GESTAR II - Programa Gestão da Aprendizagem Escola




                           Janira Adriana Prust




Gêneros Textuai...
Projeto-Gestar II

1-Titulo
Gêneros Textuais: uma proposta a partir do uso das tipologias injuntivas.

2-Tema
Gêneros text...
um saber sobre como realizar alguma coisa, expõem um plano de ação para atingir determinado
objetivo” Fiorin (2004, p. 13)...
9-Equipe de trabalho

       O presente projeto foi aplicado aos 24 alunos da 6ª série da E.B.M. Mª Lovatel Pires,
Canoinh...
ANEXOS

FOTOS DOS ALUNOS DESENVOLVENDO AS ATIVIDASDES
Projeto Gestar Ii Janira
Projeto Gestar Ii Janira
Projeto Gestar Ii Janira
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Projeto Gestar Ii Janira

5,731

Published on

Projeto Janira

Published in: Technology, Business
0 Comments
1 Like
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total Views
5,731
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0
Actions
Shares
0
Downloads
40
Comments
0
Likes
1
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Transcript of "Projeto Gestar Ii Janira"

  1. 1. GESTAR II - Programa Gestão da Aprendizagem Escola Janira Adriana Prust Gêneros Textuais: uma proposta a partir do uso das tipologias injuntivas. Canoinhas/SC 2009
  2. 2. Projeto-Gestar II 1-Titulo Gêneros Textuais: uma proposta a partir do uso das tipologias injuntivas. 2-Tema Gêneros textuais: uma proposta a partir de exemplos usuais tipológicos injuntivos, aplicada aos alunos da 6ª série da E.B.M.Mª Lovatel Pires. 3-Problema Como proporcionar o reconhecimento, classificação, entendimento e produção de textos que contemplem a tipologia injuntiva? 4-Fundamentaçao Teórica É cada vez mais crescente a quantidade e diversidade de gêneros de textos que circulam no cotidiano. Dentre esses, os textos tipológicos injuntivos que têm por objetivo a informação, a instrução, e a ordem, como por exemplos, rótulos, propagandas, manual de instrução, bula, cheque e recibo. O discurso injuntivo, de maneira geral, caracteriza-se por fazer com que seu interlocutor aja em determinada direção. Esse agir se relaciona, em geral, à execução de uma tarefa. As necessidades da vida moderna são um campo privilegiado para o surgimento, o desenvolvimento e a circulação desses gêneros textuais, o que faz com que o discurso injuntivo se vincule às condições do sistema sociocultural do qual se faz parte. As embalagens, bulas, manuais, cartões, panfletos, receitas, dentre outros que, de algum modo, instituem e consolidam convenções sociais, ditam regras e orientam condutas. Diante da ação principal (macroobjetiva) a ser executada, são realizados comandos que indicam o que o leitor deve fazer (microações). Todas as informações constantes no texto encontram-se organizadas de modo a orientar uma ação determinada. Desse modo, os gêneros onde esse discurso se manifesta são reveladores das relações de poder que estruturam a sociedade e determinam os lugares sociais legitimados por um sistema. Compreender como esses textos se organizam e que função comunicativa exercem nas práticas discursivas é, mais do que uma necessidade, uma exigência, uma vez que o texto de natureza injuntiva permeia grande parte das nossas ações discursivas na sociedade. No nível narrativo do percurso gerativo de sentido, temos, assim, um destinador-manipulador dado como atualizado, competente: tem o saber e o poder-fazer. Maingueneau (2002: 43) complementa ao afirmar que “a competência comunicativa consiste essencialmente em se comportar como convém nos múltiplos gêneros de discursos: é antes de tudo uma competência genérica”. Ao tratar de gêneros, Fiorin (2004: 2) diz que “são organizações relativamente estáveis caracterizadas por uma temática, uma forma composicional e um estilo”. As linguagens verbais que compõem esses gêneros, materializados em atos comunicativos inseridos em esferas de atuação discursivas específicas, acham-se presentes em seqüências textuais dominantes, que determinam tipos textuais predominantes. Fiorin (2004: 5) esclarece: “Os tipos [textuais] são construções textuais que apresentam determinadas características lingüísticas. São bem poucos os tipos textuais: o narrativo, o descritivo, o expositivo, o opinativo, o argumentativo e o injuntivo”. E complementa: “Quando dizemos que o tipo textual é uma categoria mais geral do que o gênero, o que queremos dizer é que os gêneros fazem uso dos tipos na sua composição. Assim, um mesmo tipo é utilizado por diferentes gêneros” (Fiorin, 2004: 5). Gênero e tipo, portanto, complementam-se na produção textual verbal. Considera-se, especialmente para este artigo, o tipo textual injuntivo, já que o gênero reportagem em análise traz seqüências textuais dominantes exemplares desse tipo; os encartes, observa-se, o tem como predominante. Traços de injunção podem ser depreendidos nesses textos porque“os textos injuntivos, embora se apresentem como uma seqüência de injunções, na verdade, transmitem
  3. 3. um saber sobre como realizar alguma coisa, expõem um plano de ação para atingir determinado objetivo” Fiorin (2004, p. 13). 5-Objetivo Geral Proporcionar o reconhecimento, classificação e entendimento de textos tipológicos injuntivos. 6-Objetivo específico Desenvolver a habilidade de reconhecer, classificar, ler, interpretar e produzir gêneros de textos que apresentem sequências injuntivas. 7-Metodologia O projeto “Gêneros textuais: uma proposta a partir do uso das tipologias injuntivas” terá como base os seguintes procedimentos: − realização de um pré-teste oral e coletivo para averiguação do nível de compreensão dos alunos diante de textos tipológicos injuntivos, tais como: rótulo, bula, manual de instrução, receita, propaganda, slogan, classificados, cheque e recibo. − Apresentar aos alunos materiais de apoio por meio de suportes textuais, tais como: revistas, jornais, folders, cartazes e programas televisivos que contenham os gêneros propostos. − Propor à turma a invenção de um produto ou equipamento inédito e de uso fictício, para a partir dele criarem a embalagem, nome, rótulo, bula ou manual de instrução, propaganda escrita e oral, slogan e outros. − Para cada atividade produzida será anteriormente estudado o gênero textual adequado à função. − os alunos organizarão uma pasta para arquivo dos trabalhos produzidos para posterior avaliação. − Pós-teste 8-Cronograma DESENVOLVIMENTO DO PROJETO JUN JUL AGO SET OUT 2009 2009 2009 2009 2009 PESQUISA BIBLIOGRÁFICA X X X ASPECTOS TEORICOS PRÉ - TESTE X DESENVOLVIMENTO E APLICAÇÃO DAS ATIVIDADES X X X PÓS - TESTE
  4. 4. 9-Equipe de trabalho O presente projeto foi aplicado aos 24 alunos da 6ª série da E.B.M. Mª Lovatel Pires, Canoinhas-SC, nas aulas de Língua Portuguesa e auxiliado indiretamente pelas disciplinas de História, Matemática, Artes, Geografia e Ciências. 10-Avaliação A escolha do tema do projeto, Gêneros textuais: uma proposta a partir de exemplos usuais tipológicos injuntivos, aplicado à 6º série do Ensino Fundamental se deu pela necessidade de ampliar o nível de leitura e compreensão de textos variados, já que esta turma apresenta dificuldade significativa neste aspecto. A partir da aplicação do pré-teste, realizado de forma oral e coletiva, onde serão apresentados aos alunos diversos textos, e questionados se conhecem sua origem de veiculação, a função e linguagem empregada, bem como, as informações pertinentes a categoria, se verificará o nível prévio de conhecimento sobre o tema. Então, seguir-se-á para a segunda etapa que é a de propor a invenção de um produto qualquer, e a partir dele construir textos que o acompanhem. Antes, porém, os alunos farão pesquisas individuais sobre invenções já consagradas na história, a escolha, como o avião, a bicicleta, o computador, os mapas, o violino, o violão, entre outros. Em seguida, terão a oportunidade de ler um texto do Jô Soares “Coisas que precisam ser inventadas” e também produzirão um texto descritivo sobre as características dos pretensos produtos. Em duplas partirão para a invenção dos mesmos, confeccionados com substâncias e objetos inusitados. Após preencherem uma ficha de inscrição com dados pessoais e escreverem um requerimento simulando a solicitação do patenteamento do produto, criarão a embalagem, produzindo o rótulo, a bula e /ou manual de instruções, a propaganda oral e escrita acompanhada de slogan, preencherão, também, o cheque e o recibo simulando a compra e venda do produto. Todos os textos serão produzidos a partir de cópias de modelos distribuídas aos alunos. As produções serão arquivadas em pastas individuais confeccionadas por eles. Durante o processo se observará se o aluno é capaz de reconhecer, classificar, ler, interpretar e produzir esta categoria de textos. Um pós-teste escrito, composto pela maioria dos textos trabalhados, será aplicado individualmente aos alunos para que se possa ter um parecer mais claro sobre o alcance dos objetivos.
  5. 5. ANEXOS FOTOS DOS ALUNOS DESENVOLVENDO AS ATIVIDASDES

×