• Share
  • Email
  • Embed
  • Like
  • Save
  • Private Content
Ciclo da Água
 

Ciclo da Água

on

  • 3,749 views

 

Statistics

Views

Total Views
3,749
Views on SlideShare
3,720
Embed Views
29

Actions

Likes
0
Downloads
64
Comments
0

3 Embeds 29

http://2009efaesvn.blogspot.com 18
http://2009efaesvn.blogspot.pt 10
http://mantorras09.wordpress.com 1

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Microsoft PowerPoint

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

    Ciclo da Água Ciclo da Água Presentation Transcript

    • EFA-Secundário1-certificação escolar - STC 2009/2010
      • Culturas Ambientais
      • O ciclo da Água
      • José Serralha
      • 13/10/2009
    • Ciclo da água/Ciclo hidrológico
    • A água
      • É um elemento essencial à vida, sem ela não existiria vida na Terra.
    • Onde está?
      • A água existe na superfície terrestre e é sempre a mesma.
      • Podemo-la encontrar em três estados:
      • Líquido
      • Sólido
      • Gasoso
    • Os seus estados e tipos
      • ESTADOS
      • A água encontra-se em estado líquido nos mares, rios e lagos.
      • no estado gasoso nos Glaciares.
      • no estado sólido no vapor de água existente na atmosfera.
      • TIPOS
      • A água pode ser doce ou salgada.
      • A percentagem de água na Terra é de 97%, mas só 3% é doce e só 0,3% está disponível para ser utilizada.
    • O seu ciclo
      • A água através da evaporação atinge a atmosfera e condensa-se , formando nuvens. Quando as nuvens atingem um grau de saturação, chove. A chuva pode seguir dois caminhos, ou infiltrar-se no lençol freático ou corre sobre a superfície terrestre até chegar ao rio, ao lago ou ao oceano. E todo o ciclo recomeça .
    • Está presente em muitos momentos da nossa vida
      • A água na produção de energia eléctrica.
      • A energia hídrica é obtida a partir dos cursos de água e pode ser aproveitada nas centrais hidroeléctricas para a produção de energia eléctrica . Estas centrais estão associadas a barragens que armazenam grandes quantidades de água. A passagem da água através de turbinas hidráulicas provoca o movimento destas, gerando-se electricidade.
    • Está presente em muitos momentos da nossa vida
      • Na nossa higiene diária, quando tomamos banho, lavamos as mãos antes das refeições, escovamos os dentes.
      • Na nossa alimentação, quando comemos, cozinhamos os alimentos, lavamos frutas e verduras ou preparamos sumos.
    • Está presente em muitos momentos da nossa vida
      • Nas tarefas domésticas.
      • Ou quando nos refrescamos na praia.
      • Na hidratação do nosso corpo, quando bebemos água.
    • Como chega até nós
      • A água destinada ao abastecimento público é na maioria dos casos captada nos rios. Passa depois por um rigoroso tratamento físico e químico, para eliminar os microrganismos prejudiciais à saúde. Após ser analisada inicia o seu processo de distribuição.
      • Passa das centrais de tratamento para adutores que a conduzem para as estações elevatórias e reservatórios .
    • Como se faz a distribuição?
      • Os reservatórios estão ligados a um conjunto de condutas (canos de menor dimensão), que constituem a rede de distribuição e conduzem a água até às torneiras das nossas casas .
    • As causas da crise da água
      • • Nos países em desenvolvimento, 50% da população está exposta a fontes de água poluída.
      • • No mundo, morrem cerca de 2,2 milhões de pessoas de diarreia por falta de sistemas de tratamento de água.
      • • Mais de 1,1 bilião de pessoas carecem de infra-estruturas necessárias para receber água e 2,4 biliões não têm acesso a sistemas de saneamento.
    • As causas da crise da água
      • Com as mudanças climáticas, áreas que já vêm sendo afectadas pela escassez de água tendem a sofrer com secas mais frequentes.
      • Grandes bacias hidrográficas, que outrora era grandes produtoras de alimentos estão agora impossibilitadas do o fazer devido a grandes períodos de seca, como são:
      • O Rio Colorado, nos Estados Unidos.
      • O Rio Indo, no Sul da Ásia.
      • O Rio Amarelo, na China.
      • O Rio Jordão, no Médio Oriente.
      • O Delta do Nilo, na África.
      • O Rio Murray, na Austrália.
    • Conflitos Institucionais por causa da crise da água
      • Crimes ambientais :
      • Ataques a barragens e outros órgãos de sistemas hídricos;
      • Constituição de milícias com vista a proteger fontes de água potável
      • A escassez da água pode gerar:
      • Tensões internacionais, devido a:
      • Questão da saúde;
      • Pobreza;
      • Diminuição da esperança de vida;
      • Aparecimento de refugiados ambientais.
    • Dicas para poupar água Aproveitamento da água da chuva
      • Recolher água da chuva dos telhados, através de caleira, possibilitando a sua utilização para rega, lavagens dos quintais, descargas dos autoclismos, lavagem do automóvel .
    • Dicas para poupar água
      • Fechar a torneira enquanto lava as mãos, os dentes ou se barbeia;
      • Fechar a torneira, no duche, enquanto se ensaboa;
      • Manter em bom estado a canalização de torneiras, autoclismo e máquinas de lavar.
    • Dicas para poupar água
      • Não deixe as torneiras a pingar, feche-as bem.
      • Coloque as máquinas de lavar a funcionar com cargas completas.
      • Se detectar uma fuga de água na via pública avise a Câmara Municipal.
    • Artigo 66.º da constituição da Republica Portuguesa
      • Ambiente e qualidade de vida
      • 1. Todos têm direito a um ambiente de vida humano, sadio e ecologicamente equilibrado e o
      • dever de o defender.
      • 2. Para assegurar o direito ao ambiente, no quadro de um desenvolvimento sustentável,
      • incumbe ao Estado, por meio de organismos próprios e com o envolvimento e a
      • participação dos cidadãos:
      • a) Prevenir e controlar a poluição e os seus efeitos e as formas prejudiciais de erosão;
      • b) Ordenar e promover o ordenamento do território, tendo em vista uma correcta localização
      • das actividades, um equilibrado desenvolvimento socio-económico e a valorização da
      • paisagem;
      • c) Criar e desenvolver reservas e parques naturais e de recreio, bem como classificar e
      • proteger paisagens e sítios, de modo a garantir a conservação da natureza e a
      • preservação de valores culturais de interesse histórico ou artístico;
      • d) Promover o aproveitamento racional dos recursos naturais, salvaguardando a sua
      • capacidade de renovação e a estabilidade ecológica, com respeito pelo princípio da
      • solidariedade entre gerações;
      • e) Promover, em colaboração com as autarquias locais, a qualidade ambiental das povoações
      • e da vida urbana, designadamente no plano arquitectónico e da protecção das zonas
      • históricas;
      • f) Promover a integração de objectivos ambientais nas várias políticas de âmbito sectorial;
      • g) Promover a educação ambiental e o respeito pelos valores do ambiente;
      • h) Assegurar que a política fiscal compatibilize desenvolvimento com protecção do ambiente e
      • qualidade de vida.
    • Carta Europeia da Água do Concelho da Europa
      • I. NÃO HÁ VIDA SEM ÁGUA. A ÁGUA É UM BEM PRECIOSO,
      • INDISPENSÁVEL A TODAS AS ACTIVIDADES HUMANAS.
      • II. OS RECURSOS DE ÁGUAS DOCES NÃO SÃO INESGOTÁVEIS. É
      • INDISPENSÁVEL PRESERVÁ-LOS, ADMINISTRÁ-LOS E, SE POSSÍVEL,
      • AUMENTÁ-LOS.
      • III. ALTERAR A QUALIDADE DA ÁGUA É PREJUDICAR A VIDA DO HOMEM
      • E DOS OUTROS SERES VIVOS QUE DEPENDEM DELA.
      • IV. A QUALIDADE DA ÁGUA DEVE SER MANTIDA A NÍVEIS ADAPTADOS
      • À UTILIZAÇÃO PARA QUE ESTÁ PREVISTA E DEVE, DESIGNADAMENTE,
      • SATISFAZER AS EXIGÊNCIAS DA SAÚDE PÚBLICA.
      • V. QUANDO A ÁGUA, DEPOIS DE UTILIZADA, VOLTA AO MEIO NATURAL,
      • NÃO DEVE COMPROMETER AS UTILIZAÇÕES ULTERIORES QUE DELA
      • SE FARÃO, QUER PÚBLICAS QUER PRIVADAS.
      • VI. A MANUTENÇÃO DE UMA COBERTURA VEGETAL ADEQUADA, DE
      • PREFERÊNCIA FLORESTAL. É ESSENCIAL PARA A CONSERVAÇÃO DOS
      • RECURSOS HÍDRICOS.
      • VII. OS RECURSOS AQUÍFEROS DEVEM SER INVENTARIADOS.
      • (Proclamada em Estrasburgo em 6 de Maio de 1968 )
    • A gestão da água em Portugal
      • No nosso País, principalmente nas grandes cidades, quem tem a gestão da água é a EPAL (empresa portuguesa de águas livres), embora haja alguns municípios que ainda têm este domínio.
      • Em Vendas Novas, quem tem a gestão da água é o município, e no meu entender muito bem, pois a qualidade e os preços praticados nada têm a ver com alguns locais do País.
    • O ciclo da água em Vendas Novas
      • A água consumida em Vendas Novas é captada através de furos artesianos, através de captação subterrânea.
      (Imagem: Furo de Vale de Cabrela)
    • O ciclo da água em Vendas Novas
      • Os Furos artesianos do município estão equipados com bombas submersíveis que fazem o transporte da água através de condutas até à estação elevatória da Bica Fria (25 litros por segundo).
    • O ciclo da água em Vendas Novas
      • Após a captação a água é transportada por condutas até à estação elevatória, na Bica fria. Aí decorre todo o processo de tratamento e análises para que a água possa ser consumida .
      • Bombas doseadoras de hipoclorito.
    • O ciclo da água em Vendas Novas
      • Bombas de transporte de água da Bica Fria aos reservatórios.
      • Após o tratamento a água é transportada através de condutas com 400 mm de diâmetro, até aos reservatórios da cidade, com o auxílio de bombas.
      • Estas bombeiam 280 m3 por hora.
    • O ciclo da água em Vendas Novas
      • É a partir destes reservatórios que se faz a distribuição da água através de condutas até aos lares da população de Vendas Novas.
    • Medidas para combater a crise da água, em Vendas Novas
      • Torneiras temporizadas nos bebedouros públicos.
      • Mesmo sendo um município, possuidor de água de muito boa qualidade e sem escassez, foram tomadas medidas de protecção de solos (a nossa água é de captação subterrânea) e de redução de gastos.
    • Medidas para combater a crise da água, em Vendas Novas
      • Torneiras temporizadas nos bebedouros públicos.
      • Chuveiros com torneiras automáticas através de censor de proximidade nas piscinas municipais.
    • Medidas para combater a crise da água, em Vendas Novas
      • Chuveiros com torneiras automáticas nas piscinas municipais.
      • Torneiras automáticas através de censor de proximidade nos urinóis do Mercado Municipal.
    • Medidas para combater a crise da água, em Vendas Novas – Protecção dos solos
      • Estação Elevatória de Esgoto. É aqui que chega o esgoto (águas residuais) vindo das nossas casas, que por sua vez é bombeado até à obra de entrada da ETAR de Vendas Novas.
      • Obra de entrada da ETAR de Vendas Novas. É aqui que chega todo o esgoto da população de Vendas Novas.
    • Medidas para combater a crise da água, em Vendas Novas – Protecção dos solos
      • ETAR de Vendas Novas, com sistema por lagunagem, constituído por três lagoas com dimensões equivalentes a oito campos de Futebol. Aqui se faz o tratamento/melhoramento dos esgotos. A este tipo de tratamento dá-se o nome de lagoas aeróbias (contacto das águas residuais com o ar).
      • O município de Vendas Novas tem todo o concelho coberto com ecopontos (um ecoponto para 300 habitantes) A lixeira de Vendas Novas foi selada em 2002.
    • Medidas para combater a crise da água, em Vendas Novas – Protecção dos solos
      • Situado no parque industrial, existe o Ecocentro de Vendas Novas, com o objectivo de recuperar materiais e enviá-los para reciclagem
      • A GESAM – Gestão Ambiental de Resíduos EIM, criada por iniciativa da Associação dos Municípios do Distrito de Évora, é a entidade responsável por este serviço.
      • A utilização do Ecocentro de Vendas Novas, é gratuita para materiais recicláveis, para os não recicláveis é necessário efectuar o pagamento de uma taxa a partir de um determinado peso (existe uma tabela).
    • Centro Ambiental de Vendas Novas
      • A importância que a sensibilização e a informação ambiental tem na construção do desenvolvimento sustentável, levou o município de Vendas Novas a construir um centro de educação ambiental.
      • Este pretende dinamizar, sensibilizar e estimular a população em geral e em especial a população escolar a desenvolver hábitos e a modificar comportamentos de forma a defender o nosso património natural e cultural.
    • Reflexão
      • Embora já estivesse sensibilizado para questões ambientais (devido à minha actividade profissional) este trabalho ajudou-me a melhor compreender o significado e conteúdo de alguma legislação, como é o caso da Carta Europeia da Água e o artigo 66.º da Constituição da República Portuguesa. Se esta legislação for aplicada correctamente pode evitar grandes catástrofes ambientais. É preciso que todos tenhamos coragem de as pôr em prática.
      • Através da pesquisa que fiz na Internet e outros documentos de apoio tomei conhecimento de medidas que podemos utilizar para poupar e aproveitar água.
      • Também na elaboração do trabalho houve necessidade de dialogar com familiares e colegas de escola e essa troca de opiniões também serviu para enriquecer os meus conhecimentos e mudar alguns dos meus hábitos e atitudes, como por exemplo o aproveitamento da água da chuva para o ferro de engomar.