Stc E Clc..
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×
 

Like this? Share it with your network

Share

Stc E Clc..

on

  • 2,116 views

 

Statistics

Views

Total Views
2,116
Views on SlideShare
2,095
Embed Views
21

Actions

Likes
0
Downloads
15
Comments
0

2 Embeds 21

http://2009efaesvn.blogspot.com 12
http://2009efaesvn.blogspot.pt 9

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Microsoft PowerPoint

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

Stc E Clc.. Presentation Transcript

  • 1. CICLO DA ÁGUA
     CAUSAS
    E
     CONSEQUÊNCIAS
    DA
    SUA ESCASSEZ
  • 2. Introdução
    No âmbito das áreas de STC e CLC, foi-nos proposto elaborar um trabalho sobre o Ciclo da Água, os processos dos mesmo, causas e consequências da sua escassez. Da mesma forma que nos foi pedido uma abordagem sobre as Alterações Climáticas, que se têm vindo a verificar. O objectivo deste trabalho visa não só adquirir mais conhecimentos sobre os temas, mas sobretudo que se faça uma tomada de consciencialização sobre estes problemas, que afectam a humanidade. Pontos a abordar como:
    - Causas da Poluição e escassez da Água e as consequências;
    - Medidas a adoptar para evitar a sua poluição e escassez
    - Alterações Climáticas e o Tratado de Quioto
    - Conflitos institucionais e mundiais devido à escassez da água;
    - Algumas entidades que gerem a água em Portugal;
    - Legislação que visa a protecção do meio ambiente;
    - Anexo: Alteração do modo de vida, a importância dos mass media na formação de individuos sobre as alterações climáticas.
  • 3. O que é o Ciclo da Água
    É a contínua circulação da água sobre o nosso planeta. Processo associado ao movimento e à transferência de água nos seus diferentes estados físicos entre os oceanos, as calotes de gelo, as águas superficiais, as águas subterrâneas e a atmosfera.
    A água é um recurso renovável em circulação constante nos oceanos, rios e lagos: através da energia solar passa para a atmosfera sobre a forma de vapor, para posteriormente retomar à superfície terrestre sob a forma líquida ou sólida.
  • 4. Processos do Ciclo da Água
  • 5. 1
    Evaporação
    Devido à incidência do calor solar sobre o planeta, é provocada a evaporação da água existente no mesmo (oceanos, rios, lagos e parte da água existe nos solos) - (passagem da fase líquida para a sólida).
  • 6. 2
    Transpiração
    Processo que designa a transferência da água da superfície terrestre para a atmosfera, das plantas e animais.
  • 7. 3
    Sublimação
    Transferência da água dos glaciares no topo das montanhas, da fase sólida para a fase de vapor (fenómeno exclusivo do alto das montanhas, como nos Himalaias ou Cordilheira).
  • 8. 4
    Condensação
    Processo que provoca a transformação da água do estado gasoso para o estado liquido, quando esta atinge regiões mais altas na atmosfera, fomentando o aparecimento de nuvens.
  • 9. 5
    Precipitação
    Quando a água se condensa, gera a formação de nuvens. Estas, ao atingirem determinado ponto de saturação, dá inicio à precipitação, que, dependendo das condições climáticas, pode atingir o solo em forma de: chuva, granizo ou neve.
  • 10. 6
    Escoamento
    A água proveniente da precipitação tem vários destinos:
     Uma parte cai directamente nos reservatórios de águacomo: oceanos, rios e lagos;
     Outra parte cai sobre o solo, seguindo dois percursos diferentes:
    - Uma parte escoa sobre a superfície do solo até atingir os rios e riachos que, por sua vez, desaguam no mar.
    - Outra parte infiltra-se no solo e nas rochas, através dos seus poros e fissuras, que vão alimentar as reservas subterrâneas, os chamados lençóis freáticos.
  • 11. Causas da Escassez da Água
     Principais problemas para a escassez da água:
    - Desperdício de água potável na agricultura (situação que se agrava com a prática da mesma em zonas áridas).
     Outras causas para a escassez de água que estão de alguma forma relacionadas com a agricultura:
    - Crescimento populacional;
    - Crescente urbanização;
    - Alteração do padrão alimentar das populações (Devido ao crescimento económico de muitos países, as populações alteraram o seu padrão alimentar, de uma dieta em que a base era vegetariana, passando a consumir carne, o que obriga ao aumento de consumo de água a nível mundial. Exemplo: China).
  • 12. Poluição da Água:
    As águas superficiais ou subterrâneas sofrem por vezes descargas de águas residuais. Estas dependendo das suas características físicas, químicas e/ou biológicas podem estar poluídas. Devido a uma série de factores já mencionados resulta o aumento da poluição hídrica, cujas fontes são:
    - Efluentes Domésticos;
    - Efluentes Industriais;
    - Efluentes da Pecuária;
    - Lixiviação de Solos e resíduos;
    - Intrusão Salina;
    - Efeitos da Poluição.
  • 13.
    • Alterações Climáticas:
    Consequências
    - Aumento do nível do mar, com a probabilidade de submersão de zonas baixas;
    - Degelo dos glaciares;
    - Alterações do ciclo hidrológico e dos padrões normais de precipitação, com consequentes cheias e secas;
    - alterações na ocorrência de situações climáticas extremas, em particular de temperaturas muito elevadas.
    Para contrariar esta realidade, negociou-se um protocolo de um tratado internacional, que foi discutido e negociado em Quioto, no Japão, em 1997. O Tratado de Quioto consiste em assumir compromissos mais rígidos, para a redução da emissão dos gases que agravam o efeito estufa, considerados, de acordo com a maioria das investigações científicas, como causas antropogénicas do aquecimento global. Fazem parte deste protocolo 179 Países incluindo Portugal. Os Estados Unidos assinaram mas não ratificaram.
  • 14. Consequências da Escassez da Água
     Desertificação;
     Menos produção de alimentos;
     Aumento de doenças infecciosas;
     Destruição de ecossistemas;
     Conflitos sociais e políticos em diferentes níveis
  • 15. Conflitos Institucionais e Mundiais devido à Escassez da Água
     Prática de crimes ambientais tais como:
    - Ataques a barragens e outros órgãos de sistemas hídricos;
    - Constituição de milícias com vista a proteger fontes de água potável
     Por outro lado, a escassez da água pode gerar também:
    - Tensões internacionais, devido a questão da saúde, à pobreza e diminuição da esperança de vida, determinando o aparecimento de refugiados ambientais.
    - Indução da cooperação entre as partes interessadas (exemplo de Portugal e Espanha)
  • 16. EDUCAÇÃO AMBIENTAL
    Actualmente a educação ambiental, é considerada como um aspecto a levar em conta nas formação dos cidadãos, principalmente dos mais jovens. É imperativo que esta seja uma formação sólida, sobre os problemas e desafios que resultam das alterações ambientais provocadas pelas actividades humanas.
    A definição clara de Educação Ambiental, surge na década de setenta na carta de Belgrado da União Internacional para a Conservação da Natureza (1975). De acordo com esta carta, “A Educação Ambiental” constitui um processo de reconhecimento de valores e de clarificação de conceitos, graças aos quais a pessoa humana adquire as capacidades e as competências, que lhe permitem abarcar e apreciar as relações de interdependência entre o Homem, a sua cultura e o seu meio Biofísico”.
  • 17. Educaçação Ambiental:
    g
    Devido aos avanços científicos e tecnológicos após a Revolução Industrial e que se evidenciaram nas últimas décadas, verificou-se um aumento da qualidade de vida e do seu bem-estar e um elevado nível de desenvolvimento. Novos problemas surgiram desta realidade, aos quais era imperativo dar respostas, tais como:
    - utilização indiscriminada e o esgotamento dos recursos naturais a um ritmo muito acelerado;
    - alterações profundas no equilíbrio dos sistemas naturais;
    - alterações a nível global que podem vir a colocar em risco a continuidade de muitas formas de vida;
    - o impacto das diferentes actividades humanas no meio ambiente.
  • 18. Medidas de Controlo da Poluição da Água
     Utilização de tecnologias menos poluentes;
     Campanhas de informação, prevenção e sensibilização (visando a defesa e manutenção dos recursos hídricos);
     Tratamento das águas dos efluentes;
     Correcta gestão dos resíduos sólidos;
    A existência de uma rede de drenagem de águas que receba todas as águas e líquidos utilizados e os canalize para uma estação de tratamento-ETAR (far-se-á uma redução das cargas poluentes até atingirem níveis de qualidade exigidos)
  • 19. Algumas Medidas a Adoptar para Evitar a Escassez da Água
     Não deixar a torneira aberta enquanto se escova os dentes, ensaboa o corpo ou a loiça;
     Lavar pavimentos e veículos com baldes de água;
     Utilizar sempre as máquinas com a carga completa (máquina de lavar loiça e roupa);
     Reutilizar a água, sempre que for possível;
     Verificar se há roturas nas canalizações, ou torneiras mal vedadas, de forma a evitar o desperdício da água ;
     Utilizar sempre que possível a opção “meia carga” do autoclismo.
  • 20. Legislação que Visa a Protecção do Meio Ambiente
    • Carta da Europeia da Água do Conselho da Europa (Proclamada em Estrasburgo em 6 de Maio de 1968)
    - Não há vida sem água. A água é um bem precioso, indespensável a todas as actividades humanas;
     Lei n.º 58/2005. DR 249 SÉRIE I-A de 2005-12-29 Assembleia da República
    - Aprova a Lei da Água
     Artigo 66.º da Constituição da República Portuguesa (Ambiente e qualidade de vida)
    1.Todos têm direito a um ambiente de vida humano, sadio e ecologicamente equilibrado e o dever de o defender. 2.Incumbe ao Estado, por meio de organismos próprios e por apelo e apoio a iniciativas populares, tais como:
    a) Prevenir e controlar a poluição e os seus efeitos e as formas prejudiciais de erosão;
    b) Ordenar e promover o ordenamento do território, tendo em vista uma correcta localização das actividades, um equilibrado desenvolvimento socioeconómico e paisagens biologicamente equilibradas
  • 21. Entidades que Fazem a Gestão da Água em Portugal
    INAG, I. P., como Autoridade Nacional da Água - propõe, acompanha e assegura a execução da política nacional no domínio dos recursos hídricos de forma a assegurar a sua gestão sustentável, bem como garantir a efectiva aplicação da Lei da Água.
    ECOFIRMA - dispõe de capacidade técnica e humana para recolher, pré-tratar e acondicionar devidamente amostras de águas para análise. Realiza algumas análises e recorre à subcontratação de laboratórios credenciados para as restantes.
    ERSAR,IP  - garante a qualidade da água para consumo humano, competindo-lhe assegurar a protecção dos utilizadores dos serviços de água e resíduos, evitando possíveis abusos decorrentes de direitos exclusivos, no que respeita à qualidade e preços.
    AUTARQUIAS LOCAIS – Compete a estas entidades o controlo do tratamento e da distribuição das águas
  • 22. Conclusão
    Para a elaboração deste trabalho, contei com os meus conhecimentos e com alguma pesquisa no que se refere a alguns pontos, como por exemplo, a legislação existente sobre a protecção do meio ambiente, algumas entidades que gerem a água em Portugal, a tomada de consciência de alguns conflitos que derivam da escassez da água, entre outros. O saldo deste trabalho foi positivo, porque aprendi sobre pontos que desconhecia e no mínimo reforcei as minhas aprendizagens. Este trabalho alertou-me mais uma vez, para a atitude que tenho de ter no dia-a-dia, no que se refere à diminuição do consumo da água, fazendo com a partir de agora, esteja mais empenhada nesta tarefa.
  • 23. Bibliografia
     Documentos de Apoio
    http://pt.wikipedia.org/wiki/Ciclo_hidrol%C3%B3gico (29/09/2009)
    http://www.cricketdesign.com.br/abril/ciclodaagua/ (29-09-2009 e 30-09-2009)
    http://www.democraciaberta.com/democracia_forum/ver_topico.php?t=401 (30-09-2009)
    http://tilz.tearfund.org/webdocs/Tilz/Topics/Other%20advocacy%20training%20materials/AdvwaterP%20-%202.pdf (30-09-2009)
    http://www.adital.com.br/site/noticia2.asp?lang=PT&cod=20392 (08-10-2009)
    http://www.adital.com.br/site/noticia2.asp?lang=PT&cod=20392 (08-10-2009)
    http://www.youngreporters.org/IMG/bmp/untitled-3.bmp (14-10-2009)
    http://3.bp.blogspot.com/_pbZ9h8RINFY/Sh2nn4ycK_I/AAAAAAAAAGA/qcTp1oUsqJ/s400/agua-fonte-vida.jpg(14-10-2009)
  • 24. Fim
    Trabalho realizado por:Graça Costa
    Escola Secundária com 3º ciclo de Vendas Novas
    EFA, 2º Nível - Certificação escolar
    STC & CLC
    07/10/2009