APLICAÇÃO DA RADIOATIVIDADE NA MEDICINA <ul><li>A mais antiga e difundida área desta utilização é a radiologia, que estuda...
FISSÃO NUCLEAR <ul><li>Na fissão (ou cisão) nuclear, um  átomo  de um  elemento  é dividido produzindo dois átomos de meno...
REAÇÃO EM CADEIA <ul><li>A fissão de  urânio  235 liberta uma média de 2,5  nêutrons  por cada  núcleo  dividido. Por sua ...
BOMBA ATÔMICA
BOMBA ATÔMICA <ul><li>Quando uma bomba atômica é detonada, forma-se uma bola de fogo (cogumelo) contendo materiais  radioa...
BOMBA ATÔMICA <ul><li>As explosões de Hiroshima e Nagasaki foram um alerta pra toda a humanidade do poder destruidor deste...
 
E AGORA ASSISTAM <ul><li>VÍDEO – BOMBA ATÔMICA </li></ul>
FUSÃO NUCLEAR <ul><li>Na Fusão Nuclear, dois ou mais núcleos atômicos se juntam e formam um outro  núcleo  de maior  númer...
<ul><li>A fusão de isótopos de hidrogênio, è responsável pela liberação de enormes quantidades de energia.  </li></ul><ul>...
REATOR NUCLEAR <ul><li>Um  reator nuclear  é uma câmara blindada contra a  radiação , onde é produzida uma  reação nuclear...
FUNCIONAMENTO DE UM REATOR <ul><li>Produzem calor dividindo átomos, diferentemente das estações de energia convencionais, ...
 
LIXO RADIOATIVO <ul><li>Conhecido como rejeito radioativo é todo material resultante de atividades humanas, que contém ele...
ACIDENTES  RADIOATIVOS
CHERNOBYL: UM EXEMPLO DE RISCO DA UTILIZAÇÃO E ENERGIA NUCLEAR
CÉSIO   137
ACIDENTE EM GOIÂNIA – CÉSIO 137 <ul><li>Informações gerais sobre o acidente: </li></ul><ul><li>Registros oficiais da época...
Vítimas do acidente isoladas no ginásio Rio Vermelho. <ul><ul><ul><li>Ocorrido em 1987, deixando 4 mortos e mais de 800 co...
Enterro de 2 vítimas do acidente, sob forte protesto
Sr. Devair, dono do ferro velho falecido em 1997 de cirrose Hepática.
Tambores usados para transporte e deposito do material radioativo.
Ferida no braço de uma pessoa contaminada.
 
CONCLUSÃO <ul><li>O conhecimento a respeito da estrutura do átomo e de suas características torna possível uma boa compree...
<ul><li>Neste momento, já somos capazes de entender melhor a respeito da radioatividade e de toda a energia nuclear, poden...
VOCÊS TEM UMA MISSÃO:  ATIVIDADE EM GRUPO DE  6 INTEGRANTES- ENTREGA DIA 23-04 SEGUNDA <ul><li>Imagine que um acidente (ou...
SITES DE CONSULTA <ul><li>http://www.ipen.br   </li></ul><ul><li>http://www.howstuffworks.com   </li></ul><ul><li>http://w...
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Radioatividade - profª Nília

43,199

Published on

Aula Show sobre Radioatividade preparada pela professora Nília.

Published in: Education
5 Comments
10 Likes
Statistics
Notes
No Downloads
Views
Total Views
43,199
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
1
Actions
Shares
0
Downloads
1,197
Comments
5
Likes
10
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Transcript of "Radioatividade - profª Nília"

  1. 2. O QUE É UM ÁTOMO?
  2. 3. O QUE É UM ÁTOMO? <ul><li>Todas as coisas existentes na natureza são constituídas de átomos ou suas combinações. </li></ul><ul><li>NÚCLEO , onde fica concentrada a massa, como o Sol, e em partículas girando em seu redor, denominadas elétrons, equivalentes aos planetas, que ficam na ELETROSFERA. </li></ul><ul><li>Como o Sistema Solar, o átomo possui grandes espaços vazios, que podem ser atravessados por partículas menores do que ele. </li></ul>
  3. 4. O ÁTOMO É FORMADO DE QUAIS PARTÍCULAS? <ul><li>O núcleo do átomo é formado, basicamente, por partículas de carga positiva, (Prótons), de partículas de mesmo tamanho mas sem carga,denominadas nêutrons. </li></ul><ul><li>O número de prótons (ou número atômico) identifica um elemento químico, comandando seu comportamento em relação aos outros elementos. </li></ul>
  4. 5. A DESCOBERTA DA RADIOATIVIDADE <ul><ul><li>O fenômeno da radioatividade foi descoberto pelo físico francês Henri Becquerel, em 1896. Becquerel realizou diversos estudos e verificou que sais de urânio emitiam radiação semelhante à dos raios-X, impressionando chapas fotográficas. </li></ul></ul><ul><ul><li>Por outro lado, já no início do século XX, Rutherford e Soddy propuseram que a emissão de partículas α e β era devida à desintegração espontânea de átomos radioativos que se transformavam em um novo elemento. Essa hipótese foi bastante combatida na época, já que contrariava a idéia da indestrutibilidade do átomo. </li></ul></ul>
  5. 6. RADIOATIVIDADE
  6. 7. RADIOATIVIDADE <ul><li>A Radioatividade é a atividade, que certos átomos possuem, de emitir radiações eletromagnéticas e / ou partículas de seus núcleos instáveis, com o propósito de adquirir estabilidade. Nesse processo são originados outros núcleos, que podem ser estáveis ou ainda instáveis; quando o núcleo formado ainda é instável, ele continua emitindo partículas e/ou radiações até se transformar em um núcleo estável. </li></ul>
  7. 8. O QUE É ENTÃO RADIOATIVIDADE? <ul><li>RADIOATIVIDADE, à propriedade de emissão de radiações por diversas substâncias que contem elementos com número atômico superior a 82. </li></ul>
  8. 9. O QUE É UMA REAÇÃO NUCLEAR ? Realmente, a radioatividade implica alterações no núcleo do átomo. Fala-se, por isso, em reações nucleares. A quantidade de energia envolvida em uma reação nuclear é muitíssimo maior do que a liberada em uma &quot;explosiva&quot; reação química. Podemos dizer que as reações; nucleares fogem ao campo especifico da química. Apesar disso, inúmeros aspectos dos fenômenos radioativos podem ser empregados em Química.   <ul><li>NUCLÍDEOS </li></ul><ul><li>É o nome dado a um núcleo caracterizado por um número atômico (Z) e um número de massa (A) </li></ul><ul><li>RADIONUCLÍDEOS </li></ul><ul><li>É um nuclídeo emissor de radiação </li></ul>
  9. 10. <ul><li>REAÇÕES QUÍMICAS </li></ul><ul><li>Conservam os elementos químicos presentes (núcleos) </li></ul><ul><li>A reatividade química de um elemento varia com o tipo de ligação da qual ele participa, com seu número de oxidação, etc. </li></ul><ul><li>Diferentes isótopos de um elemento têm propriedades químicas iguais </li></ul><ul><li>Implicam variações de energia desprezíveis em relação às dos processos nucleares </li></ul><ul><li>Propriedades nucleares de formas isotópicas diferentes podem ser muito diferentes </li></ul><ul><li>Implicam enormes variações de energia </li></ul><ul><li>A reatividade nuclear de um elemento independente das ligações químicas das quais ele participa </li></ul><ul><li>Geralmente transformam um elemento químico em outro </li></ul>REAÇÕES NUCLEARES
  10. 11. RADIAÇÕES ALFA, BETA E GAMA <ul><li>As radiações alfa ( a ) e beta ( b ) são partículas que possuem massa, carga elétrica e velocidade. Os raios gama ( g ) são ondas eletromagnéticas ( não possuem massa) e que se propagam com a velocidade de 300.000 km/s. </li></ul><ul><li> </li></ul>
  11. 12. RADIAÇÕES ALFA ( α ) <ul><li>  Partículas  : </li></ul><ul><li>  têm carga (positiva) + 2 </li></ul><ul><li>têm massa 4 (idêntica á dos núcleos de hélio (He - 2 prótons e 2 nêutrons); </li></ul><ul><li>são emitidas com grande velocidade (até um máximo de 30 000 km/s); </li></ul><ul><li>possuem grande energia, sendo porém barradas por uma folha de papel ou por uma lâmina de alumínio de 0,1 mm de espessura; </li></ul><ul><li>têm grande capacidade de ionizar gases (por remoção de elétrons deles). </li></ul>
  12. 13. RADIAÇÕES BETA ( β ) <ul><li>  têm carga (negativa) -1; </li></ul><ul><li>são elétrons emitidos pelo núcleo dos átomos; </li></ul><ul><li>são emitidas a velocidades muito altas, podendo chegar até próximo da velocidade da luz (300 000 km/s); </li></ul><ul><li>têm poder de penetração maior que as partículas  , sendo barradas por placas de alumínio de 5 mm de espessura ou de chumbo de 1 mm de espessura. </li></ul>
  13. 14. RADIAÇÕES GAMA ( γ ) <ul><li>não têm carga elétrica; </li></ul><ul><li>são radiações semelhantes aos raios X, possuindo, porém, maior energia e menor comprimento de onda (l= 0,5 a 100 pm); </li></ul><ul><li>têm velocidade igual à da luz (como todas as ondas eletromagnéticas); </li></ul><ul><li>têm grande poder de penetração, superior até a 15 cm de espessura no aço. </li></ul>
  14. 16. VOCE TEM IDÉIA DE QUAL SEJA A DIFERENÇA ENTRE RADIAÇÕES IONIZANTES E NÃO IONIZANTES?
  15. 17. RADIAÇÕES NÃO IONIZANTES <ul><li>As radiações de freqüência igual ou menor que a da luz (abaixo, portanto, de ~8x1014Hz (luz violeta)) são chamadas de radiações não ionizantes . Geralmente a faixa de freqüência mais baixa do UV (UV-A ou UV próximo) também é considerada não ionizante ainda que ela e até mesmo a luz pode ionizar alguns átomos . </li></ul><ul><li>Elas não alteram o átomo mas ainda assim, algumas, podem causar problemas de saúde. Como microondas, monitores de computador e celulares. </li></ul>
  16. 18. RADIAÇÕES IONIZANTES <ul><li>Se uma radiação tem energia suficiente para retirar ou deslocar um elétron de sua órbita - tem que possuir nível de energia igual ou maior do que a energia que fixa o elétron em sua órbita - ela é chamada de radiação ionizante . </li></ul><ul><li>A característica importante destas radiações ionizantes é a liberação localizada de grandes quantidades de energia e portanto capazes de provocar alterações importantes na estrutura de um átomo. </li></ul><ul><li>A radiação ionizante pode provocar uma alteração ou um dano no material irradiado. </li></ul><ul><li>É assim que a radioterapia agride células tumorais (câncer , por exemplo); e é assim que a radiação pode causar malformação fetal ou fazer cair cabelo, ou matar uma bactéria, ou mudar a cor de uma pedra preciosa, etc. </li></ul>
  17. 19. <ul><li>Radiações eletromagnéticas : </li></ul><ul><li>Não têm massa, isto é, são apenas ondas sem partículas ou corpúsculos . As formas mais comuns de radiações ionizantes eletromagnéticas são os raios X e os raios Gama. Estes dois tipos de raios, na verdade, são iguais do ponto de vista de suas propriedades físicas. A designação X ou Gama reflete simplesmente a forma pela qual são produzidos. </li></ul><ul><li>Radiações corpusculares: Ao contrario das radiações eletromagnéticas, as radiações corpusculares, como diz o nome, têm massa. Partículas que fazem parte do átomo, como elétrons nêutrons, prótons e outras, quando possuem alta velocidade podem formar um feixe de radiação corpuscular que é emitido pelos núcleos de átomos instáveis. </li></ul>
  18. 20. EFEITOS BIOLÓGICOS DA RADIAÇÃO IONIZANTE <ul><li>Cerebrais </li></ul><ul><li>Aos olhos </li></ul><ul><li>Boca </li></ul><ul><li>Estômago </li></ul><ul><li>Gestação </li></ul><ul><li>Ovários </li></ul><ul><li>Medula óssea </li></ul><ul><li>Vasos sanguíneos </li></ul>
  19. 21. IRRADIAÇÃO X CONTAMINAÇÃO <ul><li>IRRADIAÇÃO </li></ul><ul><ul><li>irradiação é a exposição de um objeto ou um corpo à radiação, o que pode ocorrer à distância, sem necessidade de contato. Irradiar, portanto, não significa contaminar. </li></ul></ul><ul><li>CONTAMINAÇÃO </li></ul><ul><ul><li>Contaminação, radioativa ou não, caracteriza-se pela presença indesejável de um material em local onde não deveria estar. </li></ul></ul><ul><ul><li>No caso de materiais radioativos, a contaminação gera irradiações. </li></ul></ul><ul><ul><li>Para descontaminar um local, retira-se o material contaminante. Sem o contaminante o lugar não apresentará irradiação, nem ficará radioativo. </li></ul></ul>
  20. 22. DETECÇÃO DA RADIAÇÃO <ul><li>O contador Geiger (ou contador Geiger-Müller ou contador G-M ) serve para medir certas radiações ionizantes ( partículas alfa , beta ou radiação gama e raios-X , mas não os nêutrons ). </li></ul><ul><li>Seu funcionamento é baseado na capacidade que as radiações têm de ionizar gases. Quanto mais radiação atingir o gás da ampola , maior será a condutividade elétrica do gás , maior será o nível de ruído e maior o nível de radiação indicado pelo mostrador. </li></ul>
  21. 23. Contador GEIGER Técnico usando contador Geiger para medir nível de radioatividade nas roupas de seu colega
  22. 24. CINÉTICA DAS EMISSÕES <ul><li>TEMPO DE MEIA VIDA </li></ul><ul><ul><li>Cada elemento radioativo se transmuta a uma velocidade que lhe é característica. Meia-vida é o tempo necessário para que a sua atividade radioativa seja reduzida à metade da atividade inicial. </li></ul></ul><ul><ul><li>Após o primeiro período de meia-vida, somente a metade dos átomos radioativos originais permanecem radioativos. No segundo período, somente 1/4 , e assim por diante. Alguns elementos possuem meia-vida de frações de segundos. Outros, de bilhões de anos. </li></ul></ul>
  23. 25. GRÁFICOS DE MEIA-VIDA
  24. 27. SÉRIES RADIOATIVAS <ul><li>Todos os elementos com número atômico igual ou superior a 84 são radioativos. </li></ul><ul><li>Os elementos de número atômico superior ao do urânio são todos artificiais, isto é, foram obtidos pelos pelos físicos nucleares. </li></ul><ul><li>Os isótopos radioativos naturais conhecidos pertencem a cada uma das três séries ou famílias radioativas naturais: </li></ul>
  25. 28. <ul><li>Série do urânio - Nesta série o elemento pai é o 238U </li></ul><ul><li>Série do actínio - Nesta série o elemento pai é o 235.92U </li></ul><ul><li>Série do tório - Nesta série o elemento pai é o 232,90Th </li></ul><ul><li>Nas três séries radioativas naturais, todos os átomos participantes diferem um múltiplo de 4 unidades de número de massa do elemento-pai, pois temos emissões de partículas a e de partículas b </li></ul><ul><li>Com isso, podemos fazer a generalização: </li></ul><ul><li>Série do tório - série 4n </li></ul><ul><li>Série do Netúnio – série 4n + 1 </li></ul><ul><li>Série do urânio - série 4n + 2 </li></ul><ul><li>Série do actínio - série 4n + 3 </li></ul>
  26. 31. TRANSMUTAÇÃO NUCLEAR <ul><li>É A TRANSFORMAÇÃO DE UM NUCLÍDEO EM OUTRO PROVOCADA PELO BOMBARDEIO COM UMA PARTÍCULA </li></ul>
  27. 32. ALGUMAS APLICAÇÕES DA RADIOATIVIDADE <ul><li>Na área industrial, utiliza-se a radiação para radiografar peças mecânicas , e com isso fazer um diagnóstico de um defeito ou uma peça quebrada no interior de um equipamento. </li></ul><ul><li>Na indústria alimentícia utilizam-se radiações de alta energia, evitando que frutas se estraguem mais rapidamente ou brotem ramificações, e assim possam ser armazenadas por maiores períodos de tempo. </li></ul><ul><li>A radiação, por atacar microorganismos, também é utilizada na esterilização de materiais. </li></ul>
  28. 33. DATAÇÃO DO CARBONO 14 <ul><li>O carbono-14 , 14C ou radiocarbono é um isótopo radioativo natural do elemento carbono , recebendo esta numeração porque apresenta massa atômica 14. Este isótopo apresenta dois nêutrons a mais no seu núcleo que o isótopo estável carbono-12. </li></ul><ul><li>Entre os cinco isótopos instáveis do carbono, o carbono-14 é aquele que apresenta a maior meia-vida , que é de aproximadamente 5730 anos. </li></ul>
  29. 34. <ul><li>Quando o ser vivo morre inicia-se uma diminuição da quantidade de carbono-14 devido a sua desintegração radiativa. No carbono-14 um nêutron do núcleo se desintegra produzindo um próton ( que permanece no núcleo aumentando o número atômico de 6 para 7 ) com emissão de uma partícula beta ( elétron nuclear ). O resultado da desintegração do nêutron nuclear do carbono -14 origina como produto o átomo de nitrogênio-14 </li></ul><ul><li>Como essa desintegração ocorre num período de meia-vida de 5730 anos é possível fazer a datação radiométrica de objetos ou materiais arqueológicos com idades dentro desta ordem de grandeza. </li></ul>
  30. 36. RADIOATIVIDADE x MEDICINA <ul><li>O objetivo da medicina nuclear visa o diagnóstico. Na medicina nuclear substâncias radioativas são injetadas pela veia do paciente, e, tempo depois este é colocado sob equipamentos que medem a radioatividade da droga injetada e que foi absorvida por certos órgãos do corpo. Assim é possível fazer um mapeamento de órgãos, dependendo do tipo de material injetado. </li></ul><ul><li>Radiologia </li></ul><ul><li>Ressonância Magnética </li></ul><ul><li>Tomografia computadorizada </li></ul><ul><li>Ultra-sonografia </li></ul><ul><li>Radioterapia </li></ul><ul><li>Quimioterapia </li></ul>
  31. 37. APLICAÇÃO DA RADIOATIVIDADE NA MEDICINA <ul><li>A mais antiga e difundida área desta utilização é a radiologia, que estuda como se faz e interpreta a radiografia. </li></ul><ul><li>As radiografias não afetam a saúde da pessoa irradiada devido ao curto espaço de tempo em que a pessoa é exposta à radiação e também que este não constitui um ato rotineiro. Mesmo assim, mulheres no primeiro trimestre de gravidez devem evitar a exposição aos raios X. </li></ul><ul><li>A radioterapia e a medicina nuclear constituem uma outra área de atuação da medicina com o uso da radiação. </li></ul><ul><li>A radioterapia é destinada principalmente ao controle do câncer, uma vez que a radiação penetra no corpo e atinge tumores malignos. Na radioterapia o paciente fica exposto mais tempo à radiação e uma alta dose é dirigida à região a ser tratada. A radioterapia tem como principal objetivo a agressão de tecidos do corpo humano, no caso os tumores. </li></ul>
  32. 38. FISSÃO NUCLEAR <ul><li>Na fissão (ou cisão) nuclear, um átomo de um elemento é dividido produzindo dois átomos de menores dimensões de elementos diferentes. </li></ul><ul><li>1 g de Urânio- 235 equivale sob o ponto de vista energético a cerca de trinta toneladas de explosivo TNT. </li></ul>
  33. 39. REAÇÃO EM CADEIA <ul><li>A fissão de urânio 235 liberta uma média de 2,5 nêutrons por cada núcleo dividido. Por sua vez, estes neutrons vão rapidamente causar a fissão de mais átomos, que irão libertar mais neutrons e assim sucessivamente, iniciando uma auto-sustentada série de fissões nucleares, à qual que se dá o nome de reação em cadeia , que resulta na libertação contínua de energia . </li></ul>
  34. 40. BOMBA ATÔMICA
  35. 41. BOMBA ATÔMICA <ul><li>Quando uma bomba atômica é detonada, forma-se uma bola de fogo (cogumelo) contendo materiais radioativos. Devido a sua alta temperatura (aproximadamente 300.000 oC) ela expande-se no ambiente ao seu redor, e os materiais nela contidos são lançados na atmosfera e posteriormente precipitam-se depositando-se sobre a superfície da terra.  Há liberação de grande quantidade de energia se faz através da radiação térmica (calor); do choque mecânico; das radiações nucleares e dos pulso eletromagnéticos. </li></ul><ul><li>A bomba de 12 kt (kilonton) lançada em Hiroshima foi responsável por 45.000 mortes e danos a 90.000 outros indivíduos. </li></ul><ul><li>As explosões de Hiroshima e Nagasaki foram um alerta pra toda a humanidade do poder destruidor deste aterfato bélico. Mas foi a partir daí que o homem passou a estudar melhor a aplicação do uso pacífico da radiações ionizantes, que são amplamente usadas na medicina; industria, agricultura e em aplicações ambientais. Estas técnicas representam hoje um grande avanço tecnológico e a quem diga que seria um retrocesso ter que abandoná-las. </li></ul>
  36. 42. BOMBA ATÔMICA <ul><li>As explosões de Hiroshima e Nagasaki foram um alerta pra toda a humanidade do poder destruidor deste aterfato bélico. Mas foi a partir daí que o homem passou a estudar melhor a aplicação do uso pacífico da radiações ionizantes, que são amplamente usadas na medicina; industria, agricultura e em aplicações ambientais. Estas técnicas representam hoje um grande avanço tecnológico e a quem diga que seria um retrocesso ter que abandoná-las. </li></ul>
  37. 44. E AGORA ASSISTAM <ul><li>VÍDEO – BOMBA ATÔMICA </li></ul>
  38. 45. FUSÃO NUCLEAR <ul><li>Na Fusão Nuclear, dois ou mais núcleos atômicos se juntam e formam um outro núcleo de maior número atômico . </li></ul><ul><li>A fusão nuclear requer muita energia para acontecer, e geralmente liberta muito mais energia que consome. </li></ul>O Sol, um reator de fusão natural
  39. 46. <ul><li>A fusão de isótopos de hidrogênio, è responsável pela liberação de enormes quantidades de energia. </li></ul><ul><li>A energia liberada na fusão è bem maior que a de um processo de fissão, que é da ordem de 1 000 quilotons, isto é, 106 toneladas de TNT. </li></ul><ul><li>São exemplos de fusão nuclear a que ocorre espontaneamente no Sol, e em muitas estrelas, e a provocada na chamada bomba de hidrogênio. </li></ul><ul><li>A bomba de hidrogênio consiste na fusão nuclear de deutério, 2,1H ou 2,1D, e trítio, 3,1H, com liberação de energia equivalente á de 50 bombas atômicas. </li></ul><ul><li>Para que essa fusão ocorra é necessário que se tenha altas temperaturas. </li></ul><ul><li>Dai os processos de fissão serem usados para desencadear a fusão. </li></ul><ul><li>A fusão nuclear que ocorre na bomba H pode ser assim representada: </li></ul><ul><li>2,1H + 3,1H => 4,2He + 1,0n </li></ul><ul><li>  Enquanto a fissão nuclear pode ser controlada nos reatores nucleares, permitindo a obtenção de energia de forma útil à nossa vida, o controle de fusão nuclear continua sendo objeto de pesquisa. </li></ul>
  40. 47. REATOR NUCLEAR <ul><li>Um reator nuclear é uma câmara blindada contra a radiação , onde é produzida uma reação nuclear controlada para a obtenção de energia , produção de materiais fissionáveis como o plutônio para armamentos nucleares , propulsão de submarinos e satélites artificiais ou para pesquisas. </li></ul><ul><li>Uma central nuclear pode conter vários reatores. Atualmente apenas os reatores nucleares de fissão são empregados para a produção de energia comercial, porém os reatores nucleares de fusão estão sendo empregados em fase experimental. </li></ul>
  41. 48. FUNCIONAMENTO DE UM REATOR <ul><li>Produzem calor dividindo átomos, diferentemente das estações de energia convencionais, que produzem calor queimando combustível. </li></ul><ul><li>O calor produzido serve para ferver água, que irá fazer funcionar turbinas a vapor para gerar eletricidade. </li></ul><ul><li>Um reator produz grandes quantidades de calor e intensas correntes de radiação neutrônica e gama . </li></ul><ul><li>Ambas são mortais para todas as formas de vida mesmo em quantidades pequenas, causando doenças, leucemia e, por fim, a morte . </li></ul><ul><li>O reator deve estar rodeado de um espesso escudo de cimento e aço , para evitar fugas prejudiciais de radiação. </li></ul><ul><li>As matérias radioativas são manejadas por controle remoto e armazenadas em contentores de chumbo , um excelente escudo contra a radiação. </li></ul>
  42. 50. LIXO RADIOATIVO <ul><li>Conhecido como rejeito radioativo é todo material resultante de atividades humanas, que contém elementos radioativos acima dos limites de isenção e para o qual não há previsão de reutilização. </li></ul><ul><li>Este rejeito fica confinado em depósitos temporários ou definitivos; </li></ul><ul><li>Os rejeitos radioativos assim como todas as substâncias radioativas, estão sob o controle de órgãos licenciados e fiscalizadores com documentação detalhada e à disposição das autoridades; </li></ul><ul><li>Quando não devidamente tratado e armazenado pelo tempo necessário, causa os mesmos efeitos da radiação ionizante devido a existência da radioatividade . </li></ul>
  43. 51. ACIDENTES RADIOATIVOS
  44. 52. CHERNOBYL: UM EXEMPLO DE RISCO DA UTILIZAÇÃO E ENERGIA NUCLEAR
  45. 53. CÉSIO 137
  46. 54. ACIDENTE EM GOIÂNIA – CÉSIO 137 <ul><li>Informações gerais sobre o acidente: </li></ul><ul><li>Registros oficiais da época do acidente revelavam : </li></ul><ul><li>1. Contaminação de 249 pessoas, o que representava 0,0024% da população de Goiânia. </li></ul><ul><li>2. Que 120 pessoas foram descontaminadas de imediato, 129 foram tratadas em Goiânia e 22 foram encaminhadas para tratamento no Hospital Marcílio Dias (RJ). </li></ul><ul><li>3. Quatro mortes reconhecidas como causadas pelo césio 137. Muitas vítimas morreram depois, mas a relação com o acidente não foi estabelecida ainda. Até hoje não existem estudos populacionais que indiquem se o número de afetados pela radiação foi muito superior, mas vizinhos e pessoas que trabalharam na descontaminação (garis, policiais, bombeiros e braçais) apresentam doenças e problemas psicológicos que nunca foram levados em conta. Hoje calcula-se mais de 800 pessoas contaminadas. </li></ul>
  47. 55. Vítimas do acidente isoladas no ginásio Rio Vermelho. <ul><ul><ul><li>Ocorrido em 1987, deixando 4 mortos e mais de 800 contaminados. </li></ul></ul></ul>
  48. 56. Enterro de 2 vítimas do acidente, sob forte protesto
  49. 57. Sr. Devair, dono do ferro velho falecido em 1997 de cirrose Hepática.
  50. 58. Tambores usados para transporte e deposito do material radioativo.
  51. 59. Ferida no braço de uma pessoa contaminada.
  52. 61. CONCLUSÃO <ul><li>O conhecimento a respeito da estrutura do átomo e de suas características torna possível uma boa compreensão sobre os fenômenos relacionados ao seu núcleo, que representa a região mais energética de toda a matéria e corresponde à menor parte do átomo (entre dez e cem mil vezes menor que ele), concentrando praticamente toda a massa deste. </li></ul>
  53. 62. <ul><li>Neste momento, já somos capazes de entender melhor a respeito da radioatividade e de toda a energia nuclear, podendo então participar mais ativamente do mundo em que vivemos, no qual as tecnologias estão cada vez mais próximas de nós, muitas vezes, sem que a percebemos./Todas as reações químicas elementares, bem como as ligações químicas interatômicas responsáveis pela infinidade de substâncias conhecidas pelo ser humano, ocorrem com alterações somente na eletrosfera; o núcleo, nesses e nos demais casos, mantém-se “constantemente” inalterado; porém, quando ocorre a modificação deste, sabemos que as conseqüências podem ser catastróficas. </li></ul>
  54. 63. VOCÊS TEM UMA MISSÃO: ATIVIDADE EM GRUPO DE 6 INTEGRANTES- ENTREGA DIA 23-04 SEGUNDA <ul><li>Imagine que um acidente (ou então, uma guerra) nuclear ocorreu há 24 horas. Como se estivesse no local, anotará suas observações, o que ocorrerá consigo, com as pessoas e com o ambiente à sua volta. Seu grupo deve assumir uma das profissões abaixo e propor soluções, tais como: socorro às pessoas, reconstrução da sociedade, etc. </li></ul><ul><li>Cientista </li></ul><ul><li>Ambientalista (ecologista) </li></ul><ul><li>Professor </li></ul><ul><li>Médico </li></ul><ul><li>Político </li></ul><ul><li>Chefe da Defesa Civil (ou corpo de bombeiros) </li></ul>
  55. 64. SITES DE CONSULTA <ul><li>http://www.ipen.br </li></ul><ul><li>http://www.howstuffworks.com </li></ul><ul><li>http://www.eletronuclear.gov.br </li></ul><ul><li>http://atomico.no.sapo.pt/index.html </li></ul><ul><li>http://www.greenpeace.org.br/nuclear </li></ul><ul><li>http://www.energiatomica.hpg.ig.com.br/ </li></ul><ul><li>http://www.if.ufrgs.br/cref/radio/principal.htm </li></ul><ul><li>http://www.ufpel.tche.br/ifm/histfis/first.htm </li></ul><ul><li>http://www.sbbmn.com.br/ </li></ul><ul><li>http://www.cigarro.med.br/cap20.htm </li></ul><ul><li>http://www.energiatomica.hpg.ig.com.br/cnen.html </li></ul><ul><li>http://www.cnen.gov.br </li></ul><ul><li>http://www.ufsm.br/gef/FisNuc.htm </li></ul><ul><li>http://pt.wikipedia.org/wiki/Part % C3%ADcula # Part.C3.ADculas_elementares_da_mat.C3.A9ria </li></ul>
  1. A particular slide catching your eye?

    Clipping is a handy way to collect important slides you want to go back to later.

×