Your SlideShare is downloading. ×
AKS - ANATOMIC KNEE SYSTEM
Técnica Cirúrgica

28.30 - Prótese de Joelho Anatômica Cimentada
28.30 - Técnica Cirúrgica
Prótese de Joelho Cimentada

Prótese de Joelho Anatômica Cimentada

Materiais
Liga de Cr Co Mo A...
28.30 - Técnica Cirúrgica
Prótese de Joelho Cimentada

Planejamento – Pré-Operatório
Trace no raio- X o eixo mecânico e o ...
28.30 - Técnica Cirúrgica
Prótese de Joelho Cimentada

Guia de alinhamento
O guia intramedular está disponível em 2 compri...
28.30 - Técnica Cirúrgica
Prótese de Joelho Cimentada

Guia de corte distal

FG.27.2

Monte o guia de corte distal GS.79 n...
28.30 - Técnica Cirúrgica
Prótese de Joelho Cimentada

Rasgo
Proximal

Corte distal
Faça o corte distal do fêmur utilizand...
28.30 - Técnica Cirúrgica
Prótese de Joelho Cimentada

Guia de corte posterior,
chanfros e recorte anterior
Selecione o gu...
28.30 - Técnica Cirúrgica
Prótese de Joelho Cimentada

Use o rasgo central do guia para fazer o corte da base
da tróclea. ...
28.30 - Técnica Cirúrgica
Prótese de Joelho Cimentada

Colocação e extração do
parafuso de fixação

FG.28

COLOCAÇÃO – Enc...
28.30 - Técnica Cirúrgica
Prótese de Joelho Cimentada

GS.75.A

Utilize a haste guia GS.75.A para verificar se o guia de
c...
28.30 - Técnica Cirúrgica
Prótese de Joelho Cimentada

GS.83
GS.86

Fixe o guia de corte com os parafusos FG.23.3. Em
segu...
28.30 - Técnica Cirúrgica
Prótese de Joelho Cimentada

GS.87

Corte tibial proximal
guia extramedular
O guia extramedular ...
28.30 - Técnica Cirúrgica
Prótese de Joelho Cimentada

ME.19

Encaixe a aba de 2mm no rasgo do guia e apoie o
apalpador ME...
28.30 - Técnica Cirúrgica
Prótese de Joelho Cimentada

GS.84

Opcional – recorte
do platô tibial
Utilize o guia de recorte...
28.30 - Técnica Cirúrgica
Prótese de Joelho Cimentada

Coloque o guia do platô tibial sobre a face cortada da
tíbia, o gui...
28.30 - Técnica Cirúrgica
Prótese de Joelho Cimentada

Encaixe o alargador RP 14.A/B no cabo do alargador
CH.79. O alargad...
28.30 - Técnica Cirúrgica
Prótese de Joelho Cimentada

Teste dos componentes – I
Monte o componente femoral bloqueado de t...
28.30 - Técnica Cirúrgica
Prótese de Joelho Cimentada

Verificação do alinhamento e teste
de altura
Verifique a altura e o...
28.30 - Técnica Cirúrgica
Prótese de Joelho Cimentada

Corte e furação da patela
Com a pinça de corte da patela CH.77, fix...
28.30 - Técnica Cirúrgica
Prótese de Joelho Cimentada

Para iniciar a montagem, coloque o componente tibial
de polietileno...
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Prótese de joelho anatômica cimentada

482

Published on

0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total Views
482
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0
Actions
Shares
0
Downloads
5
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Transcript of "Prótese de joelho anatômica cimentada"

  1. 1. AKS - ANATOMIC KNEE SYSTEM Técnica Cirúrgica 28.30 - Prótese de Joelho Anatômica Cimentada
  2. 2. 28.30 - Técnica Cirúrgica Prótese de Joelho Cimentada Prótese de Joelho Anatômica Cimentada Materiais Liga de Cr Co Mo ASTM F-75 ou ISO 5832-4 Polietileno – UHMWPE ASTM F-648 ou ISO 5834-2 Indicações • • • • • Osteoartrite Primária do Joelho Osteoartrite Pós – Traumática Artrite Reumatóide Necrose Avascular Asséptica Traumática e Não Traumática Doenças Articulares Degenerativas do Joelho com Comprometimento Pan – Articular Códigos das Bandejas: CG.150, CG.151, CG.152.1 e CG.154 2
  3. 3. 28.30 - Técnica Cirúrgica Prótese de Joelho Cimentada Planejamento – Pré-Operatório Trace no raio- X o eixo mecânico e o eixo no centro de fêmur. Com o template, determine o ângulo entre o centro do fêmur e o eixo mecânico. Em seguida, com o auxílio dos templates, determine o tamanho dos implantes a serem utilizados. Após definição dos implantes utilize os instrumentais correspondentes para fazer os respectivos cortes. Via de acesso Após o acesso cirúrgico, de acordo com a preferência do cirurgião e do correto equilíbrio de partes moles que deverão obedecer aos princípios estabelecidos na literatura, proceda da seguinte maneira: Furo inicial Faça o orifício central com a broca inicial BR.24 na região intercondílea, com aproximadamente 10mm anterior ao ponto de inserção do ligamento cruzado posterior. BR.24 ME.20 Colocação do guia intramedular Coloque o guia ME.20 no orifício até que o mesmo encoste na face distal do fêmur. Em seguida, apoie o guia na cortical anterior e nos côndilos posteriores. Faça a leitura do tamanho do fêmur. Se a marcação estiver entre dois tamanhos, escolha o tamanho menor. FG.27.2 Para obter a rotação externa de 3o, coloque o prego de fixação FG.27.2 no furo apropriado, de acordo com o lado afetado. Impacte o prego até que o mesmo faça o orifício no osso. Observação: A rotação externa não será obtida quando os côndilos estiverem deformados 3
  4. 4. 28.30 - Técnica Cirúrgica Prótese de Joelho Cimentada Guia de alinhamento O guia intramedular está disponível em 2 comprimentos de haste, sendo guia curto GS.76.B e o guia longo GS.76A, este último o mais indicado para um perfeito alinhamento. GS.76.A/B IP.60 Coloque o guia GS.76.A/B no orifício, posicione o guia com rotação externa 3o usando os furos previamente feitos, coloque o prego FG.27.2 no rasgo do guia e no furo. Impacte o guia com o impactor IP.60 até que o mesmo encoste no côndilo, fixe-o com os respectivos pregos. Alinhamento correto Guia de corte anterior Monte o apalpador GS.89 no guia de corte anterior GS.77. Encaixe o guia de corte no guia de alinhamento GS.76.A/B, até que o apalpador encoste na cortical anterior, fixe-o e faça o corte anterior. Alinhamento incorreto GS.89 GS.77 GS.76.A/B 4
  5. 5. 28.30 - Técnica Cirúrgica Prótese de Joelho Cimentada Guia de corte distal FG.27.2 Monte o guia de corte distal GS.79 no guia de alinhamento GS.76.A/B, deixando a indicação “D“ (Direito) ou “E“ (Esquerdo) para cima de acordo com o lado afetado. Encaixe o pino guia no furo do Guia de alinhamento, em seguida encaixe o prego FG.27.2 no ângulo ( 2o, 3o, 4o, 5o, 6o, 7o, 8o, 9o, 10o e 11o ) determinado no pré-operatório. Fixe o guia com os respectivos pregos. GS.79 GS.76.A/B Alinhamento opcional Com o pino guia encaixado no furo do guia de alinhamento, monte o guia GS.82 sobre o guia de corte distal GS.79. Em seguida, encaixe a haste móvel GS.75.A/B no guia GS.82. O centro da haste deve coincidir com o centro da cabeça do fêmur. Dessa forma o guia de corte GS.79 estará posicionado para fazer o corte distal. Remova o guia de alinhamento GS.76.A/B com o auxilio do extrator EX.16. GS.75.A/B GS.82 GS.79 GS.76.A/B 5
  6. 6. 28.30 - Técnica Cirúrgica Prótese de Joelho Cimentada Rasgo Proximal Corte distal Faça o corte distal do fêmur utilizando o rasgo distal do guia GS.79. Este corte remove a mesma quantidade de osso que será preenchida com o componente femoral definitivo. O rasgo proximal remove 3,5mm a mais de osso que o rasgo distal. Este corte pode ser usado caso exista contratura na flexão ou se o cirurgião precisar ressecar mais osso devido a outros motivos. Rasgo Distal GS.79 GS.78 FG.27.2 Opcional – recorte distal Face distal previamente cortada O guia de recorte distal de fêmur GS.78, possibilita o recorte de 3 ou 5mm a mais de osso distal. Coloque os pregos FG.27.2 nos respectivos orifícios de 3 ou 5mm para recorte, apoie o guia na face anterior do fêmur e os pregos na face distal previamente cortada, fixe o guia com os pregos ou com os parafusos FG.27.3 e faça o recorte através do rasgo apropriado. ME.21 Definição do tamanho do componente femoral definitivo Coloque o medidor ME.21, apoiado na face distal do Fêmur previamente cortada, com as duas garras apoiadas nos côndilos e o pino de apoio na face anterior. Verifique o tamanho do componente femoral. Se a marcação estiver entre dois tamanhos, escolha o tamanho menor. 6
  7. 7. 28.30 - Técnica Cirúrgica Prótese de Joelho Cimentada Guia de corte posterior, chanfros e recorte anterior Selecione o guia de corte final GS.81.3/4/5/6 de acordo com o determinado no procedimento anterior. Apoie nas faces anterior e distal do fêmur e centralize-o médio – lateralmente. Fixe o guia pelos furos centrais com dois pregos FG.27.1. GS.81.Ref. Para uma melhor estabilização do guia, coloque os parafusos FG.27.3 nos orifícios laterais. Os parafusos podem ser colocados manualmente com o auxílio da chave CH.75.B, ou com o mandril FG.28 acoplado a uma furadeira. GS.81.Ref. FG.27.3 FG.27.3 CH.75.B Para uma maior estabilidade do guia de corte durante as ressecções, faça os cortes finais do fêmur obedecendo a seguinte sequência: 1- Corte Posterior; 2 - Chanfro Posterior; 3 - Corte Anterior; 4 - Chanfro Anterior. GS.81.Ref. 1 3 7 2 4
  8. 8. 28.30 - Técnica Cirúrgica Prótese de Joelho Cimentada Use o rasgo central do guia para fazer o corte da base da tróclea. Utilize uma lâmina estreita e longa. Use os rasgos da face anterior do guia para fazer o corte da lateral da tróclea. FG.27.3 Corte central para prótese com estabilização posterior Selecione o guia de corte central GS.80.3/4/5/6 de acordo com o tamanho estabelecido pelo guia anterior. Apoie o guia na face anterior e na face distal do fêmur, centralize usando como referencia o corte da tróclea com o centro do guia. Fixe o guia com o auxílio dos parafusos FG.27.3 ou dos pregos FG.27.1 e FG.27.2. Faça o corte central, lateral / medial, e em seguida a base intercondilar. GS.80.Ref. 8
  9. 9. 28.30 - Técnica Cirúrgica Prótese de Joelho Cimentada Colocação e extração do parafuso de fixação FG.28 COLOCAÇÃO – Encaixe o sextavado do parafuso FG.27.3 no sextavado do mandril FG.28 e rosqueie no osso até que o sextavado do mandril se desprenda do sextavado do parafuso. FG.27.3 EXTRAÇÃO – Empurre a capa até que o sextavado do mandril encaixe no sextavado do parafuso. Gire o mandril no sentido anti horário para retirar o parafuso. Corte tibial proximal guia intramedular Faça o orifício na tíbia com a broca BR.21.B na posição anterior a inserção do ligamento cruzado anterior e centralizado na posição médio lateral. GS.83 GS.86 Coloque a haste intramedular GS.83 no orifício da tíbia, até o ponto de diâmetro maior da haste. Monte a conecção GS.86 no guia de corte GS.88, em seguida monte o conjunto do guia sobre a haste intramedular. Ajuste o guia na haste e encoste o guia de corte na face anterior da tíbia. GS.88 9
  10. 10. 28.30 - Técnica Cirúrgica Prótese de Joelho Cimentada GS.75.A Utilize a haste guia GS.75.A para verificar se o guia de corte tibial esta perpendicular ao eixo mecânico da tíbia. Se necessário, ajuste o ângulo guia até que fique perpendicular. Observe que o apalpador ME.19 possui duas abas, uma aba marcando 2mm que é utilizada para checar a profundidade do platô tibial com defeito e fazer a ressecção mínima, e uma aba marcando do 10mm que é utilizada para checar a medida do platô integro e fazer um corte anatômico. Encaixe a aba de 2mm no rasgo do guia de corte e apoie o apalpador no ponto mais profundo do platô tibial. ME.19 10
  11. 11. 28.30 - Técnica Cirúrgica Prótese de Joelho Cimentada GS.83 GS.86 Fixe o guia de corte com os parafusos FG.23.3. Em seguida retire a haste intramedular GS.83 com o auxilio do extrator EX.16 e o conector GS.86. GS.88 ME.19 FG.23.3 EX.16 Faça o corte proximal da tíbia através do rasgo do guia. 11
  12. 12. 28.30 - Técnica Cirúrgica Prótese de Joelho Cimentada GS.87 Corte tibial proximal guia extramedular O guia extramedular de corte tibial GS.87 permite variação da espessura do corte do osso, após o alinhamento do mesmo. Alinhe o guia extrator tendo como referência o eixo mecânico da tíbia. Após o guia estar fixado na parte distal da tíbia. O guia de corte tibial proximal pode ser ajustado manualmente de acordo com a deformidade da tíbia. 12
  13. 13. 28.30 - Técnica Cirúrgica Prótese de Joelho Cimentada ME.19 Encaixe a aba de 2mm no rasgo do guia e apoie o apalpador ME.19 no ponto mais profundo do platô tibial para fazer o corte mínimo, ou encaixe a aba de 10mm no rasgo do guia e apoie o apalpador no platô integro para fazer um corte anatômico. Fixe o guia de corte com o auxilio dos parafusos FG.27.3. GS.87 Com o guia de ressecção GR.90, verifique a posição de corte na parte medial, lateral e posterior da tíbia. GR.90 Faça o corte proximal da tíbia através do rasgo do guia. 13
  14. 14. 28.30 - Técnica Cirúrgica Prótese de Joelho Cimentada GS.84 Opcional – recorte do platô tibial Utilize o guia de recorte paralelo 2mm GS.84 para cortar mais 2mm do platô tibial. GS.85 Utilize o guia de recorte angulado GS.85 para fazer o recorte em ângulo. TT.30.Ref. Preparação do platô tibial Selecione o guia do platô tibial TT.30.3/4/5/6 de acordo com o tamanho dos guias utilizados no corte femoral. Monte o guia do platô no cabo dos guia CH.80, puxe o pino guia do cabo e monte através da conexão em “V“. CH.80 14
  15. 15. 28.30 - Técnica Cirúrgica Prótese de Joelho Cimentada Coloque o guia do platô tibial sobre a face cortada da tíbia, o guia deve cobrir completamente o platô tibial. Utilize a barra de alinhamento GS.75.A/B para verificar o alinhamento de varo ou valgo. Fixe o guia com 02 pregos pequenos FG.27.1. GS.75.A/B Encaixe o guia de broca GS.73 nos dois pinos fixos existentes sobre o guia do platô tibial. Faça o orifício central da tíbia com a broca BR.21.A até a marcação coincidir com a face do guia de broca GS.73. BR.21.A GS.73 TT.30.Ref. 15
  16. 16. 28.30 - Técnica Cirúrgica Prótese de Joelho Cimentada Encaixe o alargador RP 14.A/B no cabo do alargador CH.79. O alargador pode ser montado somente pela frente. Puxe o pino trava, engate e monte o conjunto. RP.14.A/B CH.79 Encaixe a base do impactor no guia do platô tibial e impacte o alargador até a marcação coincidir com a face do cabo, em seguida retire o alargador. Marcação 16
  17. 17. 28.30 - Técnica Cirúrgica Prótese de Joelho Cimentada Teste dos componentes – I Monte o componente femoral bloqueado de teste TT.24.3/4/5/6.D/E no fêmur e monte o teste do componente tibial bloqueado de polietileno TT.27.34/ 56.10/12/14/17/20, ou então o componente femoral não bloqueado de teste TT.23.3/4/5/6.D/E no fêmur e monte o teste do componente tibial não bloqueado de polietileno TT.26.34/56.10/12/14/17/20 e verifique o correto funcionamento do conjunto durante a flexoextensão do joelho. TT.24.Ref. Fêmur Bloqueado TT.27.Ref. Tíbia Bloqueada TT.23.Ref. Fêmur Não Bloqueado TT.26.Ref. Tíbia Não Bloqueada TT.30.Ref. IP.57.A Teste dos componentes – II Selecione o teste do componente tibial metálico TT.25.3/ 4/5/6, rosqueie no impactor IP.57.A e impacte na tíbia. Para extrair o teste, rosqueie o cabo extrator IP.57.B e faça a extração com o extrator EX.16. TT.25.Ref. Teste dos componentes – III Monte o componente femoral bloqueado de teste TT.24.3/4/5/6.D/E no fêmur e monte o teste do componente tibial bloqueado de polietileno TT.27.34/ 56.10/12/14/17/20, ou então o componente femoral não bloqueado de teste TT.23.3/4/5/6.D/E fêmur e monte o teste do componente tibial não bloqueado de polietileno TT.26.34/56.10/12/14/17/20 e verifique o correto funcionamento do conjunto durante a flexo-extensão do joelho. TT.27.Ref. Tíbia Bloqueada TT.26.Ref. Tíbia Não Bloqueada TT.30.Ref. 17 TT.24.Ref. Fêmur Bloqueado TT.23.Ref. Fêmur Não Bloqueado
  18. 18. 28.30 - Técnica Cirúrgica Prótese de Joelho Cimentada Verificação do alinhamento e teste de altura Verifique a altura e o alinhamento dos cortes com o joelhoem flexão e extensão. Com o joelho fletido, encaixe o espaçador TT.29.10/12/14/17/20 entre as superfícies ressecadas do fêmur e da tíbia. Em seguida coloque a haste guia GS.75.A e verifique o alinhamento. Remova o espaçador, e extenda o joelho, encaixe o espaçador e coloque as hastes guias GS.75.A/B e verifique o alinhamento, onde a haste deve coincidir com o eixo mecânico. Se a altura dos espaçadores não estiver correta em flexão e extensão, remova osso adicional ou faça a soltura de tecido mole, o quanto necessário. GS.75.B TT.29.Ref. GS.75.A 18
  19. 19. 28.30 - Técnica Cirúrgica Prótese de Joelho Cimentada Corte e furação da patela Com a pinça de corte da patela CH.77, fixe a mesma apoiando no batente de 10mm. CH.77 Corte a superfície da articulação da patela. BR.22 Coloque o guia de broca GS.74 sobre a superfície cortada, centralize o guia e faça o furo central com a broca BR.22. Utilize o componente patelar de teste TT.28.32/34/36 para fazer os testes. GS.74 CH.77 Implantação do componente femoral, tibial e patelar Depois de selecionar os implantes definitivos, verifique se os tamanhos escolhidos 3 / 4 / 5 e 6, são compatíveis entre si, e que a altura do polietileno esteja correta, em seguida verifique se as etiquetas coloridas da caixa estão com a cor coincidente. 19
  20. 20. 28.30 - Técnica Cirúrgica Prótese de Joelho Cimentada Para iniciar a montagem, coloque o componente tibial de polietileno definitivo sobre o componente tibial metálico definitivo, no sentido do encaixe da chaveta, forçando com a mão. Encaixe a pinça de impacção de polietileno CH.73 no rebaixo do componente tibial metálico definitivo, e em seguida trave a pinça no implante através da aba inferior, e pressione o polietileno até encaixar. Certifique com a absoluta certeza o sucesso do encaixe. CH.73 Coloque o implante final na tíbia, fêmur e patela, seguindo as técnicas de cimentação convencional. E C REP Baumer S.A. Gi. Bi. S.a.s. Di Bisegna Tatiana V ad V l aB a c i 1 1-T v l -R m - I a y i i il rsh, 0 ioi oa tl P.I 05513281005 - 39 0774 33 3997 VA Customer Service/Comercial: 55(11)3670.0000 • Fax: 55(11)3670.0053 • w w w.baumer.com.br • e-mail: comercial-orto@baumer.com.br Factory/Fábrica: Av. P e . Antonio T. Leite,181 • Pq. da Empresa • 13.803-330 • Mogi Mirim • SP • B a i • Tel: 55(19)3805.7655 • Fax: 55(19)3805.7551 rf rsl Rev.2006.06 20

×