Your SlideShare is downloading. ×
FÓRUM PORTUGAL ENERGY POWER: Desenvolvimento da Região Centro e o potencial eólico
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

×

Introducing the official SlideShare app

Stunning, full-screen experience for iPhone and Android

Text the download link to your phone

Standard text messaging rates apply

FÓRUM PORTUGAL ENERGY POWER: Desenvolvimento da Região Centro e o potencial eólico

72
views

Published on

Celso Costa, MEGAJOULE …

Celso Costa, MEGAJOULE

Energy Meeting - Energia Eólica

FORUM PORTUGAL ENERGY POWER promovido pela ANJE no dia 19 de novembro, em Coimbra (Novotecna)


0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total Views
72
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0
Actions
Shares
0
Downloads
3
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

Report content
Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
No notes for slide

Transcript

  • 1. |Celso Costa | Consultor para projetos de energia eólica e solar Desenvolvimento da região centro e o potencial eólico
  • 2. Desenvolvimento da região centro e o potencial eólico Índice A Megajoule Enquadramento do potencial eólico Acompanhameto do recurso eólico Metodologia de aferição da eolicidade Publicação e utilidade dos resultados ANJE - Energy Meeting Coimbra 2013, Celso Costa | MEGAJOULE
  • 3. Desenvolvimento da região centro e o potencial eólico A Megajoule Criada em Fevereiro de 2004 contando os seus fundadores com mais de 10 anos de experiência na área das energias renováveis Referência lider em Portugal para a consultoria de projetos eólicos Consultoria em projetos de energias renováveis, com especial enfase em energia solar e eólica A MEGAJOULE SA’s é detida a 100% pela UNIWATT, a sociedade criada pelos seus fundadores “...Mais de 20 000 MW de projetos em todo o mundo...” ANJE - Energy Meeting Coimbra 2013, Celso Costa | MEGAJOULE
  • 4. Desenvolvimento da região centro e o potencial eólico Enquadramento do potencial eólico Na avaliação do potencial eólico de um local surgem 3 perguntas, as quais fornecem um fio condutor a esta apresentção Qual o recurso no local do projeto? Como se enquadra esse potencial no meio em que se insere? Como posso acompanhar e melhorar o seu aproveitamento? “…Avaliar, acompanhar e melhorar…” ANJE - Energy Meeting Coimbra 2013, Celso Costa | MEGAJOULE
  • 5. Desenvolvimento da região centro e o potencial eólico Enquadramento do potencial eólico “…Torna-se importante adquirir perspectiva!…” “…Concentrando a análise em Portugal continental…” ANJE - Energy Meeting Coimbra 2013, Celso Costa | MEGAJOULE
  • 6. Desenvolvimento da região centro e o potencial eólico Enquadramento do potencial eólico “…Portugal como país produtor de energia eólica…” Cerca de 4,5 GW de potência eólica instalada até ao final de 2012 Mais de metade da potência eólica instalada encontra-se distribuída entre os distritos de Coimbra, Viseu, Guarda e Castelo Branco. Apesar de Portugal continental ter bom recurso eólico, diferentes regiões têm diferentes comportamentos “…Como evolui o recurso ao nível regional?…” ANJE - Energy Meeting Coimbra 2013, Celso Costa | MEGAJOULE
  • 7. Desenvolvimento da região centro e o potencial eólico Enquadramento do potencial eólico “…A energia eólica não é novidade para a zona centro…” Consideremos por exemplo o caso do distrito de Coimbra Mais de 600 MW instalados parques eólicos no distrito Coimbra de de Cerca de 14% da capacidade eólica nacional A zona centro é interessante ao nível do recurso eólico Mais do que o recurso é preciso compreender a produção esperada “…Então como se podem melhorar os resultados obtidos?…” ANJE - Energy Meeting Coimbra 2013, Celso Costa | MEGAJOULE
  • 8. Desenvolvimento da região centro e o potencial eólico Acompanhamento do recurso eólico Desempenho e variabilidade Os gestores dos parques eólicos necessitam aferir o desempenho face ao recurso mensal e enquadrado no historial de referência. •Como avaliar a variabilidade inter-anual em regiões especificas? •Quais as causas das diferenças de produção relativamente às previsões devidas à variabilidade do recurso eólico? •Como fazer a avaliação ao nível nacional, tendo em conta os regimes climáticos de cada região? “…Para dar resposta as estas e outras questões são usados indicadores de eolicidade designados por Índices de Eolicidade…” ANJE - Energy Meeting Coimbra 2013, Celso Costa | MEGAJOULE
  • 9. Desenvolvimento da região centro e o potencial eólico Acompanhamento do recurso eólico O Índice de Eolicidade visa quantificar as flutuações da produção de energia elétrica mensal proveniente do recurso eólico em torno do valor médio histórico. Índices internacionais • Desde os anos 90 que vários países Europeus apresentam Índices de Eolicidade (IE) públicos periodicamente. •Existem ainda índices privados para os EUA, Reino Unido e Irlanda • Em Portugal são publicados 2 IE: • Redes Energéticas Nacionais (REN) desde 2006 • Associação Portuguesa de Energias Renováveis e MEGAJOULE, desde 2010 “…Para que serve um Índice de Eolicidade?...” ANJE - Energy Meeting Coimbra 2013, Celso Costa | MEGAJOULE
  • 10. Desenvolvimento da região centro e o potencial eólico Acompanhamento do recurso eólico “…Começando pela definição do conceito do índice de eolicidade…” 1. Quantificação da variabilidade inter-anual Quantificar a variabilidade do recurso eólico face a um valor de referência ou de longo termo, independente da tecnologia 2. Monitorização da performance Qualificar performance dos parques eólicos por comparação com o IE correspondente 3. Gestão da rede elétrica Contribuição para gestão da rede eléctrica, através da análise da variabilidade isolada e composta de várias regiões “…O que é necessário para o processo de cálculo?...” ANJE - Energy Meeting Coimbra 2013, Celso Costa | MEGAJOULE
  • 11. Desenvolvimento da região centro e o potencial eólico Metodologia de aferição da eolicidade “… passo a passo…” Base • Definição de Eolicidade Conceito • Dados reais de Produção • Actualizações de longo termo • Desenvolvimento tecnológico de aerogeradores • Exploração e manutenção de parques • Sobre-equipamento ou limitação da potência • Ampliação de potência instalada • Optimização do despacho, exploração, e manutenção de PE • Disponibilidade dos parques Dependências ANJE - Energy Meeting Coimbra 2013, Celso Costa | MEGAJOULE
  • 12. Desenvolvimento da região centro e o potencial eólico Metodologia de aferição da eolicidade A Eolicidade ao nível regional Variações na Eolicidade Características do clima Sub-zonas Critérios: Cálculo de IE para diferentes regiões • Similaridade de Regime de Ventos • Densidade de parques eólicos •Correlação Zonas IE nacional Critérios: Critérios: • Proximidade de regimes de vento semelhantes • Distribuição geográfica e limites administrativos • Média de todas as zonas • Não é ponderado em função da potencia instalada ou número de parques ANJE - Energy Meeting Coimbra 2013, Celso Costa | MEGAJOULE
  • 13. Desenvolvimento da região centro e o potencial eólico Metodologia de aferição da eolicidade Referência histórica • Dos parques contidos numa região são escolhidos apenas 3 para o cálculo nessa área; • São denominados parques de referência (PE-R), podendo assim controlar a fiabilidade dos resultados • O período de referência da subzona será tão extenso quanto o máximo período em comum dos seus PE-R Correlação r2 histórico de produções ≥ 2 anos Bom senso... 2 a 3 PE - R de referência por sub-zona A seleção de parques de referência deve ter em conta o melhor compromisso entre: o Correlação entre a de cada um dos PE e a total dos parques da Sub-Zona; o Extensão do histórico fiável de exploração, superior a 2 anos ANJE - Energy Meeting Coimbra 2013, Celso Costa | MEGAJOULE
  • 14. Desenvolvimento da região centro e o potencial eólico Metodologia de aferição da eolicidade Eliminar valores incoerentes Identificar valores erróneos Processo de correlação Critérios de escolha Os dados obtidos podem conter incoerências e valores erróneos, sendo preciso filtrar para assegurar a qualidade dos resultados. Rejeição de amostras de produção mensal de acordo com os seguintes critérios: Avaliar qualidade dos dados •Disponibilidade mensal do Parque indicada pelo promotor < 90%; • Amostra mensal de produção fora de tendência da correlação – “outlier”. ANJE - Energy Meeting Coimbra 2013, Celso Costa | MEGAJOULE
  • 15. Desenvolvimento da região centro e o potencial eólico Metodologia de aferição da eolicidade Desconhecimento da eolicidade Índice Megajoule/Apren O Índice Português •Em 2009 a MEGAJOULE foi contratada desenvolver o primeiro IE associativo para • IE desenvolvido para 6 Zonas e 16 Sub-Zonas • Estão incluídos 150 Parques, 2.9 GW, cerca de 70% da capacidade instalada • IE calculado com base na produção real de parques selecionados, adimensionalisados e corrigidos segundo a sua disponibilidade “…Que resultados produziu esta metodologia até agora?…” ANJE - Energy Meeting Coimbra 2013, Celso Costa | MEGAJOULE
  • 16. Desenvolvimento da região centro e o potencial eólico Publicação e utilidade dos resultados O Índice de Eolicidade já vai no seu 4º ano de publicação, em parceria com a APREN, e com o apoio dos promotores de parques eólicos. Anualmente é feita a revisão dos parques, períodos de referência, e angariação de novos dados, conjuntamente com os comentários e sugestões dos promotores. ANJE - Energy Meeting Coimbra 2013, Celso Costa | MEGAJOULE
  • 17. Desenvolvimento da região centro e o potencial eólico Publicação e utilidade dos resultados A “personalidade” das diferentes zonas “…A diversidade pode ser um contributo para o meu portfolio?!...” ANJE - Energy Meeting Coimbra 2013, Celso Costa | MEGAJOULE
  • 18. Desenvolvimento da região centro e o potencial eólico Publicação e utilidade dos resultados “…Cada vez com mais detalhe…” ANJE - Energy Meeting Coimbra 2013, Celso Costa | MEGAJOULE
  • 19. Desenvolvimento da região centro e o potencial eólico Publicação e utilidade dos resultados “…Porque um Junho com IE abaixo da média… … também pode ser um Junho muito bom!...” ANJE - Energy Meeting Coimbra 2013, Celso Costa | MEGAJOULE
  • 20. Desenvolvimento da região centro e o potencial eólico ..... Adriatic MEGAJOULE Türkiye Turkey .......... South-East Europe Brazil and Latin America MEGAJOULE Adria .......... MEGAJOULE Do Brasil .......... North and Central Europe MEGAJOULE România .......... Western Europe North America Africa Asia-Pacific MEGAJOULE Polska .......... MEGAJOULE SA .......... .......... .………………………………….…………………………… MEGAJOULE South Africa South Africa ANJE - Energy Meeting Coimbra 2013, Celso Costa | MEGAJOULE
  • 21. Título da Apresentação Tema do Projecto(Capítulo) Obrigado pela vossa atenção Q&A www.megajoule.pt Portugal · Brasil · Polónia · Roménia · Croácia · Turquia