SECRETARIA DE ESTADO DE EDUCAÇÃO DE MINAS GERAIS
SUBSECRETARIA DE DESENVOLVIMENTO DA EDUCAÇÃO BÁSICA
SUPERINTENDÊNCIA DE E...
GOVERNADOR
Aécio Neves da Cunha
SECRETÁRIA DE ESTADO DE EDUCAÇÃO
Vanessa Guimarães Pinto
SECRETÁRIO ADJUNTO DE EDUCAÇÃO
Jo...
CARTA AO(À) PROFESSOR(A)
Prezado (a) professor (a)
Temos hoje em nossas escolas um grande número de alunos que já
possuem ...
SUMÁRIO
1 MATERIAL E METODOLOGIA.............................................................. 05
2 AVALIAÇÃO PROCESSUAL.....
5
1- MATERIAL E METODOLOGIA
Este material foi elaborado de forma a possibilitar o uso dos
conhecimentos prévios dos alunos...
6
recortam as fichas de sílabas e trabalham as palavras do texto e outras palavras.).
No entanto, o trabalho não deve ser ...
7
2- AVALIAÇÃO PROCESSUAL
A avaliação pedagógica, proposta neste trabalho, é voltada para a
aprendizagem do aluno, ou seja...
8
3- AVALIAÇÃO DIAGNÓSTICA
Professor(a)
A elaboração dos exercícios de avaliação diagnóstica foi orientada pelos
cadernos ...
9
3.1 Matriz de referência para o diagnóstico
Esta matriz de referência é uma adaptação do material do CEALE.
A 1ª coluna ...
10
3.2- Orientações para aplicação dos exercícios e elaboração do diagnóstico
Como aplicar os exercícios
1- Formar grupos ...
11
Questão 1
Letra a
Vejam o que está escrito na ficha (mostrar a ficha);
fazer uma leitura coletiva da frase;
ler a prime...
12
Questão 6
Vejam o desenho;
o que é isto?
Pensem na palavra “sorvete”;
observem as formas que a palavra “sorvete” está e...
13
Questão 11
Ler a primeira ordem e mostrar o texto que deve ser lido.
Ler a segunda ordem e explicar que devem marcar de...
14
3.3- Orientações para preenchimento e análise do mapa de resultados
QUESTÃO 1A :
(4) Circulou corretamente as duas pala...
15
QUESTÃO 3A e 3B
(4) Copiou corretamente a frase utilizando letra cursiva;
(3) Copiou corretamente a frase mesclando let...
16
QUESTÃO 8
(4) Ligou corretamente todas as palavras
(3) Ligou corretamente 3 palavras
(2) Ligou corretamente 2 ou 1 pala...
17
QUESTÃO 16: GABARITO: 4
(4) Acertou todas as palavras;
(3) Acertou as palavras que não possuem irregularidade ortográfi...
30
3.4 MAPA DE RESULTADOS DA AVALIAÇÃO DIAGNÓSTICA
ESCOLA TURMA: PROFESSOR(A):
Questão/ Gabarito 1A 1B 2A 2B 2C 3A 3B 4 5 ...
31
4- ORGANIZAÇÃO DO TRABALHO PEDAGÓGICO
Professor, as atividades sugeridas, não devem ser trabalhadas
linearmente. Você d...
32
histórias que quiserem. Poderão, inclusive, escrever sobre seus sonhos de vida,
como o garoto mineiro de 14 anos de ida...
33
SUGESTÃO DE ATIVIDADES
Trabalho com a música “Monte Castelo” de Renato Russo.
Trabalho com o nome do autor, que também ...
34
Apresentação do primeiro cartaz
Trabalhar o cartaz como suporte textual;
utilidade dos cartazes do texto suporte,
o que...
35
b) desenvolver capacidades específicas para escrever
SUGESTÃO DE ATIVIDADES
Incentivar o cuidado e o capricho para com ...
36
mudança de atividades;
barulho excessivo na sala;
término da aula e etc.
LIVRO DO ALUNO: atividade 6
CAPACIDADE 2 – Dom...
37
O Renato
Se o título do texto fosse esse, o assunto seria o mesmo?
Qual assunto seria?
Separar a primeira e a segunda p...
38
Trabalhar com o texto do 1º cartaz:
letras maiúsculas e minúsculas
imprensa e cursiva
trocar as vogais e formar novas p...
39
Colocar letras em ordem para formar palavras.
Colocar sílabas em ordem para formar palavras.
Trabalhando as palavras: R...
40
Trabalhar as palavras do cartaz e outras palavras, utilizando palavras cruzadas,
caça-palavras, texto lacunado, carta e...
41
Trabalhar com rótulos de marcas conhecidas pelos alunos.
Ler palavras ilustradas ( ler os nomes dos desenhos, por exemp...
42
Questionar porque os ingredientes aparecem separados do modo de fazer.
Qual é a relação entre os ingredientes e o modo ...
43
A vacinação é para criança ou adultos?
Quem está fazendo a campanha de vacinação?
Por que a Secretaria de Saúde acha ne...
44
O professor deve ajudar os alunos nas leituras dos títulos, ajudá-los a
imaginar os conteúdos dos textos, conferir os c...
45
desdobramentos;
d) organizar os próprios textos segundo os padrões de composição usuais na
sociedade;
e) usar a varieda...
46
Técnica da palavra chave:
colocar no quadro, a palavra sonho.
Pedir aos alunos que digam outras palavras relacionadas à...
47
4.2 SEGUNDA SEMANA
ESCREVER E LER AS
PALAVRAS:
PEDRO - LUZIA -
JOELMA - FILHO SÍLABAS: RE - NA - TO - SO - NHO
TEMA TRA...
48
Quais são os documentos que comprovam minha identidade? (certidão de
nascimento, carteira de identidade, carteira de mo...
49
Atenção: as atividades sugeridas acima para trabalhar a identidade do aluno, não
esgotam todas as possibilidades. Este ...
50
Decompor e compor o nome Renato, focando o significado de cada parte: Re +
nato.
Seminário para socialização da pesquis...
51
EIXO – APROPRIAÇÃO DO SISTEMA DE ESCRITA
CAPACIDADE 1 – Compreender diferenças entre escrita alfabética e outras formas...
52
seqüência de letras nas sílabas e ou nas palavras e
pontuação.
Atenção: Para trabalhar essas atividades, o professor de...
53
Conversar com os alunos sobre a importância da ordem alfabética e onde podemos
encontrar nomes em ordem alfabética.
Tra...
54
CAPACIDADE 5 – Compreender a natureza alfabética do sistema de escrita
SUGESTÃO DE ATIVIDADES
Analisar, com os alunos, ...
55
No quadro: escrever os dois nomes no quadro e direcionar a observação dos
alunos para que descubram a diferença do som ...
56
Formando palavras: o professor distribui fichas com as sílabas das palavras
estudadas. Cada grupo forma uma palavra e a...
57
EIXO - LEITURA
CAPACIDADE 1 – Desenvolver atitudes e disposições favoráveis à leitura
SUGESTÃO DE ATIVIDADES
Prosseguir...
58
modificar as palavras acima, trocando letras. (alfabeto encadernado).
Elaborar exercícios diversos para que o aluno rec...
59
EIXO – PRODUÇÃO ESCRITA
Atenção: todas as capacidades, abaixo relacionadas, devem ser trabalhadas
durante as produções ...
60
Técnica das consoantes (em grupo)
Escrever 5 consoantes. Ex.: L, M, R, P, S
Escrever 3 palavras com cada letra dada .
E...
61
4.3 TERCEIRA SEMANA
LER E ESCREVER
AS PALAVRAS:
ALMENARA – GALINHAS –
MILHO SÍLABAS:
LU – ZI – PE – JO –
FI – LHO
TEMA ...
62
Trabalhar as regiões de Minas Gerais, especificamente o Vale do Jequitinhonha
e a região onde o aluno mora e suas difer...
63
SUGESTÃO DE ATIVIDADES
Seminário para socialização da pesquisa sobre o jeito de falar mineiro
CAPACIDADE 5 - Realizar c...
64
SUGESTÃO DE ATIVIDADES
Utilizar o 3º cartaz para trabalhar:
espaçamento entre palavras;
seqüência de palavras na frase;...
65
Sílabas ou letras iniciais, intermediárias e finais.
Rimas.
Listagens.
Dizer uma palavra e o aluno deverá dizer qual é ...
66
trabalhar o som das sílabas terminadas em r;
trabalhar palavras com rr;
Escrever a regra para o uso do r entre vogais (...
67
Sílabas intermediárias.
Completar as palavras iniciadas oralmente pelo professor(a) mostrando as
fichas das sílabas cor...
68
seu traço correspondente. O grupo que acertar ganha um ponto. Ao completar
a palavra, ganha o jogo o grupo que tiver ma...
69
Trocar a sílaba LU pela vogal A: AZIA (trabalhar o significado da palavra).
Tirar a sílaba ZI: LUA.
Montar as palavras ...
70
Incentivar o uso do cantinho da leitura.
Excursões á biblioteca pública, bancas de revistas, livrarias,etc
CAPACIDADE 2...
71
CAPACIDADE 3 – Desenvolver capacidades necessárias à leitura com fluência e
compreensão:
a) identificar finalidades e f...
72
b) escrever segundo o princípio alfabético e as regras ortográficas;
c) planejar a escrita do texto considerando o tema...
73
4.4 QUARTA SEMANA
SÍLABAS:
AL, MI, GA e RA (R entre
vogais – brando e R no
final da sílaba)
LER E ESCREVER
AS PALAVRAS:...
74
Os órfãos da colheita são reunidos pelos chamados “gatos”, encarregados de
providenciar os trabalhadores. “Temos de lev...
75
CAPACIDADE 2 – Respeitar a diversidade das formas de expressão oral
manifestadas por colegas, professores e funcionário...
76
CAPACIDADE 3 – Usar a língua falada em diferentes situações escolares,
buscando empregar a variedade lingüística adequa...
77
EIXO – APROPRIAÇÃO DO SISTEMA DE ESCRITA
CAPACIDADE 1 – Compreender diferenças entre escrita alfabética e outras formas...
78
CAPACIDADE 3 – Reconhecer unidades fonológicas como sílabas, rimas,
terminações de palavras: todas as sílabas das palav...
79
Trabalhar com o texto do 4º cartaz:
letra maiúsculas e minúsculas
imprensa e cursiva
Trabalhar o traçado correto das le...
Guia do professor
Guia do professor
Guia do professor
Guia do professor
Guia do professor
Guia do professor
Guia do professor
Guia do professor
Guia do professor
Guia do professor
Guia do professor
Guia do professor
Guia do professor
Guia do professor
Guia do professor
Guia do professor
Guia do professor
Guia do professor
Guia do professor
Guia do professor
Guia do professor
Guia do professor
Guia do professor
Guia do professor
Guia do professor
Guia do professor
Guia do professor
Guia do professor
Guia do professor
Guia do professor
Guia do professor
Guia do professor
Guia do professor
Guia do professor
Guia do professor
Guia do professor
Guia do professor
Guia do professor
Guia do professor
Guia do professor
Guia do professor
Guia do professor
Guia do professor
Guia do professor
Guia do professor
Guia do professor
Guia do professor
Guia do professor
Guia do professor
Guia do professor
Guia do professor
Guia do professor
Guia do professor
Guia do professor
Guia do professor
Guia do professor
Guia do professor
Guia do professor
Guia do professor
Guia do professor
Guia do professor
Guia do professor
Guia do professor
Guia do professor
Guia do professor
Guia do professor
Guia do professor
Guia do professor
Guia do professor
Guia do professor
Guia do professor
Guia do professor
Guia do professor
Guia do professor
Guia do professor
Guia do professor
Guia do professor
Guia do professor
Guia do professor
Guia do professor
Guia do professor
Guia do professor
Guia do professor
Guia do professor
Guia do professor
Guia do professor
Guia do professor
Guia do professor
Guia do professor
Guia do professor
Guia do professor
Guia do professor
Guia do professor
Guia do professor
Guia do professor
Guia do professor
Guia do professor
Guia do professor
Guia do professor
Guia do professor
Guia do professor
Guia do professor
Guia do professor
Guia do professor
Guia do professor
Guia do professor
Guia do professor
Guia do professor
Guia do professor
Guia do professor
Guia do professor
Guia do professor
Guia do professor
Guia do professor
Guia do professor
Guia do professor
Guia do professor
Guia do professor
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Guia do professor

5,621

Published on

0 Comments
2 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total Views
5,621
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
5
Actions
Shares
0
Downloads
187
Comments
0
Likes
2
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Guia do professor

  1. 1. SECRETARIA DE ESTADO DE EDUCAÇÃO DE MINAS GERAIS SUBSECRETARIA DE DESENVOLVIMENTO DA EDUCAÇÃO BÁSICA SUPERINTENDÊNCIA DE EDUCAÇÃO INFANTIL E FUNDAMENTAL DIRETORIA DE ENSINO FUNDAMENTAL PROJETO ESTRUTURADOR: ACELERAÇÃO DA APRENDIZAGEM NO NORTE DE MINAS, JEQUITINHONHA, MUCURI E RIO DOCE Guia do professor alfabetizador das turmas de letramento 2008
  2. 2. GOVERNADOR Aécio Neves da Cunha SECRETÁRIA DE ESTADO DE EDUCAÇÃO Vanessa Guimarães Pinto SECRETÁRIO ADJUNTO DE EDUCAÇÃO João Antônio Filocre Saraiva CHEFE DE GABINETE Felipe Estábile Moraes SUBSECRETÁRIA DE DESENVOLVIMENTO DA EDUCAÇÃO BÁSICA Raquel Elizabete de Souza Santos DIRETORA DA SUPERINTENDÊNCIA DE EDUCAÇÃO INFANTIL E FUNDAMENTAL E GERENTE DE PROJETO Maria das Graças Pedrosa Bittencourt DIRETORA DA DIRETORIA DE ENSINO FUNDAMENTAL Maria Helena Brasileiro COORDENADORA PEDAGÓGICA Maria Glenda Lopes Carvalho AUTORA Rosaura de Castro COLABORAÇÃO Daniela Chaves Corrêa de Figueiredo
  3. 3. CARTA AO(À) PROFESSOR(A) Prezado (a) professor (a) Temos hoje em nossas escolas um grande número de alunos que já possuem a experiência de alguns anos de escolaridade, mas, não conseguiram, ainda, construir seu conhecimento da escrita e da leitura. Cabe à escola dar continuidade a esse processo, oferecendo-lhes um ambiente pedagógico adequado para que possam se expressar, experimentar, criar, confrontar, descobrir o código escrito, vivenciar a experiência da leitura e da escrita, tornando-se leitores e escritores. Esse é um desafio que para ser vencido exigirá a soma de esforços, habilidades e competências de todos os profissionais da escola, no sentido de possibilitar ao aluno, utilizar qualquer situação de vivência escolar para o seu desenvolvimento global e, especificamente, para o domínio do código escrito. Isso exigirá de todos e, especialmente de você, professor (a) alfabetizador (a), uma grande dose de paciência, dedicação e observação, além da credibilidade no potencial do aluno. Com o objetivo de colaborar com esse trabalho elaboramos este guia de orientações pedagógicas. Não temos a pretensão de determinar o caminho, apenas sugerimos uma direção. Sabemos que você, professor ou professora, com sua criatividade e competência é que poderá transformar esses alunos que estão à margem do conhecimento, por não dominarem o código escrito, em sujeitos ativos e produtivos. Desejamos a você, ao final do processo, a alegria do dever cumprido e o prazer de assistir ao vôo daqueles a quem você possibilitou as asas. BOM TRABALHO!
  4. 4. SUMÁRIO 1 MATERIAL E METODOLOGIA.............................................................. 05 2 AVALIAÇÃO PROCESSUAL................................................................. 07 3 AVALIAÇÃO DIAGNÓSTICA................................................................. 08 3.1 Matriz de referência para o diagnóstico.............................................. 09 3.2 Orientação para aplicação dos exercícios.......................................... 10 3.3 Orientação para preenchimento e análise do mapa de resultados.. 14 3.4 Mapa de resultados da avaliação diagnóstica.................................... 30 4 ORGANIZAÇÃO DO TRABALHO PEDAGÓGICO................................ 31 4.1 Primeira semana 31 4.2 Segunda semana 47 4.3 Terceira semana 61 4.4 Quarta semana 73 4.5 Quinta semana 87 4.6 Sexta semana 97 4.7 Sétima semana 110 4.8 Oitava semana 121 4.9 Nona semana 130 4.10 Décima semana 138 4.11 Décima primeira semana 147 4.12 Décima segunda semana 156 4.13 Décima terceira semana 164 4.14 Décima quarta semana 173 5 GABARITO DO LIVRO DO ALUNO 175 6 REFERÊNCIA 177 7 ANEXOS 178 ANEXO A – Textos informativos sobre Almenara e o rio Jequitinhonha 178 ANEXO B – Biografia dos pintores das telas trabalhadas na primeira semana.................................................................................... 181 ANEXO C – Poesias............................................................................... 188 ANEXO D – Ficha de acompanhamento do processo de alfabetização.......................................................................................... 192 ANEXO E – Fichas de acompanhamento do processo de alfabetização pelo especialista............................................................ 196
  5. 5. 5 1- MATERIAL E METODOLOGIA Este material foi elaborado de forma a possibilitar o uso dos conhecimentos prévios dos alunos confrontados com os conhecimentos dos colegas. Permite a eles, vivenciar a aprendizagem da leitura e da escrita em situações reais, auxiliados por uma história, que poderia muito bem, ser a história de muitos deles. Sua elaboração foi subsidiada pelos cadernos de Orientação ao Alfabetizador, elaborados pelo Centro de Alfabetização, Leitura e Escrita da Faculdade de Educação da UFMG – CEALE. É claro que as atividades propostas aqui, não esgotam os recursos pedagógicos que poderão ser utilizados pelo professor para mediar o processo de apropriação do código escrito pelos alunos. Como dissemos anteriormente, pretende-se, apenas, apontar um caminho para sistematizar esse trabalho. O material se estrutura da seguinte forma: O texto de suporte Relato do sonho de um garoto de Almenara que quer morar numa cidade grande. O relato é dividido em 14 cartazes, (incluindo a capa). Cada cartaz será trabalhado em uma semana (as sugestões de atividades constantes no material do aluno e do professor estão divididas por semanas). O texto possibilita o desenvolvimento de temas transversais (alguns deles sugeridos neste guia). Do texto de cada cartaz serão retiradas palavras que os alunos deverão aprender a escrever e a reconhecer em qualquer situação de leitura e escrita, pois elas serão palavras de referência. O letramento será trabalhado utilizando situações reais de leitura e escrita geradas pelo texto e pelo contexto. As atividades sugeridas no material do aluno devem ser desenvolvidas de forma contextualizada, conforme orientação constante neste guia. O trabalho com os cartazes utilizando fichas deve focar o texto como um todo (os alunos recortam as fichas com as frases e montam o texto), as frases (os alunos recortam as palavras e montam as frases/texto) e as palavras (os alunos
  6. 6. 6 recortam as fichas de sílabas e trabalham as palavras do texto e outras palavras.). No entanto, o trabalho não deve ser fechado em etapas (como no método global). O professor deve possibilitar o trabalho com o texto de forma dinâmica, para que o aluno possa, através do manuseio das fichas, produzir novos textos, novas frases, novos sentidos. As atividades com o alfabeto encadernado devem trabalhar as letras maiúsculas e minúsculas, formação de palavras, ordem alfabética, primeira e última letra, etc. Material do professor: - guia de orientação pedagógica; - cartazes com o texto de suporte para serem expostos na sala de aula. Material do aluno: - caderno de exercícios; - texto de cada cartaz em: fichas de frases, palavras e sílabas.
  7. 7. 7 2- AVALIAÇÃO PROCESSUAL A avaliação pedagógica, proposta neste trabalho, é voltada para a aprendizagem do aluno, ou seja, uma avaliação formativa. Deve ser realizada ao longo do processo e utilizada para regular a ação do professor. Os alunos que farão parte do Projeto “Acelerar para Vencer” não poderão, mais uma vez, ficar à margem do caminho. A avaliação deverá, também, ser um instrumento de resgate daqueles que se atrasarem durante a caminhada. Orientamos que as atividades avaliativas sejam elaboradas pelo professor(a) alfabetizador(a) juntamente com o supervisor. Sugerimos a criação do “diário de bordo”. Ou seja, um caderno encapado e intitulado - “Diário de Bordo” - para uso do(a) professor(a). Ele deve estar presente todos os dias em sala de aula. Cada aluno terá um espaço de mais ou menos cinco folhas desse caderno, onde o professor registrará, resumida e cotidianamente, todas as observações importantes, feitas em sala de aula, a respeito do aluno, inclusive os resultados das atividades de avaliação. Esse instrumento é muito eficiente para o acompanhamento do desenvolvimento dos alunos pelo professor, especialista e diretor. A partir dele, tem- se uma visão geral dos avanços e dificuldades da turma e de cada aluno. Sugerimos, também, a criação do “portifólio” dos alunos (álbum de atividades significativas, realizadas pelos alunos desde o início do processo. Essas atividades devem ser selecionadas pelo professor e por cada aluno, considerando sua adequação para demonstrar a evolução do aluno no processo de aprendizagem. Para isso poderão ser utilizadas revistas velhas, onde as atividades devem ser colada e colecionadas.). Esse instrumento possibilita ao aluno se auto-avaliar além de facilitar o acompanhamento de seu desenvolvimento pelo professor, o especialista e os pais. 2.1 Ficha de acompanhamento do processo de alfabetização (ANEXO D) A ficha de acompanhamento do processo de alfabetização, sugerida neste guia, deve ser preenchida mensalmente, tendo como subsídio os instrumentos sugeridos acima. Essa ficha possibilitará aos responsáveis pelo acompanhamento do processo de alfabetização ter um mapa comparativo do desempenho e desenvolvimento de cada aluno em relação a ele mesmo e à turma.
  8. 8. 8 3- AVALIAÇÃO DIAGNÓSTICA Professor(a) A elaboração dos exercícios de avaliação diagnóstica foi orientada pelos cadernos de números 2 e 5, da coleção “Orientações para a Organização do Ciclo Inicial de Alfabetização” elaborada pelo CEALE - UFMG. O objetivo de sua aplicação e análise de resultados é a obtenção de um indicador do desenvolvimento global do(a) aluno(a) em relação ao domínio do código escrito. Esse indicador será um importante subsídio para seu planejamento, tanto para o trabalho de alfabetização em relação à turma como um todo, quanto para o trabalho com cada aluno, individualmente. Uma avaliação mais completa deverá ser desenvolvida ao longo do processo, através do acompanhamento diário. Esse acompanhamento, sendo sistemático e registrado, possibilitará um diagnóstico contínuo e progressivo do desenvolvimento dos alunos, identificando suas dificuldades e seus progressos. Esse diagnóstico deverá ser um instrumento valioso para o seu planejamento diário das atividades e definição de intervenções pedagógicas eficientes e eficazes.
  9. 9. 9 3.1 Matriz de referência para o diagnóstico Esta matriz de referência é uma adaptação do material do CEALE. A 1ª coluna relaciona as capacidades a serem avaliadas. A 2ª coluna faz uma discriminação resumida da capacidade a ser avaliada e a 3ª coluna indica as questões do exercício que pretendem medir se o aluno já domina a capacidade correspondente. Capacidades Descritores Questões 1- Dominar convenções gráficas: compreender a função da segmentação dos espaços em branco e da pontuação de final de frases. - compreender a orientação e o alinhamento da escrita. - Identificar a função dos espaços em branco na delimitação das palavras. QUESTÃO 1 - item a - item b 2- Reconhecer unidades fonológicas como sílabas, rimas, terminações de palavras, etc. - identificar número de sílabas - identificar sons finais das palavras - identificar rimas QUESTÃO 2 - item a - item b - item c 3- Conhecer o alfabeto: dominar a categorização gráfica e funcional das letras - Identificar letras com formas gráficas diferentes. - identificar letras do alfabeto. QUESTÃO 3 QUESTÃO 4 4- Compreender a natureza alfabética do sistema de escrita. - compreender o princípio da correspondência entre grafema e fonema. QUESTÃO 5 QUESTÃO 6 5- Dominar relações entre grafemas e fonemas. - dominar regularidades ortográficas - dominar irregularidades ortográficas QUESTÃO 7 QUESTÃO 16 6- Saber decodificar palavras e textos escritos - compreender palavras lidas silenciosamente QUESTÃO 8 7- Ler e compreender frases - localizar informações em frases, texto e outras formas de comunicação gráfica. QUESTÃO 9 QUESTÃO 10 8- Compreender globalmente o texto lido identificando o assunto principal - identificar o assunto principal QUESTÃO 11 9- Construir compreensão global do texto lido, produzindo inferência. - fazer inferência QUESTÃO 13 10- Conhecer os usos e funções sociais da escrita - Identificar textos de diferentes gêneros e suportes e/ou suas finalidades QUESTÃO 12 QUESTÃO 14 11- Planejar a escrita do texto considerando o tema central e seus desdobramentos - escrever frases e textos QUESTÃO 15 QUESTÃO 17
  10. 10. 10 3.2- Orientações para aplicação dos exercícios e elaboração do diagnóstico Como aplicar os exercícios 1- Formar grupos de, no máximo, 25 alunos não alfabetizados. 2- Agrupá-los em salas de aula bem iluminadas e arejadas. 3- Antes de iniciar a realização do exercício, solicitar ao aluno que faça uma breve reflexão sobre sua vida escolar e sobre seu desenvolvimento no processo de aquisição da leitura e da escrita. 4- Ouvir os que quiserem falar, com atenção. Se necessário, faça anotações. 5- Explicar aos alunos a proposta do Projeto de Aceleração da Aprendizagem, salientando a oportunidade que terão para desenvolverem a leitura e a escrita e a importância do envolvimento de cada um, no sentido de garantir o sucesso de todos. 6- Explicar o objetivo dos exercícios que realizarão e a importância deles; Atenção: converse com os alunos utilizando uma linguagem simples e de fácil entendimento, procure despertar neles, a confiança em si mesmos. Tenha muito cuidado para não deixá-los ansiosos. Garanta a tranqüilidade de todos, explicando que não se trata de uma prova. A atividade é, apenas, para a professora saber de qual ponto o trabalho de alfabetização deve começar. Para a realização dos exercícios os alunos precisarão de: - lápis preto de escrever; - borracha e; - lápis de cor (verde e azul). 7- Distribuir os exercícios e pedir que dêem uma olhada em todas as páginas; 8- Análise da capa: - pedir que observem a capa e tentem ler, coletivamente, o que está escrito; - conversar sobre a expressão “PONTO DE PARTIDA”. (o que significa no processo); - fazer uma leitura coletiva da ilustração; - pedir que localizem onde deverão escrever o nome próprio; - assegurar que todos escrevam, no local adequado, o nome completo; - proceder da mesma forma com o nome da escola. 9- Questões: as ordens de todas as questões devem ser lidas de forma pausada e clara.
  11. 11. 11 Questão 1 Letra a Vejam o que está escrito na ficha (mostrar a ficha); fazer uma leitura coletiva da frase; ler a primeira ordem. Esperar que a realizem; ler a segunda ordem. Esperar que a realizem. Letra b Ler coletivamente a frase da segunda ficha; perguntar se ela está escrita de forma correta; ler a ordem e esperar que a realizem. Questão 2 Identificar cada desenho: PASSARINHO – TÊNIS – CELULAR – COMPUTADOR pedir que pensem no nome de cada um; falar o nome de cada desenho: (duas vezes e sempre que necessário) ler as ordens, esperando que realizem uma para depois ler a outra; Questão 3 Ler coletivamente as duas fichas; ler a ordem e esperar que a realizem. Questão 4 Ler a primeira ordem e esperar que observem o quadro; ler as ordens esperando que realizem uma, para depois ler a outra. Questão 5 identificar cada desenho; o primeiro desenho é um livro. Vejam as letras da palavra livro (mostrar). Elas estão fora de ordem. Você vai pensar na palavra “livro” e escrever, corretamente, colocando as letras em ordem; proceder da mesma forma com os outros desenhos.
  12. 12. 12 Questão 6 Vejam o desenho; o que é isto? Pensem na palavra “sorvete”; observem as formas que a palavra “sorvete” está escrita; qual destas formas está correta? Coloque um X no lugar onde está escrito a palavra “sorvete”, corretamente. Questão 7 Vocês conhecem todas as cores? Qual a cor de sua preferência? Vejam as 5 linhas da questão 7. Escrevam o nome das 5 cores que vocês mais gostam. Um nome em cada linha. Questão 8 Identificar, coletivamente, cada desenho; entre os desenhos (mostrar) está escrito o nome de cada um; você vai ligar cada desenho ao nome dele. (o desenho do carro na palavra carro...) Questão 9 Vejam quantas placas desenhadas! Para que servem as placas? (Para comunicar algo) Vejam as três primeiras. A comunicação foi feita utilizando desenhos. A 1ª é uma caveira, a 2ª um cachorro e a 3ª uma buzina. Risquem as que alertam para o perigo. Vejam o segundo grupo de placas. A comunicação foi feita através da escrita. Risquem a que anuncia a venda de galinhas. Vejam o terceiro grupo de placas. A comunicação foi feita através da escrita também. Risquem a que anuncia o local onde podemos dançar. Questão 10 Ler a primeira ordem e mostrar a ficha com a manchete. Ler a ordem a e depois a ordem b . Explicar que devem marcar dentro do parêntese ( ).
  13. 13. 13 Questão 11 Ler a primeira ordem e mostrar o texto que deve ser lido. Ler a segunda ordem e explicar que devem marcar dentro do parêntese ( ). Questão 12 Identificar o desenho. (rádio, jornais, revista em quadrinhos) Ler a ordem. Questão 13 Fazer a leitura da ilustração. Ler a primeira ordem. Ler a segunda ordem e explicar que devem marcar dentro do parêntese ( ). Questão 14 Ler o enunciado. Ler as opções e pedir que marquem a melhor. Questão 15 Ler o enunciado, relacionando-o com a questão 14. Ler a ordem. Questão 16 Identificar cada desenho: 1- pássaro 2- girafa 3- joaninha 4- coelho 5- carroça 6- cenoura 7- taxi Ler a ordem, explicando que cada letra deve ficar num quadradinho. Questão 17 Apresentar a proposta da questão, explicando que os alunos devem escrever do jeito que sabem, sem se preocuparem com possíveis erros ortográficos. Caso algum aluno peça para escrever alguma palavra no quadro, você poderá escrever. No momento da correção é importante verificar se outros alunos utilizaram a mesma palavra.
  14. 14. 14 3.3- Orientações para preenchimento e análise do mapa de resultados QUESTÃO 1A : (4) Circulou corretamente as duas palavras; (3) Circulou corretamente apenas uma das palavras; (2) Circulou palavras não correspondentes às palavras pedidas; circulou outras palavras; (1) Circulou todas as palavras da frase; (0) NÃO fez a questão. GABARITO: 4 QUESTÃO 1B : (3) Reescreveu a frase separando corretamente as palavras; (2) Reescreveu a frase, mas não separou corretamente todas as palavras, deixando, por exemplo, “temdireito” ou “àliberdade”; (1) Reescreveu a frase, deixando todas as palavras ligadas novamente; (0) NÃO fez a questão. GABARITO: 4 e 3 QUESTÃO 2A: (4) Circulou o desenho correto; (3) Circulou o desenho correto e outro desenho. (2) Circulou o desenho incorreto (1) Circulou todos os desenhos; (0) NÃO fez a questão. GABARITO: 4 QUESTÃO 2B: (4) Fez a cruz no desenho correto; (3) Circulou o desenho correto e outro desenho. (2) Fez a cruz no desenho incorreto; (1) Fez a cruz em todos os desenhos; (0) NÃO fez a questão. GABARITO: 4 QUESTÃO 2C: (4) Riscou o desenho correto; (3) Circulou o desenho correto e outro desenho. (2) Riscou o desenho incorreto; (1) Riscou todos os desenhos; (0) NÃO fez a questão. GABARITO: 4
  15. 15. 15 QUESTÃO 3A e 3B (4) Copiou corretamente a frase utilizando letra cursiva; (3) Copiou corretamente a frase mesclando letra cursiva com letra de imprensa; (2) Copiou a frase, utilizando novamente apenas letra de imprensa; (1) Copiou a frase utilizando letra cursiva com ausência de letra maiúscula ou usando letra maiúscula indevidamente; (0) Não fez a questão. GABARITO 4 QUESTÃO 4: (4) Acertou todas as letras; (3) Acertou as vogais e duas ou três consoantes; (2) Acertou as vogais e não acertou nenhuma consoante; (1) Não acertou todas as vogais, nem todas as consoantes; (0) Não fez a questão. GABARITO: 4 QUESTÃO 5: (4) Acertou 3 palavras; (3) Não escreveu nenhuma palavra inteiramente correta, deixando uma ou duas letras trocadas; (2) Acertou 2 ou 1 palavra(s); (1) Não acertou nenhuma palavra; (0) Não fez a questão. GABARITO: 4 QUESTÃO 6: (6) Hipótese ortográfica; (5) Hipótese alfabética; (4) Hipótese silábico alfabética; (3) Hipótese silábico qualitativa; (2) Hipótese silábico quantitativa; (1) Hipótese pré-silábica; (0) NÃO fez a questão. GABARITO: 6 e 5 QUESTÃO 7: A escrita do aluno corresponde à: (6) Hipótese ortográfica; (5) Hipótese alfabética; (4) Hipótese silábico alfabética; (3) Hipótese silábico qualitativa; (2) Hipótese silábico quantitativa; (1) Hipótese pré-silábica; (0) NÃO fez a questão. GABARITO: 5 e 6
  16. 16. 16 QUESTÃO 8 (4) Ligou corretamente todas as palavras (3) Ligou corretamente 3 palavras (2) Ligou corretamente 2 ou 1 palavra (1) NÃO fez a questão QUESTÃO 9A: (4) Riscou as placas corretas; (3) Riscou apenas 1 placa correta; (2) Riscou a placa incorreta; (1) Riscou todas as placas; (0) Não fez a questão. GABARITO: 4 QUESTÃO 9B e 9C (corrigir distintamente, utilizando a mesma orientação para as duas questões): (4) Riscou a placa correta; (3) Riscou placa(s) incorreta(s); (2) Riscou todas as placas; (0) Não fez a questão. GABARITO: 4 QUESTÃO 10A: GABARITO: Letra “C” QUESTÃO 10B: GABARITO: Letra “A” QUESTÃO 11: GABARITO: Letra “A” QUESTÃO 12: GABARITO: 4 (4) Riscou o desenho correto; (3) Riscou desenho(s) incorreto(s); (2) Riscou todos os desenhos; (0) Não fez a questão. QUESTÃO 13: GABARITO: Letra “C” QUESTÃO 14: GABARITO: Letra “D” QUESTÃO 15: GABARITO: 4 (4) Escreveu com coerência, obedecendo ao tema, com POUCOS ou SEM erros ortográficos; (3) Escreveu com coerência, obedecendo ao tema, com erros ortográficos que comprometem a produção escrita; (2) Escreveu apenas palavras soltas; (1) Registro apresentado por meio de garatujas ou outras tentativas de aproximação da escrita; (0) NÃO fez a questão.
  17. 17. 17 QUESTÃO 16: GABARITO: 4 (4) Acertou todas as palavras; (3) Acertou as palavras que não possuem irregularidade ortográfica e algumas palavras que possuem irregularidade ortográfica; (2) Acertou apenas as palavras sem irregularidade ortográfica; (1) Acertou 1 ou nenhuma palavra; (0) NÃO fez a questão. QUESTÃO 17: GABARITO: 4 e 3 (4) Escreveu com coerência, obedecendo ao tema, com POUCOS ou SEM erros ortográficos; (3) Escreveu com coerência, obedecendo ao tema, com erros ortográficos que comprometem a produção escrita; (2) escreveu apenas palavras soltas; (1) Registro apresentado por meio de garatujas ou outras tentativas de aproximação da escrita; (0) NÃO fez a questão. Observações: Outros pontos a serem avaliados no texto além dos já observados, para serem trabalhados ao longo do processo: - erros ortográficos de transcrição fonética - erros ortográficos devido à irregularidade ortográfica - erros ortográficos cujos grafemas dependem do contexto ( L no final da sílaba, ch, lh, nh – letra g com som de j, etc). - letras maiúsculas no início de frases e em nomes próprios - pontuação - parágrafo
  18. 18. 30 3.4 MAPA DE RESULTADOS DA AVALIAÇÃO DIAGNÓSTICA ESCOLA TURMA: PROFESSOR(A): Questão/ Gabarito 1A 1B 2A 2B 2C 3A 3B 4 5 6 7 8 9A 9B 9C 10A 10B 11 12 13 14 15 16 17 ALUNOS 4 3 4 4 4 4 4 4 4 6,5 6,5 4 4 4 4 C A A 4 C D 4 4 4,3 O mapa de resultados da Avaliação Diagnóstica e as orientações para seu preenchimento foram elaborados com a colaboração da equipe pedagógica da SRE Metropolitana C e a equipe de Alfabetização da Diretoria de Ensino Fundamental da Unidade Central.
  19. 19. 31 4- ORGANIZAÇÃO DO TRABALHO PEDAGÓGICO Professor, as atividades sugeridas, não devem ser trabalhadas linearmente. Você deve conhecer toda a proposta pedagógica da semana, para depois selecionar as atividades que serão desenvolvidas a cada dia. Lembramos que todos os eixos devem ser contemplados diariamente. As atividades sugeridas no material do aluno e do professor não esgotam o trabalho do professor, no sentido de assegurar aos alunos a construção do conhecimento do código escrito. Para tanto, é necessário que o professor faça uso constante de sua criatividade, para enriquecer e ampliar as atividades sugeridas a seguir: 4. 1- PRIMEIRA SEMANA ESCREVER E LER AS PALAVRAS: RENATO E SONHO EIXO – DESENVOLVIMENTO DA ORALIDADE CAPACIDADE 1 – Participar das interações cotidianas em sala de aula: - escutando com atenção e compreensão; - respondendo as questões propostas pelo professor e - expondo opiniões nos debates com os colegas e com o professor. SUGESTÃO DE ATIVIDADES Conversa com os alunos O professor, após a acolhida dos alunos, deve explicar que o trabalho que a turma irá desenvolver será baseado na história de um garoto do interior de Minas Gerais, chamado Renato. Renato fala, através de um texto, sobre o que sonha para sua vida. Dizer aos alunos que através do relato do sonho de Renato todos irão desenvolver a aprendizagem da leitura e da escrita e que mais rápido do que eles pensam, toda a turma vai poder ler, não somente este relato, como também todas as
  20. 20. 32 histórias que quiserem. Poderão, inclusive, escrever sobre seus sonhos de vida, como o garoto mineiro de 14 anos de idade. O Professor deve ouvir os alunos e procurar saber sobre os sonhos de cada um (anotar o que considerar importante).Após uma conversa baseada na sugestão acima, procurando incentivar o aluno a acreditar em si mesmo e em sua capacidade de aprender, o professor deverá apresentar o primeiro cartaz do material: “O Sonho de Renato” (os cartazes fazem parte do material do professor e devem ser apresentados um a um). Atenção: a capacidade citada acima deve ser trabalhada em todas as atividades desenvolvidas pelo professor. CAPACIDADE 2 – Respeitar a diversidade das formas de expressão oral manifestadas por colegas, professores e funcionários da escola, bem como por pessoas da comunidade extra-escolar SUGESTÃO DE ATIVIDADES Conversas informais com a turma sobre a importância de ouvir e respeitar o outro. CAPACIDADE 3 – Usar a língua falada em diferentes situações escolares, buscando empregar a variedade lingüística adequada SUGESTÃO DE ATIVIDADES Mandar recados para a diretora, especialistas, pais através dos alunos; Solicitar aos alunos que dêem avisos em outras turmas. CAPACIDADE 4 – Planejar a fala em situações formais SUGESTÃO DE ATIVIDADES Criar o jornal falado da sala: cada dia um aluno fica responsável por ouvir uma notícia e no dia seguinte repassá-la à turma. CAPACIDADE 5 - Realizar com pertinência tarefas cujo desenvolvimento dependa de escuta atenta e compreensão
  21. 21. 33 SUGESTÃO DE ATIVIDADES Trabalho com a música “Monte Castelo” de Renato Russo. Trabalho com o nome do autor, que também se chamava Renato: qualidade de vida, sonhos que, possivelmente, o autor teve oportunidade de realizar e sua morte prematura interrompendo uma vida de sucesso. Relacionar a vida de Renato Russo com a vida e sonhos do personagem do texto de suporte. Ouvir a música seguindo a letra (material do aluno). Análise oral da letra e fontes inspiradoras: texto da Bíblia e poema de Camões. O professor deve ler os dois textos, fazer a interpretação oral de ambos e orientar a relação com a música. Avaliar o título da música e sua relação com a letra. Análise dos títulos: música – texto bíblico – poesia Trabalhar os gêneros textuais citados nesta atividade e seus portadores. Atenção: a capacidade 5 deve ser trabalhada em diversas atividades desenvolvidas pelo professor. EIXO – COMPREENSÃO E VALORIZAÇÃO DA CULTURA ESCRITA CAPACIDADE 1 – Conhecer e utilizar os modos de produção e circulação da escrita na sociedade SUGESTÃO DE ATIVIDADES Trabalhar com os diversos gêneros e suportes textuais: cartas, cartazes, poesias, notícias de jornal, piada, reportagem de revistas, letra de música, regras de jogos, etc. Trabalhar bilhete: manusear vários bilhetes e analisá-los quanto à formatação, características principais, utilidades social, etc. Escrever, coletivamente, um bilhete para os colegas dos outros turnos, que têm aula na mesma sala, pedindo-lhes que ajudem a conservar o material que será exposto na sala. Escrever bilhetes aos pais, comunicando algo. LIVRO DO ALUNO: atividade 6 e 7
  22. 22. 34 Apresentação do primeiro cartaz Trabalhar o cartaz como suporte textual; utilidade dos cartazes do texto suporte, o que o cartaz contém, tipo de ilustração (grafitismo), disposição do texto no cartaz, etc pedir o aluno que observem se todos os cartazes que estão dispostos na escola são iguais ao do texto de suporte. O professor apresenta o primeiro cartaz que representa a capa do livro e pergunta se os alunos sabem que parte do livro do “Sonho de Renato” é aquela. Conversa sobre a utilidade da capa de um livro, suas características, formatação, ilustração, tipo de letra, etc. Mostrar vários tipos de portadores de textos, analisar suas capas e tentar imaginar o texto de cada um (livros, revistas, catálogos, revistas em quadrinhos, etc). Analisar a ilustração da capa do livro “O Sonho de Renato” e tentar imaginar o seu conteúdo. CAPACIDADE 2 – Conhecer os usos da escrita na cultura escolar SUGESTÃO DE ATIVIDADES Trabalhar com os diversos gêneros e tipos de portadores de texto do contexto escolar. Trabalhar o livro do aluno: páginas: frente e verso numeração índice Identificar seu editor e seu autor,etc. Atenção: explicar que o material foi elaborado especialmente para os alunos do Projeto “Acelerar para Vencer”. CAPACIDADE 3 – Desenvolver as capacidades para o uso da escrita no contexto escolar: a) saber usar os objetos de escrita presentes na cultura escolar
  23. 23. 35 b) desenvolver capacidades específicas para escrever SUGESTÃO DE ATIVIDADES Incentivar o cuidado e o capricho para com o livro e os cadernos. Mostrar ao aluno a importância de se fazer letras legíveis e incentivá-lo a fazê-lo. EIXO – APROPRIAÇÃO DO SISTEMA DE ESCRITA CAPACIDADE 1 – Compreender diferenças entre escrita alfabética e outras formas gráficas – Leitura de textos não verbais. SUGESTÃO DE ATIVIDADES Construir os combinados da turma, utilizando dinâmica “Semáforo da Qualidade”: Organização do ambiente: colar na parede da sala um cartaz com círculos com cores do semáforo: um círculo vermelho, abaixo um círculo amarelo e por último um círculo verde: a- a turma estabelece o objetivo a ser alcançado ao final do período destinado ao processo de alfabetização; b- na frente do sinal vermelho, a turma determina o que não poderá ser feito, afim de alcançarem o objetivo final; c- na frente do sinal amarelo o que se pode fazer de vez em quando; d- na frente do sinal verde o que se deve fazer sempre. e- todos os dias avaliar se os combinados estão sendo cumpridos e se o objetivo está sendo alcançado. Criar, com os alunos, símbolos para anunciar: a hora da merenda; Não posso fazer Posso fazer raramente Devo fazer sempre Objetivo
  24. 24. 36 mudança de atividades; barulho excessivo na sala; término da aula e etc. LIVRO DO ALUNO: atividade 6 CAPACIDADE 2 – Dominar convenções gráficas: a) compreender a orientação do alinhamento da escrita da língua portuguesa; b) compreender a função da segmentação dos espaços em branco e da pontuação de final de frases. SUGESTÃO DE ATIVIDADES Primeiro cartaz Para trabalhar as atividades abaixo, o professor deve utilizar as fichas que se encontram no final do livro do aluno e que podem ser recortadas. O professor deve pedir aos alunos que levem um saquinho plástico etiquetado com seus nomes, para que possam guardar suas fichas. Trabalho com as fichas: espaçamento entre palavras; seqüência de palavras na frase; seqüência de sílabas na palavra; seqüência de letras nas sílabas e ou nas palavras. Trabalho com o título: de quantas partes o título é formado? por que as letras iniciais das palavras são maiúsculas? O Sonho de Renato Por que as fichas não são todas do mesmo tamanho? Encontrar a primeira parte do título e ler. Encontrar a segunda, a terceira e a quarta parte e ler. Montar o título observando os espaços entre as palavras. Separar a primeira e a última ficha e ler
  25. 25. 37 O Renato Se o título do texto fosse esse, o assunto seria o mesmo? Qual assunto seria? Separar a primeira e a segunda parte do título e ler: O Sonho E se o título fosse esse? De que o texto trataria? Saberíamos, ao ler apenas o título, quem era o dono do sonho? Montar o título do texto de suporte e colar no caderno: O Sonho de Renato CAPACIDADE 3 – Reconhecer unidades fonológicas como sílabas, rimas, terminações de palavras SUGESTÃO DE ATIVIDADES Trabalhar, oralmente, com as palavras Renato e Sonho: sílabas ou letras iniciais e finais listagem de palavras que começam ou terminam como determinadas palavras. (sílabas ou letras) Rimas Escrever as palavras Renato e Sonho no quadro e os alunos devem dizer palavras que rimam com elas. Depois, a turma constrói quadrinhas com as rimas encontradas. Copiar as quadrinhas criadas. CAPACIDADE 4 – Conhecer o alfabeto: a) compreender a categorização gráfica e funcional das letras; b) conhecer e utilizar diferentes tipos de letras. SUGESTÃO DE ATIVIDADES Apresentar o alfabeto com letra de imprensa e cursiva maiúsculo e minúsculo e deixá-lo exposto na sala em ordem alfabética. Trabalhar o alfabeto utilizando o 1º cartaz, o nome da escola, da diretora, da professora, da especialista, etc.
  26. 26. 38 Trabalhar com o texto do 1º cartaz: letras maiúsculas e minúsculas imprensa e cursiva trocar as vogais e formar novas palavras: Renato – Renata, sonho – sonha – sonhe – sonhei, senho – senha trocar a consoante e formar novas palavras: Tonho ( apelido de Antônio) – ponho trabalhar o traçado correto das letras em todas as oportunidades de escrita cursiva. situar determinadas letras no texto do cartaz ou em outros textos trabalhados, nas palavras Renato e sonho e nas sílabas dessas palavras. Completar palavras com vogais ou com consoantes: R—n—t-- --e—a---o Fazer essa atividade com o nome dos alunos, professora, diretora, escola, etc. Atividades de ligar, riscar, circular letras, sílabas e palavras em textos diversos. Elaborar exercícios para que o aluno possa identificar palavras iguais, escritas com os diferentes tipos de letras Cópia do texto do 1º cartaz utilizando letra cursiva. Cópia de outros textos, fazendo a transcrição de letras de imprensa para letra cursiva. Apresentar o texto de suporte escrito ora com letra de imprensa minúscula, ora com letra de imprensa maiúscula, ora com letra cursiva. Atenção: mostrar a necessidade de se escrever com letra legível, pois escrevemos para alguém ler. CAPACIDADE 5 – Compreender a natureza alfabética do sistema de escrita SUGESTÃO DE ATIVIDADES Identificar uma determinada letra em uma mesma palavra ou em palavras diferentes. Identificar uma determinada letra em uma lista de palavras que se difere apenas por uma única letra :Ex. identificar o b nas palavras: bola – bela – bula bala, Identificar o a nas palavras: cara – dama – cama – samba LIVRO DO ALUNO: atividades 1 e 9
  27. 27. 39 Colocar letras em ordem para formar palavras. Colocar sílabas em ordem para formar palavras. Trabalhando as palavras: Renato – sonho: Destacar as palavras Renato e sonho. Pedir que os alunos recortem a ficha das duas palavras. (material do aluno). Comparar as duas palavras: quantas letras iguais, quantas letras diferentes. Quantas letras cada palavra tem? Quais são elas. Qual é o som da primeira letra da palavra Renato? E da palavra sonho? Montar as palavras recortando letras de revistas e jornais. Montar as palavras Renato e sonho utilizando o alfabeto encadernado. Modificar as palavras Renato e sonho, trocando letras. (alfabeto encadernado). CAPACIDADE 6 – Dominar as relações entre fonemas e grafemas a) dominar regularidades b) dominar irregularidades ortográficas SUGESTÃO DE ATIVIDADES Ditados a) Ditado visual das palavras Renato e sonho: - mostrar uma palavra e analisá-la (quantas letras, ordem das letras na palavra, letra maiúscula, letras minúsculas); - pedir que o aluno “imagine” a palavra (imagem mental da palavra); - esconder a ficha com a palavra e pedir ao aluno que a escreva; - mostrar a ficha e pedir que corrija a palavra, analisando os tipos de erros ocorridos; b) Ditados de palavras dos cartazes: Ditado, no quadro, das palavras: chamar 2 alunos de cada vez. Um escreve a palavra “Renato” e o outro a palavra “sonho” e vice versa. Mostrar a ficha com as palavras para o aluno corrigir a escrita. Formar as palavras com o alfabeto móvel. Completar nomes de desenhos com letras ou sílabas faltosas; LIVRO DO ALUNO: atividade 8
  28. 28. 40 Trabalhar as palavras do cartaz e outras palavras, utilizando palavras cruzadas, caça-palavras, texto lacunado, carta enigmática; completar palavras ditadas, completar nomes próprios e de desenhos; Trabalhar em vários textos e contextos palavras com NH. LIVRO DO ALUNO: atividades 2 a 5 e 8 EIXO – LEITURA CAPACIDADE 1 – Desenvolver atitudes e disposições favoráveis à leitura: SUGESTÃO DE ATIVIDADES Desenvolver um projeto de uso da biblioteca da escola, com o objetivo de despertar nos alunos o gosto pela leitura. Desenvolver um projeto de criação do jornal mural da sala de aula. CAPACIDADE 2 - Desenvolver capacidades relativas ao código escrito especificamente necessários à leitura: a) saber decodificar palavras e textos escritos e b) saber ler reconhecendo globalmente as palavras (especialmente RENATO e SONHO) SUGESTÃO DE ATIVIDADES Leitura coletiva do texto do cartaz, identificando as palavras Renato e Sonho. Identificar as palavras Renato e Sonho em outros textos e contexto. Trabalho com as fichas: montar e desmontar o texto do cartaz utilizando as fichas de frases e ou palavras; modificar o texto do cartaz, trocando frases de lugar; montar as frases do cartaz utilizando as fichas de palavras; modificar as frases excluindo palavras ou trocando o seu lugar nas frases; montar as palavras Renato e Sonho utilizando as fichas de sílabas. Elaborar exercícios diversos para que o aluno reconheça as palavras destacadas no cartaz (Renato e Sonho) em diferentes contextos.
  29. 29. 41 Trabalhar com rótulos de marcas conhecidas pelos alunos. Ler palavras ilustradas ( ler os nomes dos desenhos, por exemplo). Ler o nome das telas, nomes de músicas e poesias que já foram trabalhadas. CAPACIDADE 3 – Desenvolver capacidades necessárias à leitura com fluência e compreensão. Atenção: o professor deve possibilitar o desenvolvimento das capacidades abaixo relacionadas em todas as atividades de leitura. O trabalho com as capacidades de leitura devem começar com atividades de introdução. Geralmente, nessas atividades, o professor é o leitor dos textos e o mediador do processo, direcionando o raciocínio do aluno através de questionamentos adequados, até que adquiram autonomia. A seguir, estão listadas sugestões de atividades de introdução e trabalho sistemático que poderão ser utilizadas para trabalhar os diferentes gêneros textuais do material do aluno e outros. a) Identificar finalidades e funções da leitura, em função do reconhecimento do suporte, do gênero e da contextualização do texto. b) Antecipar conteúdos de textos a serem lidos em função do reconhecimento de seu suporte, seu gênero e sua contextualização; c) Levantar e confirmar hipóteses relativas ao conteúdo do texto que está sendo lido; d) Buscar pistas textuais, intertextuais e contextuais para ler nas entrelinhas (fazer inferências), ampliando a compreensão. e) Construir compreensão global do texto lido, unificando e inter-relacionando informações explícitas e implícitas, produzindo inferências; f) Avaliar afetivamente o texto, fazer extrapolações. SUGESTÃO DE ATIVIDADES Capacidade a – trabalho com receitas culinárias Apresentar uma receita num cartaz( que deve ficar exposto na sala). Ler para os alunos ou pedir que leiam sozinhos. Identificar as características textuais da receita, através da disposição do texto, tais como título, ingredientes e modo de fazer.
  30. 30. 42 Questionar porque os ingredientes aparecem separados do modo de fazer. Qual é a relação entre os ingredientes e o modo de fazer? Como se estrutura os passos para se fazer o prato da receita? Todas as receitas apresentam-se da mesma forma? Os alunos devem pesquisar em livros de receitas, cadernos de receitas (da mãe, da avó), receitas publicadas em jornais, folhetos de supermercados, internet e outros, para responderem a pergunta acima. Trabalhar o uso social das receitas: porque o registro gráfico das receitas é importante; globalização do saber culinário – receitas nacionais e internacionais; conhecimento compartilhado entre membros da família - receitas de família conhecimento compartilhado entre amigos formas de compartilhamento desse saber (portadores): livros, cadernos, encartes, site eletrônicos, etc. Escolher uma receita e fazer o prato, com os alunos, na sala ou cantina da escola. Atenção: o professor deve trabalhar a interdisciplinaridade utilizando receitas: Matemática (pesos e medidas), História (origem de determinados pratos), Geografia(receitas regionais), Ciências (valor nutritivo dos alimentos: construtores, reguladores, energéticos - pirâmide alimentar, etc) e outros conteúdos. Durante o desenvolvimento do projeto sobre identidade – aspecto biológico: alimentação saudável - o professor poderá trabalhar com receitas de pratos saudáveis, do gosto dos adolescentes. Capacidade b – trabalho com cartaz de campanha de vacinação Apresentar o cartaz. Sondar o conhecimento do aluno em relação ao cartaz. Onde este cartaz é encontrado? Para que foi feito este cartaz? Como o texto está disposto no cartaz? De que este cartaz fala? Como vocês sabem disso? Capacidade c – continuidade do trabalho com o cartaz Existe, no cartaz, algum desenho que pode nos dar “dicas” do que está escrito? O cartaz é sobre a campanha de vacinação contra qual doença?
  31. 31. 43 A vacinação é para criança ou adultos? Quem está fazendo a campanha de vacinação? Por que a Secretaria de Saúde acha necessário fazer a divulgação da campanha de vacinação através de cartazes? Em que locais encontramos este tipo de cartazes? Por que o órgão responsável escolhe estes lugares? Será que o texto escrito no cartaz tem relação com as imagens do cartaz? Quais? Ler o texto e confirmar e rejeitar as hipóteses levantadas por eles. Capacidade d Localizar, no cartaz, pontos importantes para possibilitar ao aluno ler nas entrelinhas, ampliando sua compreensão. Capacidade e Ler coletivamente o texto do cartaz. Relacionando o texto e as imagens do cartaz, resumi-lo em uma única frase. Qual um título que poderíamos dar ao cartaz? Capacidade f Indicar um aluno para ler o texto do cartaz. Perguntar: vocês acham que este cartaz é capaz de incentivar as pessoas a se vacinarem? Se fosse fazer um cartaz para esta campanha, você faria diferente deste? Por que? Vocês já viram cartazes de outras campanhas? Em que eram iguais ou diferentes? Trabalhar títulos a partir do título do texto suporte O que é um título? Para que serve um título? Como deve ser um título e por que deve ser assim? A partir do título, podemos imaginar o conteúdo do texto? Todos os títulos têm as mesmas características? Trabalhar outros títulos: livros, poesias, músicas, obras de arte, título de reportagens de jornais e revistas, bulas de remédios, documentos, legislação, etc.
  32. 32. 44 O professor deve ajudar os alunos nas leituras dos títulos, ajudá-los a imaginar os conteúdos dos textos, conferir os conteúdos e relacioná-los com o que imaginaram. Os alunos, juntamente com o professor, devem fazer uma leitura da obra de arte (quadro, esculturas, desenhos, etc) e tentar imaginar o título. Depois, o(a) professor(a) deverá apresentar o título e os alunos farão uma avaliação: obra x título. Ouvir a música (clássica e popular) e imaginar um título. Imaginar a letra da música a partir do título. Trabalho de grupo: distribuir diferentes gêneros de texto entre os grupos. Cada grupo deve ler o título e a partir deste, identificar seu conteúdo e sua utilidade. Cada grupo apresenta para turma suas conclusões. A turma avalia a pertinência destas, após a leitura dos textos pela professora. EIXO – PRODUÇÃO ESCRITA Atenção: todas as capacidades, abaixo relacionadas, devem ser trabalhadas durante as produções coletivas e individuais. O trabalho deve começar com atividades de introdução (o professor será o escriba e aquele que direciona o pensamento do aluno) seguidas por atividades de sistematização(o aluno é o escritor e o analista de textos diversos, mediado pelo professor), e atividades de consolidação (que possibilitam a autonomia do aluno). CAPACIDADE 1 – Compreender e valorizar o uso da escrita com diferentes funções, em diferentes gêneros CAPACIDADE 2 – Produzir textos escritos de gêneros diversos, adequados aos objetivos, ao destinatário e ao contexto de circulação: a) dispor, ordenar e organizar o próprio texto de acordo com as convenções gráficas apropriadas; b) escrever segundo o princípio alfabético e as regras ortográficas; c) planejar a escrita do texto considerando o tema central e seus LIVRO DO ALUNO: atividade 7
  33. 33. 45 desdobramentos; d) organizar os próprios textos segundo os padrões de composição usuais na sociedade; e) usar a variedade lingüística apropriada à situação de produção e de circulação, fazendo escolhas adequadas quanto ao vocabulário e à gramática; f) usar recursos expressivos (estilísticos e literários) adequados ao gênero e aos objetivos do texto; g) revisar e reelaborar a própria escrita, segundo critérios adequados aos objetivos, ao destinatário e ao contexto de circulação previstos. SUGESTÃO DE ATIVIDADES Construção do “livro do aluno” a partir do texto de suporte Ao apresentar aos alunos a proposta de trabalho, o professor deve apresentar também a proposta da construção do livro do aluno: a escola deve oferecer um caderno de mais ou menos 20 folhas para cada aluno da turma de alfabetização e material necessário para que ele possa fazer a capa de seu “livro”, conforme sugerido neste guia. a professora deve explicar aos alunos a importância do exercício da escrita, durante essa atividade. É escrevendo que aprendemos a escrever. Além de ajudar a torná-los escritores, a atividade pode ajudá-los, a saber, de verdade, o que desejam para suas vidas, o que sonham para o futuro. a professora deve trabalhar, com esta atividade, o hábito de se escrever rascunhos: explicar aos alunos que eles devem primeiramente, escrever o texto em um rascunho, corrigí-lo sozinho ou com a ajuda do professor e/ou colegas e depois passá-lo a limpo no caderno. explicar que o escritor escreve para um leitor. O escritor não pode oferecer para o leitor um texto que contenha erros ou rasuras, pois corre o risco de seu texto ser mal compreendido ou desvalorizado por quem o lê. sugerimos nesse guia que o texto do aluno acompanhe o texto de suporte. A cada semana o aluno escreve um capítulo de seu livro. Atenção: Se o professor entender que o contexto de sua turma pede um outro encaminhamento para a construção do livro do aluno, poderá fazê-lo.
  34. 34. 46 Técnica da palavra chave: colocar no quadro, a palavra sonho. Pedir aos alunos que digam outras palavras relacionadas à palavra sonho. Produzir um texto coletivo que tenha princípio, meio e fim e utilizando as palavras ditadas pelos alunos. Diário da turma: apresentar um caderno brochurão caprichosamente encapado e intitulado : Diário da Turma ... Propor à turma que todos os dias, antes do final registrem, coletivamente, um relatório contando os principais acontecimento do dia, na sala e ou na escola. Cada dia um aluno ficará responsável por passar o relatório a limpo, no caderno. Explicar que isso é importante porque a turma terá o registro de tudo que viveram durante o tempo em que estiveram ali. No dia do lançamento do livro que eles escreverão falando de seus sonhos, esse diário ficará exposto, como um testemunho da vitória que alcançaram. Obs: trabalhar relatório: características, tipo de linguagem, utilidade, etc. trabalhar pontuação, parágrafo.
  35. 35. 47 4.2 SEGUNDA SEMANA ESCREVER E LER AS PALAVRAS: PEDRO - LUZIA - JOELMA - FILHO SÍLABAS: RE - NA - TO - SO - NHO TEMA TRANSVERSAL – IDENTIDADE CAPACIDADES: a) identificar-se como cidadão; b) cuidar do próprio corpo e c) relacionar-se. DESENVOLVIMENTO: Elaborar e desenvolver um projeto sobre a identidade do aluno focando três aspectos: a) social nome e o nome de família: significado do nome nome da família paterna e materna árvore genealógica classe social etnia grupo de convívio origem documentos de identidade endereço, etc SUGESTÃO DE ATIVIDADES Perguntar se alguém sabe o significado do próprio nome. Analisar os nomes dos alunos, tentando encontrar o significado de cada um. Pesquisa: POR QUE TENHO ESTE NOME? Seminário para exposição do resultado da pesquisa a respeito do próprio nome. Conversa sobre a família do aluno (sugerimos um trabalho de pesquisa sobre a árvore genealógica do aluno). Identificar com o aluno o sobrenome dele, herdado da família de sua mãe e sobrenome herdado da família de seu pai. Como posso provar legalmente a minha identidade?
  36. 36. 48 Quais são os documentos que comprovam minha identidade? (certidão de nascimento, carteira de identidade, carteira de motorista.). Qual o documento necessário para eu fazer minha carteira de identidade? O que é impressão digital e como ela é utilizada pelo poder público para auxiliar na identificação dos cidadãos. Qual o órgão público que pode fazer minha carteira de identidade? Quais os elementos da carteira de identidade que podem ser analisados para provarem sua autenticidade? (retrato, impressão digital e assinatura) Trabalhar a assinatura e sua importância social. Analisar certidão de nascimento e carteira de identidade dos alunos. Confeccionar uma carteira de identidade. Discutir questões de etnia na sociedade brasileira/mineira(processo histórica do negro e do índio na sociedade brasileira/mineira e situação atual). b) biológico: esquema corporal modificações do corpo ao longo da vida características do corpo do adolescente cuidados com o corpo sexualidade e gravidez na adolescência doenças (inclusive anorexia, bulimia, DST) aparência x mídia esporte e saúde alimentação saudável corpo e movimento: manifestações culturais com o corpo (danças, lutas, pintura corporal, etc) c) psicológico características pessoais (jeito de ser, temperamento), sonhos, medos o que o faz triste, alegre, animar-se, desanimar-se em que acredita suas qualidades e defeitos, etc De que signo você é? Apresentar os signos com seus respectivos períodos e orientar o aluno para que identifique seu signo, relacionando-o com a data de seu nascimento. Conversar com os alunos sobre o caráter não científico das previsões astrológicas e questionar sua veracidade.
  37. 37. 49 Atenção: as atividades sugeridas acima para trabalhar a identidade do aluno, não esgotam todas as possibilidades. Este trabalho precisa ser ampliado, de acordo com a especificidade da turma e do contexto. LIVRO DO ALUNO: atividades 1, 12, 22 a 31 e 51 EIXO – DESENVOLVIMENTO DA ORALIDADE CAPACIDADE 1 – Participar das interações cotidianas em sala de aula: a) escutando com atenção e compreensão b) respondendo às questões propostas pelo professor c) expondo opiniões nos debates com os colegas e com o professor CAPACIDADE 2 – Respeitar a diversidade das formas de expressão oral manifestadas por colegas, professores e funcionários da escola, bem como por pessoas da comunidade extra-escolar SUGESTÃO DE ATIVIDADES Pesquisar com a família: por que tenho este nome? Pesquisa sobre o índice de gravidez na adolescência, na comunidade onde a escola está inserida. - Discussão sobre as características pessoais dos alunos e suas conseqüências no grupo de convívio. CAPACIDADE 3 – Usar a língua falada em diferentes situações escolares, buscando empregar a variedade lingüística adequada. CAPACIDADE 4 – Planejar a fala em situações formais. SUGESTÃO DE ATIVIDADES Seminário para socialização da pesquisa sobre o nome. Ao apresentar o segundo cartaz perguntar se alguém sabe o significado do nome Renato: o renascido;
  38. 38. 50 Decompor e compor o nome Renato, focando o significado de cada parte: Re + nato. Seminário para socialização da pesquisa sobre gravidez na adolescência e debate sobre o tema. CAPACIDADE 5 – Realizar com pertinência tarefas cujo desenvolvimento dependa de escuta atenta e compreensão. Atenção: as capacidades acima (1,2,3,4,e 5) devem ser trabalhadas nas atividades de desenvolvimento do projeto sobre a identidade do aluno e nas outras atividades relativas à aquisição do código escrito. EIXO – COMPREENSÃO E VALORIZAÇÃO DA CULTURA ESCRITA CAPACIDADE 1 – Conhecer os usos da escrita na cultura escolar. SUGESTÃO DE ATIVIDADES Apresentar e analisar as fichas de acompanhamento da aprendizagem, que serão utilizadas pelo(a) professor(a), como forma de valorizar e pactuar o processo de avaliação com os alunos. Conversar com os alunos sobre o “diário de bordo” da turma, sugerido para avaliação processual, para que possam conhecê-lo e valorizá-lo. Explicar para os alunos o que é um portifólio e seu objetivo. Construção do portifólio pelos alunos ao longo do processo. CAPACIDADE 2 – Desenvolver as capacidades para o uso da escrita no contexto escolar SUGESTÃO DE ATIVIDADES Escritas diversas, observando o traçado correto das letras, sua legibilidade e disposição da escrita na pauta.
  39. 39. 51 EIXO – APROPRIAÇÃO DO SISTEMA DE ESCRITA CAPACIDADE 1 – Compreender diferenças entre escrita alfabética e outras formas gráficas SUGESTÃO DE ATIVIDADES Leitura de textos não verbais. (ilustração do cartaz e outros) Apresentação do texto de suporte Analisar o 2º cartaz e identificar o seu objetivo: apresentar o personagem principal do texto. Diferenciar números e letras Leitura da ilustração: ilustração grafítica (desenho feito pelos antigos com estilete ou carvão, em rochas, vasos, etc e atualmente, feito em muros ou painéis pelos chamados grafiteiros). Conversar com os alunos sobre a diferença entre grafitismo e vandalismo e a importância do respeito ao patrimônio público. imaginar como os autores das telas conhecidas na 1ª semana ilustrariam o cartaz incentivar o aluno a imaginar o personagem: classe social, etnia (negro, branco...), características físicas etc. Comparar o estilo de desenho dos cartazes com outros estilos de desenho, pintura, caricatura, etc (comparar com as telas trabalhadas na 1ª semana, por exemplo). Brincar com os alunos de fazer caricaturas dos colegas e professores (esta atividade é muito apreciada pelos alunos) CAPACIDADE 2 - Dominar convenções gráficas: compreender a função de segmentação dos espaços em branco e da pontuação de final de frase. SUGESTÃO DE ATIVIDADES Utilizar o 2º cartaz para trabalhar: espaçamento entre palavras; seqüência de palavras na frase; seqüência de sílabas na palavra;
  40. 40. 52 seqüência de letras nas sílabas e ou nas palavras e pontuação. Atenção: Para trabalhar essas atividades, o professor deve utilizar as fichas que se encontram no final do livro do aluno e que podem ser recortadas. Além disso, os textos, frases e palavras utilizadas no desenvolvimento do projeto identidade, podem ser trabalhados com as orientações listadas acima. LIVRO DO ALUNO: atividades 25 e 27 CAPACIDADE 3 – Reconhecer unidades fonológicas como sílabas, rimas, terminações de palavras: sílabas: re – ri – ru- ro – ra – so – si – sa – su – se – são SUGESTÃO DE ATIVIDADES Trabalhar oralmente com as palavras Renato, sonho, Pedro, Luzia, filho, Joelma e com palavras de outras atividades do projeto de identidade do aluno: sílabas ou letras iniciais e finais, rimas, listagem de palavras que começam ou terminam como determinadas palavras (sílabas ou letras). trabalhar oralmente com as sílabas indicadas utilizando textos, fichas, jogos, etc LIVRO DO ALUNO: atividades 6 e 32 C,D e E CAPACIDADE 4 – Conhecer o alfabeto: a) compreender a categorização gráfica e funcional das letras. b) conhecer e utilizar diferentes tipos de letras. SUGESTÃO DE ATIVIDADES Falar uma letra e o aluno deve mostrá-la, utilizando seu alfabeto móvel. Trabalhar o alfabeto utilizando o nome e sobrenome dos alunos, as palavras e sílabas indicadas para a semana. Organizar os nomes dos alunos em ordem alfabética e deixar exposto na sala, se possível com o retrato de cada um fixado ao lado do nome. Criar outras atividades relacionadas com o nome dos alunos e com o reconhecimento do alfabeto. Bingos
  41. 41. 53 Conversar com os alunos sobre a importância da ordem alfabética e onde podemos encontrar nomes em ordem alfabética. Trabalhar com listas telefônicas (procurar nomes iguais aos dos alunos) Trabalhar o dicionário Trabalhar com o texto do 2º cartaz: letra maiúsculas e minúsculas imprensa e cursiva trabalhar o traçado correto das letras em todas as oportunidades de escrita cursiva. situar determinadas letras no texto do cartaz ou em outros textos trabalhados, nas palavras Renato, sonho, Pedro, Luzia, Joelma, filho e nas sílabas dessas palavras. trocar as vogais e formar novas palavras: Pedro - pedra / filho – filha - falha - falho trocar a consoante e formar novas palavras: Pedro - cedro / filha-pilha / filho-milho, etc completar palavras com vogais ou com consoantes: P—dr--(Pedro) J-- --l m-- (Joelma) f—lh—(filho) --e---o (Pedro) --oe-----a (Joelma) --i -----o,(filho) etc Fazer esta atividade com os nomes dos alunos Atividades de ligar, riscar, circular, palavras iguais escritas com vários tipos de letras. Cópia do texto do 2º cartaz utilizando letra cursiva. Transcrição de letras de imprensa para letra cursiva de outros textos. Apresentar o texto de suporte escrito ora com letra caixa alta, ora com letra de imprensa minúscula, ora com letra cursiva. Recortar de jornais e revistas, palavras escritas com todas as letra maiúsculas, todas as letras minúsculas e palavras com letras maiúsculas e minúsculas. Fazer listas (oralmente e depois por escrito): nomes de pessoas que começam com R e S nomes de frutas que começam com R e S nomes de cidades que começam com R e S, etc. LIVRO DO ALUNO: atividades 2, 9, 10, 11, 20, 35, 41, 45, 50F e G
  42. 42. 54 CAPACIDADE 5 – Compreender a natureza alfabética do sistema de escrita SUGESTÃO DE ATIVIDADES Analisar, com os alunos, cada uma das palavras: Renato e Sonho Quantas letras têm a palavra Renato? Qual é o som de cada uma? Falar a palavra devagar separando os sons das letras e das sílabas: R-e-n-a-t-o Re – na – to. Falar a palavra batendo uma palma para cada sílaba. Quantos sílabas? Se a palavra Renato tem 6 letras, como ela só tem 3 sílabas? Qual o som da primeira letra da primeira sílaba? E da segunda letra? Qual o som da primeira letra da segunda sílaba? E da segunda letra? Qual o som da primeira letra da última sílaba? E da segunda letra? Juntando o som rrr com o som eee formamos... RE Proceder da mesma forma com as outras sílabas. Fazer o som rrr e pedir que completem a sílaba re. Fazer o som nnn e pedir que completem a sílaba na. Fazer o som ttt e pedir que completem a sílaba to. Quantas letras têm a palavra sonho e quais são elas? Qual é o som de cada letra? Falar a palavra devagar separando as sílabas da palavra: so - nho Falar as palavras batendo uma palma para cada sílaba Quantas sílabas? Se a palavra sonho tem 5 letras, como ela só tem 2 sílabas? Quais as letras que formam a primeira sílaba? ssoo (acentuar o som do s e do o) Quais as letras que formam a segunda sílaba? nho (acentuar o som nh e o) Chamar a atenção para a sílaba nho que é formada de 3 letras, diferente das outras, formadas por 2 letras. Listar os nomes dos alunos que começam com R e analisá-los em relação ao som inicial de Renato. Dizer a palavra faltando a letra inicial para os alunos identificá-la: enato – onho Oralmente: Ronaldo - Renato: os dois nomes começam com R (fazer o som do R em Ronaldo e Renato), mas tem um som diferente – Ronaldo - Renato. Qual é o som diferente?
  43. 43. 55 No quadro: escrever os dois nomes no quadro e direcionar a observação dos alunos para que descubram a diferença do som das primeiras sílabas dos nomes, na representação gráfica. LIVRO DO ALUNO: atividade 6 a 8,14, 15, 32, 35, 37, 38, 45 e 50 CAPACIDADE 6 – Dominar as relações entre fonemas e grafemas a) dominar regularidades ortográficas b) dominar irregularidades ortográficas SUGESTÃO DE ATIVIDADES Atividades com letras móveis: Recortar as letras das palavras Renato e sonho (material do aluno) Juntar o R (rrr) com o a (aaa) = Ra o t (ttt) com o o (ooo) = to ra + to = rato Proceder da mesma forma, formando as palavras: seta - sono – neto – neta – ar – reto – rota – reta – e outras que os alunos formarem. Ditados Ditado visual das palavras “Renato” e “sonho” e das novas palavras formadas. Descubra a palavras: (dica: para descobrir a palavra acrescente a vogal certa á primeira letra) Começa com rrrr e termina com tão: ratão Começa com ttttt e termina com a: tia Começa com rrrr e termina com tinho: ratinho Começa com nnnnn e termina com a: nua Começa com sss e termina com no: sino Ditado, no quadro, das palavras: Filho – Pedro – Luzia – Joelma; O professor chama 2 alunos no quadro. Cada um escreve uma palavra diferente e vai trocando de palavras até que todos tenham escrito as 4 palavras. Ditado individual: Renato – sonho – Pedro – Luzia – Joelma – filho – rato – reta – netinho – ninho – sino – sua – seta – teto - tinha O professor deve corrigir o ditado com cada aluno, mostrando seus possíveis enganos, corrigindo-os com ele.
  44. 44. 56 Formando palavras: o professor distribui fichas com as sílabas das palavras estudadas. Cada grupo forma uma palavra e apresenta à turma. Não vale palavras repetidas. Todos os grupos têm que apresentar a palavra formada. Separar sílabas oralmente batendo palmas( uma palma para cada sílaba) e identificá-las nas palavras escrita; palavras cruzadas com sílabas, caça palavras com sílabas, bingo, análise da palavra: quantidade de letra x quantidade de sílabas, textos lacunados, colocação de palavras em ordem alfabética, colocar letras em ordem para formar palavras,etc. Identificar palavras: relacionar, no quadro, ingredientes que podem ser usados para se fazer um bolo: farinha de milho - farinha de trigo – ovos – fermento – fubá – queijo – leite – açúcar – margarina. Um aluno diz um ingrediente necessário para se fazer o bolo e todos procuram identificar, na lista, o ingrediente apontado pelo colega, através da análise das palavras: se o aluno disser farinha de trigo, o professor pergunta: com que letra começa a palavra farinha? Quais os ingredientes listados que começam com F (destacá-los)? Qual é a segunda letra? (prosseguir até encontrar o ingrediente apontado, no caso, farinha de trigo. Atenção: Essa atividade pode ser feita com nomes de objetos ou nomes próprios. Formar palavras com as sílabas do 1º e 2º cartazes e com o alfabeto encadernado: re-ri-ro-ru-ra-rão / so-se-sa-si-su-são / lu-zi-a / pe-dro / fi/lho / jo-el-ma- nha - nhi - nhu - nhe – nho - nhão. Trabalhar palavras terminadas com e e o com som de i e u. Palavras cruzadas, caça –palavras, texto lacunado, carta enigmática, ditados, completar palavras ditadas, completar nomes (próprio, colegas, família). Ditados de palavras dos cartazes e de palavras novas formadas com as sílabas trabalhadas. LIVRO DO ALUNO: atividades 2 a 9, 13, 17 a 20, 23, 24, 32 a 34, 36 a 38, 40 a 45, 47, 48, 50
  45. 45. 57 EIXO - LEITURA CAPACIDADE 1 – Desenvolver atitudes e disposições favoráveis à leitura SUGESTÃO DE ATIVIDADES Prosseguir com o projeto de uso da biblioteca da escola, com o objetivo de despertar nos alunos o gosto pela leitura. Prosseguir com o projeto do jornal mural da sala de aula. Promover oficinas de contação de histórias (contação de histórias pelo professor e pelos alunos). Criar o cantinho de leitura da turma com diferentes portadores de texto (livros, revistas, revistinhas, jornais, coquetéis, etc). Este cantinho poderá ser utilizado com atividades orientadas ou livres (o aluno escolhe alguma leitura, enquanto espera os colegas terminarem os exercícios). CAPACIDADE 2 – Desenvolver capacidades relativas ao código escrito especificamente necessários à leitura: a) saber decodificar palavras e textos escritos b) saber ler reconhecendo globalmente as palavras (especialmente as palavras PEDRO, LUZIA, JOELMA e FILHO) SUGESTÃO DE ATIVIDADES Leitura coletiva do texto do 2º cartaz, identificando as palavras Pedro, Luzia, Joelma e filho. Identificar as palavras Renato, Sonho, Luzia, Pedro, Joelma, filho em outros textos e contextos. Trabalho com as fichas: montar e desmontar o texto do cartaz utilizando as fichas de frases e ou palavras. modificar o texto do cartaz, trocando frases de lugar, montar as frases do cartaz utilizando as fichas de palavras. modificar as frases excluindo palavras ou trocando o seu lugar nas frases. montar as palavras Renato, Sonho, Luzia, Pedro, Joelma e filho utilizando as fichas de sílabas. montar as palavras acima, utilizando o alfabeto encadernado.
  46. 46. 58 modificar as palavras acima, trocando letras. (alfabeto encadernado). Elaborar exercícios diversos para que o aluno reconheça as palavras destacadas no cartaz (PEDRO, LUZIA, JOELMA e FILHO) em diferentes contextos. Ler as palavras destacadas no cartaz em contextos diferentes. Trabalhar com rótulos de marcas conhecidas pelos alunos. Ler palavras ilustradas ( ler os nomes dos desenhos, por exemplo) Ler palavras formadas com as sílabas trabalhadas. CAPACIDADE 3 – Desenvolver capacidades necessárias à leitura com fluência e compreensão: a) identificar finalidades e funções da leitura, em função do reconhecimento do suporte, do gênero e da contextualização do texto b) antecipar conteúdos de textos a serem lidos em função de seu suporte, seu gênero e sua contextualização: cartas, bilhetes, bulas, receitas médicas e culinárias, conta de luz, água e telefone, etc. SUGESTÃO DE ATIVIDADES Ler, coletivamente, os textos propostos no material do aluno e interpretá-los oralmente ou por escrito (com a ajuda do professor), identificando suas finalidades e funções. Leitura e análise dos elementos textuais e da formatação de diversos bilhetes para que o aluno se familiarize com este gênero textual. Trabalhar as capacidades listadas acima, conforme modelo sugerido na 1ª semana, utilizando os textos do material do aluno e outros textos. É fundamental que o professor(a) aproveite situações reais para trabalhar os gêneros e suportes textuais sugeridos acima. LIVRO DO ALUNO: atividade 28 Atenção: após desenvolver a atividade 28 do material do aluno, trabalhar em jornais e revistas a sessão de horóscopo. LIVRO DO ALUNO: atividades 12, 22, 30, 39, 42 e 49
  47. 47. 59 EIXO – PRODUÇÃO ESCRITA Atenção: todas as capacidades, abaixo relacionadas, devem ser trabalhadas durante as produções coletivas e individuais. CAPACIDADE 1 – Compreender e valorizar o uso da escrita com diferentes funções em diferentes gêneros CAPACIDADE 2 – Produzir textos escritos de gêneros diversos, adequados aos objetivos, ao destinatário e ao contexto de circulação: a) dispor, ordenar e organizar o próprio texto de acordo com as convenções gráficas apropriadas; b) escrever segundo o princípio alfabético e as regras ortográficas; c) planejar a escrita do texto considerando o tema central e seus desdobramentos; d) organizar os próprios textos segundo os padrões de composição usuais na sociedade e) usar a variedade lingüística apropriada à situação de produção e de circulação, fazendo escolhas adequadas quanto ao vocabulário e à gramática f) usar recursos expressivos (estilísticos e literários) adequados ao gênero e aos objetivos do texto; g) revisar e reelaborar a própria escrita, segundo critérios adequados aos objetivos, ao destinatário e ao contexto de circulação previstos. SUGESTÃO DE ATIVIDADES Construção da primeira página do livro do aluno Escrita coletivas de bilhetes, partindo de uma necessidade real. Criação do correio escolar para troca de correspondência entre os alunos, pode ser trabalhado com alunos de outros turnos e outras escolas. Escrita coletiva do diário da turma Produção coletiva de textos diversos.
  48. 48. 60 Técnica das consoantes (em grupo) Escrever 5 consoantes. Ex.: L, M, R, P, S Escrever 3 palavras com cada letra dada . Escrever 3 frases usando as três palavras de cada letra. Tentar juntar, coletivamente, as frases dos grupos para a formação de um texto, organizando as idéias. Dar palavras para cada grupo de alunos formar uma frase. O grupo monta a frase numa faixa de papel e apresenta para a turma que deve avaliar o espaçamento entre palavras, pontuação, letra maiúscula e minúscula e o sentido da frase. Reescrever o texto “Continho” (material do aluno, pg. 31) trocando o título e os personagens. Escrever um texto de 5 linhas contando: seu nome, idade, o que gosta, o que não gosta, sua melhor qualidade. Material do aluno, página 35: Responda em 3 frases apenas, A pergunta que vou lhe fazer. O que é uma família? Você pode me dizer? Qual é a pergunta? Em quantas frases temos de responder essa pergunta? O que vocês acham que é uma família? Escrever no quadro a opinião dos alunos, se possível resumindo cada opinião em uma palavra apenas. Como vamos escrever a primeira frase? E a segunda? E a terceira? Após a escrita: a pergunta ficou bem respondida? Por quê?
  49. 49. 61 4.3 TERCEIRA SEMANA LER E ESCREVER AS PALAVRAS: ALMENARA – GALINHAS – MILHO SÍLABAS: LU – ZI – PE – JO – FI – LHO TEMA TRANSVERSAL – ESPAÇO GEOGRÁFICO E OCUPAÇÃO DO SOLO CAPACIDADES: a) entender o que é município. b) identificar zona rural e zona urbana de um município. c) fazer leitura de mapas. d) identificar as diversas regiões de MG. e) conhecer e entender os pontos cardeais e colaterais e a Rosa dos Ventos f) entender o que é êxodo rural, migração, mercado de trabalho, naturalidade, nacionalidade e renda familiar. SUGESTÃO DE ATIVIDADES Leitura, pelo professor, de pequenos textos relativos aos temas para detonar o debate; fazer maquetes relativas à zona urbana e zona rural; trabalhar com o mapa de Minas Gerais para que os alunos localizem as diversas regiões; confecção e uso da Rosa dos Ventos para trabalhar pontos cardeais e colaterais; trabalhar com conceito de “município”. Trabalhar com mapas; localizar no mapa de Minas Gerais o Vale do Jequitinhonha e o município de Almenara. Localizar no mapa de Minas Gerais o local onde o aluno mora (região e município). Identificar a distância entre Almenara e o local onde o aluno mora (trabalhar escala). Identificar distância entre Almenara e a capital de Minas Gerais. Trabalhar zona rural e zona urbana: semelhanças e diferenças, vantagens e desvantagens em morar em cada uma, necessidade de existência dos dois espaços.
  50. 50. 62 Trabalhar as regiões de Minas Gerais, especificamente o Vale do Jequitinhonha e a região onde o aluno mora e suas diferenças regionais:, tais como: diferenças sociais, mercado de trabalho, qualidade de vida, saneamento básico, lazer, características físicas, etc. Trabalhar a Rosa dos Ventos (pontos cardeais e colaterais). Leitura de pequenos textos e discussões sobre zona urbana e zona rural, êxodo rural, trabalho e renda familiar. Identidade: naturalidade e nacionalidade dos alunos. Discutir sobre trabalho e renda familiar dos alunos e da região. EIXO – DESENVOLVIMENTO DA ORALIDADE CAPACIDADE 1 – Participar das interações cotidianas em sala de aula: a) - escutando com atenção e compreensão b) - respondendo às questões propostas pelo professor c) - expondo opiniões nos debates com os colegas e com o professor Atenção: o trabalho para aquisição desta capacidade pelos alunos deve ser desenvolvido em diversas atividades escolares. CAPACIDADE 2 – Respeitar a diversidade das formas de expressão oral manifestadas por colegas, professores e funcionários da escola, bem como por pessoas da comunidade extra-escolar. SUGESTÃO DE ATIVIDADES Pesquisa: jeito de falar das diversas regiões mineiras CAPACIDADE 3 – Usar a língua falada em diferentes situações escolares, buscando empregar a variedade lingüística adequada. CAPACIDADE 4 – Planejar a fala em situações formais.
  51. 51. 63 SUGESTÃO DE ATIVIDADES Seminário para socialização da pesquisa sobre o jeito de falar mineiro CAPACIDADE 5 - Realizar com pertinência tarefas cujo desenvolvimento dependa de escuta atenta e compreensão. SUGESTÃO DE ATIVIDADES Jogos e brincadeiras que dependam da escuta atenta do aluno: bingo de palavras, de letras, de sílabas, etc. EIXO – APROPRIAÇÃO DO SISTEMA DE ESCRITA CAPACIDADE 1 – Compreender diferenças entre escrita alfabética e outras formas gráficas: SUGESTÃO DE ATIVIDADES Leitura de textos não verbais. Exploração do 3º cartaz: identificar o espaço físico representado na ilustração (rural e urbano); quais os elementos que evidenciam o tipo de espaço físico? Qual o tipo de habitação? (prédio, casa, tipo de construção) Identificação do mapa de Minas Gerais e discussão sobre essa formas gráficas de representação e comunicação; observar a localização de Almenara e Belo Horizonte no mapa; identificar o símbolo da Rosa dos Ventos e conhecer a forma de se orientar, utilizando-a. Trabalhar com legendas de mapas. CAPACIDADE 2 – Dominar convenções gráficas: - compreender a função de segmentação dos espaços em branco e da pontuação de final de frase
  52. 52. 64 SUGESTÃO DE ATIVIDADES Utilizar o 3º cartaz para trabalhar: espaçamento entre palavras; seqüência de palavras na frase; seqüência de sílabas na palavra; seqüência de letras nas sílabas e ou nas palavras; Nº de frases no texto, de palavras na frase, de sílabas na palavra, de letras na palavra ou na sílaba; Pontuação. Para trabalhar essas atividades o professor deve utilizar as fichas que se encontram no final do livro do aluno e que podem ser recortadas. Utilizar, também, textos, frases e palavras utilizadas no desenvolvimento das atividades significativas. CAPACIDADE 3 – Reconhecer unidades fonológicas como sílabas, rimas, terminações de palavras - foco: todas as sílabas das palavras destacadas nos dois primeiros cartazes: Renato, sonho, Luzia, Pedro, Joelma, filho e suas “famílias silábicas”. Atenção: A expressão “famílias silábicas”, citada acima, é apenas didática. Não orientamos um trabalho com famílias silábicas fechado, como nas cartilhas. SUGESTÃO DE ATIVIDADES Trabalhar oralmente com as palavras Renato, Sonho, Pedro, Luzia, filho, Joelma, milho, galinhas, Almenara, e com palavras de outras atividades do projeto identidade e de outras atividades. Localizar no texto as palavras: “galinhas”, “milho” e “Almenara”. Analisar as palavras: quantas letras? Sons das letras. Quantas sílabas? (uma palma pra cada sílaba) Sons das sílabas. Letra maiúscula e letra minúscula. Primeira e última letra de cada palavra e seus sons. Identificar, na palavra “Jequitinhonha”, letras e sílabas das palavras referências, dos cartazes 1 e 2.
  53. 53. 65 Sílabas ou letras iniciais, intermediárias e finais. Rimas. Listagens. Dizer uma palavra e o aluno deverá dizer qual é a primeira sílaba. Repetir a atividade acima para o aluno dizer qual é a última sílaba da palavra. Repetir a atividade para o aluno dizer qual é a primeira ou última letra da palavra. Separar sílabas oralmente batendo palmas ( uma palma para cada sílaba). LIVRO DO ALUNO: atividades 1, 2, 7, 17, 22 e 23 CAPACIDADE 4 – Conhecer o alfabeto: a) compreender a categorização gráfica e funcional das letras; b) conhecer e utilizar diferentes tipos de letras. SUGESTÃO DE ATIVIDADES Trabalhar o alfabeto utilizando o nome e sobrenome dos alunos, nomes de cidades do Vale do Jequitinhonha, nomes de cidades próximas à cidade do aluno, etc Listar: nomes e sobrenomes. Nomes de cidades. Naturalidade. Nacionalidades. Regiões de Minas, etc Trabalhar com o texto do 3º cartaz: letra maiúsculas e minúsculas; imprensa e cursiva; trabalhar o traçado correto das letras em todas as oportunidades de escrita cursiva; situar determinadas letras no texto do cartaz ou em outros textos trabalhados, nas palavras Renato, sonho, Pedro, Luzia, Joelma, filho, milho, galinhas, Almenara e nas sílabas dessas palavras; comparar o som do R inicial em Renato e do r de Almenara; trabalhar os dois sons em situações diversas;
  54. 54. 66 trabalhar o som das sílabas terminadas em r; trabalhar palavras com rr; Escrever a regra para o uso do r entre vogais ( o som torna-se brando) e rr na escrita de palavras e da separação dessas palavras em sílabas; trocar as vogais e formar novas palavras; trocar a consoante e formar novas palavras; completar palavras com vogais ou com consoantes; fazer essa atividade com os nomes dos alunos, regiões de Minas, nomes de cidades, etc. Atividades de ligar, riscar, circular palavras iguais, escritas com vários tipos de letras. Cópia do texto do 3º cartaz utilizando letra cursiva. Transcrição de letras de imprensa para letra cursiva em diversas situações. Apresentar o texto de suporte escrito ora com letra caixa alta, ora com letra de imprensa minúscula, ora com letra cursiva. Mostrar a necessidade de se escrever com letra legível: escrevemos para alguém ler. Recortar de jornais e revistas, palavras escritas com todas as letra maiúsculas, todas as letras minúsculas, e palavras com letras maiúsculas e minúsculas. Formar palavras, com letras maiúsculas e minúsculas, conforme orientação anterior, recortando de jornais e ou revistas. LIVRO DO ALUNO: atividade 4 CAPACIDADE 5 – Compreender a natureza alfabética do sistema de escrita SUGESTÃO DE ATIVIDADES Jogo: Qual é a sílaba? ditar a palavra e o aluno mostra a ficha da primeira sílaba: Joelma, Almenara, milho, pedra, faca, pilha, jacaré, juramento, jiló, remédio, riacho, sapeca, Sara, silêncio, Matias, filho, Luzia. ( trabalhar com as fichas de sílabas do material do aluno) Repetir a atividade acima para o aluno mostrar: a última sílaba de palavras; a primeira e ou última letra de palavras;
  55. 55. 67 Sílabas intermediárias. Completar as palavras iniciadas oralmente pelo professor(a) mostrando as fichas das sílabas correspondentes ( o professor diz: bo, o aluno completa como quiser: bola, boca, boneca, etc, mostrando as fichas das sílabas) Brincadeira da forca. Circular determinadas letras na mesma palavra ( letras com sons diferentes) ex: circular a letra a na palavra dama. Colocar letras em ordem para formar palavras ditadas pelo professor. Identificar uma letra em palavras listadas: exemplo 1: identificar o B nas palavras bela, bala, bula e bola exemplo 2: identificar o P nas palavras panela, pirulito, pote, pula, peteca e pão LIVRO DO ALUNO: atividades 3, 5, 6, 9, 11 a 16, 19, 23 e 24 Atenção: professor, para o desenvolvimento da atividade 7 do material do aluno, ouça os nomes que serão ditos por cada aluno. Para a atividade 24, as palavras que devem ser ditadas são: BALA, COCADA, CAJUZINHO, BEIJINHO, PIPOCA DOCE, COCA-COLA. CAPACIDADE 6 – Dominar as relações entre fonemas e grafemas a) dominar regularidades ortográficas b) dominar irregularidades ortográficas SUGESTÃO DE ATIVIDADES Ditado visual de palavras. Trabalho de formação de palavras com o alfabeto e sílabas móveis. Ordem alfabética. Ditado individual das palavras, no quadro. (3 alunos de cada vez. Cada um escreve uma palavra. Trocar os alunos até que todos escrevam todas as palavras). Brincadeiras: dividir a turma em dois grupos. O aluno de um grupo sorteia uma palavra e faz no quadro o número de traços correspondentes ao número de letras da palavra sorteada. Os alunos dos dois grupos falam uma letra que pensam ter na palavra. Se a palavra tiver a letra falada, o aluno a escreve no
  56. 56. 68 seu traço correspondente. O grupo que acertar ganha um ponto. Ao completar a palavra, ganha o jogo o grupo que tiver maior número de pontos. Este jogo pode ser feito com palavras ou com frases. Jogo da Velha: (em dupla) um aluno retira uma ficha de um saquinho com várias fichas de palavras e dita para o seu adversário que deverá escrevê-la numa folha. O aluno que ditou a palavra deve conferir se o seu adversário escreveu corretamente. Caso a escrita esteja correta, quem escreveu poderá marcar o jogo da velha. Se a escrita estiver errada quem marcará o jogo da velha será o aluno que a ditou. Esta atividade é muito interessante para trabalhar palavras com sílabas que possuem irregularidades ortográficas. Utilizar dicionários, catálogos e listas telefônicas para trabalhar ordem alfabética e palavras e nomes começados com determinadas letras e sílabas. Trabalho com sílabas e alfabeto móvel. Montar a palavra FILHO com o alfabeto móvel. Trocar a vogal da primeira sílaba: FALHO (trabalhar o significado da palavra). Trocar a última letra da segunda sílaba: FALHA (trabalhar o significado da palavra). Voltar à palavra FILHO. Trocar a vogal da primeira sílaba pela vogal O e a vogal da segunda sílaba pela vogal A: FOLHA. Proceder da mesma forma com as palavras FILHA e FILHÃO. Formar as palavras FEIA, FEIO, FOI, FUI e FOFÃO. Montar a palavra JOELMA com o alfabeto móvel. Tirar a sílaba JO: ELMA (nome de pessoa). Trocar a vogal da última sílaba pela vogal O: ELMO. Voltar ao nome JOELMA. Tirar a sílaba MA: JOEL (nome de pessoa). Tirar a sílaba EL e colocar a sílaba ÃO: JOÃO. Montar a palavra PEDRO com o alfabeto móvel. Trocar a vogal O pela vogal A: PEDRA. Proceder da mesma forma com as palavras: PODRE e PADRE. Tirar a última sílaba: PÉ (trabalhar acento agudo). Montar a palavra LUZIA com o alfabeto móvel. Separar as duas últimas letras: LUZ e IA.
  57. 57. 69 Trocar a sílaba LU pela vogal A: AZIA (trabalhar o significado da palavra). Tirar a sílaba ZI: LUA. Montar as palavras RENATO, SONHO, JOELMA, PEDRO, LUZIA e FILHO com sílabas móveis e formar novas palavras utilizando as sílabas destas. Os alunos devem copiar as palavras formadas. Separar o JO de JOELMA, o PE de PEDRO, o FI de FILHO, o LU e o ZI de LUZIA, trocar as vogais formando todas as sílabas possíveis (ex: JA, JÃO, JI, JO, JE, JU) e formar novas palavras. Palavras cruzadas com sílabas, caça palavras com sílabas, bingo, análise da palavra: quantidade de letra x quantidade de sílabas, textos lacunados, colocação de palavras em ordem alfabética. Identificar palavras através da análise de letras e ou sílabas. Trabalhar a base alfabética com nomes dos pontos cardeais e colaterais, nacionalidade e naturalidade dos alunos e famílias. formar palavras com as sílabas do 1º e 2º cartazes e com o alfabeto encadernado: Trabalhar palavras terminadas com e e o com som de i e u Trabalhar palavras com r inicial, r brando e rr Palavras cruzadas, caça –palavras, texto lacunado, carta enigmática, ditados, completar palavras ditadas, completar nomes (próprio, colegas, família). Ditados de palavras dos cartazes e de palavras novas, formadas com as sílabas trabalhadas. LIVRO DO ALUNO: atividades 4, 5, 8, 10, 18, 19 a 22 e 25 EIXO – LEITURA CAPACIDADE 1 – Desenvolver atitudes e disposições favoráveis à leitura SUGESTÃO DE ATIVIDADES Prosseguir com o projeto de uso da biblioteca da escola, com o objetivo de despertar nos alunos o gosto pela leitura. Prosseguir com o projeto do jornal mural da sala de aula.
  58. 58. 70 Incentivar o uso do cantinho da leitura. Excursões á biblioteca pública, bancas de revistas, livrarias,etc CAPACIDADE 2 – Desenvolver capacidades relativas ao código escrito especificamente necessários à leitura: a) saber decodificar palavras e textos escritos. b) saber ler reconhecendo globalmente as palavras (especialmente ALMENARA GALINHAS – MILHO e as palavras referencia dos cartazes anteriores) SUGESTÃO DE ATIVIDADES Leitura do 1º, 2º e 3º cartazes Leituras das palavras: Renato – sonho – Pedro – Luzia – Joelma – filho – Almenara – milho galinhas. Leitura coletiva do texto do 3º cartaz, identificando as palavras Almenara, galinhas, milho. Identificar as palavras Renato, Sonho, Luzia, Pedro, Joelma, filho, Almenara, galinhas, milho em outros textos e contextos. Trabalho com as fichas: montar e desmontar o texto do cartaz utilizando as fichas de frases e ou palavras. modificar o texto do cartaz, trocando frases de lugar, montar as frases do cartaz utilizando as fichas de palavras. Modificar as frases excluindo palavras ou trocando o seu lugar nas frases. Montar as palavras Renato, Sonho, Luzia, Pedro, Joelma, filho, milho, galinhas, Almenara, utilizando as fichas de sílabas. Modificar aspalavras acima, trocando letras. (alfabeto encadernado). Elaborar exercícios diversos para que o aluno reconheça as palavras destacadas nos cartazes (1º, 2º e 3º) em diferentes contextos. Trabalhar com rótulos de marcas conhecidas pelos alunos. Ler palavras ilustradas ( ler os nomes dos desenhos, por exemplo). Ler palavras formadas com as sílabas trabalhadas. Ler nomes de cidades próximas à cidade do aluno, nomes de regiões de Minas, pontos cardeais e colaterais, etc.
  59. 59. 71 CAPACIDADE 3 – Desenvolver capacidades necessárias à leitura com fluência e compreensão: a) identificar finalidades e funções da leitura, em função do reconhecimento do suporte, do gênero e da contextualização do texto; b) antecipar conteúdos de textos a serem lidos em função do reconhecimento de seu suporte, seu gênero e sua contextualização; c) levantar e confirmar hipóteses relativas ao conteúdo do texto que está sendo lido; d) buscar pistas textuais, intertextuais e contextuais para ler nas entrelinhas (fazer inferências), ampliando a compreensão; e) construir compreensão global do texto lido, unificando e inter-relacionando informações explícitas e implícitas, produzindo inferências; f) avaliar afetivamente o texto, fazer extrapolações. SUGESTÃO DE ATIVIDADES Trabalhar com jornais: manchete e cadernos. Ler, coletivamente, os textos propostos no material do aluno e interpretá-los oralmente ou por escrito (com a ajuda do professor), conforme a proposta apresentada no material. Ler livros, revistas, jornais, etc do cantinho de leitura, recomendados pelo professor e ou colegas. ler outros textos. Trabalhar cartazes de propagandas, outdoor, etc. EIXO – PRODUÇÃO ESCRITA Atenção: todas as capacidades, abaixo relacionadas, devem ser trabalhadas durante as produções coletivas e individuais. CAPACIDADE 1 – Compreender e valorizar o uso da escrita com diferentes funções em diferentes gêneros CAPACIDADE 2 – Produzir textos escritos de gêneros diversos, adequados aos objetivos, ao destinatário e ao contexto de circulação: a) dispor, ordenar e organizar o próprio texto de acordo com as convenções gráficas apropriadas;
  60. 60. 72 b) escrever segundo o princípio alfabético e as regras ortográficas; c) planejar a escrita do texto considerando o tema central e seus desdobramentos; d) organizar os próprios textos segundo os padrões de composição usuais na sociedade e) usar a variedade lingüística apropriada à situação de produção e de circulação, fazendo escolhas adequadas quanto ao vocabulário e a à gramática f) usar recursos expressivos (estilísticos e literários) adequados ao gênero e aos objetivos do texto; g) revisar e reelaborar a própria escrita, segundo critérios adequados aos objetivos, ao destinatário e ao contexto de circulação previstos. SUGESTÃO DE ATIVIDADES Construção da segunda página do livro do aluno Escrita coletiva do diário da turma Escrever cartas aos parentes distantes (para iniciar o trabalhar com este genero textual sugerimos uma sessão de cinema exibindo o filme “Central do Brasil”) Produção coletiva de textos:Técnica do rodízio: organizar a turma em círculo. distribuir folhas em branco solicitar que o aluno escreva seu nome num cantinho da folha pedir a cada aluno para desenhar aquilo que tiver vontade. Dar um sinal convencional (ex.: palmas), passa-se o papel para o colega da direita, que dará continuidade ao desenho anterior. Essa ação vai se repetindo até o papel retornar ao dono da folha. escolher um desenho e construir coletivamente um texto sobre o desenho escolhido construção de um texto coletivo sobre o local (cidade, bairro, rua) onde o aluno mora. Focar as características, problemas e qualidades da região. Atenção: cada aluno coloca o nome da rua e características próprias da região onde mora. Escrever frases utilizando palavras dos cartazes e palavras formadas com as sílabas trabalhadas.
  61. 61. 73 4.4 QUARTA SEMANA SÍLABAS: AL, MI, GA e RA (R entre vogais – brando e R no final da sílaba) LER E ESCREVER AS PALAVRAS: CASA – ROÇA DIAS DÍGRAFO RR TEMA TRANSVERSAL – TRABALHO INFANTIL CAPACIDADE – 1 Entender o significado social do trabalho infantil e suas conseqüências SUGESTÃO DE ATIVIDADES a) Conversar com os alunos sobre a qualidade de vida de Renato, comparando- a com a vida dos alunos, procurando ouvi-los em relação à qualidade de vida de cada um. b) Conversar com os alunos sobre o trabalho infantil c) Análise da legislação referente ao trabalho infantil. d) Leitura e exploração oral do texto abaixo, sobre trabalho infantil, relacionando a realidade com o texto do 4º cartaz. TRABALHO INFANTIL Muitas crianças trabalham na lavoura, porém é na colheita do algodão que o trabalho delas rende mais. Por terem mãos pequenas conseguem colher o algodão com mais agilidade e sem se machucar nos espinhos e partes cortantes da planta. A fome e o desemprego estão obrigando meninos e meninas de quatro anos de idade a trabalhar mais de dez horas por dia como bóias-frias da colheita de algodão do município de Querência do Norte, no Paraná. Eles são chamados de “órfãos da colheita” pelos demais bóias-frias. Trabalham sem seguro e garantias trabalhistas e vivem pendurados nas carrocerias abertas de caminhões. “Eles andam apertados em caminhões, sem nenhuma segurança, conduzidos por motoristas sem carteira de habilitação e, às vezes, trabalham mais do que os próprios adultos”, disse o presidente do Sindicato dos Trabalhadores da Agricultura de Querência do Norte, Antônio Noberto Possi.
  62. 62. 74 Os órfãos da colheita são reunidos pelos chamados “gatos”, encarregados de providenciar os trabalhadores. “Temos de levar as crianças porque as mães não têm onde deixar os filhos, então os meninos são obrigados a crescer nas plantações”, disse o “gato” Edvaldo Ferreira. Dionner Moura, de seis anos, sonha em juntar dinheiro para poder ter uma bicicleta. A vida de Dionner não difere da maioria dos meninos das regiões rurais pobres de todo Brasil e, principalmente, dos meninos de sua região. Ele acorda às quatro horas todos os dias e segue na carroceria de um caminhão para trabalhar na colheita do algodão. Ele acompanha a mãe, a bóia-fria Marine Moura, 35 anos. “Ele é meu protetor: chega a colher quarenta quilos de algodão por dia”, diz a mãe. Quando Dionner tinha três anos, chegou a ter uma bicicleta. A mãe teve de vendê-la para comprar uma passagem com destino ao Paraná. Dionner nunca foi à escola. (Revista Veja / agosto 2002) Conversar com os alunos sobre trabalho infantil X analfabetismo EIXO – DESENVOLVIMENTO DA ORALIDADE CAPACIDADE 1 – Participar das interações cotidianas em sala de aula: a) escutando com atenção e compreensão b) respondendo às questões propostas pelo professor c) expondo opiniões nos debates com os colegas e com o professor SUGESTÃO DE ATIVIDADES Análise do 4º cartaz e leitura da ilustração Filme: Escritores da Liberdade O(A) professor(a) deve assistir, anteriormente, ao filme e elaborar uma sinopse para trabalhar com os alunos, posteriormente. Trabalhar com os alunos a sinopse do filme. Assistir ao filme.
  63. 63. 75 CAPACIDADE 2 – Respeitar a diversidade das formas de expressão oral manifestadas por colegas, professores e funcionários da escola, bem como por pessoas da comunidade extra-escolar. SUGESTÃO DE ATIVIDADES Pesquisa: existe a exploração do trabalho infantil na região onde moramos? Seminário para socialização da pesquisa. Organizar um seminário, logo depois da “seção de cinema”, para discutir o filme “Escritores da Liberdade” focando os assuntos: aluno x escola professor x trabalho professor x alunos por que os alunos freqüentavam a escola? Há uma cena em que a personagem Eva diz à professora: “O que você faz aqui dentro que pode mudar a minha vida?” Como a escola possibilitou a mudança de perspectiva de vida de Eva? E vocês? Como a escola pode possibilitar a mudança de sua perspectiva de vida? Relacionar personagens do filme com as classes e grupos sociais a que pertenciam, fazendo um paralelo com a vida dos alunos. Como os alunos entendiam e viviam o respeito e o preconceito? Como lidavam com os livros? Como mudaram seus comportamentos? Como se tornaram escritores? Direcionar a discussão para a realidade dos alunos, focando as possibilidades para seu crescimento. Conversar com os alunos sobre as circunstâncias que os levaram ao analfabetismo e o que isso acarreta em sua vida. Discutir sobre o uso social da leitura e da escrita na vida dos alunos. Relacionar a escrita do diário dos personagens do filme à produção do texto sobre o sonho de cada um dos alunos. Sugestão de filme: A Mentira (mostra o uso social da leitura e escrita e a dependência do analfabeto)
  64. 64. 76 CAPACIDADE 3 – Usar a língua falada em diferentes situações escolares, buscando empregar a variedade lingüística adequada CAPACIDADE 4 – Planejar a fala em situações formais. SUGESTÃO DE ATIVIDADE Seminário para socialização da pesquisa sobre o trabalho infantil CAPACIDADE 5 – Realizar com pertinência tarefas cujo desenvolvimento dependa de escuta atenta e compreensão SUGESTÃO DE ATIVIDADES Ditado das palavras: listar as palavras no quadro e ler juntamente com os alunos. Dizer que farão um ditado diferente. A professora irá ditar a palavra, usando apenas as consoantes. O aluno deve ouvir com atenção, para identificar qual a palavra ditada. Assim que o aluno copiar a palavra, a professora confere com eles a palavra ditada. Dica: todas as palavras estão nos cartazes já estudados. ccc sss – casa rrr ççç – roça ddd sss – dias lll mmm nnn rrr – Almenara mmm lhlhlh – milho rrr nnn ttt – Renato sss nhnhnh – sonho jjj lll mmm – Joelma ppp drdrdr – Pedro lll zzz – Luzia fff lhlhlh – filho LIVRO DO ALUNO: atividade 4
  65. 65. 77 EIXO – APROPRIAÇÃO DO SISTEMA DE ESCRITA CAPACIDADE 1 – Compreender diferenças entre escrita alfabética e outras formas gráficas SUGESTÃO DE ATIVIDADES a) Leitura de textos não verbais. b) Leitura da ilustração do cartaz e tentar imaginar o texto. LIVRO DO ALUNO: atividade 12 CAPACIDADE 2 - Dominar convenções gráficas: - compreender a função de segmentação dos espaços em branco e da pontuação de final de frase. SUGESTÃO DE ATIVIDADES Utilizar o 4º cartaz para trabalhar: espaçamento entre palavras; seqüência de palavras na frase; seqüência de sílabas na palavra; seqüência de letras nas sílabas e ou nas palavras; nº de frases no texto, de palavras na frase, de sílabas na palavra, de letras na palavra ou na sílaba e trabalhar pontuação. Atenção: Para trabalhar essas atividades o professor deve utilizar as fichas que se encontram no final do livro do aluno e que podem ser recortadas. Utilizar, também, textos, frases e palavras trabalhados no desenvolvimento das atividades significativas.
  66. 66. 78 CAPACIDADE 3 – Reconhecer unidades fonológicas como sílabas, rimas, terminações de palavras: todas as sílabas das palavras destacadas nos cartazes e suas “famílias silábicas”. SUGESTÃO DE ATIVIDADES Trabalhar oralmente com as palavras destacadas no texto de suporte e com outras palavras. Trabalhar sílabas ou letras iniciais, intermediárias e finais em palavras de atividades do projeto Identidade e temas transversais: rimas listagem de palavras que começam ou terminam como determinadas palavras. (sílabas ou letras) Localizar no texto as palavras: “dias”, “casa” e “roça”. Analisar: Quantas letras? Sons das letras. Quantas sílabas? (uma palma para cada sílaba) Quais as letras que formam cada sílaba? Comparar: dia/dias. O som do S em “casa” do S em “sonho”. O som do Ç com o som do S. Relacionar palavras cujo plural é feito com o acréscimo do S: pé/pés, bode/bodes, tomate/tomates, bolo/bolos, porco/porcos, urubu/urubus, caju/cajus, bala/balas, saci/sacis, pequi/pequis, etc. LIVRO DO ALUNO: atividade 1, 18 e 19 CAPACIDADE 4 – Conhecer o alfabeto: a) compreender a categorização gráfica e funcional das letras. b) conhecer e utilizar diferentes tipos de letras. SUGESTÃO DE ATIVIDADES Trabalhar o alfabeto utilizando o nome e sobrenome dos alunos, o nome do filme sugerido, nome de personagens do filme, formação de palavras, etc
  67. 67. 79 Trabalhar com o texto do 4º cartaz: letra maiúsculas e minúsculas imprensa e cursiva Trabalhar o traçado correto das letras em todas as oportunidades de escrita cursiva. Situar determinadas letras no texto do cartaz ou em outros textos trabalhados, nas palavras destacadas em cada cartaz do texto de suporte. Trocar as vogais e formar novas palavras. Trocar a consoante e formar novas palavras. Completar palavras com vogais ou com consoantes. Fazer essa atividade com os nomes dos alunos, regiões de Minas, nomes de cidades, nomes dos personagens do filme, etc. Atividades de ligar, riscar, circular palavras iguais, escritas com vários tipos de letras. Cópia do texto do 4º cartaz utilizando letra cursiva. Transcrição de letras de imprensa para letra cursiva em diversas situações. Apresentar o texto de suporte escrito ora com letra caixa alta, ora com letra de imprensa minúscula, ora com letra cursiva. Mostrar a necessidade de se escrever com letra legível: escrevemos para alguém ler. Recortar de jornais e revistas, palavras escritas com todas as letra maiúsculas, todas as letras minúsculas, e palavras com letras maiúsculas e minúsculas. Formar palavras, com letras maiúsculas e minúsculas, conforme orientação anterior, recortando de jornais e ou revistas. CAPACIDADE 5 – Compreender a natureza alfabética do sistema de escrita SUGESTÃO DE ATIVIDADES Trabalhar os diferentes sons do R: início de palavras (Renato), entre vogais (Almenara), final de sílaba (irmã) e RR. LIVRO DO ALUNO: atividades 20, 22 e 29

×