ano 3 I julho • agosto • setembro 2011 I nº 9                                                  R     E      V      I    S ...
diálogo                                                                                     transparência“De grande valia ...
Cara a Cara ............................................. 4                            índice                             ...
cara a cara                                                            Tiago Falcão                                       ...
O programa já foi acusado de assistencia-          15 anos), que podem ser concedidos a cadalista e eleitoreiro. O que sen...
de 0 a 15 anos, que tiveram aumento de            canismo de integração entre essas políticas e                       45,5...
caso de sucessoTudo pode dar certo“Nossa, estou me sentindo tão importante.         escola perto de casa. Por meioSer entr...
capa                                                                                                                      ...
Clientes e funcionários da Pakera                                                                se reúnem no postoO novo ...
em foco          Cidadão consciente,          cidadão pleno          “Cidadania é a consciência de direitos demo-     leva...
projeto está presente em 14 municípios e intensi-     ria com as Secretarias de Ação Social e os Centrosficou suas ações, e...
fique por dentro                                A medida da consciência                                Projetos de rede int...
pelo mundoRedes inteligentesgeram cidades inteligentesImplantação de sistemas de smart gridé o começo da era sustentável n...
rede do saber                     Ter, ser e fazer                     Por Agostin Vieira*                         Agostin...
consciência digital Interatividade é tudoCom as mídias sociais, vivemos uma nova            área de Projetos Sociais da co...
dicas                                                                Férias em segurança                                  ...
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Revista Consciência Ampla nº 9

1,501

Published on

Published in: Business, Technology
0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total Views
1,501
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
1
Actions
Shares
0
Downloads
8
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Transcript of "Revista Consciência Ampla nº 9"

  1. 1. ano 3 I julho • agosto • setembro 2011 I nº 9 R E V I S T A A sua revista Ampla sobre responsabilidade socioambientalPrograma Consciência EcoAmplapromove troca de resíduosrecicláveis por bônus naconta de luz – págs. 8 e 9Bolsa FamíliaEm entrevista exclusiva, Tiago Falcão,secretário nacional do programa, comenta os avançosobtidos com o benefício e explica o funcionamentoda Tarifa Social de Energia Elétrica – págs. 4, 5 e 6
  2. 2. diálogo transparência“De grande valia as informações sobre MeioAmbiente, gostaria até de receber as posta-gens em meu email que segue.” (via blog) Programas de sucessoAdam Sousa Consciência Ampla Eficiente“Prezados senhores, recebi o exemplar nº 8 da Em julho, a Ampla entregou a trigési- Investimento da Ampla no projeto derevista durante o Encontro com as Concessioná- ma milésima geladeira do Consciência eficiência energética: R$ 25 milhõesrias, promovido pelo Tribunal de Justiça. Li e reli. Ampla Eficiente. A beneficiada foi An- CO2 retirado do meio ambiente: 150Excelente revista dentro do tema que se propõe. drea da Silva, de São Gonçalo. Veja milhões de quilosComo posso recebê-la regularmente? Grato pela outros números do programa, que Famílias beneficiadas pela troca deatenção.” (via e-mail) existe desde 2005: geladeiras: 30 milPaulo Roberto Carvalho Targa Consciência EcoAmpla“Sou professora estadual em Itaperuna/RJ. O Consciência EcoAmpla é um D’Aldeia, Petrópolis e TeresópolisGostaria de obter informações de como trazer sucesso. O programa visa preservar a Distribuição de brindes em 2011:os projetos educativos e culturais para a minha natureza e garantir o bem-estar das 332 ecobags, 1.110 lâmpadascidade e escola.” (via blog) gerações futuras com a reciclagem. incandescentes trocadas por eficien-Beth Vitória Rezende Confira os seguintes números: tes, 40 geladeiras (até o fim do ano) Quantidade de resíduos recebidos Postos em atividade: 14 (sendo 13 desde 2008: 1.449 toneladas fixos e um móvel)Escreva você também! Envie sua mensagem por e-mail Valor total abatido da conta de luz Quantidade de resíduos recebidos nopara consciência@ampla.com, ou deixe seus comentários dos clientes: R$ 240.339,00 posto da Pakera desde fevereiro:em nosso blog oficial. Por questão de espaço, oscomentários podem ser resumidos. Clientes cadastrados: 49.994 16,767 toneladasQuer receber dicas sobre o consumo consciente, Cidades com postos de coleta: Nite- Valor total de desconto concedidosegurança, direitos e deveres?Então, siga o Consciência Ampla em www.twitter.com/ rói, Cabo Frio, São Gonçalo, Magé, aos clientes que vão ao posto daconscienciampla. Rio das Ostras, Araruama, São Pedro Pakera: R$ 9.528,56Se preferir, envie uma carta para Rua Nilo Peçanha 546,São Gonçalo, RJ CEP 24445-360, aos cuidados da Equipe Leia mais sobre o Consciência EcoAmplade Projetos Socais da Ampla. nas páginas 8 e 9. programe-se Consciência Ampla 8 Cardoso Moreira sobre Rodas Agosto 15 22 Itaperuna Pádua 29 Cantagalo Quer aprender mais sobre o consumo consciente de energia? Confira então as datas do Consciência Ampla sobre Rodas. 5a9 Búzios 12 a 16 Casimiro de Abreu Os demais projetos do Consciência Ampla continuam percorrendo cidades em 2011, Setembro 19 a 23 São Gonçalo levando cultura e educação para o consumo consciente. Acompanhe toda a programa- 26 a 30 Cambuci ção pelo blog e pelo twitter do Consciência Ampla. 2 Papel reciclável de origem certificada
  3. 3. Cara a Cara ............................................. 4 índice Caso de Sucesso ...................................... 7 Capa ....................................................... 8 Em Foco ................................................10 Fique por Dentro.....................................12 Pelo Mundo ...........................................13 Rede do Saber .......................................14 Consciência Digital ................................15 Dicas .....................................................16 editorial Divirta-se ...............................................16Lições de cidadaniaUm país só pode se considerar desenvolvido que ajuda integrantes de famílias de baixa ren-quando a população tem seus direitos básicos da a tirarem documentos e a se cadastraremgarantidos: alimentação, moradia, seguran- em programas sociais. Dona Márcia Santanaça, saúde e educação. Embora o Brasil ainda Passos é um exemplo vivo de como todosapresente falhas nesse sentido, não se pode podem ir longe. Basta ter uma oportunidade.negar que o país avançou muito nos últimosanos, sobretudo com a adoção de iniciativas Nossa reportagem de capa, por sua vez, fo-sociais consistentes, como o Bolsa Família. caliza o projeto EcoAmpla, outro segmentoNesta edição, o secretário nacional do pro- do Consciência Ampla, que promove a trocagrama, Tiago Falcão, faz um balanço das con- de resíduos recicláveis por bônus na conta dequistas alcançadas com a implantação dessa luz. A iniciativa já contemplou quase 50 milpolítica. São resultados positivos, dos quais clientes da Ampla.podemos nos orgulhar. Ficou interessado nessas reportagens? Então,Mas esta luta não se limita a ações do governo. confira as páginas a seguir, cheias de assuntosEmpresas socialmente responsáveis também que merecem reflexão. Você verá que temostêm contribuído para melhorar a vida de mui- motivos para acreditar num futuro melhor.tas pessoas. A Ampla, por exemplo, construiuuma plataforma de responsabilidade social comfoco em educação para o consumo consciente: Boa leitura!o Consciência Ampla. O programa inclui açõespráticas, educacionais e profissionalizantes.O objetivo é formar uma geração engajada e Marcelo Llévenesconsciente de seus direitos e deveres como ci- Responsável pela Ampladadãos. Um dos projetos que merece destaque e pela Endesa Brasilé justamente o Consciência Ampla Cidadania, Você conhece a versão on-line da revista Consciência Ampla? Acesse www.job360.com.br/conscienciaampla8 e confira uma revista com ainda mais conteúdo para você! Expediente Publicação trimestral da Ampla. Criação e produção – Marketing Ampla: Denise Monteiro (Mb: 21.1407), Tatianna Togashi, Patrícia Gismonti e Pryscilla Civelli; Projetos Sociais Ampla: Aladia Guerino, Cristiane Baena, Felipe Conti, Gislene Rodrigues e Katia Ramos; Colaboração – Comunicação Externa e Responsabilidade Social Ampla: Janaína Vilella, Ana Paula Caporal e Beatriz Stutzel; Reportagem – Ana Clara Werneck, Annie Nielsen, Carlos Vasconcellos, Carolina Silveira, Letícia Mota, Lissandra Torres e Maíra Gonçalves. Coordenação Editorial – Annie Nielsen. Edição – Eliane Levy de Souza. Projeto Gráfico e Diagramação: Casa do Cliente Comunicação 360º. Revisão: Juliana Carvalho. Fotos: Adriano Cardozo, Antonio Pinheiro, Banco de Imagem Casa do Cliente e Humberto de Souza.Papel reciclável de origem certificada 3
  4. 4. cara a cara Tiago Falcão Bolsa Família: um compromisso com a inclusão social Secretário nacional de Renda de Cidadania do Ministério do Desen- volvimento Social e Combate à Fome, Tiago Falcão trabalha desde 1997 com políticas públicas e gestão governamental. Com formação em Economia, atuou nas secretarias da Presidência da República e dos Direitos Humanos, na Casa Civil e nos ministérios do Planejamento, da Previdência e do Trabalho. Agora, à frente do Bolsa Família – programa de transferência de renda do Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome –, ele busca novas maneiras para ampliar o alcance do benefício. O que motivou a criação do Bolsa Família? escola nas famílias atendidas pelo programa ‘Há 36% menos Tiago Falcão – O que motivou a criação do em comparação com as não beneficiárias, ecrianças e adolescentes Programa Bolsa Família, em 2003, foi a possi- a evasão de adolescentes do ensino médio é bilidade de aliviar a pobreza, por meio da trans- 50% menor, segundo o Instituto Nacional de fora da escola nas ferência direta de renda, e, ao mesmo tempo, Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Tei- famílias atendidas trabalhar para romper o ciclo da transmissão xeira (Inep). A desnutrição das crianças me- pelo programa em da pobreza de pais para filhos, por meio das nores de cinco anos contempladas pelo Bolsa comparação com as condicionalidades – ou seja, compromissos a se- Família caiu de 12,5% para 4,8% entre 2003 rem cumpridos pelas famílias para continuarem e 2008. Isso tudo se deve, em larga medida, não beneficiárias, e a a receber o benefício – que reforçam o acesso ao acompanhamento pelas áreas de Educa-evasão de adolescentes dos brasileiros mais pobres a direitos sociais nas ção, Saúde e Assistência Social requerido no do ensino médio é áreas de educação e saúde. Outra razão para âmbito do programa como condição para o criar o programa foi dar maior racionalidade pagamento dos benefícios. Esses bons resul- 50% menor’ às transferências de renda, que em nível fede- tados indicam que essa geração de crianças ral eram feitas por vários programas dispersos, estará, no futuro, em situação melhor do que unificados pelo Bolsa Família. seus pais estiveram e estão. O que o Bolsa Família apresenta de dife- Outras características diferenciadoras do pro- rente em relação a outras iniciativas de jeto são a centralidade da família, que é a uni- combate à pobreza? dade básica do programa; o empoderamento T. F. – Uma característica distintiva do pro- feminino, já que em geral as mulheres são as grama são as condicionalidades, que têm titulares do benefício; e a liberdade no gasto forte impacto na vida dos beneficiários. Há do benefício, ou seja, são as famílias que de- 36% menos crianças e adolescentes fora da finem suas próprias prioridades de consumo. 4 Papel reciclável de origem certificada
  5. 5. O programa já foi acusado de assistencia- 15 anos), que podem ser concedidos a cadalista e eleitoreiro. O que senhor tem a dizer família.em relação a essas críticas?T. F. – Esse tipo de crítica era mais comum O programa tem alguma meta para con-no início da implementação do Bolsa Família. templar um número maior de beneficia-Hoje em dia, é muito raro observar questiona- dos? Quais as principais dificuldades paramentos quanto à importância e aos bons re- a concessão do benefício?sultados do programa. Pelo contrário, há uma T. F. – Sim, teremos de fazer um grande es-quantidade impressionante de artigos, estudos forço para encontrar essas cerca de 800 mile trabalhos acadêmicos acerca da redução da famílias que mencionei. Elas têm o perfilpobreza e da diminuição da desigualdade pro- para receber os benefícios, mas ainda não fa-porcionados pelo Bolsa Família nesses pouco zem parte do programa. Já chegamos a 13mais de sete anos. As críticas que recebemos milhões de famílias, mas essas 800 mil queatualmente são relativas a aspectos pontuais estão faltando tendem a ser as mais difíceisdo programa. Não se questiona sua existência. de localizar e cadastrar. A dificuldade emEle é extremamente bem aceito pela socieda- conceder a elas o benefício reside no fato dede, e sua gestão profissionalizada permitiu um muitas viverem em regiões quase isoladas; ounível de institucionalidade que transcende a de, em razão de sua pobreza, despreparo edimensão político-eleitoral. Além disso, o Bol- falta de oportunidades, migrarem com muitasa Família não se restringe a transferir renda a frequência, em busca de ocupação; ou, ain-quem tem muito pouco. Ele envolve as condi- da, de serem virtualmente “invisíveis”, porcionalidades, que são um de seus elementos não terem sequer documentação civil. Parafundamentais, e cobrar seu cumprimento não encontrá-las, contamos com o apoio valiosorende votos. Mas rende, sim, uma vida melhor dos estados e dos municípios, e também compara nossas crianças e jovens. parcerias no setor privado, inclusive com distribuidoras de energia elétrica, queQuantas famílias o programa atende? estão tendo participação impor-T. F. – Atualmente, ele atende 13 milhões de tantíssima nessa busca.famílias em todo o Brasil, abarcando cerca deum quarto da população. Quais foram as principais mudanças e reajustesQuais as próximas metas do programa? feitos no Bolsa FamíliaT. F. – Aprimorar cada vez mais a gestão do este ano e por quê?Bolsa Família e aperfeiçoar as relações inter- T. F. – Em abril, comosetoriais, ou seja, com as áreas de Saúde, um primeiro passo doEducação e Assistência Social, e também plano Brasil sem Mi-as relações e interfederativas, com estados séria, a presidente Dil-e municípios. A articulação e a integração ma anunciou reajustede todos esses atores é fundamental para o médio de 19,4% nosbom funcionamento do programa. Temos benefícios do Bolsa Fa-também a meta, que faz parte da estratégia mília, com ganho real dedo plano Brasil sem Miséria, de incluir no 8,7% sobre a inflação acu-Bolsa Família, até 2014, mais 800 mil famí- mulada desde o último re-lias em situação de extrema pobreza. E a ajuste, em setembro de 2009.de aumentar de três para cinco o número O reajuste concentrou-se nos be-de Benefícios Variáveis (para crianças de 6 a nefícios pagos às famílias com criançasPapel reciclável de origem certificada 5
  6. 6. de 0 a 15 anos, que tiveram aumento de canismo de integração entre essas políticas e 45,5%, e de jovens entre 16 e 17 anos, com programas, fazendo com que as famílias sejam incremento de 15,2%. O objetivo é fazer incluídas em uma ampla rede de promoção e frente às maiores taxas de pobreza e extre- proteção social. ma pobreza observadas. Poderia explicar como funciona o progra- Em junho, no lançamento do Brasil sem Mi- ma Tarifa Social de Energia Elétrica (Baixa séria, foram anunciadas outras mudanças. Renda)? Além da inclusão das 800 mil famílias, vamos T. F. – A Tarifa Social de Energia Elétrica possibi- aumentar de três para cinco o número de lita que a família de baixa renda tenha descon- crianças que fazem jus ao Benefício Variável do tos progressivos – que variam de 10% a 65% Bolsa em cada família, como eu havia mencio- – no pagamento da fatura de energia elétrica. nado. Esta última medida deve contribuir para Tais descontos, na medida em que diminuem a redução da extrema pobreza infantil, que os gastos da família com energia elétrica, am- vem caindo, mas ainda é duas vezes superior pliam o orçamento da família disponível para à taxa verificada na população adulta. a aquisição de outros itens básicos. Para que o desconto possa ser concedido, o consumo Como a criação de instrumentos mensal da família não pode exceder 220kWh. como o Cadastro Único para Programas Sociais pode contri- Esse programa é destinado a famílias em três buir para reduzir a pobreza? situações: com renda per capita mensal de T. F. – O Cadastro Único para até meio salário mínimo; em que um ou mais Programas Sociais do Governo integrantes recebam o Benefício de Presta- Federal foi concebido para ser ção Continuada da Assistência Social (BPC); um instrumento de identificação e com renda mensal total de até três salários e caracterização socioeconômi- mínimos e que tenham entre seus membros ca das famílias de baixa renda, pessoas em tratamento de saúde e, interna- entendidas como aquelas com das em casa, necessitem usar continuamente renda familiar per capita mensal de equipamentos hospitalares com elevado con- até meio salário mínimo. sumo de energia. O programa compreende três etapas: a inclusão da família no Cadastro Hoje, existem aproximadamente 20 milhões Único; a solicitação do desconto pela família; de famílias ou 70 milhões de pessoas incluídas e a concessão do benefício pela concessioná- no Cadastro Único, números que traduzem a ria de energia elétrica. parceria entre os governos federal, estadual e municipal. Portanto, ele constitui um mapa ro- Quem ainda não está inscrito no Cadastro busto da parcela mais pobre e vulnerável da Único deve fazer o que para ter direito aos população brasileira, especificando suas carac- descontos na conta de luz? terísticas, necessidades e potencialidades. T. F. – Deve procurar a prefeitura de seu município e solicitar a inclusão no Cadastro Dessa forma, o Cadastro Único permite o de- Único. Para isso, o responsável pela unida- senho e a implementação de políticas e pro- de familiar deve apresentar CPF e título de gramas voltados para essa parcela, como uma eleitor. Para os demais integrantes basta levar forma de atender a suas demandas e permitir um documento – certidão de nascimento ou sua progressiva retirada da situação de pobre- de casamento, RG, carteira de trabalho, CPF za e vulnerabilidade. Além disto, ele é um me- ou título de eleitor.6 Leia mais sobre formas de inclusão de famílias de baixa renda no endereço eletrônico: www.job360.com.br/ Papel reciclável de origem certificada conscienciaampla9
  7. 7. caso de sucessoTudo pode dar certo“Nossa, estou me sentindo tão importante. escola perto de casa. Por meioSer entrevistada para falar sobre como minha do projeto, também foi encami-vida melhorou. Isso me enche de orgulho”. nhada para cadastramento emFoi assim, com a autoestima lá em cima, que programas sociais do Governoa dona de casa Márcia Santana Passos, 38 Federal, como o Bolsa Família.anos, falou sobre sua participação no Cons- “Os orientadores do programaciência Ampla Cidadania, projeto de inclusão são incríveis. Eles nos mostram quepromovido pela concessionária de energia é possível aprender um novo ofício,elétrica, realizado junto às famílias em estado voltar a estudar, gerar renda e melhorarde vulnerabilidade social. Moradora do Jar- de vida. Isso é muito gratificante”, conta.dim Catarina, em São Gonçalo, ela integra,há mais de um ano, um grupo de consumi- O marido de Márcia, o auxiliar de almo-dores, beneficiados pela iniciativa. xarifado Márcio Ferreira dos Santos, 46 anos, é outro entusiasta do Ampla Cida-Márcia lembra que o projeto oferece acom- dania. Ele explica que, com o auxílio daspanhamento social para quem precisa. Tudo assistentes sociais, aprendeu a valorizarcomeça com visitas domiciliares de uma seu currículo e conseguiu um empregoassistente social para conhecer a realidade de carteira assinada. Satisfeito com a ajudadas famílias. Em seguida são promovidas recebida, já foi, inclusive, promovido dentroações de valorização da cidadania por meio da empresa. Passou de gari a auxiliar de almo-de oficinas temáticas, que abordam temas xarifado. “O programa oferecido pela Amplacomo planejamento familiar e mercado de foi fundamental na conquista desse trabalho. etrabalho. Paralelamente, os participantes Além disso, como explicou minha mulher, orecebem orientação sobre emissão gratui- programa nos ajuda de várias formas, trazendo s,ta de documentos e obtenção de benefícios pleta. cidadania para nossa família”, completa.sociais. Também são contemplados com me-didas complementares, como substituição da Atualmente, a família de Márcia participa do articipageladeira antiga e troca da fiação interna Desenvolver, um desdobramento do Proje-das residências. Na visão da dona de casa, to Consciência Ampla Cidadania. Trata- a.um dos principais benefícios do Consciência se de um programa de inclusão social,Ampla Cidadania foi fazê-la se sentir especial em parceria com a Pastoral da Criançacomo mulher e ser humano. “Meu marido, e a Casa Amarela, que oferece, entremeus dois filhos e eu levamos uma vida sim- mento outros benefícios, acompanhamentoples, mas, com a ajuda das assistentes sociais, do desenvolvimento de crianças até sdescobrimos que podemos fazer muita coisa 6 anos e cursos de capacitação parapara melhorar nosso dia a dia e nosso futuro. geração de renda.Com o auxílio de profissionais especializados,vi o quanto é importante me sentir valorizada iva Márcia e o marido são a prova vivapara impulsionar a vida de todos nós”. de que querer é poder. Basta um pe- elo queno apoio, como o oferecido peloA dona de casa voltou a estudar: está cursan- ue Consciência Ampla Cidadania, quedo o 6º ano do ensino fundamental do EJA on- eles vão longe. Parabéns pelas con-(Educação para Jovens e Adultos) em uma quistas!Papel reciclável de origem certificada 7
  8. 8. capa Funcionários da Pakera apoiam o projeto Elizeu Genairo O lixo do bem vai ao posto toda semana Chico Buarque já dizia que “todos juntos completos na página 2, na seção Transparên-‘Nosso projeto é especial somos fortes”. E foi apostando na força da cia), este ano o programa foi além e estendeu porque consegue união que, em 2008, a Ampla, junto com as sua atuação para os clientes corporativos. A em- unir todos os públicos comunidades de sua área de atuação e parcei- preitada, que foi contemplada no edital Sesi/ com o objetivo de ros, implantou, em alguns municípios da sua Senai de inovação de 2010, teve outro aliado área de concessão, o Consciência EcoAmpla, importante: a fábrica de refrigerantes Pakera, ins- reciclar e preservar o programa da plataforma Consciência Ampla. talada em Magé. Desde 17 de fevereiro, lá existe meio ambiente’ Baseado no pioneiro Ecoelce, projeto desen- um posto de troca do Consciência EcoAmpla. Victor Gomes, volvido pela concessionária de energia Coelce, responsável pela área de Inovação e do Ceará, a iniciativa já promoveu a troca de Em pouco tempo a iniciativa já colhe frutos, Eficiência Energética da Ampla e resíduos recicláveis por bônus na conta de luz como atesta Cláudio Ferreira Rodrigues, dire- gestor do Consciência EcoAmpla de quase 50 mil clientes. “A participação dos tor-presidente da Pakera: “O desconto na fa- parceiros é um dos principais pilares do Cons- tura é apenas um incentivo, o principal ganho ciência EcoAmpla. Queremos que todos sejam é aprendermos que o meio ambiente deve ser envolvidos nesta rede. O tema reciclagem está respeitado”, conta. Ele faz questão de mostrar na mídia há muito tempo e existem diversas que ganhou muito mais que o abatimento de ações neste sentido, mas nosso projeto é espe- R$2.660 na conta de luz da fábrica em três cial porque consegue unir todos os públicos meses de projeto. “Definitivamente, mudei com o objetivo de reciclar e preservar o meio minha forma de pensar e agir em relação a ambiente”, afirma Victor Gomes, respon- este assunto. Hoje, sei que ações sustentáveis sável pela área de Inovação e Eficiência estão diretamente ligadas ao futuro de meus Energética da Ampla e gestor do projeto. filhos e netos”. Além de apoiar a instalação do posto nas dependências da Pakera, Cláudio Com quase 1.500 toneladas de resídu- mandou construir um galpão de 1.200m2, os recebidos e cerca de 50 mil clientes que até agosto deve estar pronto para abrigar cadastrados desde 2008 (veja os números ainda mais resíduos. 8 Alberto Simões: ‘Em um mês, economizei R$ 20’ Papel reciclável de origem certificada
  9. 9. Clientes e funcionários da Pakera se reúnem no postoO novo posto tem tido maior movimento que A partir daí, vi-os demais, possibilitando uma negociação es- mos que seriapecial com as empresas de reciclagem que o importante criaratendem. Lá, a média do valor de troca de um a comissão paraquilo de resíduos é de R$0,56, o triplo da re- dar suporte a to-muneração normal. Bom para os moradores das as ações. Umada região, como o autônomo Alberto Simões, de nossas atividades éde 46 anos, que vai ao posto todos os dias. disseminar a consciência“Eu já tinha vontade de reciclar meu lixo, mas entre os 2 mil funcionáriosnão havia local para isso na região. Assim que da Pakera, e mostrar a eles quesoube do posto, comecei a frequentá-lo. Em a mesma reflexão tem de ser feitaum mês, economizei R$20 na conta. Claro pela família de cada um, pois só assimque o desconto é bom, mas o mais importante nosso projeto terá sucesso”, avalia, en-é o trabalho que vem sendo feito”, afirma. O tusiasmada, Neilda de Souza, assis-aposentado José Carlos Resende, 58 anos, fez tente de RH da Pakera.da reciclagem um ocupação lucrativa. “Tra-go 100kg de lixo por mês, em média. Minha José Carlos Resende fez da reciclagemconta sai de graça. Além de juntar os resíduos uma ocupaçãode casa, cato na rua também. Antes, quando lucrativapassava em algum lugar e via lixo, nem ligava.Agora, é bem diferente”. O motorista ElizeuGenairo, 33 anos, tem o apoio da família. “Naminha casa, hoje em dia todos têm mais cons- Ecobagsciência em relação ao lixo”. Os funcionáriosda Pakera também se sentem estimulados a disputadasparticipar: “Desde que o posto foi aberto, voulá toda semana. A parceria é fundamental para Existe um artigo nos postos de coletatodos. Além de pagar de 20% a 30% menos que é o ‘sonho de consumo’ de muitospela luz, percebo que nosso bairro está mais clientes: as ecobags do EcoAmpla, bolsaslimpo”, testemunha Marcelo Aguiar, confe- fabricadas a partir de banners de lona.rente do setor de Reciclagem da fábrica – a Trata-se de um material de baixo valorárea já existia antes do posto, mas ganhou de mercado, em geral descartado comoquatro funcionários desde então. lixo comum nos aterros sanitários. Mais Cláudio Ferreira Rodrigues: o de mil unidades foram retiradas dos pos- principal ganho é o aprendizadoA mudança atingiu a fábrica de refrigerantes tos de coleta desde que passaram a serem cheio. No mesmo mês da abertura do pos- comercializadas, em setembro de 2010.to, foi criada uma comissão de meio ambiente A renda obtida com a venda é revertidana Pakera, que conta com funcionários de to- para a cooperativa Mulheres de Santodas as áreas da empresa. Eles se reúnem pe- Aleixo, grupo que participou do proje- ‘Hoje, sei que açõesriodicamente para discutir questões relativas à to de capacitação de outro programa sustentáveis estãosustentabilidade e entre seus propósitos está da concessionária, o Consciência Ampla diretamente ligadaso de gerar um embrião de um setor de Meio com Arte, e que agora confecciona asAmbiente na companhia. “Quando a Ampla bolsas. Para o cliente adquirir a sua eco- ao futuro de meusnos procurou com a proposta de abrir o pos- bag, precisa trocar 40kg de resíduos nos filhos e netos’to de coleta, abraçamos a causa e também postos do programa. Cláudio Ferreira Rodrigues, diretor-presidente da Pakeracomeçamos a desenvolver projetos na área. Confira a lista dos postos de coleta no endereço eletrônico: www.job360.com.br/conscienciaampla9 9
  10. 10. em foco Cidadão consciente, cidadão pleno “Cidadania é a consciência de direitos demo- levados para a Oficina da Cidadania, na qual cráticos, é a prática de quem está ajudando a aprendem sobre seus direitos e adquirem construir os valores e as práticas democráti- maior autonomia. “Explicamos o que signifi- cas”. A definição foi do sociólogo Herbert de ca ser cidadão e esse conhecimento ‘abre a Souza, o Betinho, criador da Ação da Cidada- cabeça’ dos participantes para novas possibili- nia contra a Fome, a Miséria e pela Vida. Com- dades. Todos passam a se reconhecer dentro da prometida com uma conduta ética e responsá- sociedade e, de certa forma, recuperam o que vel, a Ampla desenvolve o Consciência Ampla estava perdido”, ressalta Aladia Guerino, espe- Cidadania, projeto de inclusão social que cialista da área de Projetos Sociais da Ampla. leva informações e serviços aos cida- dãos, reconhecendo seus deveres As famílias são acompanhadas e encaminha- e garantindo seus direitos. das para serviços de saúde, emissão de docu- mentos, acesso a benefícios públicos, além de Em 2010, cerca de 4 mil participarem de ações que envolvem a substi- pessoas foram beneficia- tuição de suas geladeiras antigas por novas e das pelo Consciência a troca da fiação interna das suas residências. Ampla Cidadania. O Toda a orientação é feita em palestras temá- ingresso no programa ticas, que acontecem mensalmente. “Adora- depende de análises va participar desses encontros, pois passei a técnicas das assisten- buscar outras perspectivas para a minha vida. tes sociais da Ampla. Estava enfrentando tantos problemas que Pessoas em condi- não prestava atenção em certos direitos. Para ção de vulnerabilida- você ter uma ideia, só me cadastrei no Bolsa de social são indicadas Família depois de participar das oficinas. Ti- pelos agentes comunitá- nha direito ao benefício, mas não conseguia rios, pelos líderes comuni- receber”, afirma Adriana Juviniano, que mora tários e por colaboradores da no bairro Jardim Catarina, em São Gonçalo. Ampla. Após a realização de visi- tas domiciliares e um levantamento O programa também indica os participan- socioeconômico e comercial da tes para cursos de geração de renda como o família, os selecionados são Consciência Ampla com Arte, no qual são ofe- recidas aulas de artesanato que incentivam a reciclagem. Outro projeto para o qual são encaminhados é o Consciência Ampla Opor- tunidade, de capacitação para o primeiro emprego. O Consciência Ampla Cidadania ainda orienta sobre a redução no gasto de energia, en- caminha os participantes para o cadastramento no programa Tarifa Social de Energia Elétrica (Bai- xa Renda), parcelamento de contas, além de dar dicas para um consumo consciente. Em 2011, o10
  11. 11. projeto está presente em 14 municípios e intensi- ria com as Secretarias de Ação Social e os Centrosficou suas ações, especialmente nas oficinas sobre de Referência de Assistência Social (CRAs). Nessaa tarifa social, possibilitando o cadastramento nas vertente do projeto, já foram beneficiadas maispróprias comunidades para quem possui perfil de 43 mil pessoas de janeiro a junho de 2011.para receber o benefício. Tudo é feito em parce- (Leia mais sobre o tema na matéria Cara a cara) Desenvolvendo a autoestima O Desenvolver, outro programa da con- Desde 2006, quando o Programa Desenvol- cessionária, em parceria com a Pastoral ver foi criado, 48 famílias e 256 pessoas já fo- da Criança e a ONG Casa Amarela, aten- ram atendidas pela Casa Amarela. Pela Pas- de famílias carentes, oferecendo supor- toral, foram 5.056 crianças assistidas. “É uma te financeiro e promovendo a inclusão experiência única. Para a Ampla, o cliente não social. Com base em doações mensais, a é apenas uma conta de luz. Nós o enxerga- partir de R$1 – realizadas por funcionários, mos como um todo, como uma família. Os clientes e colaboradores de empresas par- relatos dos beneficiados vão muito além dos ceiras por meio da conta de energia elé- números”, comemora Aladia. Prova disso é o trica – os recursos são repassados para a caso de Adriana Juviniano, que, após passar Pastoral da Criança – que acompanha o pelo Consciência Ampla Cidadania, está há desenvolvimento de crianças até 6 anos e um ano no Programa Desenvolver. “Morava orienta famílias quanto à nutrição – e para na casa da minha mãe, com a minha filha. a Casa Amarela – que dá assistência pro- Hoje, tenho o meu canto e minha filha está visória às necessidades básicas e promove fazendo faculdade. É um orgulho para mim. atividades que contribuem para o alcance Eu me sinto importante e fico feliz em sa- da autonomia. As famílias recebem as- ber que, depois que sair do programa, esses sistência durante 18 meses, no máximo, benefícios vão chegar a outra pessoa”, reco- e também são dirigidas para atividades nhece Adriana. de geração de renda para conquistar sua autonomia e ceder lugar a outra família. Parte dos resíduos da Ampla também é doada para o programa. Os papéis descar- tados, por exemplo, são destinados ao Eco- Ampla, que reverte seu valor em desconto na conta de energia dos participantes. 11
  12. 12. fique por dentro A medida da consciência Projetos de rede inteligente da Ampla aumentam eficiência energética, com benefícios sociais e ambientais Em um mundo que enfrenta escassez de recur- aplaudiram o projeto pelos resultados obtidos sos naturais e o desafio do aquecimento global, e alcance socioambiental. qual deve ser a atitude de uma distribuidora de energia? Ser inteligente. E é exatamente com “Nosso maior diferencial é a integração dessas essa percepção que a Ampla está operando em novas tecnologias às ações sociais desenvolvi- sua área de atuação, investindo na distribuição das pela empresa”, afirma Gislene Rodrigues, de medidores eletrônicos e na criação de uma responsável pela área de Projetos Sociais da smart grid (rede inteligente), que traz benefí- Ampla (foto no alto). Ela representou a empresa cios para a empresa, o cliente, a sociedade e no encontro do México, e revela: “Isso impres- o meio ambiente. O projeto já foi apresentado sionou muito bem os representantes de outras com sucesso em encontros internacionais de empresas e distribuidoras no exterior”. (veja metering (medição), que ocorrem ao longo do quadro Um compromisso com a cidadania). ano em diversos países. A iniciativa da Ampla impressionou os profissionais do setor em São A Ampla apresentará novos casos de sucesso da Paulo, em 2010, e na Cidade do México, em empresa nessa área para distribuidores de energia e maio deste ano. Neste último, os principais fornecedores de soluções de medição e smart grid, especialistas do México e da América Central, no Metering América Latina, na capital paulista, em além de distribuidores americanos de energia, outubro de 2011.Um compromisso com a cidadaniaA chegada dos medidores inteligentes às comunidades é precedida por um levantamento chamado cartografia social, em queequipes da Ampla identificam os líderes comunitários, as condições sociais e econômicas do local, o nível de informação dos clien-tes em relação ao consumo eficiente de energia, entre outros aspectos. Desse modo, podem avaliar o trabalho a ser feito, a fim depreparar a população para o uso da nova tecnologia. “O planejamento para a instalação da nova medição em cada comunidade éfeito sempre em conjunto pela área de Novas Tecnologias e pela área Social da empresa”, explica Gislene Rodrigues.Concluída a primeira etapa, agentes comunitários selecionados entre os jovens do local dão início a um trabalho de educação, visitan-do as famílias vizinhas para explicar como elas podem controlar o consumo de energia por meio dos medidores eletrônicos. Com isso,a empresa também atua na geração de renda, pois o trabalho desses agentes é remunerado. Capacitamos jovens e, depois, os enca-minhamos ao mercado de trabalho, para empresas fornecedoras da Ampla”, diz a responsável pela área de Projetos Sociais da Ampla.O programa inclui ainda palestras e oficinas sobre uso racional de energia e demais recursos naturais. “Tudo isso faz com que o con-sumo se adapte ao orçamento, pois a sustentabilidade também envolve o lado econômico”, destaca Gislene. Ao tornar o consumosustentável, a empresa também reduz as perdas com furto de energia. Hoje, 500 mil clientes – do total de 2,5 milhões atendidospela empresa – possuem medidores eletrônicos.Para Gislene, o sucesso da implantação dos medidores inteligentes na área da Ampla mostra que a evolução tecnológica deve andarde mãos dadas com avanços sociais e medidas de preservação do meio ambiente. “Esta é a grande vantagem do projeto da Ampla.E queremos que o consumidor também tenha esse olhar”, afirma. “Quando evitamos o desperdício de energia e recursos naturais,trazemos ganhos para toda a sociedade, mantendo nosso planeta sustentável”, conclui.
  13. 13. pelo mundoRedes inteligentesgeram cidades inteligentesImplantação de sistemas de smart gridé o começo da era sustentável no setor de energiaUma rede de distribuição de energia com ge- Da Espanha a Búziosrenciamento e manutenção automatizados. De fato, as smart grids são um degrau a maisEsta é definição da smart grid, rede inteligente rumo a um objetivo bem ambicioso: a criaçãoque detecta e repara falhas sem necessidade de cidades inteligentes. Na Espanha, a Endesade intervenção humana. Equipes de leitura escolheu a cidade de Málaga, na Andaluzia,dos medidores de energia? Esqueça. O fatu- para dar início ao projeto Smart Cities. “Issoramento é feito pela captura de dados pelo envolve não apenas a instalação da smart grid,sistema que emite as contas. O cliente, por como também o uso de energias renováveis, asua vez, pode fazer uma consulta on-line para formação de uma frota de carros elétricos e aconhecer seu perfil de consumo, saber os ho- implantação de sistemas de administração dorários em que gasta mais energia, ao passo consumo interno de casas e prédios, em que oque a empresa tem chance de usar os dados cliente pode verificar o consumo de cada to-para direcionar os investimentos de expansão mada e cada aparelho”, explica Rivera.da rede. “Até o momento, ninguém chegou aum nível de 100% de automação, mas a tec- O objetivo do projeto-piloto de 31 milhõesnologia avança”, diz Cláudio Rivera, diretor de euros em Málaga é reduzir em 20% o con-de Recuperação de Mercado da Ampla. sumo de energia na cidade e evitar a emissão de mais de 6 mil toneladas de CO2 por ano naO primeiro passo para a construção dessa rede atmosfera, criando um novo padrão de sus-inteligente é a instalação dos medidores inteli- tentabilidade na indústria de energia.gentes. A Ampla é pioneira nesse processo e li-dera o segmento na América do Sul. “Já temos No Brasil, a Ampla projeta a transforma-mais de meio milhão de clientes com apare- ção de Búzios na primeira cidade inteli-lhos eletrônicos e 50% do nosso faturamento é gente do país. “Búzios foi escolhida porautomático”, diz Rivera. “Nossa controladora, ser uma referência para o turismo inter-a Enel, tem 30 milhões de clientes e todos eles nacional, com boas características parajá possuem medidores inteligentes. Na Espa- a aplicação técnica do projeto e o apro-nha, a Endesa – grupo que controla a Ampla veitamento de energias alternativas”, diz o– começou seu projeto de smart grid e vai ins- especialista da área de Novas Tecnologias datalar medidores eletrônicos para 13 milhões de Ampla, Weules Correia.clientes”, complementa. Mas a rede automati-zada só cumpre sua função se o consumidortambém exercitar sua inteligência. “Ele precisasaber consumir a energia de modo consciente”,alerta Felipe Conti, especialista da área de Proje-tos Sociais da Ampla, reponsável pela avaliaçãodos indicadores de consumo dos clientes.Papel reciclável de origem certificada 13
  14. 14. rede do saber Ter, ser e fazer Por Agostin Vieira* Agostinho A expressão é mais comum entre os jovens, en nomia, apesar de não ter problemas com alg mas pode ser ouvida, com alguma frequên- números. Sou basicamente um jornalista, cia, entre amigos e pare parentes de todas com toda a carga positiva e negativa que as idades: “preciso fazer isso para essa profissão carrega. Mas que me dá uma ter alguma c coisa e um dia grande vantagem: a oportunidade de não ser alguém Com o tem- alguém”. saber tudo e a possibilidade de perguntar. po, desc descobre-se que a As palavras humildade e jornalista não apa- única coisa que real- recem com frequência na mesma frase, mas ment importa é o mente é com elas que eu tento entender e traduzir que você é ou o esse mundo complexo em que vivemos hoje. que você fez ou faz faz. O ter deve- Em 2050, a população mundial deverá alcan- ria ser uma mera çar a fantástica cifra de 9 bilhões de pessoas. consequência. O que, basicamente, significa acrescentar Inf Infelizmente, nos duas Chinas ao número de habitantes que últi últimos dois sé- existe hoje. Todos esses homens e mulheres, culo o que vimos culos, ricos e pobres, vão precisar de comida, de foi um enorme va- uma água e de outros recursos cada vez mais es- lorizaçã lorização do ter, que cassos. Todos os dias tento mostrar e analisar transform transformou o mundo os esforços que estão sendo feitos para equi- num lugar à beira do insus- librar os desejos e as necessidades do ho- tentável do ponto d vista econô- de mem com os limites do planeta. Tendo sem- mico, social e ambiental. pre em mente que o maior ameaçado não é o planeta, mas o homem que vive nele. Escrevo diariamente na internet e semanal- Principalmente as futuras gerações, nossos mente no jornal uma coluna sobre eco- filhos e netos. nomia ambiental. Diferentemente do que isso possa sugerir, não Visto desta maneira, fica fácil explicar por sou ambientalista. Tampou- que escolhi seguir por este caminho. Poucos co sou formado em Eco- temas são tão importantes e urgentes hoje quanto a questão da sustentabilidade, no seu sentido amplo. É difícil falar só de bichi- *Agostinho Vieira é nhos e plantinhas quando, segundo a ONU, jornalista, responsável 1 bilhão de pessoas ainda vivem em situação pela coluna Eco Verde, de miséria absoluta. Mas não sou um pessi- do Globo, e pelo blog mista e não gosto de falar apenas de proble- com o mesmo nome. É mas, o que seria fácil. A história está repleta pós-graduado em Gestão de exemplos de criatividade humana e de de Negócios e em Gestão sua capacidade de superação. Estou nesta Ambiental estrada para ser parte da solução.14 Papel reciclável de origem certificada
  15. 15. consciência digital Interatividade é tudoCom as mídias sociais, vivemos uma nova área de Projetos Sociais da conces-era de relacionamentos. Blogs, Twitter, sionária, responsável pelo abas-YouTube, Facebook e outras redes têm en- tecimento de notícias do veícu-curtado distâncias, agilizado a troca de ideias lo, afirma que as modificaçõese, principalmente, aproximado pessoas. foram elaboradas pela área deA Ampla sabe muito bem disso e mergulhou Marketing. “Chegou o momen-de cabeça no universo virtual. to em que precisávamos de um novo espaço, mais interativo eA internet começou a ser usada pela empresa dinâmico, que agregasse canaiscomo uma das formas de expandir suas redes como YouTube, Twitter, Facebookde relacionamento, que tiveram início com e Flickr, além do blog”, assinala. Elatrabalho social em comunidades. Com mais acrescenta que a página está concor-de 90 mil acessos desde a sua inauguração, rendo à edição 2011 do Prêmio Top Blogem 2009, o Blog Consciência Ampla pas- Brasil, que reconhece os endereços mais po-sou por reformulações e ficou ainda melhor. pulares do país.No ar desde a segunda quinzena de julho –www.ampla.com/blogconscienciaampla –, Diferentemente do blog antigo, a nova pági-a página divulga notícias sobre o consumo na possui layout colorido, com foto em desta-consciente de energia, a atuação social da que, detalhamento de todos os projetos, linksempresa e temas afins. A Ampla investiu no acessíveis aos visitantes – com atalho para asformato web 2.0 e em mudanças visuais. edições digitais da revista Consciência AmplaAgora, o blog diário tem o formato de um – e os tweets do @conscienciampla (Twitter).site. Bárbara Dias, socióloga contratada pela Leia mais sobre as novidades do blog, que está concorrendo à edição 2011 do Prêmio Top Blog Brasil, no endereço eletrônico: www.job360.com.br/conscienciaampla9Papel reciclável de origem certificada 15
  16. 16. dicas Férias em segurança Um levantamento feito pela Ampla revelou • Solte pipa apenas em locais descampados, afas- que de 2007 até janeiro de 2011 houve 28 aci- tados da rede elétrica; dentes envolvendo pipas em sua área de atu- • Não use cerol (pó de vidro com cola). A mistura ação. Apenas no primeiro semestre de 2011, pode cortar a camada de borracha que reveste foram três. Além do risco de acidentes, as pi- os fios de alumínio ou de cobre e causar choque; pas são responsáveis por interrupções no for- • Nunca use fios metálicos nem papel laminado necimento de energia de milhares de clientes. para confeccionar a pipa, pois eles agem como condutores de energia e podem provocar uma No período de recesso escolar, a incidência descarga fatal; tende a aumentar. Por esse motivo, a Ampla • Em caso de relâmpagos, recolha logo a pipa; lançou uma campanha preventiva em junho • Não solte pipas em dia de chuva ou vento denominada “Férias sem risco”. Profissionais muito forte; realizaram palestras em escolas públicas sobre • Jamais tente retirar a pipa que ficou presa na os perigos de soltar pipas em locais próximos à rede. Essa ação pode provocar acidentes que Palestras de rede elétrica. Confira as dicas principais: resultam em morte e queda de energia. conscientização de crianças e jovens são dadas nas localidades com maiores índices de acidentes com pipa Veja a versão integral desta matéria no endereço eletrônico: www.job360.com.br/ conscienciaampla9 divirta-sePrograma Produto Nações (?): criou as Flúor Projeto que oferece (símbolo) O combustível bônus na conta de luzde cidada- usado nos Metas de Desenvolvi- derivado do petróleo em troca de materiaisnia e qua- cabelos mento do Milênio Flutuar e do carvão mineral recicláveis lificação D Nascido na Síria no ar Sobra apoiadopela Ampla Gostoso V Sigla do Ceará Sul (abrev.)Economia (?): produ- Círculo de Apeloção, consumo e distri- amigos (pl.) enviadobuição de riqueza que Tipo de valoriza as pessoas laranja S pelo navio em perigo Maio, em O francês Consoan- tes de Gulosei- Lolita Ro- "poda" Local de I D A O G R S M A R Tprática da ma que drigues, Letra do I G L U A Mcanoagem provoca atriz cáries Atmosfera genérico L R P D S R I O MRede inteligente que, Letra na Categoria de A casa de I A A I A R S O L I Dgradativamente, está roupa do eletrodomésticos gelo do S S O S D A R O chegando ao setor Robin mais econômica, de esquimó S O C E I O D E L I C elétrico brasileiro (HQ) acordo com o Procel 3a vogal O L V E R N V D E S E Vogais de "caro" G F U G (?) Paes, atriz 3/mai. 4/iglu - lima. 5/rodas. 7/resíduo.BANCO 16 Papel reciclável de origem certificada

×