História da África
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Like this? Share it with your network

Share

História da África

  • 2,530 views
Uploaded on

 

  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Be the first to comment
No Downloads

Views

Total Views
2,530
On Slideshare
2,162
From Embeds
368
Number of Embeds
3

Actions

Shares
Downloads
52
Comments
0
Likes
1

Embeds 368

http://adiltonsanches.blogspot.com 332
http://adiltonsanches.blogspot.com.br 34
http://www.adiltonsanches.blogspot.com 2

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
    No notes for slide

Transcript

  • 1. História da áfrica
    A HISTÓRIA DA ÁFRICA É CONHECIDA NO OCIDENTE POR ESCRITOS QUE DATAM DA ANTIGUIDADE CLÁSSICA.
    NO ENTANTO, VARIOS POVOS DEIXARAM TESTEMUNHOS AINDA MAIS ANTIGOS DAS SUAS CIVILIZAÇÕES..
  • 2. OS MAIS ANTIGOS FÓSSEIS DE HOMINIDEOS FORAM ENCONTRADOS NA AFRICA COM CERCA DE CINCO MILHÕES DE ANOS, O PROFISSIONAL QUE ESTUDA A HISTÓRIA DA AFRICA É CONHECIDA COMO AFRICANISTA..
  • 3. TODOS IMAGINAM A AFRICA COMO UM CONTINENTE REPLETO DE MATAS, UM PARAISO DA VIDA SELVAGEM. HABITANTES APENAS NEGROS, QUE NÃO SE ORGANIZAM SOCIALMENTE, TRIBOS SELVAGENS NADA AMISTOSAS, HABITANTES INCAPAZES DE SE DEFENDEREM FRENTE A UMA EXPLORAÇÃO E/OU INTERVENÇÃO AGRESSIVA DO HOMEM BRANCO...
  • 4.
  • 5. Condições da escravidão africana
    A escravidão é o grande sustentáculo do processo de colonização do continente americano, a partir do século XVI. Longe de ser ater a uma forma homogênea de relação de trabalho, a escravidão foi marcada pelas mais diferentes caracterizações ao longo do período colonial..
  • 6.
  • 7. na colonização lusitana, a utilização de escravos sempre foi vista como a mais viável alternativa para que os dispendiosos empreendimentos da exploração tivessem a devida funcionalidade. Inicialmente, os portugueses almejavam utilizar da força de trabalho dos nativos para que a exploração econômica fosse concretizada....
  • 8. Escravização africana..
  • 9. A escravização do negro pelo negro e a herança de miséria e fome.
    Muitas tribos rivais faziam prisioneiros em conflitos e vendiam-nos para árabes e europeus. De fato, este foi um dos elementos chaves responsável pela mercantilização dos povos africanos. Os povos mais frágeis eram capturados pelos chefes das tribos e trocados com os europeus por mercadorias.
  • 10. Basicamente os conflitos tribais na áfrica alimentavam o trafico, assim como até hoje, conflitos internos aliados a corrupção de governantes locais, ainda são responsáveis por todo um contexto de miséria existente no continente africano.
  • 11. O povo Bérbere
    Os bérberes eram povos nômades do deserto do Saara. Este povo enfrentava as tempestades de areia e a falta de água, para atravessar com suas caravanas este território, fazendo comércio. Costumavam comercializar diversos produtos, tais como : objetos de ouro e cobre, sal, artesanato, temperos, vidro, plumas, pedras preciosas etc.
  • 12. Povos berbere
  • 13. Costumavam parar nos oásis para obter água, sombra e descansar. Utilizavam o camelo como principal meio de transporte, graças a resistência deste animal e de sua adaptação ao meio desértico.
    Durante as viagens, os bérberes levavam e traziam informações e aspectos culturais. Logo, eles foram de extrema importância para a troca cultural que ocorreu no norte do continente.
  • 14. Norte da África
    No deserto da Líbia encontraram-se gravações em rochas (ou "petroglifos") do período Neolítico, e megalitos, que atestam da existência duma cultura de caçadores-recolectores nas savanas secas desta região, durante a última glaciação. O atual deserto do Saara foi um dos primeiros locais onde se praticou a agricultura na África (cultura da cerâmica de linhas onduladas).
  • 15. Norte da áfrica- Egito
  • 16. Descolonização da África
    As duas grandes guerras que fustigaram a Europa durante a primeira metade do século XX deixaram aqueles países sem condições para manterem um domínio econômico e militar nas suas colônias. Estes problemas, associados a um movimento independentista que tomou uma forma mais organizada na Conferência de Bandung, levou as antigas potências coloniais a negociarem a independência das colônias, iniciando-se a descolonização.
  • 17. áfrica
    A África é o terceiro continente mais extenso (atrás da Ásia e da América) com cerca de 30 milhões de quilômetros quadrados, cobrindo 20,3 % da área total da terra firme do planeta. É o segundo continente mais populoso da Terra (atrás da Ásia) com cerca de 900 milhões de pessoas, representando cerca de um sétimo da população do mundo, e 54 países independentes; apesar de existirem colônias pertencentes a outros países fora desse continente, principalmente ilhas, por exemplo Madeira, pertencente a Portugal, Ilha de Ascensão pertencente ao Reino Unido entre outras.
  • 18. Miséria e fome..
  • 19. Em meio ao cenário internacionais doa nossos dias, onde uma
    estranha mistura de Mios e de frustrações parece, tintas vezes,
    sufocar no Homem a sua esperança mais elementar - a esperança
    da sobrevivência - poucas coisas poderiam não parecer
    tão grandiosas, e diria mesmo tão comoventes, como a luta data
    África jovem, abarrotada de problemas e de esperanças, intransigente
    na defesa da dignidade humana e, porque jovem,, trazendo
    os olhos teimosamente abertos para o futuro.
  • 20. A fome na áfrica
    Um continente assediado pela fome. Pelas estatísticas recentes, as cifras desse flagelo não param de crescer, tornando-se mais graves e mais preocupantes. A cada ano, 27 milhões de africanos, a maioria crianças, estão ameaçados de morrer de fome. Dos 800 milhões de habitantes, pelo menos 150 milhões vivem em debilitante escassez de alimentos. Os países mais atingidos pelo flagelo são: Etiópia, Somália, Sudão, Moçambique, Malavi, Libéria e Angola.
  • 21.
  • 22.
  • 23.
  • 24.
  • 25.
  • 26. E.E Delfina nogueira de souza
    professor: Adiltonsanches
    “7 ano B”
    N.A.S
    2010
  • 27. ALUNOS:
    Eduardo
    Amanda
    Monica
    Bruna
    Nilza
    Caroline