Informática na educação introdução

  • 1,284 views
Uploaded on

 

More in: Education
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Be the first to comment
No Downloads

Views

Total Views
1,284
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
1

Actions

Shares
Downloads
41
Comments
0
Likes
1

Embeds 0

No embeds

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
    No notes for slide

Transcript

  • 1. Apostila LinuxNoções de Hardware e Linux Básico Versão Suíte Telecentro 01 de maio de 2009
  • 2. Índice1. História e funcionamento do computador2. Periféricos principais, sua funções e conservação3. Software Livre e história do Linux4. Noções de Sistema Operacional,Arquivos e diretórios5. Ligando e desligando o computador 1. Login e Logout6. Tela inicial (Área de Trabalho) suas divisões e comandos básicos7. Personalizando a Área de Trabalho8. Menu do Sistema e Pasta do Usuário9. Aplicativos Básicos do Linux 1. Gcalctool (Calculadora) 2. Gedit (Editor de Texto) 3. Gpaint10.Internet (Iceweasel)11.Comandos básico do shell
  • 3. 1. História e funcionamento do computador Um pouco da História Os micro-computadores nem sempre tiveram esta atual estrutura defuncionamento e aparência. Por volta dos anos 90 computadores possuía acapacidades efetuar apenas alguns cálculos de soma, subtração, multiplicaçãoe divisão e ocupavam salas enormes para comportar um único computador,chamado de Mainframe. Atualmente uma simples calculadora de bolso podefazer o mesmo ou até mais. Mainframe - ENIAC A arquitetura que temos partiu da idéia de criar o ComputadorPessoal (Personal Computer * nome original em inglês – abreviação “PC”), quegradativamente evoluindo e popularizando, até os padrões atuais. Evolução dos PC
  • 4. Como tudo funciona O Computador É uma maquinaeletrônica que processa earmazena os dados e podeexecutar diversos programaspara realizar uma série detarefas e assim atender anecessidade do seu usuário. Ocomputador não é umamaquina inteligente, eleapenas executa as instruçõesdos programas que foramescritos pelo programador. Ao ligar o computador, pressionando o botão POWER I/O localizadoem seu painel frontal, o micro envia um pulso para a placa-mãe queimediatamente faz que entre em funcionamento um programa residente namemória ROM (Read Only Memory - memória somente para leitura) da placamãe que fará os testes iniciais para verificar se os principais dispositivos estãofuncionando em seu computador (memória RAM,discos, processador, portas deimpressora, memória cache, etc).Quando o ROM termina os testes básicos, eleinicia a procura do setor de boot nos discos do computador que será carregadona memória RAM do computador. Após carregar o setor de boot, o sistemaoperacional será iniciado.
  • 5. 2. Periféricos principais, sua funções e conservaçãoPeriféricos Principais O computador é dividido em duas partes: Hardware - É tudo que diz respeito a parte física do computador,partes que pode ser tocadas. Exemplo: disquete, impressoras, monitores, placamãe, teclado, mouse, etc. No computador existe 2 tipos de hardware, são os dispositivosresponsáveis pela saída de dados (monitor de vídeo, caixas de som, CDs,disquetes, ...) e pela entrada de dados (teclado, mouse, CDs, disquetes,...). Software – É toda a parte lógica, parte que não pode ser tocada.Exemplo: os programas usados no computador (sistema operacional,processador de textos, comandos, etc).Funções dos componentes Monitor de vídeo – Dispositivo de saída de dados, responsável pela visualização em tela de informações processadas pelo computador. Gabinete – Recipiente onde são alocados a placa- mãe, memória RAM, discos de armazenamentos de dados (HD), drives, fonte de alimentação. Com a função de protege- los. Teclado – Dispositivo de entrada de dados, possui a função de inserir caracteres alfanuméricos. Mouse – Dispositivo de entrada de dados, responsável por mover o cursor gráfico do sistema. Estabilizador – Aparelho que protege o computador contra a variação de tensão da rede elétrica.
  • 6. Cuidados Básicos com o Computador Abaixo uma lista de cuidados básicos para garantir uma melhorconservação e funcionamento de seu computador. ● Não deixe seu computador em locais expostos a umidade ou sol. O mesmo se aplica aos CDs e como os disquetes. ● Limpe o Gabinete e o Monitor com um pano levemente umedecido em água com sabão neutro ou solução de limpeza apropriada para micros. Não use Álcool, querosene, acetona ou qualquer outro tipo de produto abrasivo. O uso de um destes podem estragar o gabinete de seu computador e se um destes produtos atingir a parte interna pode causar problemas nas placas ou até um incêndio! ● Não retire o Pino central da tomada do computador, ele não veio sobrando e tem utilidade! Este pino é ligado ao terra de sua rede elétrica. As descargas elétricas vindas da fonte e componentes do micro irão para o aterramento, caso esse pino for retirado você poderá tomar choques ao tocar em alguma parte metálica do micro e queimar componentes sensíveis como o disco rígido, placa mãe, etc. Se estiver em dúvida consulte um eletricista. ● Não instale seu computador muito perto de campos magnéticos com televisores, aparelhos de som, motores, etc. Estes aparelhos geram ruídos elétricos e/ou magnéticos que podem prejudicar o bom funcionamento de seu micro. ● Não coloque copos na bandeja da unidade de CD-ROM! ● Não coloque objetos dentro da unidade de disquetes. ● Jamais esqueça de desligar corretamente o computador.
  • 7. 3. Ligando e desligando o computador O computador possui vários dispositivos sensíveis e todo o instanteele armazenas e processa inúmeras informações constantemente. Por estesmotivos existem procedimentos pode ligar e desligar.Ligando 1º Pelo motivo da rede elétrica ser bastante instável e utilizado um equipamento (estabilizadores) para amenizar a instabilidade da rede, sendo ele o primeiro a ser ligado; 2º Logo em seguida pressione o botão POWER I/O do monitor e do gabinete; 3º Aguarde os arquivos do sistema operacional ser carregado até a tela de Login.Seqüência de Ligação: 2º 3º 1ºDesligando 1º Após de finalizado todos os seus trabalhos certifique de salva-los em seguida clique com mouse na opção Desktop > Sair localizada na Barra de Menu.
  • 8. 2º Será aberto um janela perguntando como você gostaria de finalizar a sessão utilizada. Escolha a opção de Desligar o computador; 3º Depois do computador fechar todos os processos de forma correta, o gabinete irá desligar automaticamente em seguida respectivamente desligue o monitor e o estabilizador. Observação: Jamais desligue o computador diretamente pelo estabilizador. Desligar de forma incorreta poderá ocasionar perdas de dados ou mesmo danificar dispositivos interno.Seqüência de Desligamento: 1º 2º 3ºLogin e Logout Os sistemas GNU/Linux por padrão fornece um sistema multi-usuárioe para obter segurança é obrigatório a todos usuários a utilização de senha,sendo necessário um sistema de entrada e saída de usuários denominadoLogin e Logout. Login É a entrada do usuário no sistema. Para efetuar o login de qualquerusuários e necessário informar o primeiro o Logon (nome da rede do usuário)e em seguida a Senha do usuário utilizador.
  • 9. Logout É a saída do usuário do sistema. Para efetuar o logout clique emDesktop > Sair e pressione o botão Trocar Usuário. Note que não énecessário desligar o computador para que outro usuário utilize o computadorcom outro logon.
  • 10. 4. Software Livre Software Livre é um programa que pode ser modificado eredistribuído sem restrições. Ele Permite aos usuários a liberdade de executar,estudar, copiar, alterar e distribuir, caso seja necessário.Como Surgiu No Inicio dos anos 80, Richard Stallman foi oprimeiro a formalizar esta maneira de pensar para osoftware sobre a forma de 4 liberdades e criando aFree Software Fundation, resumindo, são: Richard Stallman 1º A liberdade de executar para qualquer uso; 2º A liberdade de estudar o funcionamento de um programa e de adaptá-lo às suas necessidades; 3º A liberdade de redistribuir cópias do programa livremente; 4º a liberdade de melhorar o programa e de tornar as modificações públicas, de modo que Mascote GNU todo mundo se beneficie das melhoras.Um pouco da história do Linux O Linux surgiu como um projeto de um estudante Finlândes chamado Linus Torvalds. Tudo começou em 1983, Richard Stallman criava a Free Software Fondation que ao longo da década produziu as ferramentas e licença GNU e toda a base filosófica relacionada a ela, mas faltando uma parte importante o Kernel. O projeto inicial era construir um Sistema Operacional completo, entretanto Linus Torvalds Linus Torvalds com o seu Kernel aplicável desdede suas primeiras versões uniu a ferramentas GNU com seu KernelLinux, criando uns dos primeiros Sistemas Operacionais Livres o Mascote LinuxGNU/Linux, mas conhecido como Linux.
  • 11. 5. Noções de Sistema Operacional, Arquivos, DiretóriosSistema Operacional É um conjunto de programas que faz a comunicação entre o usuário eo computador. Ele é responsável pelo gerenciamento de recursos e dosdispositivos (memória, impressora, drivers) e a execução de programas. Logomarcas das distribuições GNU/LinuxArquivos É onde gravamos nossos dados. Um arquivo pode conter um textofeito por nós, uma música,programa, planilha, etc. Cada arquivo deve ser identificado por um nome, assim ele pode serencontrado facilmente quando desejar usa-lo. Se estiver fazendo um trabalhode história, nada melhor que salva-lo com o nome historia.Extensão de arquivos A extensão serve para identificar o tipo do arquivo e também ajuda asaber o que precisamos fazer para abri-lo.. A extensão são as letras após um“.” no nome de um arquivo, explicando melhor: ● relatório.txt - O .txt indica que o conteúdo é um arquivo texto. ● script.sh - Arquivo de Script (interpretado por /bin/sh). ● system.log - Registro de algum programa no sistema. ● arquivo.gz - Arquivo compactado pelo utilitário gzip. ● index.html - Página de Internet (formato Hypertexto).Diretório Diretório é o local utilizado para armazenar conjuntos arquivos paramelhor organização e localização. O diretório, como o arquivo, também é “CaseSensitive” (diretório /teste é completamente diferente do diretório /Teste). Nãopodem existir dois arquivos com o mesmo nome em um diretório, ou um sub-diretório com um mesmo nome de um arquivo em um mesmo diretório.
  • 12. Um diretório principais no sistema Linux/UNIX são especificados poruma “/”.
  • 13. 6. Tela inicial (Área de Trabalho) suas divisões e comandos básicos Está é a primeira imagem que teremos ao efetuar um login: A tela inicial possui os seguintes componentes: 2 1 3 5 6 8 7 Imagem do Painel 1 4 1 – Barra de Tarefa (ou Painel) – Barra localizada geralmente naparte inferior da Área de Trabalho, composto pelo relógio, botões de atalho deaplicações e mini aplicativos, como o objetivo de facilitar o acesso a eles. OPainel é totalmente personalizável, sendo possível adicionar ou remover botõesde atalhos. 2 – Botões de Menu – Botões que dão acesso aos aplicativosinstalados no sistema operacional de forma organizada, onde são classificadode acordo com sua funcionalidade. Explorando o Botões Menu Este é menu principal onde é subdividido em sub menus de acordocom as características de cada comando:
  • 14. Vejamos os sub menus: Aplicações – Nele estão contido os atalhos para aplicaçõesinstaladas no Sistema Operacional. Eles é dividido em: ● Acessórios – contém aplicações básicas de auxílio ao usuário. ● Debian – comporta todos os aplicativos instalados no Sistema Operacional. ● Escritório – possui aplicações de edição profissional de documentos, planilhas e slides. ● Ferramentas do Sistema – possui ferramentas de auxílio de paginação e configuração de dispositivos do Sistema. ● Gráficos – possui aplicações voltadas para edição avançada de imagens. ● Internet - possui aplicações de conexão a internet ● Jogos - possui jogos educativos ● Programação – possui aplicações voltadas a criação e edição de aplicativos. ● Som e Vídeo – possui aplicações de auxílio a gravação e reprodução de mídia CD e DVD e arquivos de vídeos e áudio. Locais – Contém atalhos de gerenciamento de pastas, arquivos emídias, seja em rede ou localmente. Desktop – Possui atalhos de configuração do Sistema Operacional. 3 – Atalho dos Aplicativos do painel – Eles dão acesso imediatoaos seu respectivo aplicativo. Atalhos dos Aplicativos 4 – Seletor de multiplicas área de trabalho – Permiti alternarentre as 4 Áreas de Trabalho.
  • 15. Múltiplas Áreas de trabalho  5 – Relógio – Indica a hora e data atuais. Ao ser clicado com o botãodo mouse esquerdo ele exibe um calendário do mês atual. Relógio Digital 6 – Ícones – Imagem usado geralmente para representar umsoftware ou um atalho para um arquivo específico, aplicação (software) oudiretório (pasta). Ícones 7 – Área de trabalho – Consiste de um ambiente gráficopersonalizável, onde possibilita a abertura de janelas do respectivo aplicativoexecutado. Área de Trabalho 8 - Lixeira – Pasta onde é armazenados, temporariamente, arquivosa serem excluídos, tem a função também com elemento de segurança. Casoapague algum arquivo/pasta por engano, você ainda pode acessar a lixeira e
  • 16. recuperar este arquivo Ícone do Lixo na Área de Trabalho Ícone do Lixo na Área de Trabalho quando não se encontra com quando possui arquivos ou arquivos ou pasta. pasta.Restaurando arquivos e pastas. Para restaurar um arquivo ou pasta que se encontra na lixeira,primeiramente abre-se a lixeira com um duplo clique no ícone que se encontrana Área de Trabalho. Clique com o botão direito do mouse sobre o arquivo quedeseja restaurar e clique em restaurar.Lixeira: Esvaziando a lixeira Para apagar todos os arquivos de uma única vez, na área de trabalhoclique com o botão direito do mouse sobre o ícone da lixeira e depois cliquecom o botão esquerdo em Esvaziar Lixeira.Observação: Para executar esta tarefa tenha certeza de que não vai precisardos arquivos.
  • 17. Comandos Básicos Para poder usufruir de todas os benefícios da informática é necessáriosaber algumas operações fundamentais. Argumentaremos sobre eles maslembre a prática o torna mais apito.Movimentação do mouse Clicar, arrastar e selecionar torna atividades como abri um arquivo,clicar em atalho, ou mesmo editar um texto muito mais fáceis. O mouse possuinormalmente 2 botões e 1 scroll, tendo o botão esquerdo a função de ação(abrir, fechar e selecionar arquivo e ícones), o direito abre um menu de atalhodo repectivo aplicatico ou ícone clicado e o scroll movimenta a barra derolagem da janela aberta utilizada no momento. Scroll Botão de Atalho Botão AçãoBotões de Minimizar, Maximizar, Restaurar e Fechar Este são botões padrões de qualquer janela aberta, suas funções são: Minimizar Minimiza a janela aberta para o Barra de Tarefa do sistema. Maximizar Estende a janela minimizada ou restaurada para a largura da área detrabalho. Restaurar Botão mostrado quando a janela é maximizada, portanto o botãoRestaurar se alterna com o botão de Maximizar dependendo de como arespectiva janela esteja apresentada. Ao Pressionar o botão Restaurar faz comque a janela de aplicativo retorne ao seu tamanho anterior que pode serpersonalizada pelo usuário.
  • 18. Fechar Este botão encerra o programa, e caso o documento aberto nãoesteja salvo aparecerá uma janela solicitando que isto seja feito. Janela de Aviso – Aparece logo após de clicar o botão fechar sem antes ter salvo o projeto utilizado. Abrindo um CD-ROM Para visualizar o conteúdo, abrir a gaveta do driver de CD e insira CDno driver e feche-o. Logo após surgirá na tela uma janela mostrando oconteúdo do CD. Observe que na área de trabalho automaticamente aparecerá umatalho para o CD. Para retirar o CD clique com o botão direito sobre o atalho do CD naárea de trabalho e posterior em ejetar. Utilizando um Pendrive Para visualizar o conteúdo de um pendrive, primeiramente conecte-ona porta USB. Logo após surgirá na área de trabalho um atalho para opendrive. Para abrir dê um duplo clique sobre o atalho.
  • 19. Para remover o pendrive com segurança clique com o botão direito domouse sobre o atalho do pendrive na área de trabalho e clique com o botãoesquerdo sobre a opção de Desmontar Volume. Observação: Remover o pendriver em funcionamento por causardanos ao dispositivo. Caso não consiga remove-lo de forma segura peça aomonitor presente para remover.
  • 20. 7. Personalizando a Área de Trabalho Saiba que você pode alterar a decoração das janelas, o tamanho dabarra de tarefas, o conjunto de ícones do sistema, plano de fundo e assim pordiante. A Área de Trabalho do Gnome é dividida em 4 partes: Plano de Fundo, Proteção de Tela, Resolução de Tela e Tema. Plano de Fundo – Nesta sessão é possível modificar o plano defundo, utilizando figuras já contidas no Gnome ou mesmo apontando umaimagem (nos formatos jpg, gif, png e bmp) sua. Para editar o plano de fundo clique em uma área livre da área detrabalho, logo será aberto um menu com as informações abaixo: Escolha a opção Alterar Plano de Fundo. Será exibido uma janelacom as opções que são descritas abaixo: 1 2 3
  • 21. 1 – Papéis de Parede – Permiti a visualização de papéis de paredearmazenados no Gnome. Para adicionar um novo papel de parede clique nobotão Adicionar Papel de Parede, em seguida na nova janela aberta localizee selecione o arquivo da imagem e clique em Abrir, para remover um papel deparede selecione na área de Papéis de Parede o papel a removido e cliqueem Remover. 2 – Estilo – Define a disposição da imagem na Área de Trabalho. 3 – Cores da área de trabalho - Alterar o estilo da Área deTrabalho Secundária. Após selecionar e personalizar seu papel de parede clique emTerminar para concluir. Proteção de Tela – Aplica uma proteção temporária na área detrabalho. Para modifica-lo clique no botão menu Desktop > Preferências >Proteção de Tela. Logo aparecerá a janela:
  • 22. 1 Pré-visualição 2 1 – Área de Seleção – Contém Proteções de telas, selecione e pré-vizualize na caixa ao lado direto da área de seleção. 2 – Ajuste de Tempo – Delimite o tempo de ação da proteção detela, deslize a barra para determinar o tempo desejado. A proteção de tela possui um sistema de segurança, para ativa-ladeixe marca a caixa “Travar tela quando a proteção de tela estiverativa”, para desativar a proteção de tela desmarque a caixa Ativar proteçãode tela quando a sessão estiver ociosa”. Após finalizar a seleção e ajuste da proteção de tela clique emFechar para concluir. Resolução de Tela – Ajusta o tamanho da resolução de tela e a taxade atualização da imagem na tela. Para ajustar clique no botão menu Desktop > Preferências >Resolução de Tela
  • 23. Tema – Possibilita a modificação do layout do painel e ícones dosistema. Para abrir a janela de ajuste clique no botão Desktop >Preferências > Tema, será aberto a seguinte janela: Note que ao selecionar qualquer tema, automaticamente o sistemaaplica o tema selecionado. É possível modificar especificamente uma área,para modificar clique no botão “Detalhe do tema” e clique na aba da área aque você deseja que seja modificada e escolha o estilo. Ao terminar clique emFechar. As modificações personalizadas pode ser salvas clicando no botão“Salvar Tema...”.
  • 24. A opção de instalação só é possível utiliza-la após obter um tema nainternet. Caso que retorna a aparência anterior clique no botão Reverter. Manipulando arquivos O Gnome possui um simples gerenciador de arquivos e pasta o épossível criar e organizar-los. Abrindo uma pasta O termo “Abrir” na informática significa mostrar seu conteúdo, sejaeles pasta ou arquivos. Neste exemplo abriremos a pasta do usuário através deseu link na área de trabalho. Primeiramente dê um duplo clique no link Pasta do Usuário. Então surgirá uma janela do Gerenciador de Arquivos mostrando oconteúdo desta pasta.
  • 25. Criar uma pasta Existem diversas maneiras de se criar uma pasta. Veremos agora oprocesso mais rápido e prático. Clique com o botão direito do mouse sobre um espaço livre da áreade arquivo. Logo a seguir aponte para criar novo e posterior clique com o botãoesquerdo em Pasta. Clique com o botão direto para abrir a janela Agora digite o nome da pasta e pressione tecla Enter do teclado.
  • 26. Sua nova Pasta Pronto sua pasta foi criada Criando um arquivo de texto dentro desta pasta. Para criar um arquivo dentro desta pasta dê um duplo clique sobre apasta desejada. Em seguida como o botão direito em uma área livre na área dearquivo para abrir o menu, aponte para “Criar Documento” e clique com obotão esquerdo em “Arquivo Vazio”. Digite o nome do novo arquivo e tecle Enter. Pronto o arquivo foi criado. Para adicionar conteúdo a esse arquivo dêum duplo clique sobre ele.
  • 27. Seu Arquivo Renomear arquivos Para renomear um arquivo ou pasta clique com o botão direito sobreo arquivo ou pasta que se deseja renomear. Clique em Renomear. Após clicar o nome do arquivo fica editável, digite o novo nome etecle enter.
  • 28. Pronto!!! O arquivo foi renomeado. Copiando arquivos O comando copiar permite criar uma réplica de um arquivo ou pastapara outro local. Para copiar um arquivo, localize a pasta que contém o arquivoque deseja copiar (origem), sobre o(s) arquivo(s) ou pastas que deseja copiarclique com o botão direito, e sobre o menu que surge clique em copiar Localize e abra a pasta para qual você deseja copiar (destino) osarquivos. Na área de arquivos clique com o botão direito do mouse e clique(botão esquerdo) em colar arquivo.
  • 29. Movendo arquivos Mover arquivos ou pasta significa retirar de uma pasta e colocar emoutra pasta. Para realizar está operação é muito parecido com a operação decopiar. Clique com o botão direito sobre o arquivo ou pasta que deseja mover eclique com o botão esquerdo em cortar. Abra a pasta na qual deseja colocar o arquivo clique com o botãodireito sobre a área de arquivos e clique com o botão esquerdo em colararquivo. Deletando arquivos Deletar arquivo ou pasta significar apagar arquivo ou pasta. Paradeletar um arquivo ou pasta clique com o botão direito sobre o arquivo oupasta e depois clique em Mover para o Lixeira.
  • 30. Este comando envia para uma pasta reservada chamada Lixeira, masainda continua no disco. Compactar arquivos ou pastas O recurso de compactação permite diminuir o tamanho dos arquivosalém de concatenar diversos arquivos em um único. Atualmente existemdiversos formatos de compactação, dentre eles destacamos a extensão tar.gz(padrão no Linux). Compactando Na janela do Gerenciador de Arquivos clique com o botão direitosobre o(s) arquivo(s) ou pasta(s), aponte para “Criar pacote”. Será abertouma janela onde você poderá escolher o tipo de compactação e onde serásalvo o arquivo compactado, para finalizar clique no botão Criar.
  • 31. Pronto! O arquivo foi compactado. Descompactando Clique com o botão direito sobre o arquivo compactado, e clique emExtrair Aqui. Pronto! O arquivo foi descompactado. Observação o arquivocompactado não é deletado.
  • 32. 8. Aplicativos Básicos do Linux 1. Gcalctool O Gcalctool oferece muito mais funções matemáticas do que dá aentender à primeira vista. Além da funcionalidade normal oferecida pelamaioria das calculadoras científicas, o Gcalctool oferece um conjuntode funcionalidades: ● O Gcalctool oferece funções trigonométricas, operações lógicas e é capaz de efetuar cálculos estatísticos. ● O Gcalctool permite-lhe cortar e colar os números de e para a sua tela. ● O Gcalctool contém uma pilha de resultados que lhe permite chamar convenientemente os resultados anteriores. ● Você poderá configurar as cores e o tipo de letra do Gcalctool. ● Você pode configurar a precisão do Gcalctool e o número de dígitos após à vírgula. ● O Gcalctool oferece um conjunto de atalhos de teclado razoável, que possibilitam e facilitam o uso do Gcalctool sem usar um mouse. Sugestão: Clicando (e mantiver pressionada) a tecla Ctrl, irá aparecer em todos os botões a respectiva combinação de teclas. Cortar e Colar • Pressionar Ctrl+C no tela do Gcalctool irá colocar o resultado apresentado na área de transferência.
  • 33. • Pressionar Ctrl+V irá colar o conteúdo da área de transferência no tela, desde que o conteúdo seja um número de ponto flutuante válido. • É ainda possível copiar/colar clicando na área de visualização do Gcalctool, mas isto poderá desaparecer nas versões futuras. 2. Gedit É um edito de texto simples, basicamente é indicado para elaboraçãode anotações e texto que não necessite de estruturação avançada. Mesmosendo um editor de texto simples ele possui a função de ortografia e aberturade arquivos em aba facilitando o manuseio de arquivos abertossimultaneamente. Suas principais funções são: ● Novo – Abri um novo arquivo em uma abra ● Abrir – Abri um arquivo já salvo ● Salva – Salva as alterações feitas no arquivo ● Imprimir... - Dá o comando de impressora para imprimir o arquivo ● Defazer – Desfaz uma ação feita ● Refazer – Refaz uma ação desfeita ● Recotar – Recorta o texto selecionado ● Copiar – Copia o texto selecionado ● Colar – Cola o texto Recortado/Copiado ● Procurar – Faz uma varredura no arquivo da palavra procurada ● Substituir - Faz uma varredura no arquivo da palavra procurada e a substitui. 3. Gpaint O Gpaint é uma ferramenta para a criação de desenhos simples,podendo ser usado para exibir e editar fotos digitalizadas. Criando um desenho O Gpaint possui varias ferramenta para auxiliar na criação dedesenhos, vamos descrever algumas delas:
  • 34. 1 2 1.Borracha 2.Lápis 3 4 3.Seleção Livre 4.Seleção Geométrica 5 5.Preencher 6 6.Texto 7.Linha 7 8 8.Linha Curva 9.Polígono 9 10 10.Função Desativada 11.Retângulo 11 12 12.Circunferência 13.Lápis Polígono 13 14 14.Pincel 15.Ferramenta de preenchimento automático 15 Barra de Cores Desenhando Para dar uma idéia melhor do que o programa é capaz, vamosdesenhar a bandeira do Brasil. Passo-a-passo 1º Desenhe um retângulo com a ferramenta Retângulo, clique como botão esquerdo do mouse e arraste até ficar no tamanho desejado e solte obotão.
  • 35. Clique, segure e arraste para criar 2º Preencha o retângulo com a cor verde, clique na ferramentapreencher em seguida selecione a cor verde na barra de cores. Clicando nocentro do retângulo. Observe que a cor selecionada modifica a cor das linhasdas ferramentas, para normalizar ao terminar o preenchimento selecione nacaixa de cor a cor preta. 1º 2º 3º Para criar o losango utilizaremos a ferramenta Linha Polígono,note que a ferramenta Linha Polígono une a linhas criadas facilitando acriação de polígonos, clique dentro do retângulo até formar o losango, emseguida preencha com a cor amarela.
  • 36. 4º Criar o Circulo, utilize a ferramenta Circunferência, clique como obotão esquerdo do mouse dentro do losango e arraste e solte o botão quandoforma o tamanho desejado. Preencha o circulo com a cor azul. 5º Para criar a faixa branca bandeira utilize a ferramenta linha. Cliquena extremidade do círculo segure e arraste até a outra extremidade, repita oprocesso abaixo da linha criada para formar a faixa, tenha atenção para ligarcorretamente as extremidades. Preencha a faixa com a cor branca. 6ª Para finalizar use a ferramenta Texto, Clique no centro da faixa edigite o texto “Ordem e Progresso”.
  • 37. Pronto concluímos nossa bandeira !!!Dicas ● Para facilitar o preenchimento deixe marcado a ferramenta Preenchimento Automático. ● Caso o tamanho da fonte do texto fique grande ajuste clicando no botão:
  • 38. 9. Internet Iceweasel (Mozilla Firefox) O Mozilla Firefox é o navegador de Internet mais moderno e flexívelexistente atualmente e é também o browser que mais está crescendo emnúmeros de usuários em toda parte do mundo. É um Software de códigoaberto, livre e grátis. Abas: Abas são vários sites abertos em uma única janela. Para abriruma nova Aba use Ctrl T e para fechá-la use Ctrl W ou botão do meio domouse. O uso de abas melhora significativamente o desempenho docomputador. Para mudar a ordem da Aba na Janela, clique na Aba e arraste-apara a direita ou para a esquerda e solte-a. Bloqueador de Popup: Quando um Popup é bloqueado aparece umícone na barra de status e uma barra no topo da página. Você podedesbloqueá-lo ou não, clicando no botão Opções da barra. Para liberar todos osPopup, escolha em Preferências/Opções, Conteúdo e ligue ou desligue a opçãoBloquear Janelas Popup. Extensões: São programas adicionados ao Firefox para torná-lomais poderoso. Você pode adicionar novos recursos e adaptar o seu Firefox aoseu estilo de navegar. A instalação pode ser feita a partir da opção Extensõesem Ferramentas. Exemplos: Sage (leitor de RSS), Forecastfox (previsão dotempo), etc.
  • 39. Favorito Dinâmico – RSS: O conteúdo do favorito dinâmico éatualizado periodicamente, não necessita visitar o site constantemente prasaber das novidades. O site que possui Favorito Dinâmico tem um ícone de corlaranja no canto inferior direito ou do lado esquerdo do botão Ir. Paraadicionar o Favorito Dinâmico, basta dar um clique no botão laranja e adicionarna Barra dos Favoritos. Pode-se também instalar uma Extensão para ler osRSS, tais como: Sage, Wizz RSS, etc. Fórum de discussão: O Fórum tem como objetivo perguntar ouresponder as dúvidas. No Fórum todas as perguntas e respectivas respostaspermanecem disponíveis no site, isso facilita a vida dos que precisam de ajuda,porque a resposta para a sua dúvida pode já estar no site:http://forumgdh.net/viewforum.php?f=32 Gerenciador de Download: Permite fazer vários downloadsimultâneos e possui opção para pausar e continuar um determinadodownload. Ele mantém um histórico de downloads. Limpar dados pessoais de caches: Limpa todos os dados decaches: histórico, formulários, senhas, lista de downloads, cookies e cache.Essa função está disponível em Ferramentas. Lista de discussão: Para ficar por dentro de tudo o que acontececom o Firefox, dúvidas, novos recursos, sugestões, lançamento, etc. Inscreva-se na Lista de Discussão sobre o Mozilla Firefox, clicando no endereço:http://br.mozdev.org/lista/ Localizar texto na página: Você pode localizar texto na página dosite na medida em que digita. Inicie a pesquisa por Editar/Localizar ou useCTRL F ou a tecla /. Observe a barra que surgirá na parte inferior da janela,digite a palavra que se quer procurar. Use a opção realçar. Manual Online: No Você Sabia possui informações completas sobreo Firefox: http://br.mozdev.org/firefox/vocesabia/ Personalizar Barra de Menu: Para personalizar a Barra de Menucom novos ícones, clique com o botão direito do Mouse na Barra de Menu(Arquivo, ....), escolha a opção personalizar e adicione ou retire o ícone de suapreferência, clique e arraste o ícone para o local desejado na Barra de Menu. Pesquisa Integrada: O recurso de pesquisa Integrada fica nocanto superior direito. Para pesquisar no Google, basta escolher a ferramentade busca, digitar a palavra desejada e tecle Enter. Não precisa entrar noGoogle. Para adicionar mais recurso de pesquisa, clique com botão direito domouse na janela de pesquisa integrada, escolha a opção Adicionar e adicioneos recursos desejados. Plugins: São programas que permitem o uso de recursos nãopresentes na linguagem HTML. Os Plugins mais usados no Firefox são: Flash
  • 40. Player, Java, Shockwave, Adobe Reader, QuickTime, Real Player, WindowsMedia Player, Kaffeine, MPlayer e Totem. Pode-se fazer download de Plugins apartir de: https://pfs.mozilla.org/plugins/ Tamanho da fonte na página: Para Aumentar, Diminuir ouretornar ao tamanho normal da fonte, use respectivamente as teclas: Ctrl +,Ctrl – ou Ctrl 0 Temas: São opções adicionais para alterar o visual do seu Firefox apartir da opção Temas em Ferramentas.
  • 41. 10.Comandos básico do shellComandos Básicos O Linux (na verdade, GNU/Linux), assim como qualquer sistemaoperacional moderno, é perfeitamente capaz de oferecer interação com ousuário através de gráficos, fazendo com que seja possível utilizar a maioria deseus recursos através do mouse. Porém, em dado momento, o modo gráficopode não estar disponível, restando apenas o modo texto (para a inserção decomandos). Além disso, determinadas tarefas só podem ser executadas porcomandos digitados. Para não ficar perdido em qualquer dessas situações, énecessário conhecer alguns comandos do Linux. É isso que essa matériaapresenta a seguir. Onde e como digitar os comandos? É possível inserir comandos no sistema através de uma aplicação dechamada Terminal. Quando o comando é inserido, cabe ao interpretador de comandos(também conhecido como shell) executá-lo. O Linux conta com mais de um,sendo os mais conhecidos o bash e o sh. Quando um terminal é acessado, uma informação aparece no campode inserção de comandos. É importante saber interpretá-la. Para isso, veja osexemplos abaixo: Exemplo: [nome_do_usuario@servidor_utilizado/]$ Nos exemplos, a palavra existente antes do símbolo @ diz qual onome do usuário que está usando o terminal (lembre-se de que no Linux énecessário ter um usuário para utilizar o sistema). Os nomes que aparecem
  • 42. depois do @ indicam o computador que está sendo acessado seguido dodiretório. O caractere que aparece no final indica qual o poder do usuário. Se osímbolo for #, significa que usuário tem poderes de administrador (root). Poroutro lado, se o símbolo for $, significa que este é um usuário comum, incapazde acessar todos os recursos que um administrador acessa. Independente dequal seja, é depois do caractere que o usuário pode digitar os comandos. Os comandos básicos do Linux Agora que você já sabe como agir em um terminal, vamos aoscomandos do Linux mais comuns. Para utilizá-los, basta digitá-los e pressionara tecla Enter de seu teclado. É importante frisar que, dependendo de suadistribuição Linux, um ou outro comando pode estar indisponível. Além disso,alguns comandos só podem ser executados por usuários com privilégios deadministrador. A relação a seguir mostra os comandos seguidos de uma descrição: cal: exibe um calendário; cat arquivo: mostra o conteúdo de um arquivo. Por exemplo, paraver o arquivo infowester.txt, basta digitar cat infowester.txt; cd diretório: abre um diretório. Por exemplo, para abrir a pasta/mnt, basta digitar cd /mnt. Para ir ao diretório raiz a partir de qualquer outro,digite apenas cd; chmod: comando para alterar as permissões de arquivos ediretórios.; clear: elimina todo o conteúdo visível, deixando a linha de comandono topo, como se o sistema acabasse de ter sido acessado; cp origem destino: copia um arquivo ou diretório para outro local.Por exemplo, para copiar o arquivo infowester.txt com o nome infowester2.txtpara /home, basta digitar cp infowester.txt /home/infowester2.txt; date: mostra a data e a hora atual; df: mostra as partições usadas; diff arquivo1 arquivo2: indica as diferenças entre dois arquivos,por exemplo: diff calc.c calc2.c; du diretório: mostra o tamanho de um diretório; emacs: abre o editor de textos emacs; file arquivo: mostra informações de um arquivo; find diretório parâmetro termo: o comando find serve paralocalizar informações. Para isso, deve-se digitar o comando seguido do
  • 43. diretório da pesquisa mais um parâmetro (ver lista abaixo) e o termo da busca.Parâmetros: name - busca por nome type - busca por tipo size - busca pelo tamanho do arquivo mtime - busca por data de modificação Exemplo: find /home name tristania finger usuário: exibe informações sobre o usuário indicado; free: mostra a quantidade de memória RAM disponível; halt: desliga o computador; history: mostra os últimos comandos inseridos; id usuário: mostra qual o número de identificação do usuárioespecificado no sistema; kill: encerra processados em andamento. ls: lista os arquivos e diretórios da pasta atual; lpr arquivo: imprime o arquivo especificado; lpq: mostra o status da fila de impressão; lprm: remove trabalhos da fila de impressão; lynx: abre o navegador de internet de mesmo nome; mv origem destino: tem a mesma função do comando cp, só que aoinvés de copiar, move o arquivo ou o diretório para o destino especificado; mkdir diretório: cria um diretório, por exemplo, mkdir infowestercria uma pasta de nome infowester; passwd: altera sua senha. Para um administrador mudar a senha deum usuário, basta digitar passwd seguido do nome deste; ps: mostra os processos em execução.; pwd: mostra o diretório em que você está; reboot: reinicia o sistema imediatamente (pouco recomendável,preferível shutdown -r now); rm arquivo: apaga o arquivo especificado; rmdir diretório: apaga o diretório especificado, desde que vazio; shutdown: desliga ou reinicia o computador, veja: shutdown -r now: reinicia o computador
  • 44. shutdown -h now: desliga o computador O parâmetro now pode ser mudado. Por exemplo: digite shutdown -r +10 e o sistema irá reiniciar daqui a 10 minutos; su: passa para o usuário administrador, isto é, root (perceba que osímbolo $ mudará para #); tar -xzvf arquivo.tar.gz: extrai um arquivo compactado em tar.gz; telnet: ativa o serviço de Telnet em uma máquina. Para acessar essecomputador a partir de outros por Telnet, basta digitar telnetnomedamáquina ou telnet IP. Por exemplo: telnet 192.168.0.10. Apósabrir o Telnet, digite help para conhecer suas funções; top: exibe a lista dos processos, conforme os recursos de memóriaconsumidos; uname: mostra informações do sistema operacional e docomputador. Digite uname -a para obter mais detalhes; useradd usuário: cria uma nova conta usuário, por exemplo,useradd wester cria o usuário wester; userdel usuário: apaga a conta do usuário especificado; uptime: mostra a quantas horas seu computador está ligado; vi: inicia o editor de textos vi.; whereis nome: procura pelo binário do arquivo indicado, útil paraconhecer seu diretório ou se ele existe no sistema; w: mostra os usuários logados atualmente no computador (útil paraservidores); who: mostra quem está usando o sistema. Finalizando Praticamente todos os comandos citados possuem parâmetros quepermitem incrementar suas funcionalidades. Por exemplo, se você digitar ocomando ls com o parâmetro -R (ls -R), este mostrará todos os arquivos dodiretório, inclusive os ocultos. A melhor forma de conhecer os parâmetros adicionais de cadacomando é consultando as informações de ajuda. Para isso, pode-se usar orecurso --help. Veja o exemplo para o comando ls: ls --help Também é possível utilizar o comando man (desde que seu conteúdoesteja instalado), que geralmente fornece informações mais detalhadas. Parusar o man para obter detalhes do comando cp, por exemplo, a sintaxe é:
  • 45. man cp Se você estiver utilizando o bash, pode-se aplicar o comando help ouinfo da mesma forma que o comando man: help cp info cp Assim como conhecer os comandos básicos do Linux é importante,também o é saber como acessar seus recursos de ajuda, pois isso te desobrigade decorar as seqüências das funcionalidades extras. Sabendo usar todos osrecursos, você certamente terá boa produtividade em suas tarefas no Linux.