Zoologia       Prof. Dr. Aden  adenomarc@yahoo.com.brPlathyhelminthes
TÓPICOS DA AULA     Revisão     • Protozoário??     • Ciclo de vida – Plasmodium sp.     • Maquetes: Árvore filogenética (...
PlatyhelminthesDefinição: Os platelmintos sãoanimais que possuem o corpoalongado e achatadodorsoventralmente, conhecidos p...
Introdução – Características gerais Apresentam simetria bilateral; Têm     como habitat Lado   ambientes muito          ...
PlatyhelminthesOrigem, Evolução eClassificação
Platyhelminthes - Origem e           Evolução                                                                   Gástrula  ...
Platyhelminthes - Origem eEvolução                Miracídio 1º                                         Sem               e...
Platyhelminthes - Classificação Domínio: Eukaria Reino: Animalia Filo: Platyhelminthes Classes:1. Tuberllaria (14 orde...
Classe Turbellaria • Platelmintos de vida livre: as planárias; • Podem ser aquáticas, marinhas ou de água doce, e    també...
Características Gerais -                  Face ventral       Tuberllaria                                Tegumento e múscul...
Características Gerais -                                             Tuberllaria               Microvilo                  ...
Características Gerais -                                            Tuberllaria                                           ...
Características Gerais                                                           Tegumento e músculos                     ...
Características Gerais                             Nutrição e Digestão  Tuberlários: Carnívoros ou comedores de  animais ...
Características Gerais -              Faring          Intestino e                                             Tuberlários ...
Características Gerais         Nutrição e Digestão – Cestoda e Trematoda                        Escólex                   ...
Características Gerais                   Excreção e Osmoregulação  A excreção é feita por células-flama  (solenócitos, ou...
Características Gerais                                                   Excreção e OsmoregulaçãoFig. 8 – Sistema protonef...
Características Gerais                                                  Excreção e Osmoregulação Sistema excretor constit...
Características Gerais -                                            Tuberllaria                                           ...
Características Gerais -                                             Tuberllaria                                          ...
Reprodução em platelmintos Bastante diversificada; Espécies que necessitam de um     hospedeiro       para     MONOGENÉTI...
Características Gerais                                   Reprodução Geralmente são hermafroditas (monóicos), sendo    que...
Características Gerais - Reprodução em planárias                           Tuberllaria Regeneração ou reprodução assexua...
Características Gerais - Sexuada                              Tuberllaria As planárias são monóicas;                    ...
Plathyhelminthes-Locomoção, sustentaçãoe fixação  Tuberlários: A maioria dos tuberlários  bentônicos locomovem-se sobre a...
Plathyhelminthes-Locomoção, sustentaçãoe fixação  Trematódeos: Não apresentam cílios externos,   e seus movimentos depend...
Características Gerais                          Locomoção, sustentação e fixaçãoFig.14 – Estruturas de fixação.
Características Gerais -                                         Monogenea Todos os monogêneos são parasitas de brânquias...
Caracterize espécies monogenéticas           e digenéticas.Monogenéticas: Espécies que necessitam deum hospedeiro para com...
Classes de Platyhelminthes                            E doenças relacionadas Trematoda (trematodas):    Schistosoma manso...
Classe Trematoda
Classe Trematoda (Monogenea (A))   Platelmintos ectoparasitas (do grego                                                  ...
Classe Trematoda          Fig.17 – representantes da classe Trematoda.
Doenças causadas por platelmintos ESQUISTOSSOMOSE            (ou    barriga d´agua)• PARASITA:      Espécies      do   gê...
Doenças causadas por platelmintos ESQUISTOSSOMOSE     Fig.18 representação de Schistosoma mansoni  Apresenta dimorfismo s...
Fig.19 – Ciclo de vida de S. mansoni
Classe Cestoda
Classe Cestoda  Vermes endoparasitas conhecidos como   tênias ou   solitárias;  O termo tênia (grego, tainia, fita,tira)...
Classe Cestoda Fig.21 – Representação de uma tênia.
Classe Cestoda  As tênias não apresentam sistema digestório;Escólex                                       Proglótides    ...
Classe CestodaTaenia solium [2 a 3 m de comprimento (adulto)] porco é ohospedeiro intermediário(800 a 1000 proglótides, ~ ...
Doenças causadas por platelmintos                          A                                       B Fig.23 – Imagens de T...
Doenças causadas por platelmintos TENÍASE E CISTICERCOSE PARASITA: Taenia solium e T. saginata TIPO DE CICLO: Digenétic...
Doenças causadas por platelmintos                                            I                                            ...
Doenças causadas por platelmintos Fig.25 - Ciclo de transmissão das tênias.
A                                                               B                                                       C ...
Roteiro   1. Descreva    sucinamente os sistema     osmoregulador, o sistema nervoso e     os      órgãos       sensoriais...
BibliografiaHickman, Jr., C.P.; L.S. Roberts; A. Larson, 2009.Princípios integrados de Zoologia. GuanabaraKoogan, Rio de J...
Agradecemossua atenção!!!
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Animais plathyelminthes

10,602

Published on

Published in: Education
1 Comment
3 Likes
Statistics
Notes
No Downloads
Views
Total Views
10,602
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0
Actions
Shares
0
Downloads
188
Comments
1
Likes
3
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Animais plathyelminthes

  1. 1. Zoologia Prof. Dr. Aden adenomarc@yahoo.com.brPlathyhelminthes
  2. 2. TÓPICOS DA AULA Revisão • Protozoário?? • Ciclo de vida – Plasmodium sp. • Maquetes: Árvore filogenética (Saulo et all.) e Planária (Sellen et all.) Metazoa - Filo Platyhelminthes • O que é um platelminto?; • Como estão classificados? • Importância médico-veterinária
  3. 3. PlatyhelminthesDefinição: Os platelmintos sãoanimais que possuem o corpoalongado e achatadodorsoventralmente, conhecidos porvermes chatos, (plati=chato, helmintos =vermes).
  4. 4. Introdução – Características gerais Apresentam simetria bilateral; Têm como habitat Lado ambientes muito Dorsal úmidos, a água doce e o mar; direito Posterior São invertebrados; Lado esquerdo São destituídos de sistemasVentral Anterior respiratório e circulatório. Lagosta (artrópode)
  5. 5. PlatyhelminthesOrigem, Evolução eClassificação
  6. 6. Platyhelminthes - Origem e Evolução Gástrula Annelida Echinodermata Cnidaria Nematoda Epiderme-ectoderme Tubo(em corte) digestório Folhetos ArthropodaBlastocele ChordataPorifera Platyhelminthes Mollusca germinativos Intestino primitivo Simetria Exoesqueleto Esqueleto quitinoso hidrostático (arquêntero) secundária Notocorda Endoderme pentarradial Musculatura-mesoderm EctodermaMetameria Metameria Esquizocelomados Endoderma Blastóporo Pseudocelomados Acelomados Cavidade no corpo Enterocelomados Protostômios Platelminto Deuterostômios Diblástico Corpo com sistema Acelomado Triblásticos e simetria primaria bilateral (Bilateria) Gastrulação e tecidos verdadeiros (Eumetazoa) aqüífero, sem tecido verdadeiro Desenvolvimento embrionário: mórula e blástula Multicelularidade Protista ancestral flagelado
  7. 7. Platyhelminthes - Origem eEvolução Miracídio 1º Sem estaágio larval Perda do hosp. sem intestino Artrópode intestino Ectoparasita Tegumento com microvilos 12-16 ganchos no cercômero Órgão adesivo posterior com ganchos (cercômero) Endoparasitas Ciclo de vida com 2 hospedeiros: Artrópode e vertebrado Adulto com tegumento sincicial Ciclo de vida com 1 hospedeiro: artrópode Ovário simples, testículo pares Fig. 1 – Hipótese de relações entre os Platyhelminthes parasitas
  8. 8. Platyhelminthes - Classificação Domínio: Eukaria Reino: Animalia Filo: Platyhelminthes Classes:1. Tuberllaria (14 ordens) – planária2. Trematoda (2 subclasses) – Schistossoma3. Monogênea (2 subclasses) – ectoparasitas
  9. 9. Classe Turbellaria • Platelmintos de vida livre: as planárias; • Podem ser aquáticas, marinhas ou de água doce, e também de ambientes úmidos de terra firme.Fig. 2 – Planárias em seus vários tipos de habitats.
  10. 10. Características Gerais - Face ventral Tuberllaria Tegumento e músculosOcelo Face dorsa Poro genital Boca Musculatura circular FaringeMusculatura longitudinal Epiderme superiorGlândula mucosa Corte transversal MucoMusculatura transversal
  11. 11. Características Gerais - Tuberllaria Microvilo Cílio Tegumento Cél. de Cél. ancoragem epitelial Múscul o Nerv Membrana basal o Glândula viscosa Glând. Visc. Glândula liberadoraFig. 3 – Sistema adesivo duoglandular do tuberlário (Modificado Hicman et al., 2009)
  12. 12. Características Gerais - Tuberllaria Tegumento Célula glandul Vacúolo Célula epitelial Rabiditos ar s Espaço intercelular Núcleo Membrana basalFig. 4 – Estrutura da parede do corpo e epiderme de um tuberlário (Modificado de Brusca & Brusca, 2007)
  13. 13. Características Gerais Tegumento e músculos Microtríqui as Tegument o Citoplasma distal (sincicial) Membr ana basal Múscul o Extensão Múscul circular Músculo citoplasmáti o longitudinal ca circular Músculolongitudinal Corpo da célula tegumentarFig. 5 – Tegumento e parede do corpo. (A) Digena; (B) Cestoda (Modificado de Brusca & Brusca, 2007)
  14. 14. Características Gerais Nutrição e Digestão  Tuberlários: Carnívoros ou comedores de animais mortos/herbívoros – Intestino complexo, porém incompleto!! – Digestão extra e intracelular.  Trematódeos: Alimentam-se dos tecidos e fluidos de seus hospedeiros – boca – faringe – esôfago – cecos (digestão extra e intracelular).  Cestóides: Não apresentam qualquer vestígio de uma boca ou trato digestivo. Todos os nutrientes devem ser levados para dentro do corpo pelo
  15. 15. Características Gerais - Faring Intestino e Tuberlários Nutrição e Digestão Cobertura do intestino contendo cél. Gland. Enzimáticas e cél. Nutritiva fagocitárias.Fig. 6 – Padrão intestinal de tuberlário (Modificado Hicman et al., 2009 e Brusca & Brusca, 2007)
  16. 16. Características Gerais Nutrição e Digestão – Cestoda e Trematoda Escólex Microtríqui as Citoplasma distal Membr (sincicial) ana Múscu basal lo Extensão Proglótes Músculo circula citoplasmáti longitudinal r ca Corpo da célula tegumentarFig. 7 – Tegumento e parede do corpo. (A) Digena; (B) Cestoda (Modificado de Brusca & Brusca, 2007)
  17. 17. Características Gerais Excreção e Osmoregulação  A excreção é feita por células-flama (solenócitos, ou protonefrídios). Estruturas típicas dos platelmintos, as células-flama eliminam os excretas para a superfície corpórea.  Os protonefrídeos são bulbos denominados célula Flama e funcionam como estrutura de osmoregualção.
  18. 18. Características Gerais Excreção e OsmoregulaçãoFig. 8 – Sistema protonefridial (Vários autores)
  19. 19. Características Gerais Excreção e Osmoregulação Sistema excretor constituído por protonefrídios; Solenócito: apresenta um único flagelo; Células-flama: conjunto de flagelos;Fig. 9 – Sistema protonefridial (Solenócitos e Célula-flama)
  20. 20. Características Gerais - Tuberllaria Nervos anteriores Sistema nervoso  São os primeiros animais com um sistema Cordão nervoso ventral nervoso central que é formado por um anel Cordão nervoso nervoso, ligados a cordões longitudinais ou lateral por um par de gânglios cerebróides.Fig. 10 – Sistema nervoso de Cestoda (Modificado de Brusca & Brusca, 2007)
  21. 21. Características Gerais - Tuberllaria Órgãos dos sentidos Nervos Gânglio cerebral Parte Células com fotossensível pigmento Nervos p/ o gânglio cerebral CélulaFig. 11 – Sistema nervoso – Órgãos sensoriais. fotossensível
  22. 22. Reprodução em platelmintos Bastante diversificada; Espécies que necessitam de um hospedeiro para MONOGENÉTICAS completar o ciclo de vida Espécies que necessitam de dois hospedeiros distintos DIGENÉTICAS para completar o ciclo de vida Hospedeiro definitivo Hospedeiro intermediário
  23. 23. Características Gerais Reprodução Geralmente são hermafroditas (monóicos), sendo que alguns se reproduzem por partenogênese. Nos tuberlários e trematódeos monogenéticos, o desenvolvimento é direto. Já nos digenéticos e cestóides é indireto.
  24. 24. Características Gerais - Reprodução em planárias Tuberllaria Regeneração ou reprodução assexuada Reprodução As células mesenquimais são totipotentes. Fig.12 – Reprodução assexuada de uma planária
  25. 25. Características Gerais - Sexuada Tuberllaria As planárias são monóicas; Reprodução Fecundação interna e desenvolvimento direto Fig.13 – Reprodução assexuada de uma planária
  26. 26. Plathyhelminthes-Locomoção, sustentaçãoe fixação  Tuberlários: A maioria dos tuberlários bentônicos locomovem-se sobre a superfície ventral através de movimentos ciliares. Fixação por glândulas adesivas.  Monogenea: Todos os Monogenea são ectoparasitos e agarram-se aos hospedeiros pelo opistáptor, uma estrutura com ventosas
  27. 27. Plathyhelminthes-Locomoção, sustentaçãoe fixação  Trematódeos: Não apresentam cílios externos, e seus movimentos dependem dos próprios músculos da parede do corpo ou dos fluidos corpóreos do hospedeiro. Fixação –ventosas.  Cestódeos: Não se movem muito, entretanto são capazes de ondulações musculares do corpo. Fixação - Ganchos
  28. 28. Características Gerais Locomoção, sustentação e fixaçãoFig.14 – Estruturas de fixação.
  29. 29. Características Gerais - Monogenea Todos os monogêneos são parasitas de brânquias ou tegumento de peixes, porém, existem espécies parasitas da bexiga urinárias de rãs e tartarugas.Fig.15 – Gyrodactylus cylindriformis – Monogenea. Vista ventral e interna
  30. 30. Caracterize espécies monogenéticas e digenéticas.Monogenéticas: Espécies que necessitam deum hospedeiro para completar o ciclo de vidaDigenéticas: Espécies que necessitam de doishospedeiros distintos para completar o ciclode vida
  31. 31. Classes de Platyhelminthes E doenças relacionadas Trematoda (trematodas): Schistosoma mansoni e Fasciola hepática Cestoda (cestodas): Taenia solium e Taenia saginata
  32. 32. Classe Trematoda
  33. 33. Classe Trematoda (Monogenea (A))  Platelmintos ectoparasitas (do grego ectos, fora) e endoparasitas (do grego endos, dentro); A B CFig.16 – representantes da classe Trematoda. A – Gyrodactylus sp; B – Schistosoma mansoni; C- Fasciola hepatica.
  34. 34. Classe Trematoda Fig.17 – representantes da classe Trematoda.
  35. 35. Doenças causadas por platelmintos ESQUISTOSSOMOSE (ou barriga d´agua)• PARASITA: Espécies do gênero Schistosoma.• TIPO DE CICLO: Digenéticos• HOSPEDEIRO INTERMEDIÁRIO: Caramujo do gênero biomphalaria• HOSPEDEIRO DEFINITIVO: Homem• CONTÁGIO: Penetração ativa da larva cercária
  36. 36. Doenças causadas por platelmintos ESQUISTOSSOMOSE Fig.18 representação de Schistosoma mansoni Apresenta dimorfismo sexual (a fêmea é a mais fina)
  37. 37. Fig.19 – Ciclo de vida de S. mansoni
  38. 38. Classe Cestoda
  39. 39. Classe Cestoda  Vermes endoparasitas conhecidos como tênias ou solitárias;  O termo tênia (grego, tainia, fita,tira) refere- se à forma desses animais;  O termo solitária: um único verme parasita o hospedeiro.Fig.20 – Imagens de Taenia sp.
  40. 40. Classe Cestoda Fig.21 – Representação de uma tênia.
  41. 41. Classe Cestoda  As tênias não apresentam sistema digestório;Escólex Proglótides imaturas Proglótides grávidasFig.22 – Representação de uma tênia.
  42. 42. Classe CestodaTaenia solium [2 a 3 m de comprimento (adulto)] porco é ohospedeiro intermediário(800 a 1000 proglótides, ~ 80 mil ovos/proglótide)Taenia saginata [4 a 8 m de comprimento (adulto)] ( até 2mil proglótides, ~ 160 mil ovos/proglótide)O boi é o hospedeiro intermediário* O homem é hospedeiro DEFINITIVOe OBRIGATÓRIO
  43. 43. Doenças causadas por platelmintos A B Fig.23 – Imagens de Taenia. T. saginata (A) e T. solium (B).
  44. 44. Doenças causadas por platelmintos TENÍASE E CISTICERCOSE PARASITA: Taenia solium e T. saginata TIPO DE CICLO: Digenético (Heteroxeno) HOSPEDEIRO INTERMEDIÁRIO: Porco e Boi respectivamente. HOSPEDEIRO DEFINITIVO: Homem CONTÁGIO: Ingestão de carne crua ou mal cozida contendo larva cisticerco ou ovos.
  45. 45. Doenças causadas por platelmintos I II I = teníase II = cisticercoseFig.24 - Ciclo de transmissão das tênias.
  46. 46. Doenças causadas por platelmintos Fig.25 - Ciclo de transmissão das tênias.
  47. 47. A B C DFig.26 - Imagens de cisticercos presentes em carnes bovinas e suínas (A e B),e no coração e cérebro humano (C e D).
  48. 48. Roteiro 1. Descreva sucinamente os sistema osmoregulador, o sistema nervoso e os órgãos sensoriais dos tuberlários, tremátodes e céstodes.
  49. 49. BibliografiaHickman, Jr., C.P.; L.S. Roberts; A. Larson, 2009.Princípios integrados de Zoologia. GuanabaraKoogan, Rio de Janeiro, 11a. ed., 846 p.Neves, D. P.; Melo, A. L.; P. M. Linardi & R. W. A.Vitor, 2005. Parasitologia Humana. Atheneu, 11a.ed. São Paulo, 494p.Moraes, R. G.; Leite, I. C. & E. Goulart, 2008.Parasitologia & Micologia Humana. GuanabaraKoogan, 5a. ed., Rio de Janeiro, 589p.
  50. 50. Agradecemossua atenção!!!
  1. Gostou de algum slide específico?

    Recortar slides é uma maneira fácil de colecionar informações para acessar mais tarde.

×