ENFISA 2014 - Projeto sanitaristas mirins

760 views

Published on

Published in: Government & Nonprofit
0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total views
760
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
118
Actions
Shares
0
Downloads
34
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

ENFISA 2014 - Projeto sanitaristas mirins

  1. 1. PROJETO SANITARISTAS MIRINS
  2. 2. Exercer no Estado de Minas Gerais a defesa sanitária animal e vegetal assegurando a oferta de produtos de qualidade, contribuindo para a preservação da saúde pública e a conservação do meio ambiente. Missão
  3. 3. COORDENAÇÃO PSM Gerência de Educação Sanitária e Apoio à Agroindústria Familiar EXECUÇÃO Coordenadorias Regionais Escritórios Seccionais PARCERIAS Secretarias Estadual e Municipal de Educação, Saúde e Meio Ambiente e outras que serão bem-vindas
  4. 4. AGROTÓXICO
  5. 5. AGROTÓXICO É COISA SÉRIA! TEMOS QUE CUIDAR DA NOSSA SAÚDE E DO MEIO AMBIENTE!
  6. 6. Agrotóxico e meio ambiente Usar com segurança é a medida certa para evitar danos à saúde e ao meio ambiente
  7. 7. Fiscalização O IMA é responsável pela fiscalização: • Comércio • Armazenamento • Uso Este trabalho é realizado por meio de vistorias e perícias feitas pelos profissionais do IMA.
  8. 8. Agrotóxico Produto químico usado no controle de pragas que atacam a agricultura: • Acaricida • Herbicida • Inseticida • Fungicida • Nematicida
  9. 9. Compra de agrotóxico • Somente mediante receita agronômica emitida por profissional habilitado; • A receita deve conter: quantidade, época de aplicação, cultura indicada, período de carência, tríplice lavagem, destino das embalagens vazias, proteção do trabalhador e do meio ambiente.
  10. 10. Transporte • Deve ser transportado para a propriedade rural de forma segura, evitando que a embalagem seja rompida ou danificada; • Nunca levar junto: pessoas, animais, mercadorias e alimentos; • A nota fiscal e a receita agronômica devem acompanhar a carga.
  11. 11. Armazenamento • Na propriedade o agrotóxico deve ser armazenado em local exclusivo, em estrado ou prateleira, seguro, seco, iluminado, ventilado; • Este local deve ficar sempre trancado e com uma placa escrito: “Produto Tóxico”.
  12. 12. Aplicação • Ler as instruções da receita e da bula; • Regular o equipamento de aplicação; • Obedecer o período de carência e de reentrada de pessoas e animais na área tratada; • Pulverizar nas horas mais frescas do dia e sempre a favor do vento; • Não fumar, beber ou comer durante a aplicação; • Menores de 18 anos, gestantes e idosos não podem manusear ou aplicar o agrotóxico; • Usar equipamento de proteção individual (EPI), desde o preparo da calda até o final da aplicação.
  13. 13. EPI – como vestir?
  14. 14. 1 2 3 4
  15. 15. 1 2 3
  16. 16. Classe toxicológica Classe I – extremamente tóxico Classe II – altamente tóxico Classe III - medianamente tóxico Classe IV - pouco tóxico
  17. 17. Acidente e intoxicação • Absorção do agrotóxico pode acontecer pela boca, pele ou respiração; • Em caso de acidente, lavar a parte do corpo com água e sabão (olhos somente com água); • Afastar o acidentado do local; • Providenciar atendimento médico levando rótulo ou bula; • Derramando o produto, jogar cal virgem e recolher após 48 horas. Colocar em saco plástico resistente, amarrar a abertura e comunicar ao IMA.
  18. 18. Embalagens vazias • Embalagem lavável: Fazer a tríplice lavagem. • Embalagem contaminada: Guardar dentro do saco plástico próprio, fornecido pelo comerciante.
  19. 19. Tríplice lavagem Repetir 3 vezes
  20. 20. Perfuração das embalagens • A embalagem deve estar tampada. • A embalagem deve ser perfurada no fundo. • O rótulo deve ser mantido intacto para facilitar a identificação.
  21. 21. Destino das embalagens: Vocês acham correto deixar as embalagens na roça, jogadas em algum lugar? Por quê?
  22. 22. Central de recebimento Compacta embalagens por tipo de embalagens
  23. 23. EPI - como retirar:
  24. 24. 4.000Descartar embalagem de agrotóxico sem fazer a tríplice lavagem e em desacordo com a orientação do fabricante 3.800Não fornecer equipamento de proteção ao trabalhador ou aplicador de agrotóxico 3.400Utilizar equipamento de proteção e de aplicação de agrotóxico com defeito ou sem manutenção 3.300Descartar sobras e resíduos de agrotóxico em desacordo com a orientação do fabricante ou dos órgãos de agricultura, saúde e meio ambiente 3.100Não devolver a embalagem vazia de agrotóxico ao comerciante, no prazo estipulado Multa (UFIR)Infração
  25. 25. 9.000Aplicar agrotóxico não recomendado para a cultura 10.000Produzir, manipular, comercializar, armazenar e utilizar agrotóxico sem registro 18.000Vender, utilizar ou remover agrotóxico ou afim interditado 6.100Comercializar produto agrícola proveniente de área interditada em razão do uso inadequado de agrotóxico ou afim 6.000Comercializar produto com resíduo de agrotóxico ou afim, acima do permitido 5.000Armazenar agrotóxicos de forma inadequada 4.500Aplicar agrotóxico sem receita ou em desacordo com ela, e não devolver o produto com validade vencida 4.000Não respeitar o período de carência após aplicação do agrotóxico

×