Your SlideShare is downloading. ×
Revista Visão Ampla 1ª edição
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

×
Saving this for later? Get the SlideShare app to save on your phone or tablet. Read anywhere, anytime – even offline.
Text the download link to your phone
Standard text messaging rates apply

Revista Visão Ampla 1ª edição

553
views

Published on

Published in: Business, Technology

0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total Views
553
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0
Actions
Shares
0
Downloads
5
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

Report content
Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
No notes for slide

Transcript

  • 1. visãoampla A sua revista Ampla de negócios ANO I • nº 1 • abril/2008 Produtos e serviços sob medida para sua empresa Com foco na eficiência energética, Ampla Negócios personaliza atendimento e estreita parceria com as empresas
  • 2. Bomba de calorAquece a água e dá umrefresco no seu custo fixo.Você sabia que itens como aquecimento e refrigeração são os quemais têm impacto no orçamento de médias e pequenas empresas?Mesmo que o seu negócio não esteja em uma dessas categorias,você também pode obter uma grande economia com oaquecimento de água. Instale uma bomba de calor.Desenvolvida pelas empresas Tosi e Aqser, a bomba de calorpromove uma economia de energia de até 70% em piscinas, porexemplo. Permite um retorno do seu investimento entre 10 e 20meses após a instalação e ainda é ambientalmente responsável,pois evita a queima direta de combustíveis fósseis, comum emoutros equipamentos.Testada e aprovada em condomínios e academias, vem sendo usadaainda com excelentes resultados em clubes, hotéis e hospitais.Como você pode ver, não é por acaso que as vendas da bombade calor também estão muito bem aquecidas. Para mais informações, fale com a Ampla: 0800 2802375 ou 2613-7940.
  • 3. Seções Visão da capa 4 Eletrizante 6 Transmissão de energia 7 Geração de resultado 8 Editorial Fio condutor 9 Mais por menos 10Mais perto do cliente Transformador 11 A Ampla tem uma política atu- edição falamos ante para aumentar o relacionamento sobre o Ampla Negó- com os seus 6 mil clientes corporati- cios, área que desenvolve vos – as grandes, médias e pequenas soluções integradas para gran- empresas. Com sede em Niterói, dis- des, médias e pequenas empresas. tribuimos energia a 73,3% do Estado A meta é ampliar a produtividade e do Rio de Janeiro, num total de 66 mu- competitividade das empresas pelo nicípios. No fim de 2007, a concessio- melhor uso da energia. Na seção Ele- nária registrou o maior lucro líquido trizante, as empresas poderão expor de sua história: R$ 191 milhões. suas dúvidas interagindo com nossos executivos de contas e técnicos. O lançamento da revista Visão Ampla – dirigida exclusivamente aos A filosofia da companhia é de- clientes corporativos – visa ampliar senvolver soluções sob medida para sua 3 esse relacionamento. Em suas páginas empresa, pois a Ampla tem conheci- A missão da Ampla é ser uma nosso cliente corporativo encontra- mento no negócio. Aproveitamos cadaempresa de referência no Brasil para rá soluções para agilizar e tornar sua contato com o cliente para apresentarseus colaboradores, clientes e acio- produção mais eficaz. A publicação é soluções que aumentem a capacidadenistas, pois distribuir energia é muito um canal interativo entre a Ampla e produtiva da empresa, seja ela de gran-mais que iluminar. É ser fundamental seu cliente. de, médio ou pequeno porte.na vida das pessoas e nos processosprodutivos das empresas. Nossa ca- A revista mostrará também a Cristián Fierropacidade tecnológica vai muito além experiência de outros empreende- Presidente da Amplado medidor de energia. Por isso, de- dores que conseguiram potencializarsenvolvemos soluções integradas ino- sua capacidade produtiva, otimizan-vadoras para tornar sua empresa cada do recursos e reduzindo despesas. Navez mais competitiva. reportagem de capa desta primeira Expediente – Publicação trimestral da Ampla.Criação e produção: Casa do Cliente Comunicação 360º e Marketing Ampla – Pryscila Civelli e Renata Magalhães. Conteúdo Novos Negócios: Márcio Araújo e Carlos Alberto Gregório. Fotos: Ampla e Banco de imagens Casa do Cliente Comunicação 360º. Tiragem 4 mil exemplares.
  • 4. Visão da capa Ampla Negócios desenvolve soluções para sua empresa4 A grande notícia da Ampla neste “Queremos mostrar que a Am- vo. Desde 2004, a Ampla direciona primeiro trimestre de 2008 é a pla é muito mais que uma distribuidora suas ações na melhoria dos serviços criação da área Ampla Negócios, de energia. É uma empresa que ofere- oferecidos, investindo em tecnologia que tem como meta ampliar a ce soluções integradas desenvolvidas e no atendimento personalizado. produtividade e competitividade com alta tecnologia”, resume o diretor dos clientes corporativos pela comercial, Luciano Galasso. Para ele, o A meta é oferecer ao cliente uma desafio da companhia é tornar o Ampla solução sob medida, orientando-o para otimização da energia. A Negócios tão relevante quanto o negó- a melhor escolha. “A ênfase da Ampla companhia desenvolveu soluções cio principal da empresa: a distribuição em 2008 é o relacionamento personali- integradas especiais para atender da energia elétrica. zado”, explica o diretor comercial. esse público O Ampla Negócios reforça o Na carteira de clientes da Ampla novo posicionamento da empresa no Negócios estão empresas de todos os por- atendimento ao mercado corporati- tes: grandes indústrias (automobilística, “Temos tecnologia “Temos tecnolo m e experiência p experiência para e Portfolio variado monitora melhorar as monitorar e me rar instalações elét s elétricas” A Ampla fornece energia elétrica a 66 municípios do Estado do Rio de Janeiro. Galass sso Luciano Galasso A malha de distribuição cobre 73% do território estadual, estendendo-se por uma área de 37 mil quilômetros quadrados. Além de distribuir energia, a companhia constrói subestações, instala, adapta soluções e presta consultoria. “Assim, o cliente passa a ter soluções realmente integradas, pois todas as etapas têm a garantia da Ampla”, explica Galasso.
  • 5. alimentícia, farmacêutica, química, naval/ ção, proteção e controle de ener-offshore, de mineração, petróleo, papel e gia. A empresa atua em todas asplásticos), grandes comércios (condomí- fases dos projetos: da elaboraçãonios, imobiliárias, instituições de ensino, à execução, incluindo ampliaçãohotéis, hospitais e shoppings), bancos e e adequação de subestações, desegmentos empresariais (academias, clíni- média e alta tensão (a partir decas, empresas de cerâmica, laboratórios, 75 kVA).pousadas e padarias). A eficiência energética, umFoco na excelência dos grandes temas da companhia, “O que buscamos é a excelên- também está contemplada no pa-cia. Para o segmento corporativo, a cote de soluções integradas. “Temosmeta é de ser a melhor empresa de tecnologia e experiência para moni-distribuição e de soluções integra- torar e melhorar as instalações elé-das que agreguem valor aos nossos tricas”, exemplifica o diretor comer-clientes”, resume Galasso. Para isso, a cial. Para isso, a companhia mapeiacompanhia conta com tecnologia de o consumo dos clientes, de maneiraponta, utilizando equipamentos que a oferecer consultoria para otimizar oreduzem gastos e garantem seguran- gasto de energia. Já a reativa produz o campo magnéticoça aos clientes. necessário ao funcionamento dos mo- De olho nos tores, transformadores etc. O excesso A idéia da companhia de lan- equipamentos de energia reativa “ocupa um espaço”çar o Ampla Negócios partiu de uma Ricardo Corrêa, gerente de desnecessário no sistema. Com a ins-necessidade do mercado. “Antes, os Grandes Clientes, explica que os talação de banco de capacitadores oclientes realizavam apenas parte das equipamentos novos apresentam problema é corrigido, proporcionando 5instalações com a Ampla, ficando o uma grande vantagem tecnológica melhor qualidade nas instalações elétri-restante por conta de outras empre- em comparação aos antigos. “Para cas e maior economia para o cliente.sas, muitas vezes pouco preparadas uma indústria, por exemplo, pode serpara a execução das obras. Percebe- mais econômico trocar o ar-condicio- Para apresentar as novas soluções,mos que havia uma demanda e re- nado que tem 10 a 15 anos por um a companhia prevê a realização de umasolvemos entrar nessa fatia do merca- aparelho novo”, aconselha. série de encontros, nos próximos meses,do”, conta Galasso. com os setores atendidos pela Ampla. Entre os equipamentos eficien- Na área de construção, a com- tes recomendados pelo Ampla Negó- “Os equipamentos novos apresentampanhia tem interesses pontuais. “Que- cios está a bomba de calor, solução uma grande vantagem tecnológica emremos ser parceiros das construtoras. elétrica que reduz em até 60% o cus- comparação aos antigos”Prestamos serviços no segmento de to de aquecimento da água em rela- Ricardo Corrêapainéis de medição compactos, sob ção ao do aquecimento a gás (vejamedida, que ocupam muito menos reportagem sobre o tema na seçãoespaço que os convencionais, além Transformador).de gerar mais economia”, diz Galas-so. Os equipamentos diminuem em Outro serviço que a compa-até 50% a área ocupada pelos siste- nhia oferece aos clientes corporati-mas tradicionais. vos é a correção de potência. Equi- pamentos como transformadores Já as subestações construídas estão entre os que possuem doispela Ampla são instalações elétricas tipos de energia, a ativa e a reativa. Ade alta potência, reunindo equipa- ativa é a energia que ‘trabalha’, promo-mentos para transmissão, distribui- vendo a rotação do eixo de um motor.
  • 6. Eletrizante Com a palavra, nossos especialistas O atendimento da Ampla é personalizado. São quase 8 mil colaboradores trabalhando com comprometimento para levar soluções para sua empresa. De forma a melhor atender esse público, nossos executivos de contas visitam os clientes, além de manter contato por e-mail e telefone sempre que é necessário. A proposta da seção Eletrizante é justamente ampliar a comunicação entre a companhia e os clientes corporativos Perguntas e respostas Executivos de conta tiram dúvidas dos clientes Nelson Assumpção Tatiana Vaccani Executivo de Grandes Indústrias Executiva de Grandes Comércios Nelson Assumpção trabalha na área que envolve as Solicitações para reduzir cus- maiores contas da companhia: as grandes indústrias. “O to com as contratações tarifárias objetivo é sempre produzir mais gastando menos. Isso por- também lideram a lista da área dos que, para alguns clientes, a energia é o custo mais elevado grandes comércios, atendida por Ta- do orçamento.” O custo é, assim, o tema que desperta mais tiana Vaccani. “O setor quer saber dúvidas. “Os empresários querem saber o que podem sobre os investimentos de melhoria6 fazer para reduzir despesas.” A oscilação de energia é na rede que a Ampla tem feito. Al- outra preocupação freqüente. “É importante lembrar guns clientes – especialmente bancos, que os clientes são responsáveis pelos equipamentos hipermercados e grandes hotéis – que- de proteção.” Dependendo do setor, as perguntas rem conhecer os novos serviços e solu- variam: “Nos setores petroquímico e químico, os ções desenvolvidos pela Ampla. Desde a reformulação pontos mais abordados são a qualidade do forneci- da companhia, há quatro anos, a exigência dos clientes mento de energia e a confiabilidade da transmissão”, é cada vez maior. Conforme fomos estreitando o rela- observa o executivo. cionamento, eles passaram a nos procurar mais. Desta Contatos para informações: forma todos ganham”. nneto@ampla.com, tel.: 2613-7846 Contatos: tvaccani@ampla.com, tel.: 2613-7434 Michele Silvia Executiva de Clientes Empresariais A tarifa é o tema que mais gera perguntas na área atendida por Michele Silva. “Os pequenos em- presários perguntam como são feitos os cálculos em função do consumo de energia e como poderiam minimizar os custos. Sempre esclarecemos as dúvidas. Entre os proprietários de posto de gasolina e fá- bricas de plástico, por exemplo, a preocupação é a oscilação no fornecimento da energia. “No entanto, as empresas investem pouco em equipamentos de proteção. Outro dia, em visita a um fabricante, ve- rifiquei que ele havia substituído uma máquina antiga por uma nova, e passou a usar uma carga maior do que a que poderia. Resultado: o equipamento está parado até que ele tenha condições de voltar a usá-lo de forma correta, promovendo as mudanças necessárias. Sempre que visito um cliente, ressalto a importância de ele entrar em contato conosco para tirar suas dúvidas. Assim, temos como ajudá-lo.” Contatos: mscosta@ampla.com, tel.: 2613-7403 Envie sua pergunta para o e-mail amplanegocios@ampla.com. Na próxima edição, esperamos poder esclarecer suas dúvidas
  • 7. Transmissão de energiaSaiba como é feito o cálculo da tarifaComo é feito o cálculo do reajuste da tarifa da energia elétrica? A pergunta éfeita tanto pelo consumidor comum quanto pelo cliente corporativo. As tarifas,na verdade, são estabelecidas pela ANEEL – Agência Nacional de EnergiaElétrica – que leva em conta a variação de custos das empresas num período de12 meses No Brasil, as tarifas de energia de potência e consumo de energia. Asão estruturadas de acordo com dois primeira é medida em quilowatt e cor-grandes grupos de consumidores: A e responde à média de potência elétricaB. O grupo A corresponde aos consu- solicitada pelo consumidor à empresamidores atendidos pela rede de mé- distribuidora, durante um intervalo dedia e alta tensão, com variação de 2,3 tempo normalmente especificado. Já tida por meio das tarifas praticadas pelaa 230 kV, faixa em que se enquadram o consumo de energia é medido em concessionária, seguindo uma fórmulaos clientes corporativos da Ampla. As quilowatt-hora ou em megawatt/hora prevista no contrato de concessão. É pra-indústrias representam 5,5 mil no uni- e corresponde ao valor acumulado pelo ticado anualmente, na data do aniversá-verso de 6 mil clientes corporativos uso da potência elétrica disponibilizada rio do contrato. Vale lembrar que cadada empresa. Já o grupo B, clientes re- ao consumidor ao longo de um período concessionária tem uma tarifa, que refle-sidenciais, se refere às pequenas uni- de consumo, em geral de 30 dias. te as peculiaridades da região, como nú-dades, que requerem tensão inferior mero de consumidores, quilômetros dea 2,3 kV. Portanto, a conta recebida pelos rede e tamanho do mercado (quantida- 7 consumidores é cobrada pela empresa de de energia atendida por uma deter- Divulgado em 15 de março, distribuidora – no caso, a Ampla. É um minada infra-estrutura), custo da energiao reajuste tarifário deste ano para os valor que corresponde à demanda e comprada, tributos estaduais e outros.clientes residenciais ficou em 10,88%. consumo de energia elétrica no mês an-Já o reajuste médio para os clientes cor- terior, estabelecido em kW (quilowatt) Por fim, não custa lembrarporativos da Ampla ficou em 12,14%. e kWh (quilowatt-hora), multiplicado que é obrigação das concessionáriasEssa diferença entre os valores residen- por um valor unitário, denominado de distribuição levar energia elétricaciais e industriais ocorreu em função da tarifa, calculado em R$/kW (reais por a seus consumidores. Para cumprir osuspensão de subsídios embutidos nas quilowatt) e R$/kWh (reais por quilo- compromisso, a empresa tem custostarifas residenciais, que eram revertidos watt-hora). No saldo final, o cálculo que devem ser cobertos pela tarifa depara as industriais. equivale à demanda e consumo total de energia. De uma maneira geral, a con- quilowatts-hora. ta de luz compreende o ressarcimen- O reajuste da Ampla também foi to de três custos distintos: geração deinfluenciado pela crise energética sul- O Reajuste Tarifário Anual, ditado energia elétrica, transporte da energiaamericana, que, por sua vez, resultou de pela ANEEL, tem como objetivo restabe- tanto da transmissão quanto da distri-dois fatores: a crise energética da Argen- lecer o poder de compra da receita ob- buição e encargos e tributos.tina, que interrompeu a exportação deenergia para o Brasil, e a falta de chuvas Em caso de dúvida, entre em contato com os canais de relacionamento da Ampla:no país, no começo do ano. • Central Corporativa: 0800 280 2375. Atendimento de 24 horas e todos os dias. • Agência Virtual – Clientes Corporativos: www.ampla.comFatores que • Ampla Chat: www.ampla.comdefinem o reajuste • Executivo de Atendimento: o telefone e e-mail do Executivo de Atendimen- As tarifas de energia são defini- to estão sempre disponíveis em sua conta mensal. Caso deseje, poderá serdas por dois componentes: demanda agendado um atendimento pessoal.
  • 8. Geração de resultado Lazer turbinado Uma arrojada infra-estrutura elétrica, implantada pela Ampla, permitiu a instalação de um complexo poliesportivo, nova atração do Hotel Village Le Canton, na região serrana do Rio de Janeiro Situado em um vale entre as riadas, como complexo esportivo, corporativo representa 65% da receita montanhas da Serra do Mar, no Km que inclui campo de golfe, centro do hotel. Bancos e grandes empresas 12 da estrada Teresópolis-Friburgo, eqüestre, quadras poliesportivas, cir- do setor de petróleo estão incluídos paisagem que faz lembrar a Suíça, a cuito de arvorismo e muitas outras nesse percentual. “Os empresários apenas uma hora e quarenta minutos atrações. Todos os 106 quartos são que muitas vezes passam por lá par- do Rio de Janeiro, o Hotel Village Le climatizados com TV e canais por as- ticipando de congressos e seminários Canton Swiss Moutain Resort há mais sinatura. Além dos três restaurantes, são os que retornam nos fins de sema- de duas décadas encanta seus hóspe- que inclui um de gastronomia suíça, na trazendo a família”, conta o geren- des. A supervisão de toda essa infra- há uma adega com mais de 90 rótulos te operacional, Alberto Cestrone. Em estrutura leva a assinatura de Marcelo especiais. “Para tudo isso funcionar, é 2007, a taxa de ocupação aumentou Antunes, responsável pela área de necessário energia elétrica confiável em torno de 10%. O Le Canton atrai engenharia e manutenção. Para asse- em termos de estabilidade”, ressalta hóspedes principalmente do Rio e de gurar todo o conforto aos hóspedes, Antunes. São Paulo. o empreendimento conta com uma8 8 robusta infra-estrutura elétrica, que O Le Canton aposta continua- Confiança como inclui duas subestações – uma delas mente na melhoria da infra-estrutura. base do atendimento instalada pela Ampla –, que precisam Há dois anos o hotel passou por uma Para Antunes, o fornecimento estar sempre impecáveis. ampla reforma. Já em 2007, os in- de energia elétrica confiável em ter- vestimentos incluíram a construção mos de estabilidade deixa o empre- O hotel tem em torno de de uma subestação pela Ampla, para endedor mais seguro para vender seu 200 mil m² de área, com dar suporte ao complexo esportivo. produto ou serviço. Na opinião dele, opções de lazer va- “Essa subestação, com dois transfor- a distribuição de energia na região Marcelo Antunes à madores de 225 kVA cada um, per- melhorou substancialmente desde frente da subestação instalada pela Ampla mitiu a construção de 28 baias para que a companhia assumiu a conces- a hospedagem de cavalos em nosso são. “Não se compara a qualidade complexo esportivo. Está tudo mui- do fornecimento atual com o que to bem iluminado”, diz Antunes. A era oferecido no passado”, assinala o outra subestação, previamente ins- engenheiro. talada também com dois transfor- madores, de 500 kVA cada um, Para Antunes, outro fator positi- serve à iluminação geral do vo é o relacionamento com a conces- empreendimento e conta sionária: “Quando preciso entrar em com suporte da Ampla em contato com a Ampla, telefono para a sua manutenção. companhia com total confiança. Essa mudança no atendimento assegura que Em termos de estamos lidando com uma empresa que ocupação, os proprie- se preocupa com seus clientes. Hoje, te- tários não têm do que mos uma verdadeira relação comercial reclamar. O mercado e profissional com a Ampla”, atesta.
  • 9. Fio condutorUm projetobem-sucedidoAberto há nove meses, o restaurante Ícaro, em Icaraí, Niterói, tem amarca de qualidade dos demais empreendimentos dos irmãos Paludo.Os empresários contaram com a consultoria da Ampla durante toda aconstrução, o que incluiu a instalação de uma subestação no 4º andar do prédio A opção dos irmãos Paludo cliente monta o próprio combinado. O objetivo era ter um restaurantefoi por um projeto que contemplas- O segundo piso, por sua vez, intitula- bem projetado.se um excelente suporte elétrico. A do de Massa Show, oferece mais deinstalação foi toda monitorada pelos 20 opções de massas e pizzas prepa- Ampla – Que outros cui-técnicos da Ampla. “Desta vez está- radas no forno a lenha. dados foram importantes navamos mais estruturados para mon- concepção do restaurante?tar um restaurante que nos desse se- Ampla – O que você prio- R. P. – A acústica da casa tam-gurança no funcionamento”, explica rizou em relação às instalações bém foi planejada como um dos itensRudinei Paludo, que se diz satisfeito elétricas do restaurante? mais importantes, já que o Ícaro estácom a Ampla. “Abrimos de segunda 9 R. P. – Entre as prioridades do localizado em uma área comercial daa segunda, por isso a qualidade no projeto estavam justamente as ins- cidade. Além de isolar o ruído exter-fornecimento de energia e um bom talações elétricas. Dispomos de uma no, contamos com a instalação deatendimento da companhia são in- subestação de 300 kVA para manter telões, TVs de plasma e aparelhagemdispensáveis.” Veja, a seguir, uma en- o bom funcionamento elétrico, pois de som. À noite, quem comanda atrevista com o empresário. trabalhamos com três câmaras frigo- programação musical é o DJ Fernan- ríficas e uma adega climatizada com do Figueiredo. Ampla – Você poderia des- 240 rótulos que precisam funcionarcrever o projeto do restaurante? perfeitamente. Além disso, há todo o Rudinei Paludo – Projetado sistema de refrigeração da casa. Con-pelo arquiteto Alexandre Magno, que seguimos desenvolver, com a consul-utilizou os mais modernos materiais toria da Ampla, um projeto de porte.de construção e decoração, o novo Os equipamentos ocupam o quartoespaço conta com três ambientes. O andar. Outra preocupação minha foisubsolo oferece um cenário mais in- com o acabamento das instalações.timista, podendo ser reservado paraeventos especiais ou reuniões de tra-balho. No térreo, dividido em doisníveis, o cliente pode desfrutar de um ‘Com a consultoria dabuffet variado com itens da culináriabrasileira e internacional. O restau- Ampla, conseguimosrante conta ainda com o reforço de desenvolver umum self sushi – um sushiman prepara projeto de porte’na hora as delicadas peças de arroz e Rudinei Paludoos cortes clássicos de peixe – onde o
  • 10. Mais por menos Consumo responsável de energia ajuda a reduzir custos “Uma indústria pode reduzir sobre o assunto. Nas pequenas em- entre 20% e 30% seus custos presas, por exemplo, é o próprio em- em energia e passar a consumir preendedor que está à frente de tudo, o recurso de forma responsável sem contar com um especialista em adotando o gerenciamento eletricidade e processo. Isso se reflete energético em seus processos nos negócios, que exigem mais tem- de produção.” A afirmação é po para gerar lucro”, observa. do líder de Novos Negócios, Márcio Araújo A informação está em sintonia com o foco da Ampla em 2008, que oferece consultoria especializada no Segundo Araújo, “a eficiência pouco investimento, ao aumentar a10 assunto aos clientes. Segundo Márcio energética não é uma ação pontual. capacidade produtiva sem exigir mu- Araújo, apesar de ser um tema recor- É um projeto que precisa ser desen- danças na planta. rente, o gerenciamento energético volvido por especialistas”. Além de continua a despertar dúvidas nas em- reduzir custos, esse gerenciamento A consultoria da Ampla inclui presas. “Falta esclarecimento ao mer- fortalece a saúde financeira da orga- um diagnóstico de toda a estrutura cado, ao empresário e ao trabalhador nização. E representa expansão com energética da empresa cliente: “Esse diagnóstico não se restringe a veri- ficar as instalações elétricas. Avalia também o modo e o processo em Do monitoramento às soluções que a indústria está moldada”, expli- ca Araújo. A Ampla dispõe de equipamentos capazes de monitorar todas as instala- Márcio Araújo, ções elétricas das empresas clientes em tempo real, por acesso on-line a Ele lembra, entretanto, que olíder de Novos Negócios relatórios e gráficos que informam as grandezas elétricas, como consumo, gerenciamento vai além do diagnós- fator de potência etc. “Em uma indústria que produz das 15 às 20 horas tico: “É preciso mostrar ao empre- é possível avaliar, por exemplo, em quais períodos os custos podem ser endedor que é crucial para o cresci- reduzidos”, explica. mento da empresa fazer um trabalho contínuo de monitoramento das ins- Entre as soluções mais acessíveis para garantir maior eficiência energética talações. E indicar os riscos que ele Araújo destaca bombas de calor e aparelhos de ar-condicionado eficientes, corre quando a demanda produtiva por exemplo. Ele lembra que a correção de fator de potência é outro ser- aumenta e há sobrecarga nos equi- viço realizado pela companhia para garantir segurança e gerar economia. pamentos”, ressalta Araújo. Segundo “O excedente de energia reativa pode causar danos às instalações elétricas ele, esse é um problema bastante – como redução de tensão, redução do nível de iluminação e aquecimento comum, mas um controle contínuo de cabos e transformadores – causando prejuízos às empresas”, revela. pode evitá-lo.
  • 11. TransformadorReduza custos com água quente Solução para o aquecimento de alta. A tecnologia de ponta favorece a calor consegue trabalhar nos perí- água, a bomba de calor é uma racionalização dos processos: o siste- odos em que não há essa sobrecar-das apostas da Ampla na área de ma é capaz de aquecer tanto a água ga”, explica. eficiência energética. A empresa da piscina quanto a do chuveiro. está oferecendo oportunidades “Outro ponto favorável é a respon- A bomba de calor custa a de negócio aos seus clientes sabilidade ambiental, pois a bomba partir de R$ 5 mil, valor que pode através da parceria com a Tosi e evita a queima de combustíveis fós- ser parcelado em até seis vezes. Aqser, que iniciam a comerciali- seis comum a outros equipamentos”, Segundo as empresas parceiras, zação do equipamento este mês explica Araújo. a consultoria da Ampla garante a logística de comercialização do “Os custos de operação da Segundo Goulart, a bomba produto. “Os clientes buscam efi-bomba de calor chegam a ser 60% de calor distribui melhor a carga de ciência energética e retorno rápidomenores comparados aos dos siste- consumo ao longo do dia. “Há dois de investimento. Acreditamos quemas a gás”, explica o líder de Novos momentos de pico: pela manhã e à a solução terá uma boa aceitaçãoNegócios da Ampla, Márcio Araújo. noite, quando as pessoas mais to- do mercado, pois a qualidade doSegundo ele, o aquecimento e a re- mam banho quente. A bomba de produto foi atestada”, diz Araújo.frigeração são os itens que mais im-pactam o orçamento dos médios epequenos empreendedores. Um trabalho de parceria 11 O retorno do investimento é O projeto da bomba de calor começou a ser desenvolvido há um ano pelas parcei-rápido. O empresário recupera em ras Tosi e Aqser, empresas com larga experiência no segmento de refrigeração. A10 a 20 meses o que aplicou, prazo primeira, no mercado desde 1953, desenvolve tecnologia e fabrica condicionado-bem inferior ao de um equipamen- res de ar, serpentinas, difusores e bombas de calor. A segunda atua há 15 anos nasto movido a energia solar, de 30 a áreas de planejamento, instalação e manutenção de equipamentos.40 meses. Araújo explica que a razão de a Ampla ter entrado somente agora nesse Consultor da Tosi e Aqser, segmento é estratégica. Há alguns anos, quando começou a serHenrique Goulart conta que a bom- comercializada no país, a bomba de calor ainda não ofere-ba de calor representa uma redução cia confiabilidade. “Não existiam peças de reposiçãode custos de até 70% em piscinas. “A nem manutenção. Os equipamentos eram impor-bomba foi bastante testada em con- tados. Por isso, optamos em esperar um me-domínios e academias, apresentando lhor momento para entrar no mercado comótimos resultados”, destaca Goulart, empresas parceiras, que garantem aten-que recomenda o uso do equipa- dimento pós-venda e com um produ-mento também em clubes, hotéis, to que apresenta rentabilidade parahospitais. os clientes”, conclui.Como funciona o sistema Os interessados em conhecer A bomba de calor apresenta melhor o sistema podem en-um ciclo inverso ao do sistema de re- trar em contato com a Am-frigeração. Ou seja: devolve a energia pla pelos telefones 0800captada em uma temperatura mais 2802375 ou 2613-7940.
  • 12. Uma empresa cheia deenergia na busca de soluçõespara seus clientes.A Ampla é muito mais do que uma empresa de distribuiçãode energia elétrica.Para mostrar isso ao mercado, ela criou o Ampla Negócios.Um segmento voltado para ampliar a produtividadee competitividade de empresas de todos os portes,oferecendo soluções integradas e customizadas para aeficiência energética.A carteira de clientes do Ampla Negócios vai desde grandesindústrias a pequenas lojas, passando por conceituadosestabelecimentos comerciais e empresas variadas.Ao conhecimento da Ampla soma-se a mais alta tecnologiadisponível no mercado e equipamentos que proporcionammais economia e segurança.Tudo começa com a capacidade da Ampla de oferecerrespostas integradas na distribuição de energia, naconstrução de subestações, na instalação e adaptação desoluções e na prestação de consultoria.Para criar soluções inovadoras e que geram economia parao seu negócio, não nos falta competência. Nem energia.

×