ANNA CAROLINE P. DE CARVALHO         RAFAEL TUKASSACONJUNTO RESIDENCIAL PEDREGULHO         MOGI DAS CRUZES               2...
ANNA CAROLINE P. DE CARVALHO – RGM: 256906       RAFAEL TUKASSA – RGM:252668   CONJUNTO RESIDENCIAL PEDREGULHO            ...
1.0 Conjunto residencial Prefeito Mendes de Morais, popularmente conhecido como“pedregulho”.2.0 Autor do projeto; Affonso ...
4.0 Dados técnicos;Área de intervenção: São Cristóvão - Rio de Janeiro.Área do terreno: 52.140,00m²Área construída: 17,3% ...
Apartamentos : 1° e 2° pavimentos.   Apartamentos duplex: 4° e 6° pavimentos. Apartamentos duplex.                        ...
6.0 Reprodução de imagens;                             Maquete da escola, ginásio e vestiário.                 Fachada pos...
Lavanderia e cooperativas                                  Lavanderia e CooperativasPiscina com vestiário à esquerda e gin...
Sala e terraço.      Passarela entre torre de escada e corredor. Corredor dos apartamentos.               Pátio externo da...
Painel de azulejos de Cândido Portinari.                    Detalhe do Painel de Azulejos.Rampa de acesso a escola.       ...
7.0 Descrição do programa;1. Bloco de apartamento A    8. Centro de saúde2. Bloco de apartamento B    9. Lavanderia3. Bloc...
8.0 Descrição geral da obra;  Conjunto residencial Prefeito Mendes de Morais, popularmente conhecido como“pedregulho” loca...
segundo uma simples relação de organização espacial. A partir do bloco “A”, distribuindodemais blocos paralelamente entre ...
9.0 Análise crítica;9.1 O conjunto por si só já é uma obra de arte e referencia para arquitetos e estudantes dearquitetura...
11.0 Referências bibliográficas;INSTITUTO, Lina Bo e P.M Bardi. Affonso Eduardo Reidy. Lisboa,Blau,2.000.
03:. Conjunto Residencial Pedregulho
03:. Conjunto Residencial Pedregulho
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

03:. Conjunto Residencial Pedregulho

6,489

Published on

Projeto Arquitetônico F - Anna Caroline e Rafael

0 Comments
2 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total Views
6,489
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
1
Actions
Shares
0
Downloads
212
Comments
0
Likes
2
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Transcript of "03:. Conjunto Residencial Pedregulho"

  1. 1. ANNA CAROLINE P. DE CARVALHO RAFAEL TUKASSACONJUNTO RESIDENCIAL PEDREGULHO MOGI DAS CRUZES 2013
  2. 2. ANNA CAROLINE P. DE CARVALHO – RGM: 256906 RAFAEL TUKASSA – RGM:252668 CONJUNTO RESIDENCIAL PEDREGULHO Relatório apresentado à disciplina de Projeto arquitetônico F sob a orientação da Prof.ª. Fabíola de Almeida Rodrigues. MOGI DAS CRUZES 2013
  3. 3. 1.0 Conjunto residencial Prefeito Mendes de Morais, popularmente conhecido como“pedregulho”.2.0 Autor do projeto; Affonso Eduardo Reidy , Arq. Colaborador: Francisco Bolonha.Engenheiros: Carmen Portinho, Sidney Santos, David Astracan , Francisco Lopes, Gabriel SouzaAguiar. Paisagismo: Burle Marx. Painéis: Burle Marx, Cândido Portinari e Anísio Medeiros.3.0 Bibliografia do autor; Afonso Edurdo Reidy, brasileiro porem nasceu em Paris em 1909.Em 1926 com dezesseteanos ingressa no curso de arquitetura da escola nacional de Belas Artes, através do livro Poruma arquitetura de Le Corbusier, Reidy em 1928 descobriu o partido modernista que teveforte influencia em sua carreira, obra essa que fez com que ele buscasse mais referencias emlivros e revistas do que na própria universidade.Com o trabalho de conclusão Palacio deconvenções Rotarianas recebeu medalha de ouro concluindo o ensino superior em arquiteturaem 1930. Sua primeira experiência com o urbanismo iniciou em 1929 quando inicia o trabalho noescritório de urbanismo como estagiário de Alfred Agache,onde trabalhavam em um planodiretor para a cidade do Rio de Janeiro, Reidy permaneceu no escritório até seu fechamentoem 1931. Essa experiência com o urbanismo teve forte influencia em sua carreira comoarquiteto de prefeitura. Ainda em 1931 em colaboração com um colega de turma da ENBA, oarquiteto Gerson Pinheiros que havia vencido o concurso para o Albergue da Boa Vontade , umabrigo para moradores de rua, com linhas racionalistas e características funcionais Reidypriorizou: conforto, economia e exeqüibilidade, onde defendeu os princípios de funcionalismoem ornamentação. Posteriormente em 1934 escreve o texto “Aspecto plástico-estilo” ondetrata da difícil aceitação da arquitetura racionalista por parte dos órgãos públicos.Desteprimeiro período um dos únicos projetos que foram de fato construídos foi a Escola Primáriana zona rural do Distrito Federal, executada pela engenheira munici pal Carmen Portinho, quese torna companheira de Reidy, foi a terceira mulher do mesmo. Em 1932 se tornou funcionário publico através do concurso publico onde permanece por 30anos até se aposentar no inicio da década de 60.Até a década de 40 grande parte de seusprojetos não haviam sido construídos, 1946/7 surge a oportunidade de executar o ConjuntoHabitacional Pedregulho e Gávea que faz com que Reidy se torne referencial mundial daarquitetura brasileira. Entre 1952/4 foi designado membro do Conselho Central da Fundação de Casa Popular,ondetratava dos problemas de habitação da cidade.Em 1961 o secretario da CIAM,S. Giedionpublica um livro sobre as obras de Reidy na Alemanha, nesse período ele já era mundialmentefamoso como arquiteto e urbanista referencia do Brasil, juntamente com Oscar Niemeyer,após muitos anos de prefeitura já estava saturado, foi quando Maria Carlota encarregada daurbanização do aterro do Glória – Flamengo, convida Reidy para exercer seu ultimo trabalhopara prefeitura,executar o projeto do MAM, projeto esse que já estava nos arquivos doDepartamento Urbanistico a tempos.O corpo de Affonso Eduardo Reidy foi velado no Museu de Arte moderna Ferraz,1964.
  4. 4. 4.0 Dados técnicos;Área de intervenção: São Cristóvão - Rio de Janeiro.Área do terreno: 52.140,00m²Área construída: 17,3% do terrenoAno do projeto: 1946Ano da obra: 19485.0 Reprodução dos desenhos técnicos;BLOCO A
  5. 5. Apartamentos : 1° e 2° pavimentos. Apartamentos duplex: 4° e 6° pavimentos. Apartamentos duplex. 5° e 7° pavimentos
  6. 6. 6.0 Reprodução de imagens; Maquete da escola, ginásio e vestiário. Fachada posterior Fachada frontal
  7. 7. Lavanderia e cooperativas Lavanderia e CooperativasPiscina com vestiário à esquerda e ginásio ao fundo. Portas pivotantes do ginásio.
  8. 8. Sala e terraço. Passarela entre torre de escada e corredor. Corredor dos apartamentos. Pátio externo da escola. Painel de Burle Marx na sala da diretoria da escola.Pátio da escola com painel de mosaico de Burle Marx. Detalhe do painel de mosaico.
  9. 9. Painel de azulejos de Cândido Portinari. Detalhe do Painel de Azulejos.Rampa de acesso a escola. Pátio e, no 2° pavimento terraço Salas de aula. das salas de aula.Corredor com elemento vazado de cerâmica. Hall de entrada, ao fundo terraço.
  10. 10. 7.0 Descrição do programa;1. Bloco de apartamento A 8. Centro de saúde2. Bloco de apartamento B 9. Lavanderia3. Bloco de apartamento C 10. Cooperativa4. Escola primária 11. Playground5. Ginásio 12. Creche6. Piscina 13. Passagem subterrânea7. Vestiários
  11. 11. 8.0 Descrição geral da obra; Conjunto residencial Prefeito Mendes de Morais, popularmente conhecido como“pedregulho” localizado no bairro industrial do Rio de Janeiro, a fim de proporcionar qualidadede vida aos funcionários públicos de baixa renda do então distrito federal que enfrentavamuma longa jornada de seus trabalhos até sua moradia. Reidy foi um dos protagonistas daarquitetura brasileira moderna, sua linha de pensamento denominada “nova arquitetura”onde deveram ser preservados valores culturais e naturais preexistentes, casamento entrearquitetura e arte, pureza dos volumes e preocupação funcional referente a controle deiluminação natural,ventilação natural e fácil circulação. A base para o projeto partiu do senso criado pelo Departamento de Habitação Popular daprefeitura do Distrito Federal, onde 570 famílias foram cadastradas e preencheram fichassobre suas vidas, rotina, renda do responsável e condições habitacionais. O projeto abrigacerca 500 habitantes em boas condições habitacionais e tem suas moradias e programas deserviços comuns totalmente voltados ao resultado do senso. A área destinada a implantação do conjunto habitacional é de 52.140,00m²,sua topografia ébastante acidentada,com um desnível de aproximadamente 50,00 metros desnível esse quecruza toda extensão transversal do terreno. O programa do conjunto tem como principal característica integrar moradia a outros serviçoscotidianos, como por exemplo; Educação composto por jardim de infância, maternal, berçárioe escola primaria. Serviços , abastecimento de alimentos, lavanderia mecanizada e posto desaúde. Esporte e lazer, quadras esportivas, ginásio, piscina e vestiário. Dentre os serviçoscitados, apenas a escola e o centro esportivo preservaram o uso original até meados dadécada de 70. Reidy implanta o grande edifico de planta serpenteada definido como bloco “A” no alto doterreno , soabre pilotis e ligação feita através de passarelas respeitando e preservando oterreno.Sua intenção era valorizar a vista panorâmica da Baia de Guanabara.Por se tratar dorio de janeiro o edifício implantado no alto a construção viria a sofrer muito com os efeitos dainsolação. A fachada frontal é composta por painéis de madeira que se dividem em peitoril,janela e bandeira, formando um movimento onde os painéis deslizam como guilhotinas,proporcionando um efeito de opacidade e transparência. Alem disso os painéis proporcionamora controle de iluminação ora de ventilação no interior dos apartamentos. O vazio ou grande pátio do pavimento intermediário reforça a predominância dahorizontalidade na composição da fachada. A plástica da fachada frontal não se repete nafachada dos fundos por onde passam os corredores de acesso aos apartamentos , construídosde cerâmica vermelha e elemento vazado , com a intenção de melhorar a ventilação eiluminação dessa circulação, sua continuidade é interrompida por brises verticais em madeirae os pilotis no térreo suspendem o grande volume. Nos demais blocos residenciais, “B” e “C”, não há a monumentação proporcionada pelospainéis, mas sim o uso de janelas na horizontal, formando uma “faixa “ de iluminação eventilação e também compõe a fachada.Reidy se preocupou em posicionar os edifícios
  12. 12. segundo uma simples relação de organização espacial. A partir do bloco “A”, distribuindodemais blocos paralelamente entre si, e as demais edificações de apoio e serviçosperpendicularmente, onde as áreas de uso publico torna-se o coração do conjuntohabitacional – Nela encontramos a escola e os edifícios de lazer, rebuscados por umtratamento plástico em formas ababoadas, influencia de Oscar Niemeyer, com fechamentosverticais revestidos com painéis de azulejos decorados. Painéis cerâmicos também presentesna fachada do ginásio, vestiários e nos pilotis da escola, confeccionados por grandes artistas deexpressão como Cândido Portinari, Anísio Medeiros e Roberto burle Marx. Integrando assimarte e arquitetura, esses paineis trazem o tema de brincadeiras de crianças o que viria a ser ocotidiano do lugar. Lave ressaltar que nenhum desses grandes artistas cobrou se quer umcentavo pelo trabalho realizado. O posto de saúde trata-se de um edifício com uma volumetria menos recortada, maispróximo de um quadrado, onde uma de suas fachadas laterais não possui aberturas. A outraconta com pequenas aberturas e uma porta, marcado por uma marquise com laje inclinadasobre pilares também inclinados em tubos de aço. Na fachada frontal apresenta dois planos .Oprimeiro construídos por brises verticais em madeira, já o segundo há um vazio cujos fundosencontra-se um painel de azulejos decorados por Anísio Medeiros. Em uma única estrutura Reidy instalou o mercado e a lavanderia. No entanto possuemacessos independentes. A fachada de acesso do mercado possui uma forma simples contendo dois planos, sendo oque é de maior evidencia é constituído por painéis compostos por brises horizontais. Já afachada destinada a lavanderia, possui maior liberdade quanto a forma, devido a presença deum cilindro com um plano não paralelo e recuado do alinhamento da fachada do mercado. A plástica adotada para o conjunto formado pela escola e demais áreas de recreação é umdos mais interessantes. De um lado temos o prisma reto e duro, formado pelo prismatrapezoidal, ao outro lado temos a leveza proporcionada pelos pilotis no térreo e atransparência transmitida pelos painéis de fechamento da escola.O jogo de formas que Reidyassocia, e as faz conversar entre si. A escola adotando uma forma mais definida, com o prismatrapezoidal com os movimentos semicirculares das curvas abadoadas do complexo esportivo ejuntas formam um único conjunto.
  13. 13. 9.0 Análise crítica;9.1 O conjunto por si só já é uma obra de arte e referencia para arquitetos e estudantes dearquitetura. Com um programa totalmente voltado aos futuros morados reidy pode projetarde fato o que seria necessário, sem a necessidade de grandes ornamentações. O grandediferencial do projeto é fazer com que os moradores interajam mais entre si,criando grandesáreas publicas, fazendo uma lavanderia publica ele faz de um serviço de rotina caseira setornar um convite ao morador sair de sua residência e interagir com os demais.Atingiu também soluções a respeito de conforto, ventilação, insolação, composição defechamentos e circulação. Reidy teve uma grande preocupação na solução plástica doconjunto, compôs sólidos com volumes bem definidos, fez com que linhas retas combinassemde forma harmônica com curvas, cheios e vazios bem definidos, utilizou elementostranslúcidos tanto como um apelo estético com uma forma de integrar o interior com oexterior dos edifícios e ainda fazendo com que a iluminação natural penetrasse com grandefacilidade.Analise critica de Anna Caroline RGM:2569069.2 O conjunto habitacional correspondeu às expectativas dos seus moradores, um projetomuito elaborado criado aos funcionários públicos. No projeto possui quase todo o necessáriopara se viver bem; posto de saúde, escola, lazer. O projeto conta com elementos modernistasmuito bem utilizados e as famosas curvas inspiradas em Oscar Niemeyer que são claramentepercebidas logo quando olhamos para o conjunto.Reidy defendia seu pensamento de nova arquitetura e criou sempre a harmonia entrearquitetura e arte que podem ser observado nas curvas utilizadas, nas cores, nos painéis compinturas; outro ponto crucial de seu pensamento era a utilização funcional da ventilaçãonatural, iluminação natural e circulação que estão muito bem resolvidas no seu projeto etambém a utilização dos espaços cheios e vazios que é bem definido no projeto.Enfim, o projeto demonstra a preocupação do arquiteto com seus respectivos usuários,criando blocos que convida seus moradores a se interagirem com seus vizinhos nos diversosambientes, tornando um projeto de referência para os futuros arquitetos e afins.Analise critica de Rafael Tukassa RGM: 25266810.0 Fontes de imagens e desenhos;INSTITUTO, Lina Bo e P.M Bardi. Affonso Eduardo Reidy. Lisboa,Blau,2.000.
  14. 14. 11.0 Referências bibliográficas;INSTITUTO, Lina Bo e P.M Bardi. Affonso Eduardo Reidy. Lisboa,Blau,2.000.

×