Your SlideShare is downloading. ×

Revista Consciência Ampla - 11ª edição

918

Published on

0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total Views
918
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
1
Actions
Shares
0
Downloads
3
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

Report content
Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
No notes for slide

Transcript

  • 1. ano 3 I janeiro • fevereiro • março 2012 I nº 11 R E V I S T A A sua revista Ampla sobre responsabilidade socioambiental O direito de sonhar Ampla fecha ano com balanço de ações cidadãs – págs 8, 9, 10 e 11 N Nosso jeito d de ser sustentável A Ampla lança livro sobre seus projetos s sociais e compartilha sua experiência em responsabilidade socioambiental – pág 7
  • 2. diálogo programe-se‘Eu quero dizer que este traba- Agenda cidadãlho que vocês estão fazendo éperfeito, parabéns! Eu faço o Fique por dentro do calendário do Consciência Ampla na Tela e do Consciência Ampla sobre Rodas.curso no Senai de São Gonçalo. Os outros nove projetos sociais da Ampla continuam levando cultura e educação para os mora-Estou ganhando muita expe- dores do Rio de Janeiro. Confira a programação pelo blog e pelo Twitter do Consciência Ampla.riência e, logo, me identifiqueimuito com este curso. Muitoobrigado, de verdade, aos pro- Consciência Ampla na Tela Consciência Ampla Sobre Rodasfessores, que são muito profis- Cinema itinerante que visita Carreta que percorre diversos lugares cidades do Rio de Janeiro levando conhecimento sobre energiasionais. Antes de fazer o curso, Fevereiro Fevereiroeu olhava para o poste e não Magé 10 Paraty 6 a 10sabia de nada o que se passava Saracuruna 11 Angra dos Reis 27 a 29ali, mas agora eu consigo identi- Março Marçoficar tudo. Estou muito feliz por Teresópolis 2 Angra dos Reis 1a3seguir esta profissão. Obrigado Petrópolis 3mesmo, parabéns!.’ (via blog) Macaé 9Leandro de Souza Figueiredo Cabo Frio 10‘Excelente seu blog! Sou arte-educadora e designer. É isso transparênciaaí… Reciclar sempre.’ (via blog)Dalva Paixão‘@Conscienciampla, é um Ano de grandes realizaçõesgrande prazer divulgar as Realizado 402.007 373.738matérias do blog de vcs! Es- Meta 342.383 339.200 312.977 300.969tou sempre acompanhando e 273.947 261.337gosto bastante.’ (via Twitter) 234.317 206.537 171.092RafaRophe 205.475 233.606 120.764 91.216 177.544 157.390 129.359‘Sigam a @Conscienciampla. É 11.841 30.450 101.327 30.030 58.124muito bom, vale a pena de ver- 10.792 JAN FEV MAR ABR MAI JUN JUL AGO SET OUT NOV DEZdade! Vamos seguindo galeri-nha consciente :D’, (via Twitter) O ano de 2011 foi de grandes BeneficiadosDanielMescouto Projeto Meta ano resultados para os projetos do em 2011 Consciência Ampla. Ao longo Ampla Saber 129.324 131.000Escreva você também! Envie sua men- dos meses, como demonstra Ampla Cidadania 28.405 16.300sagem por e-mail para consciência@ampla.com, ou deixe seus comentá- o quadro abaixo, superamos Ampla com Arte 13.667 8.000rios em nosso blog oficial. Por questão a maior parte de nossas me- Ampla Futuro 113.155 70.000de espaço, os comentários podem serresumidos. Quer receber dicas sobre tas, atendendo a um número Ampla sobre Rodas 57.318 49.000o consumo consciente, segurança, ainda maior de beneficiados. Ampla Oportunidade 1.354 1.300direitos e deveres? Então, siga o Cons-ciência Ampla em www.twitter.com/ Tudo isso só foi possível graças Ampla na Tela 12.004 10.600conscienciampla. a sua ajuda e parceria. Neste Eco Ampla 4.368 4.000Se preferir, envie uma carta para RuaNilo Peçanha 546, São Gonçalo, RJ CEP 2012, temos novos desafios, Ampla Cultural 20.993 29.00024445-360, aos cuidados da Equipe de mas esperamos continuar evo- Ampla Eficiente 21.419 20.000Projetos Sociais da Ampla. luindo junto com você! TOTAL 402.007 339.200 2 Papel reciclável de origem certificada
  • 3. Cara a Cara ............................................. 4 índice Caso de Sucesso ...................................... 6 Fique por Dentro ..................................... 8 Capa ........................................................7 Em Foco ................................................12 Rede do Saber .......................................14 Consciência Digital ................................15 Dicas .....................................................16 Divirta-se ...............................................16 editorialResponsabilidade o ano inteiroDe janeiro a janeiro, a Ampla percorre as co- De Petrópolis para as telas. Essa foi a trajetóriamunidades em que atua, convidando os mo- de Leonardo Couto. Por meio do Consciênciaradores a participarem das ações do Consciên- Ampla na Tela, o jovem percebeu a vocaçãocia Ampla, seu grande programa social. Desde para ser ator quando a oficina de cinema do2009, as iniciativas vêm conscientizando cada Projeto Consciência Ampla chegou ao seu co-vez mais integrantes e já beneficiaram, ao légio. Conheça melhor Leonardo, exemplotodo, mais de 400 mil pessoas. de determinação e força de vontade, perso- nagem do Caso de Sucesso.Em época de Natal não poderia ser diferente. Aconcessionária oferece à sociedade projetos já Fique por Dentro, por sua vez, reúne os casesconsagrados, como o Natal Cidadão, que distri- que revelam toda a responsabilidade socio-buiu presentes para mais de 1.200 crianças em ambiental da Ampla. A retranca apresenta o2011, e o Canto de Natal, coral que, com seu resultado deste trabalho exemplar no livrorepertório de canções típicas, encanta adultos e Ações Sociais, Educação e Sustentabilidade,crianças e incentiva a integração social. Nossa uma rede de relacionamento entre empresa ereportagem de capa mostra os detalhes das ini- comunidades.ciativas da Ampla que deixaram o fim de ano de Boa leitura!nossos clientes ainda mais especial.O espírito de solidariedade da data também Marcelo Llévenesinspira nossa personagem do Cara a Cara: Responsável pela AmplaMarcolina da Silva, mais conhecida como Tia e pela Endesa BrasilMarcolina. Aos 78 anos, a professora aposenta-da mantém uma creche pública no sítio ondemora. Sua história é uma lição de vida, que nosmotiva à prática do trabalho voluntário. Você conhece a Expediente versão on-line Publicação trimestral da Ampla. Criação e produção – Marketing Ampla: Denise Monteiro (Mb: da revista 21.1407), Tatianna Togashi, Patrícia Gismonti e Pryscilla Civelli; Projetos Sociais Ampla: Aladia Guerino, Consciência Ampla? Cristiane Baena, Felipe Conti, Gislene Rodrigues e Katia Ramos; Colaboração – Comunicação Externa Acesse www. e Responsabilidade Social Ampla: Janaína Vilella, Ana Paula Caporal e Beatriz Stutzel; Reportagem – Ana Clara Werneck, Annie Nielsen, Carolina Silveira, Letícia Mota, Lissandra Torres e Maíra Gonçalves. job360.com.br/ Coordenação Editorial – Maíra Gonçalves. Edição – Eliane Levy de Souza. Projeto Gráfico e Diagramação – conscienciaampla11 e Casa do Cliente Comunicação 360º. Revisão – Juliana Carvalho. Fotos – Antonio Pinheiro, Banco de Imagem confira uma revista com Casa do Cliente, Humberto Souza e Mazé Mixo. ainda mais conteúdo para você!Papel reciclável de origem certificada 3
  • 4. cara a cara Marcolina da Silva Nunca é tarde para ser solidária “As crianças são anjos na minha vida”. A frase é da professora aposentada Marcoli- na Alexandrina da Silva, 78 anos, que há duas décadas se dedica a um trabalho voluntário de assistência social. Tudo começou há 32 anos, quando foi desen- ganada depois de sofrer um AVC e descobrir um aneurisma cerebral. Ela diz que seu quadro foi revertido graças às crianças. “Estava na UTI e escutei uma choradeira infantil. Logo recobrei a visão e os outros sentidos”, lem- bra. Recuperada do susto, a professora resolveu agradecer à vida com a fundação da creche pública Tia Marcolina, aberta em seu sítio, em Mon- jolos, São Gonçalo. No local, são atendidas cerca de 40 crianças, de 2 a 5 anos. Para manter o espaço – quatro salas, secretaria, banheiros e refei- tório – Marcolina recebe verba de um convênio firmado com a prefeitura da cidade. E conta com a colaboração de outras empresas e parceiros. A Ampla está entre eles: dois exemplos são a campanha Natal Cidadão, que faz parte do Projeto Consciência Ampla Cidadania, e o programa Com- partilhar. No fim do ano passado, o primeiro projeto beneficiou 41 crianças da creche, com a entrega de brinquedos. Já o segundo, promoveu doações a partir da identificação das reais necessidades da instituição. Para completar, em 2011, os colaboradores da concessionária formaram um mutirão para reformar as instalações, incluindo pequenos reparos e pintura da casa. Como surgiu a ideia de criar a Creche Tia Qual foi o primeiro endereço da escola? Marcolina? M. S. – Uma casa pequena, que aluguei no‘Essa creche não pode Marcolina da Silva – Em 1980, sofri um meu bairro. Entretanto, não durou muito. Vi- AVC (acidente vascular cerebral) e, logo de- víamos como ciganos: as crianças rabiscavam fechar. Precisamos pois, descobri que tinha um aneurisma ce- as paredes, os proprietários não toleravam acreditar que rebral. Fiquei 10 dias internada e precisava e, de tempos em tempos, tínhamos que re- vamos conseguir o fazer uma cirurgia. Meu irmão não deixou colher os móveis e voltar para a minha casa. patrocínio de outras os médicos me operarem, com medo de Quando as mudanças se tornaram frequen- que eu não resistisse. Na UTI, já desenga- tes, pedi ajuda à comunidade, que formou empresas para pagar nada, escutei uma choradeira de criança. um mutirão, a fim de construir a creche no salários decentes aos Era um choro triste, como se alguém tivesse terreno do meu sítio. Mas os recursos eram funcionários’ sido abandonado ou com fome. Despertei poucos e continuamos a ocupar espaços alu- com esse barulho, os médicos chegaram gados. Chegamos a ficar no salão paroquial em seguida e disseram que eu só teria mais de uma igreja católica em Monjolos. algumas horas de vida. Só que estou viva até hoje. Jesus escolheu as crianças para Como conseguiu terminar a obra da creche? serem portadoras da minha vida. Por isso, M. S. – O sustento da creche vem de um con- resolvi fundar a creche em 1996. Não co- vênio firmado com a prefeitura da cidade de bro nada e dou a minha vida por esse lugar. São Gonçalo. Não podia tirar essa verba, des- Tudo para agradecer às crianças. tinada ao pagamento dos professores e aos 4 Papel reciclável de origem certificada
  • 5. Que tipo de doação amateriais em geral para terminar a obra. Ainda creche aceita?bem que o José Carlos Coutinho (ex-deputado M. S. – Aceitamosfederal) abraçou o nosso projeto. Ele comprou tudo, mas precisamostodo o material, contratou os pedreiros e me principalmente de ver-entregou a chave da casa. Fiquei muito feliz. ba. Temos que aumentar o número de alunos na cre-Qual é a maior recompensa desse traba- che e reformar uma sala quelho social? está fechada por causa de gotei-M. S. – Minha felicidade é ter uma equipe de ras. Ano passado, conseguimos ma-funcionários que são praticamente os pais das tricular 60 crianças, mas este ano pude-crianças. Eles trabalham por amor, e não para mos inscrever apenas 40. O meu maior sonhoganhar dinheiro. Com atrasos no pagamento é conseguir patrocínio para a creche. É o quee piso salarial menor do que o das escolas, eu peço a Deus todos os dias.o que prevalece é o amor mesmo. Gostariade oferecer uma remuneração digna para não O que esse trabalho social representa paraperder a minha equipe, mas, com a verba que a senhora?ganhamos, não há como fazer mais. M. S. – A minha vida. Essa creche não pode fe- char. Se isso acontecer, eu vou sofrer muito. Pre-A senhora se mostra preocupada com a edu- cisamos acreditar que vamos conseguir outrascação dos jovens. Como foi a sua formação? empresas que patrocinem a creche para pagarM. S. – Concluí meus estudos com dificul- salários decentes para os funcionários. A casadade. Fazia curso supletivo à noite, porque em que moro pode até cair em cima de mim,de dia só existiam colégios particulares. E, mas não gasto quase nada em obras pensandocomo a escola era distante, meu irmão me em reservar o dinheiro da minha aposentado-acompanhava. Queria ter feito faculdade, ria, que pode faltar para a creche. Entretanto,mas infelizmente acreditei na palavra de tenho fé de que tudo melhore um dia.um rapaz que teimou em me namorar. Elehavia prometido que nos casaríamos e ele A senhora ainda tem algum sonho a realizar?me levaria para a faculdade todos os dias. M. S. – Sim, tenho vontade de concretizar umNa verdade, ele me deu três filhos e, depois projeto que visa oferecer cursos profissiona-de oito anos de casados, nos abandonou. lizantes para adolescentes. Cheguei a pagarSenti um desgosto profundo por ter sido seis meses de aluguel de um casarão no bairroenganada, mas ganhei filhos abençoados. e ter professores disponíveis, mas não conse-Os três – Tito, Helena e Vitor (na foto no gui fechar um convênio com o Governo doalto da página) – me ajudam muito nesse Estado. Isso me causa tristeza e preocupação, ‘Gostaria de oferecertrabalho social, sou grata a eles. pois gostaria de oferecer ensino e qualidade ensino e qualidade de vida a esses jovens. de vida aos jovens’Papel reciclável de origem certificada 5
  • 6. caso de sucesso Primeiro passo rumo ao sucesso Em 2009, quando a oficina de breve, para estudar e realizar o sonho de se cinema do Consciência Ampla tornar artista. na Tela chegou ao Ciep Gabrie- la Mistral, na Posse (distrito de Em 2011, Leonardo foi escolhido para ser Petrópolis), Leonardo Couto, mestre de cerimônias da segunda edição do assim como muitos de seus co- Prêmio Curta na Tela. Além de apresentar o legas, nunca tinha ido ao cine- evento – que aconteceu em novembro, na ma. A sala mais próxima fica em Sede da Ampla, em Niterói –, o adolescente Itaipava, a 34km de distância. Mas, teve a oportunidade de conhecer atores pro- como estudante interessado que é, tra- fissionais e ganhou até o incentivo de André tou de se inscrever no projeto. A propos- Ramiro – o André dos filmes Tropa de Elite. ta é a criação de um curta-metragem com a “Além da Ampla, tenho o apoio dos meus participação dos alunos em todas as fases de pais, que me ajudam para que eu consiga ‘Como cheguei produção – incluindo a interpretação –, sem- alcançar meus objetivos. Achei que não iria atrasado ao teste, pre assistidos por profissionais. Desde peque- conseguir falar na frente de tantas pessoas no, Leonardo, fã de Fernanda Brum, tinha o durante o prêmio, mas minha mãe me enco- achei que só iria sonho de ser cantor de música gospel, mas rajou e deu tudo certo”, lembra ele, emen- me restar o papel descobriu seu talento no trabalho de ator. dando: “Tem uma frase do nosso filme que de árvore’ resume o que acho (Comentário de Leonardo “Como cheguei atrasado ao teste, achei que dessa experiência: Couto, escolhido para só iria me restar o papel de árvore, mas fui ‘Tudo começa protagonista) selecionado para viver Zeca [protagonista do com o primeiro filme Consciência faz a diferença, que trata de passo. Quando consumo consciente]”, lembra ele. A escolha a gente dá o se mostrou acertada. Um ano depois, Leo- primeiro pas- nardo foi agraciado com o prêmio de Melhor so, tudo pode Ator no Prêmio Curta na Tela, concorrendo acontecer’”. com outros quatro meninos. O jovem ga- nhou um troféu e ficou famoso na cidade, em reportagens de jornal, rádio e televisão. Dos bastidores à tela Leonardo teve a oportunidade de participar de todas as fases de um filme, do cenário à direção, mas conta que gostou mesmo foi de atuar. “O curta-metragem conta a história de Zeca, um adolescente que aprendeu a serAssista ao vídeo do Prêmio Curtana Tela 2011. Acesse http://wtrns. mais responsável. Com essa experiência eufr/4p0kdPQGjy_Y9g também amadureci, assim como Zeca”, con- ta ele, que pretende se mudar da Posse em Leonardo Couto 6 Papel reciclável de origem certificada
  • 7. fique por dentroPáginas sustentáveisContar histórias com base nos depoimentos Tecnologia responsável ponsávelde seus protagonistas. Esta foi a proposta da Como todas as ações esAmpla para compartilhar as ações de res- - da área de Proje-ponsabilidade social que promove nas co- - tos Sociais, a con-munidades em que atua. A reunião desses oi cepção do livro foicases exemplares resultou na criação do livro s fundamentada nosConsciência Ampla: Ações Sociais, Educação e padrões á- responsá-Sustentabilidade, uma rede de relacionamento o. veis de produção.entre empresa e comunidades. Lançada em o Por isso, até mesmonovembro de 2011, nas versões português e el a escolha do papelinglês, a obra reúne iniciativas da concessio- – confeccionado anária que já sensibilizaram mais de 2 milhões os partir de plásticosde pessoas para o uso eficiente de energia ma recicláveis – foi umaelétrica. Gislene Rodrigues, responsável pela decisão baseada noárea de Projetos Sociais, destaca que a pro- s- pilar Ampla de Sus-posta do livro vai além de um registro das ne tentabilidade. Gisleneações desenvolvidas pela Ampla. “Estamos reforça que todo odivulgando a metodologia que utilizamos no processo editorial foirelacionamento com os moradores das áre- s- feito de forma res-as onde atuamos, enfatizando os benefícios - ponsável, pois é pre-para nossas comunidades. Nosso desejo é o. ciso dar o exemplo.inspirar outras ações semelhantes e ampliar “A ideia é mostrar naparcerias”, enfatiza. prática que a distribuidora contri- uidora bui para um mundo melhor. Nossa intençãoDesde 2009, os projetos do Consciência foi também a de incentivar um modelo deAmpla reforçam a premissa da concessionária, inovação para que cada vez mais produtosde implantar ações para evitar desperdícios, possam ser criados com base nesses princí-impactos ambientais e prejuízos econômicos. pios. Assim, difundimos ideias e tecnologiasA ideia é multiplicada por meio da educação cada vez mais sustentáveis”, ressalta.para o consumo consciente. Ao todo, 11projetos completam o programa ConsciênciaAmpla: Consciência Ampla Oportunidade, Cons-ciência Ampla com Arte, Consciência EcoAmpla,Consciência Ampla Cidadania, Consciência Lançamento em grande estiloAmpla Eficiente, Consciência Ampla Saber,Consciência Ampla sobre Rodas, Consciência A Ampla promoveu um evento para lançar o livro, em novembro deAmpla Futuro, Consciência Ampla Cultural, 2011, reunindo formadores de opinião como Maria Lúcia Pontual,Consciência Ampla Superação e Consciência professora da Universidade Federal Fluminense; Leila Souza Lima,Ampla na Tela. Até o fim de 2011, as inicia- jornalista do jornal O Dia e responsável pela coluna Conta Social; etivas beneficiaram mais de 400 mil pessoas. o presidente da Ampla, Marcelo Llévenes. Os convidados realizaram um debate sobre ‘O papel das empresas, dos meios de comunicação Quer conhecer o livro? Acesse o blog do e das comunidades para a construção de um mundo melhor’, trans- Consciência. http://www.conscienciaampla.com.br e confira a versão disponível para leitura e mitido pelo Twitter. download.Papel reciclável de origem certificada 7
  • 8. capa Tempo de realizar sonhos Como disse Raul Seixas presa e em instituições situadas em áreas de na canção Prelúdio, de concessão da Ampla. 1974, um sonho só se torna realidade quan- Os ‘padrinhos’, como são chamados os doado- do não é sonhado so- res que aderem à campanha, ficam livres para zinho. Suas palavras, escolher a quem desejam presentear. A equi- mesmo depois de tan- pe de Projetos Sociais elabora uma lista com tos anos, não perde- os nomes e o perfil de cada criança, além dos ram o significado e tra- pedidos feitos para o Papai Noel. De acordo duzem as ações de fim de com Aladia, há funcionários que apadrinham a ano realizadas pela Ampla. mesma criança todos os anos e há outros que Parte do projeto Consciência presenteiam várias ao mesmo tempo. Como Ampla Cidadania, o Natal Cidadão forma de agradecimento, no início deste ano, mobilizou colaboradores e funcioná- os colaboradores receberam uma foto do ‘afi- rios para presentear 1.245 crianças, per- lhado’ com o presente em mãos. tencentes a famílias acompanhadas pelo projeto e pelo Programa Desenvolver. Responsável pela área de Inteligência Opera- Também foram contemplados meni- cional da Ampla, Silvana Guerino participa há nos e meninas de dez instituições, situ- sete anos do Natal Cidadão. Em 2011, apadri- adas em comunidades atendidas pela nhou quatro crianças e deu brinquedos extras. concessionária. Outra atração, o Can- “Este projeto é uma oportunidade que temos to de Natal, levou o espírito da festa a de fazer o bem. É muito importante pensar- várias cidades do estado com apresenta- mos no outro. Toda criança gosta de brinque- ções musicais gratuitas. do e de brincar. Provocar um sorriso no rosto dela é muito gratificante”, avalia. Quem tam- Um presente especial bém se entusiasmou com a campanha foi o “Posso afirmar seguramente que a maioria estagiário do Faturamento Luã Victor Tavares, dessas crianças ganha apenas esse presente que presenteou cinco crianças. “Minha família no fim do ano.” É esta certeza que motiva já fazia esse tipo de doação e, quando falei do Aladia Guerino, especialista em Projetos So- projeto, eles logo quiseram participar. É uma ciais da Ampla, a organizar o Natal Cidadão forma de proporcionar um Natal mais feliz todos os anos. A organização da campanha para essas pessoas. Espero contribuir para as de 2011, ‘Natal dos Sonhos’, começou em próximas campanhas”, afirma. outubro e terminou com duas semanas de antecedência, tamanho foi o envolvimento Para a entrega dos presentes, foram realiza- de funcionários e colaboradores. Foram distri- das festas nos polos da Ampla em São Gonça- buídos mais de 1.400 presentes para crianças lo e Duque de Caxias. Em Magé, a confrater- de até 12 anos em festas nos polos da em- nização aconteceu na Igreja Sagrada Família. As crianças se divertiram com o Papai Noel e os8 presentes que ganharam Papel reciclável de origem certificada
  • 9. Crianças da Creche Escola J. E. P. Zandonaide; Há três anos, a dona de casa Andréia Baptista,Creche Comunitária Dom Orione; Creche moradora do bairro Apolo III, em Itaboraí, par-Tia Marcolina; Creche Municipal Formando ticipa do Natal Cidadão. Mãe de dois meninos,Vidas; Instituição Recomeçar; Creche Comu- Afonso, 6 anos, e Nathan, 7, ela confirma quenitária São Gabriel, Creche Comunitária Ana as crianças esperam o ano todo pelos presen-Clara, Associação de Moradores Amigos do tes. “Para mim, é um privilégio ser convidada.Gandhi, Igreja Sagrada Família e Pastoral da Fico muito feliz de ver meus filhos com os brin-Criança também receberam as doações. quedos que pediram nas mãos. É a realização de um sonho”, comemora. Moradora de SãoConfraternização em família Gonçalo, a dona de casa Claudia da Silva moraEm São Gonçalo, a entrega dos presentes no Jardim Catarina e já foi beneficiada por ou-aconteceu no dia 13 de dezembro e reuniu tros projetos da Ampla, como o Desenvolver.famílias da cidade e de Itaboraí. Brincadeiras, “Depois que participei do programa, minhaoficinas de desenho, teatro, lanche e a chega- vida melhorou muito. Passei a olhar diferenteda do Papai Noel fizeram a alegria das qua- para o futuro. A Ampla é uma família que mese cem crianças reunidas no polo da Ampla. abraçou”, define Claudia, que tem três filhos:“Elas esperam o ano inteiro por esse momen- Priscila, 22, Douglas, 11, e Vitória Letícia, 10.to”, afirma Aladia. A peça encenada contava a Os dois menores ganharam uma bola e umahistória de um menino que não conseguia so- boneca, respectivamente.nhar, mas, com a ajuda de uma amiga, acabasonhando que é Peter Pan. Envolvidas nesta “A felicidade das crianças é o nosso maior re-fantasia, as crianças receberam a atração mais torno. Esse trabalho exige muita dedicação deesperada do dia: o Papai Noel. todos da equipe, mas o sorriso de cada uma de- las nos dá fôlego para continuar”, festeja Aladia. Concessionária cidadã O projeto Consciência Ampla Cidadania integra a plataforma Consciência Ampla, voltada para a inclusão so- cial. Por meio dele, a concessionária leva informações e serviços a pessoas em situação de vulnerabilidade social, indicadas por agentes comunitários, colaboradores da Ampla ou por instituições parceiras. As famílias são avaliadas e selecionadas por assistentes sociais, e são contempladas com ações como substituição de geladeira e troca da fiação doméstica. Por meio de oficinas mensais sobre temas específicos, os beneficiados também recebem orientação sobre consumo consciente de energia elétrica. E são encaminhados para servi- ços de saúde, emissão de documentos e programas sociais públicos, como a Tarifa Social de Energia Elétrica. “Trabalhamos também o conceito de cidadania com a realização de oficinas sobre os direitos e deveres de cada cidadão, sobre ética. E procuramos alertar para a importância em controlar os gastos com energia, contribuindo para a sustentabilidade e redução do orçamento familiar. Todas as ações estimulam a autoes- tima dessas pessoas. São como um despertar”, resume Aladia. As ações do Consciência Ampla Cidadania são realizadas em parceria com as secretarias de Ação Social e os Centros de Referência de Assistência Social (Cras) dos municípios da área de concessão da concessionária.Papel reciclável de origem certificada 9
  • 10. capa e praças dos municípios de São João da Barra, Campos, Carapebus, Macaé, Santa Maria Madalena, Cantaga- lo, Casemiro de Abreu, Silva Jardim, Búzios, Teresópolis, Cachoeiras de Macacu, Magé, Cabo Frio, Paraty, Maricá, Ita- boraí, São Gonçalo, Niterói e Saracuruna. Em sua passagem por Niterói, no dia 22 de dezembro, o coral fez uma parada na sede da Ampla e se apresentou para os funcioná- rios e seus filhos. As crianças ficaram encan- tadas e se divertiram com a presença do Pa- pai Noel, que acompanhou o coral em todas as cidades visitadas. Bianca Silva Costa, atendente de Cobrança Palco itinerante da Ampla de São Gonçalo, não conseguiu participar da festa do seu polo, mas fez ques- As tradicionais canções natalinas percor- tão de levar a filha, de 2 anos, à confraterni- reram 18 municípios do Estado do Rio de zação em Niterói. “A iniciativa é muito baca- Janeiro nas vozes de jovens integrantes do na, pois reúne a família. Minha filha, apesarNilza Costa Barcellos Coral Mané Garrincha. Pelo segundo ano de ser pequena, está se divertindo e ficoulevou a filha Roberta ea neta Laura consecutivo, o programa Consciência Ampla muito feliz com o presente que ganhou”, realizou o projeto cultural Canto de Natal, afirmou. Mais de cem brinquedos foram dis- promovendo apresentações ao vivo com 14 tribuídos durante a festa. Copeira da área coristas, liderados por um maestro, dentro Jurídica, Nilza Costa Barcellos levou a filha de um ônibus-palco, especialmente Roberta e a neta Laura, de 1 ano. “Trabalho adaptado para os shows. “A Ampla há nove anos na Ampla e adoro essa festa de quer transmitir a adultos e crian- Natal. Nunca tive um Papai Noel quando era ças a magia do Natal, enalte- criança, então aproveito essas ocasiões para cendo valores e promovendo me divertir”, explica. a integração sociocultural. Além de diferenciada, Após a apresentação no Edifício Sede, o ôni- a ação agrada a todos bus-palco seguiu pelas ruas de Niterói e fez os públicos e é gratui- uma parada em frente a um shopping, onde ta”, ressaltou Patricia centenas de pessoas se aglomeraram para as- Gismonti, analista de sistir ao Coral Mané Garrincha. “Estava fazen- Marketing da Ampla. do minhas compras de Natal, mas quando ouvi a música fiquei curiosa. É muito emo- Durante os meses de cionante ver esses meninos cantando essas novembro e dezembro músicas e as crianças maravilhadas com o Pa- de 2011, o ônibus-palco pai Noel. Bela iniciativa”, opina a professora passou pelas principais ruas Denise Souza. 10 Papel reciclável de origem certificada
  • 11. Inclusão social pela música O Coral Mané Garrincha é formado por 45 alunos da escola pública de Magé que leva o mes- mo nome do grupo. O projeto começou há 17 anos, pelas mãos do maestro Márcio Bonfim (foto ao lado), que transformou a vida de muitos jovens por meio da música. Ele ensina estu- dantes de 12 a 22 anos a tocarem instrumentos como violino e violão, além de dar aulas de técnica vocal, teoria musical, percussão corporal e até sapateado. “Trabalho como multiplicador e desejo que os meninos façam o mesmo, que passem adiante o que aprenderam. A parceria com a Ampla começou há quatro anos, o que nos motivou ainda mais a continuar. Os alunos comentam que eu faço pedra virar diamante, mas, para mim, o importante é que eles consigam se desenvolver e ajudar suas famílias. Temos colhido muitos frutos. Prova disso é que vamos nos apresentar na abertura de um dos jogos da Copa Na Mídia de 2014”, festejou Márcio. O Canto de Natal da Ampla O repertório do coral contempla músicas de Natal como Sino de Belém, Noite Feliz, Já é Natal foi destaque em mais de 20 e Jingle Bell. O apoio da Ampla patrocinou a compra dos instrumentos musicais. Por sua vez, o reportagens em veículos im- grupo realiza apresentações em eventos e projetos da concessionária. pressos, televisivos e digitais, durante os meses de novem- bro e dezembro de 2011. Na véspera do Natal, a apresenta- ção do coral na Lagoa Rodri- go de Freitas, no Rio, foi tema de matéria ao vivo no RJ TV, 1ª Edição. O jornal local da In- ter TV Serra e Mar, afiliada da Rede Globo, também noticiou a presença do grupo musical na cidade de Búzios. Sem falar nos jornais da capital e das ci- dades do interior que registra- ram a passagem do Canto de Natal: O São Gonçalo, Extra, O Dia, Diário da Costa do Sol, Folha dos Lagos e A Tribuna. E como não poderia deixar de ser, os sites Teresópolis Jornal Online, O São Gonçalo Online, JB Online, Macaé Cultura, Pre- feitura Municipal de Cantaga- lo, Prefeitura de Carapebus, SJB Online e Folha da Manhã Online também destacaram o projeto itinerante. Confira as imagens do Canto de Natal na imprensa. Acesse o link http://www.info4.com.br/ gomateria.asp?cod=39704&nomePapel reciclável de origem certificada =1717&cliente=1721 11
  • 12. em foco Cultura e inovação ao seu alcance Tudo que é bom pode ficar maior e melhor. interativas, palestras, workshops, shows de Ciente disso, a Ampla se empenha em mul- música, filmes e engenhocas digitais. Uma tiplicar o Amplitude. O projeto consiste em das atrações que despertou mais interesse foi uma mostra gratuita de cultura, tecnologia e a oficina Art_Mobile, ministrada por Giuliano inovação. O evento é realizado em parceria Chiaradia, diretor e autor da Rede Globo. No com a Secretaria de Cultura do Estado do Rio curso, os participantes aprenderam sobre a de Janeiro, por meio da Lei de Incentivo à arte de gravar vídeos com dispositivos móveis Cultura (Lei do ICMS-RJ). como celular, iPod e smartphones. Mergulho no universo digital Entre as instalações da mostra, a grande vede- “Idealizamos o Amplitude para nos apro- te foi o Real Break, espécie de quebra-cabeça ximarmos dos nossos clientes. Queremos que capta imagens em movimento e transpor- que eles convivam com a nossa marca de ta os usuários para dentro da brincadeira, por forma ainda mais positiva. Por esse moti- meio de uma mesa touch screen. Com o obje- vo, oferecemos uma programação especial, tivo de estimular a interatividade, uma série de com atrações culturais e tecnológicas”, iPads foram colocados à disposição dos visitan- explica Patricia Gismonti, analista tes para que eles navegassem em uma “casa de Marketing e coordenadora do inteligente”, concebida em 3D, com dicas so- projeto na Ampla. bre consumo consciente. Nas palestras, foram abordados assuntos como iluminação pública, Patricia acrescenta que o uso eficiente de energia, cidades inteligentes projeto foi ampliado na úl- e os avanços e desafios das telecomunicações. tima edição. “Até 2010, a mostra era restrita ao públi- Para os que curtem música, a mostra reservou co interno e a estudantes e uma bela surpresa: o show Transformasons, do ocorria no prédio da Ampla. grupo XPLAU, que mistura som eletrônico com Em 2011, convidamos ou- referências clássicas e eruditas. Já os amantes da tras empresas para apresentar sétima arte puderam ouvir um debate sobre as o que havia de mais inovador inovações tecnológicas entre o cineasta Nevil- no universo digital e realizamos le D’Almeida e o diretor Fernão Ciampa, com o evento fora de nossa sede”, diz. mediação do jornalista Rodrigo Fonseca. Além A última edição do Amplitude ocorreu disso, o público assistiu a 20 curtas de animação entre os dias 25 e 29 de outubro de 2011, do projeto Baixada Animada e soube o resulta- O público pôde no campus Gragoatá da Universidade Fede- do do concurso Amplitude de Micro-Curtas. O conferir múltiplas atividades interativas ral Fluminense (UFF), em Niterói. Na tenda vídeo escolhido foi Consumo Consciente – O Seu montada no campo de futebol da faculdade, Filme Você Dirige, de Ana Luisa Carvalho, que re- o público pôde conferir múltiplas atividades cebeu um iPad como prêmio.12 Papel reciclável de origem certificada
  • 13. especialConsciência Amplase destaca no CiertecA participação da Ampla no “VII Ciertec – dos serviços e processos. Durante o seminárioNovas Práticas e Tecnologias para um setor também foram discutidos temas como smartsustentável de energia”, entre os 21 e 23 de grids (redes inteligentes com automação emnovembro de 2011, em Porto Alegre, eviden- larga escala da rede elétrica), atendimento aociou a sintonia da empresa com as práticas res- cliente e medição eletrônica.ponsáveis aliadas à tecnologia e à eficiência.O seminário – promovido pela Bracier (Comitê Outro evento com participação relevanteBrasileiro da Cier) – é um dos mais importantes da Ampla em 2011 foi Seminário de Qua-da América Latina e reuniu representantes de lidade da Gestão e Responsabilidade Socio-empresas e instituições, que participaram de ambiental (Samp), promovido de 9 a 10 decursos, debates, exposições e palestras. novembro de 2011, na AES Eletropaulo, pela Associação Brasileira de Distribuidoras deResponsável pelos Projetos Sociais da Ampla, Energia Elétrica (Abradee). A Ampla, desta-Gislene Rodrigues apresentou a palestra “Efi- que no Questionário Ethos, apresentou pa-ciência Energética na Distribuição – Políticas lestras sobre o modelo de gestão de resíduos Gislene Rodrigues empúblicas voltadas para programas de efici- e o Consciência Ampla. palestra no VII Ciertecência energética: reflexos dos programas deeficiência energética para a sustentabilidadeambiental e social do país”. Ao longo da ex-posição foram abordados o histórico da in-tegração entre as ações sociais e as medidastécnicas de combate às perdas, a criação doprograma Consciência Ampla e as premia-ções recebidas nos últimos anos.“Esta participação foi muito importante, espe-cialmente por ser um evento da Cier-Bracier,um dos mais importantes do segmento. Atroca de experiências indica que é possívelconstruir, em conjunto com outras concessio-nárias, um setor elétrico pautado pela susten-tabilidade. As empresas e a sociedade ganhamcom isso”, avaliou Gislene. Ela ressaltou aindaque é a primeira vez que os projetos sociais doConsciência Ampla participam do evento.O diretor-presidente da Bracier, Sérgio SouzaDias, afirmou que os debates apresentadospodem servir de base ao desenvolvimento denovos projetos pelas empresas, gerando maisbenefícios e aperfeiçoamentos na qualidadePapel reciclável de origem certificada 13
  • 14. rede do saberGestão eficiente na teoria e na prática O maior patrimônio de uma empresa são as pessoas. a premiação, a Fundação se propõe não só a reconhecer esse Ou seja, seus empregados. E quanto mais bem enorme esforço, como a contribuir para mostrar à sociedade o preparados eles são, melhores os resultados valor das iniciativas das empresas do setor”, comenta. alcançados. Mas, como tudo, depende de uma gestão eficiente. Em 1998, um Caso de sucesso na Endesa Brasil grupo de 26 organizações do setor Um bom exemplo citado pelo diretor superintendente é o brasileiro de energia elétrica se for- case “Saber viver – um modelo de Gestão”, da Endesa Brasil, mou para criar a Fundação Comitê eleito o melhor na categoria Gestão da Segurança e Saúde de Gestão Empresarial – Fundação no Trabalho, em 2011. As ações do programa foram realiza- Coge, com o objetivo de promover das a partir de uma reformulação nas empresas da holding, Eduardo de Souza o aprimoramento da gestão de em- com o intuito de zerar os acidentes de trabalho e conscien- Pereira presas, de forma a agregar valor à cul- tizar os empregados sobre a necessidade da prevenção de tura técnica das organizações. acidentes. “O programa buscou, com sucesso, mudar a per- cepção da Segurança do Trabalho e levar suas diretrizes a “Entendemos que temos um papel impor- orientar todas as ações de Saúde, Segurança e Qualidade de tante no setor energético brasileiro, na dissemi- Vida. O respeito à vida foi incorporado como um dos valo- nação de nosso conhecimento. Realizamos pesquisas, res corporativos e, como resultado, a Endesa Brasil já obtevetreinamentos, prestamos consultorias e assessorias, promo- reduções significativas nas taxas de frequência e gravidadevemos cursos, seminários e desenvolvemos projetos que aca- de acidentes de trabalho e em seu indicador proativo. Issobam por levar ao permanente aperfeiçoamento dos métodos, precisa ser reconhecido e divulgado, para servir de modeloprocessos e organização das empresas”, explica Eduardo de às outras empresas”, revela.Souza Pereira, diretor superintendente da Fundação Coge. Eduardo adianta que as perspectivas da Fundação Coge paraO executivo registra que um exemplo claro do sucesso da este ano são as melhores possíveis, e que um dos objetivosinstituição é o crescimento expressivo do quadro de organi- é continuar realizando um trabalho relevante para o setor,zações participantes: em 13 anos, ele aumentou de 26 para no Brasil. Ele lembra que entre as prioridades para 2012 está67 empresas públicas e privadas, responsáveis pela produ- a ampliação dos programas de treinamento desenvolvidosção, transmissão e distribuição de mais de 90% da energia em parceria com as associações técnicas do setor elétrico; oelétrica produzida no país. desenvolvimento contínuo de projetos de consultoria para atender às necessidades específicas das empresas da insti-Outro destaque lembrado por Eduardo está no estímulo à dis- tuição; apuração e emissão do Relatório de Estatísticas deseminação dos bons exemplos de gestão. “Para isso, criamos Acidentes no Setor Elétrico Brasileiro, propondo ações parao Prêmio Fundação Coge, que reconhece e divulga projetos e aprimorar a segurança dos empregados, dos contratados epráticas bem-sucedidas implantadas por empresas brasileiras. da população; a participação ainda mais efetiva nas questõesEm 11 edições, reunimos mais de 500 projetos e ações que de- relativas à eficiência energética; e a realização da 12ª edição monstram o quanto o setor elétrico do Prêmio Fundação Coge. brasileiro tem feito pelo de- senvolvimento social do “Enfim, esperamos que este ano seja muito produtivo e que país. Este patrimônio as empresas do Setor Elétrico Brasileiro continuem realizan- deve ser motivo do boas gestões, para que os serviços prestados sejam cada de orgulho para vez mais eficientes e nós, da Fundação Coge, possamos dis- todos, e, com seminar e premiar essas boas práticas”, conclui Eduardo.14 Papel reciclável de origem certificada
  • 15. consciência digitalCanais virtuais da Ampla alcançammais de 4 milhões de pessoasTer uma ou mais contas nas redes sociais Twitter, localizada na área de Serviços ao presente no Twitter, no Flickr e, nonão é mais uma opção para as grandes Cliente, conseguimos responder 95,2% Wo rdp re s s , por meio do blogempresas, mas uma verdadeira necessi- dos tweets direcionados à Ampla”. No www.conscienciaampla.com.br. “O di-dade, uma vez que estas são plataformas total, os canais de comunicação da ferencial do blog está em seu conteúdo,legítimas de interação entre a empresa, empresa atingiram uma audiência de pois ele é diversificado. São postadosseus clientes e parceiros. “Elas são fortes 4.194.711 na última medição, em janei- conteúdos – vídeos e informações – deferramentas no trabalho de fortalecimen- ro de 2012. interesse geral, nas áreas de sustentabi-to da marca. Além de serem formas de lidade e inovação, por exemplo. Verifi-aproximação com nossos clientes, repre- Na área institucional, a empresa conta, camos acessos inclusive de pessoas desentam mais um serviço que prestamos atualmente, com um canal no Youtu- outros estados e países”, ressalta Bárbaraa eles”, explica Erika Milan, especialista be e outro no Slideshare, além de con- de Miranda, analista de Projetos Sociais,em Marketing, que destaca: “Hoje, com tas no Twitter, Facebook e Formspring. responsável pelas atualizações do blog ea atuação da célula de atendimento do Já o programa Consciência Ampla está do Twitter do Consciência Ampla. 350.000 300.000 313.352 250.000 200.000 150.000 100.000 50.000 set/09 nov/09 jan/10 mar/10 mai/10 jul/10 set/10 nov/10 jan/11 mar/11 mai/11 jun/11 set/11 nov/11 dez/11Papel reciclável de origem certificada 15
  • 16. dicas Férias com lazer e sem riscos É tempo de férias da garotada. O período tem Gonçalo, Niterói, Petrópolis, Teresópolis, Angra, de ser repleto de diversão e descanso e, por isso, Resende, Campos, Macaé, Magé, Maricá, Cabo as brincadeiras devem ser realizadas de maneira Frio, Búzios e Saquarema. responsável, principalmente em áreas de risco ou próximo a redes elétricas. Segundos dados da As- sociação Brasileira de Distribuidores de Energia Elé- Compartilhe com trica (Abradee), o contato com os fios causou 304 a família estas dicas: mortes no país em 2010. Foi para combater esse • Não solte pipas próximo à rede elétri- índice que a Ampla criou o Projeto Férias sem Risco, ca. O contato com a fiação pode causar que promove palestras com monitores da empre- acidentes como choques, curtos-circui- sa em escolas municipais e estaduais. O objetivo é tos e queimas de aparelhos elétricos; orientar e alertar crianças e jovens sobre os riscos de • Nunca utilize cerol na linha da pipa, soltar pipas e brincar próximo à rede elétrica ou a pois ele pode cortar fios elétricos, con- subestações. Nos encontros, são distribuídos folhe- duzir eletricidade e causar acidentes; • Se a pipa ficar presa nos fios, não tente, tos informativos e os profissionais aproveitam para de modo algum, pegá-la de volta; dar algumas dicas para evitar acidentes. • Não solte pipas em ruas e estradas, onde há grande risco de atropelamento; O projeto inclui ainda um trabalho de cons- • Previna quedas evitando soltar pipas cientização de toda população das áreas de em locais altos, como lajes e terraços. concessão da empresa. Por meio das contas de Além de correr o risco de cair, você energia, a Ampla divulga informações sobre os pode levar um choque; cuidados que as famílias devem ter com crian- • Não invada estações de fornecimento ças e jovens neste período. Entre os municípios de energia para recuperar pipas, bolas, contemplados pelo Férias sem Risco que apre- ou mesmo conhecer as instalações. sentam altos índices de acidentes estão São divirta-se16 Papel reciclável de origem certificada

×