• Save
Câncer de colo uterino   d iagnostico e tratamento
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×
 

Câncer de colo uterino d iagnostico e tratamento

on

  • 17,315 views

 

Statistics

Views

Total Views
17,315
Views on SlideShare
5,773
Embed Views
11,542

Actions

Likes
6
Downloads
0
Comments
0

7 Embeds 11,542

http://www.enfermagemvirtual.net 11532
https://www.facebook.com 4
http://6965592459622253784_f81b55b672d63275cd8f9fd006942ad25b5cd0a5.blogspot.com 2
http://translate.googleusercontent.com 1
http://cloud.feedly.com 1
http://ads58462.hotwords.com 1
http://plus.url.google.com 1
More...

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Adobe PDF

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

    Câncer de colo uterino   d iagnostico e tratamento Câncer de colo uterino d iagnostico e tratamento Presentation Transcript

    • • Clínico• Citologia (triagem para outros exames)• Colposcopia (dirigir a biópsia)• Biópsia:• Direta• “Saca-bocado”• CAFDiagnóstico:CÂNCER DE COLO UTERINO
    • • Estágios Iniciais - Sintomatologia Pobre• Sintomatologia Exuberante = Doença Avançada• Sintomas Eventuais:• Secreção Vaginal Sero-sanguínea (Caldo de Carne)• Sinusorragia• Sangramentos Anormais• Dor pélvica e/ou Dispareunia• Odor Fétido, Perda Urinária ou Fecal pela Vagina• Sinais Clínicos:• Lesão Vegetante ou Ulcerada no Colo (pode acometer a vagina)Diagnóstico Clínico:CÂNCER DE COLO UTERINO
    • Carcinoma Invasor do Colo Uterino – Estágio InicialCÂNCER DE COLO UTERINO
    • CarcinomaInvasorColoUterino–Citologia
    • • 85 a 95% epidermóide (espinocelular, escamoso)• 5 a 15% adenocarcinomas (endocervicais)• Abaixo de 1% = outros tipos histológicosHistologia:CÂNCER DE COLO UTERINO
    • Histologia
    • Estadiamento:• Padrão FIGO de 1985, modificado em 1995• Alternativo – UICC 1997 - TNM• Exame definitivo = clínico• Exames complementares na avaliação de vagina e paramétrio = baixasensibilidade e baixa especificidade• Inspeção e toque vaginal e toque retal = 2 examinadores (OMS)• Avaliação da área da lesão vaginal – inspeção e toque• Paramétrios – acometimento, encurtamento, nodularidade• Exames complementares: cistoscopia, retossigmoidoscopia, urografiaexcretoraCÂNCER DE COLO UTERINO
    • UrografiaExcretora
    • Cistoscopia
    • Reto-sigmoidoscopiaFlexível
    • Estadio 0: in situEstadio I: Ia carcinoma pré-clínico do colo (microscópico)Ia1: invasão mínima do estroma < 3mm e extensão < 5 mmIa2: invasão estroma de 3 a 5 mm e extensão de 5 a 7 mmIb: carcinoma francamente invasivo (acima de padrão Ia2)Ib1: tumor < 4 cmIb2: tumor > 4 cmEstadio II: IIa: extende-se além do útero para dois terços superioresda vaginaIIb: extende-se além do útero para paramétrio, sem atingirparede pélvica (plano ósseo)Estadio III: IIIa extende-se além do útero para terço inferior da vaginaIIIb extende-se além do útero para paramétrio atingindoparede pélvica (plano ósseo), ou com exclusãorenal à urografia excretora ou hidronefroseEstadio IV: IVa invasão de órgãos adjacentes (reto e/ou bexiga)IVb metástase à distânciaFIGO, 1995
    • EstadiamentoCâncer deColo Uterino
    • VAGINAPARAMÉTRIOPLANOÓSSEOI BIII BII BII AIII AEstadiamento do Câncer de Colo Uterino
    • VAGINABEXIGARETOII BII AIII AIV AIV AEstadiamento do Câncer de Colo Uterino
    • Carcinoma Invasor do Colo Uterino IB2 “Bulky”
    • CA deColo –EstadioIIA
    • CA de ColoMRI ContrastadaExclusão RenalEC IIIB
    • Invasão do Reto - Câncer de ColoUterino – Reto-sigmoidoscopia
    • CAdeColo-MRI-ECIVA
    • Estadio clínico Sobrevida em 5 anos(%)I 81,6II 61,3III 36,7IV 12,1não estadiadas 52,3total 59,8Prognóstico do Câncer de Colo UterinoEstadio I: Sem linfonodos comprometidos = 90%Com linfonodos comprometidos = 50%CÂNCER DE COLO UTERINO
    • Estadio clínico LinfonodosPélvicos (%)LinfonodosAórticos (%)Metástases adistância (%)Ia1 0 0 0Ia2 até 3 mm 0,6 0 0Ia2 3 a 5 mm 4,8 < 1 0,74Ib 15,9 2,2 4,74IIa 24,5 11 9,21IIb 31,4 19 16,18III 44,8 30 20,38IVa 55 40 23,72Disseminação LinfonodalCÂNCER DE COLO UTERINO
    • Tratamento do Câncer de Colo Uterino• Cirurgia• Radioterapia• Quimioterapia• ImunoterapiaCÂNCER DE COLO UTERINO
    • Tratamento CA Colo Uterino - Cirurgia• Histerectomia Radical X Convencional• Planos de Piver• Linfadenectomia• Exenteração pélvicaCÂNCER DE COLO UTERINO
    • Cirurgia - Planos de PiverPiver IPiver IIPiver IVPiver IIICÂNCER DE COLO UTERINO
    • Cirurgia Wertheim-Meigs – Ureter e Vasos Ilíacos
    • Cirurgia CA Colo - Linfadenectomia• Amostragem• Cadeia Ilíaca Interna e Fossa Obturadora• Ilíaca Comum e Ilíaca Externa• Para-aórticosCÂNCER DE COLO UTERINO
    • Cirurgia Wertheim-Meigs – Fossa Obturadora
    • UreterV. IlíacaExternaA. IlíacaExternaA. IlíacaInternaA. Uterina
    • Peça operatória – Wertheim-Meigs
    • Peça operatória – Wertheim-Meigs - Posterior
    • Braquiterapia – CA Colo Uterino
    • Braquiterapia – CA Colo Uterino
    • Braquiterapia - Curvas de Isodose
    • Tratamento CA Colo Uterino - Quimioterapia• Esquemas Básicos:CisplatinoCarboplatino5-Fluouracil• Drogas Auxiliares:BleomicinaIfosfamidaTaxanesAntracíclicosCÂNCER DE COLO UTERINO
    • Tratamento CA Colo Uterino• Estadio Ia1: ConizaçãoHTA simples (prole definida)• Estadio Ia2:HTA simples com linfadenectomiaPiver 2 com linfadenectomiaWertheim-MeigsBraquiterapia isolada• Estadio Ib e IIa: Wertheim-MeigsRadioterapiaQuimioterapia + Radioterapia (1b2)CÂNCER DE COLO UTERINO
    • • Estadio IIb, IIIa e IIIb:RadioterapiaQuimioterapia + RadioterapiaQuimioterapia + Radioterapia + Cirurgia• Estadio IVa:Exenteração Pélvica (sem comprometimento de paramétrio)Quimioterapia + Radioterapia• Estadio Ivb: Quimioterapia + Radioterapia• Recidiva: Quimioterapia• Outras possibilidades terapêuticas: ImunoterapiaCÂNCER DE COLO UTERINOTratamento CA Colo Uterino
    • Seguimento Após o Tratamento• 50% das recidivas – 1 ano• 85% das recidivas – 2 anos• Reavaliação clínica com citologia e colposcopia – 3/3 meses por2 anos• Após 2 anos – 6/6 meses até 5 anos• Anual após 5 anos (AMB-FEBRASGO)• Avaliação clínica com exame retal (toque) e vaginal – áreas deespessamento e/ou nodulação• Baixa eficácia de exames de imagem na recidivaCÂNCER DE COLO UTERINO
    • Lesão fundo vaginal após 2 meses de Wertheim–Meigs = Granulona
    • Recidiva após 3 anos – Ferida Operatória
    • Complicações do Tratamento• Cirúrgicas:• Intraoperatórias:• Hemorragias: moderadas (35%) a graves (7%)• Lesão vesical: pequenas (15%) a extensas (2%)• Lesão de alça intestinal: superficial (5%) a profunda (1,3%)• Óbito geral menor que 0,5%CÂNCER DE COLO UTERINO
    • • Cirúrgicas:• Pós-operatórias:• Infecção urinária: 20%• Disfunção miccional: 10%• Fístula uretero-vésico-vaginal: 3,5%• Linfocele: 2%CÂNCER DE COLO UTERINOComplicações do Tratamento
    • • Radioterapia:• Estenose vaginal (32%)• Proctite actínica (15%)• Cistite actínica (7%)• Enterite actínica (4%)• Fibrose subcutânea (4%)• Fístulas urológicas e/ou proctológicas (0,5 a 2%)CÂNCER DE COLO UTERINOComplicações do Tratamento
    • Vulvite amoniacal – Fístula Reto-vésico-vaginal pós radioterapia