Conferência Nacional Investimento e Empreendedorismo - Associação Portuguesa de Business Angels (Hugo Gonçalves, diretor da APBA)
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×
 

Like this? Share it with your network

Share

Conferência Nacional Investimento e Empreendedorismo - Associação Portuguesa de Business Angels (Hugo Gonçalves, diretor da APBA)

on

  • 226 views

Perto de 400 pessoas passaram pela Conferência Nacional Investimento e Empreendedorismo, promovida pela ANJE, no passado dia 27 de junho, na Fundação de Serralves. Empenhada na construção do ...

Perto de 400 pessoas passaram pela Conferência Nacional Investimento e Empreendedorismo, promovida pela ANJE, no passado dia 27 de junho, na Fundação de Serralves. Empenhada na construção do Portugal de Futuro, a iniciativa centrou-se sobretudo na questão do financiamento no período pós-troika. Tomaram a palavra 22 oradores ligados à banca, ao venture capital, ao capital de risco, aos business angels, bem como ao meio político, empresarial, académico e associativo.

O venture capital, enquanto modalidade de investimento em negócios nascentes, foi um dos temas em relevo na iniciativa, com o terceiro painel subordinado ao tema “Capital para Startups: smart money?”. Hugo Gonçalves, diretor da APBA, interveio destacando a função dos business angels enquanto “gestores de carreiras”, que escolhem projetos onde as probabilidades de crescimento conjunto são mais elevadas. Consulte aqui a sua apresentação.

Statistics

Views

Total Views
226
Views on SlideShare
222
Embed Views
4

Actions

Likes
0
Downloads
0
Comments
0

2 Embeds 4

http://www.slideee.com 3
https://twitter.com 1

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Adobe PDF

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

Conferência Nacional Investimento e Empreendedorismo - Associação Portuguesa de Business Angels (Hugo Gonçalves, diretor da APBA) Presentation Transcript

  • 1. 1
  • 2. 2 Agenda ö  APBA ö  Mercado de Business Angels ö  Desafios do “smart capital”
  • 3. 3 Missão da APBA Missão da APBA Desenvolver a função de Business Angel em Portugal, de modo a fomentar o empreendedorismo e a contribuir para o crescimento de uma economia sustentável e inovadora.
  • 4. 4 Caracterização da APBA ö  APBA é a principal rede de Business Angels em Portugal ... w  Mais de 140 investidores individuais, que representam mais de 10 milhões € disponíveis para investir, w  Associados Beneméritos: ESV e EDP Inovação, w  Sponsor: Caixa Capital, w  Mais de 150 projetos analisados por ano, w  Várias parcerias e protocolos com uma rede dinâmica que abrange universidades, centros de TI e empresas de capital de risco. ö  … é uma referência na Europa, a APBA incorpora de forma proativa as melhores práticas do mercado assim como as questões éticas referentes a estratégias de investimento dos seus associados w  As melhores práticas de gestão do portfolio de aplicações dos investidores, w  Análise e avaliação detalhada de projectos com o objectivo de atrair investidores e capital.
  • 5. 5 As atividades da APBA ö  Promoção e detecção de oportunidades, selecção de projectos e facilitação do investimento, ö  Desenvolvimento da ligação entre os BA e Universidades, Centros Tecnológicos e VC’s, ö  Estímulo do intercâmbio com outras Redes e Associações a nível nacional e internacional, ö  Divulgação do papel dos BA e das melhores p r á t i c a s d e i n v e s t i m e n t o e d e empreendedorismo (reconhecimento pela Kauffman Foundation), ö  S e n s i b i l i z a ç ã o d o E s t a d o p a r a o reconhecimento e incentivo da função de Business Angel
  • 6. 6 APBA uma rede forte de Business Angels Vantagens dos associados ö  Organização/Participação em foruns de investimento, ö  Acesso ao deal flow, ö  Co-financiamento com outros BA, ö  Indicadores de tendências do setor, ö  Business network, ö  Recomendação de Investidores.
  • 7. 7 Fomento ao ecossistema: Semana Global do Empreendorismo Em 2012 mais de: 130 países, 7.900 parceiros, 7.490.000 participantes
  • 8. 8 Veículos de investimento de associados da APBA ö  BrainCapital ö  BrainInvest ö  Brain2Market ö  BusyAngels ö  CEC ö  Eggnest ö  Embrace II ö  GoBigorGoHome ö  Ideia Capital ö  IndexTalent ö  Rotunda Investimentos ö  SailAway ö  Shilling Capital Partners ö  A APBA tem uma capacidade de investimento agregada em torno dos veículos dos seus associados:
  • 9. 9 Agenda ö  APBA ö  Mercado de Business Angels ö  Desafios do “smart capital”
  • 10. 10 O mercado de investimento dos BA’s em Portugal ö  Desde a crise financeira o investimentos dos BA’s ganhou relevância e importância ö  Os BA’s tem sido uma das principais fontes de financiamentos das start-ups em Portugal ö  Alavancagem do Compete permitiu ganhar escala e criar grupos de BA’s profissionais ö  Linhas Compete levaram BA’s a privilegiar o investimento através de veículos organizados ö  Profissionalização e prazos de investimento do Compete resultaram num crescimento exponencial: ö Até final de 2013 foram apoiadas 91 PME’s ö Valor total investido próximo de €25M
  • 11. 11 Tendências de mercado 1 ö  Proliferação de incubadoras e aceleradoras que promovem a estruturação dos projetos e facilitam a interação com investidores; ö  Crescimento das comunidades de Angels (online e offline) ö  Aparecimentos de plataformas de crowdfunding por equity como a Seedrs; ö  Investimento médio dos BA’s entre €100k a €200k com tendência para aumentar; ö  Aumento da sindicação como forma de partilhar experiência e ganhar capacidade competitiva ö  Os BA’s co-investem frequentemente como fundos de VC (Portugal Ventures, ES Ventures)
  • 12. 12 Tendências de mercado 2 ö  Aumento do ticket médio das rondas de seed capital devido a: ö Aumento dos tickets médios dos BA’s por alavancagem do Compete ö Sindicação entre BA’s e outros players ö Tickets elevados da Portugal Ventures ö  Aumento da intensidade competitiva: ö Aceleradores e incubadoras dão mais visibilidade aos projetos ö Calls da Portugal Ventures aumentam a oferta de capital ö Players estrangeiros como o SeedCamp e o Ycombinator antecipam a deslocalização
  • 13. 13 Agenda ö  APBA ö  Mercado dos Business Angels ö  Desafios do “smart capital”
  • 14. 14 Os desafios ö  O bem mais escasso no eco-sistema das start- ups não é o capital mas sim o conhecimento ö  Experiência e talento têm o seu preço e tal como no resto da economia “não existem almoços grátis” ö  Dimensão reduzida dos investimentos agravam o problema porque impedem economias de escala ö  Diversificação neste segmento de alto risco acentua o problema por aumentar o número médio de empresas por investidor
  • 15. 15 A respostas dos BA’s ö  BA’s são tipicamente gestores com carreiras bem sucedidas em vários sectores de atividade, com experiência relevante para as start-ups ö  Concentração de BA’s em veículos permite aumentar a diversificação e simultaneamente reduzir o nº médio de empresas por investidor ö  Rácio médio de empresas por profissional de investimento em fundos de VC ronda as 5 enquanto nos BA’s ronda os 2 ö  BA’s têm muitas vezes um duplo objectivo de retorno e de contribuição para a sociedade investindo o seu tempo a custo zero
  • 16. 16
  • 17. 17 Contactos Telefone: +351 969 160 325 E-mail: apba@apba.pt Site: www.apba.pt Morada: R. Duque de Palmela,2, 4ºesq 1250 098 Lisboa