Relatório biologia 10ºano - membrana celular

15,829 views
15,338 views

Published on

Published in: Education
0 Comments
1 Like
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total views
15,829
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
4
Actions
Shares
0
Downloads
188
Comments
0
Likes
1
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Relatório biologia 10ºano - membrana celular

  1. 1. Escola E.B. 2,3/s de Mora Biologia 10ºano Actividade Laboratorial Membrana plasmática: uma barreira selectivaMora, 7 de Março de 2009
  2. 2. Realizado por: Ana Margarida Pinto nº3 10ºA ÍndiceIntrodução Pág. 3Protocolo experimental Pág. 4Resultados Pág. 5Conclusão/discussão Pág. 6Bibliografia Pág. 7 2
  3. 3. Introdução Esta actividade tem como objectivo demonstrar os tipos de movimentos damembrana plasmática de amostras de batata mergulhadas em três meios comconcentrações de sacarose diferentes. A membrana plasmática é constituída por uma bicamada lipídica e proteínas, quedelimita a fronteira entre o meio intracelular do meio extracelular, mantendo aintegridade da célula e regulando a troca de substâncias, de energia e de informaçãoentre esses meios. A membrana é semipermeável pois facilita a passagem desubstâncias que as células necessitam, a saída de produtos resultantes da actividademembranar e dificulta ou impede a passagem de outras. Para que exista passagem de substâncias entre a membrana celular e o meio quea envolve são necessários movimentos. Esses movimentos podem ter gastos deenergia - osmose, difusão simples e difusão facilitada - ou podem não ter gastos deenergia – transporte activo. Osmose é a difusão da água. A água movimenta-se através da membranaplasmática desde um meio hipotónico para um meio hipertónico ou, de um meio compressão osmótica baixa para um meio com pressão osmótica mais elevada, sendo quea pressão osmótica é a força que é necessário exercer para que a água não sedesloque da zona de menor para a de maior concentração. A pressão osmótica daágua pura é zero. O meio hipotónico é o meio intra ou extracelular em que existe uma pequenaconcentração de soluto e uma grande concentração de solvente. O meio isotónico éo meio intra ou extra celular em que existe um equilíbrio entre as concentrações desoluto e de solvente. As células recebem água ao mesmo ritmo que a perdem. E omeio hipertónico é o meio intra ou extracelular em que existe uma maiorconcentração de soluto e uma menor concentração de solvente. Quando uma célula é colocada em meio hipotónico, essa célula, fica túrgida. Aágua entra para os vacúolos e este aumenta de volume, comprimindo o citoplasma e onúcleo contra a parede celular (célula vegetal) ou contra a membrana celular (célulaanimal). E quando uma célula é colocada num meio hipertónico fica plasmolisada. 3
  4. 4. Existe um movimento de água do vacúolo para o exterior da célula e, ao perder água,o volume diminui e o citoplasma retrai-se. Protocolo experimentalMaterial: - Batatas; - Colher; - Balança; - Papel absorvente; - 3 Gobelés; - Faca; - Furador de rolhas; - Régua graduada; - Sacarose (açúcar); - Marcador. - Água;Modo de procedimento: 1. Em cada um dos gobelés escreveu-se, respectivamente, 5%, 20% e 30%. 2. Preparou-se três soluções de sacarose, respectivamente a 5% a 20% e a 30%. 3. Para a solução de 5% pesou-se 5 g de sacarose, colocou-se no gobelé marcado com 5% e adicionou-se 95 g de água. Agitou-se até à completa dissolução. Realizou-se processo idêntico para as soluções de 20% e 30%. 4. Cortou-se, com o furador de rolhas, três cilindros de batata já descascada. Os cilindros tinham 4 cm de altura. 5. Mediu-se o diâmetro de cada cilindro e avaliou-se o respectivo peso. Registou- se os resultados. 6. Introduziu-se um cilindro de batata em cada gobelé com solução de sacarose. 7. Deixou-se em repouso um dia. Decorrido esse tempo, em relação a cada cilindro: - retirou-se da solução e enxugou-se com papel absorvente; - observou-se o aspecto e a rigidez; - mediu-se a respectiva altura; - avaliou-se o peso final. 4
  5. 5. Resultados Todos os cilindros de batata, no inicio, tinham: - 4 cm de comprimento; - 0,9 cm de diâmetro; - rigidez elevada;Solução Massa Diâmetro Comprimento Rigidez Aspecto (g) (cm) (cm) inicial após 1 dia após 1 dia após 1 dia após 1 dia após 1 dia 5% 3,13 3,19 1 4 elevada uniforme e cor + clara 20% 3,22 2,45 0,9 3,7 média muito semelhante ao inicial 30% 3,27 2,05 0,8 3,6 baixa mirrado e cor + escura - aspecto uniforme (sem deformações) e cor clara. - No cilindro de batata mergulhada na solução de sacarose a 5%, verificou-se que, após a passagem de um dia, aumentou a sua massa 0,06g e o seu diâmetro também aumentou, 0,01cm. O comprimento manteve-se igual, tal como, a rigidez que continuou elevada. Quanto ao aspecto, manteve-se sem deformações, tendo ficado com uma cor mais clara do que a inicial. - No cilindro de batata mergulhada na solução de sacarose a 20%, verificou-se que, após a passagem de um dia, diminuiu a sua massa 0,77g mas o diâmetro manteve-se igual ao inicial (0,9 cm), o comprimento, também, diminuiu 0,3 cm. A rigidez diminuiu um pouco, mas comparando com o cilindro de batata mergulhada na solução a 30%, a sua rigidez não era baixa. No aspecto não se obtiveram grandes alterações, tendo sido quase nulas as deformações verificadas, e a cor manteve-se igual à inicial. - No cilindro de batata mergulhada na solução de sacarose a 30%, verificaram-se grandes alterações, após a passagem de um dia. A massa diminuiu 1,22g, bem como o diâmetro, que passou para 0,8cm e o comprimento que reduziu para 3,6cm. A rigidez era muito baixa e, quanto ao aspecto, a batata ficou mirrada, com muitas deformações e com uma cor mais escura. 5
  6. 6. Conclusão/Discussão - Os factos observados devem-se à difusão da água, a osmose. Na batata colocadana solução de sacarose a 5%, o volume aumentou pois esta foi colocada num meiohipotónico, ou seja, com já foi referido anteriormente, onde existe uma pequenaconcentração de soluto e uma grande concentração de solvente. Assim, ocorreuturgescência nas células, a água entrou para os vacúolos, para equilibrar asconcentrações de soluto e solvente dentro e fora da célula, e este aumentou o volume,comprimindo o citoplasma e o núcleo contra a parede celular. Na solução a 20%, amassa da batata diminuiu, pois as células ficaram plasmolisadas. Existe ummovimento de água do vacúolo para o exterior da célula e, ao perder água, o volumediminui e o citoplasma retrai-se, pois o meio em que as células foram colocadas erahipertónico. Mas as discrepâncias de valores não foram tão significativas quanto asverificadas no cilindro de batata colocada na solução a 30%, porque as diferençasentre as concentrações de solvente e de soluto, no meio intra e extracelular, não erammuito elevadas. As células colocadas na solução com maior percentagem tiveramgrandes alterações. As mudanças aferidas devem-se, ao facto, das células terem sidocolocadas num meio hipertónico e, assim, ter ocorrido a plasmólise. Para equilibrarconcentrações, que deveriam ser muito diferentes, foi necessário a saída da água dosvacúolos, tendo a batata ficado com aspecto mirrado e com cor mais escura. Nãoexistiram, nesta actividade laboratorial, soluções isotónicas. - Esses esquemas podem relacionar-se com os factos que observei na situaçãorelativa à solução de sacarose a 20%, pois foi necessária a saída de água dosvacúolos das células para o meio extracelular, onde se encontrava uma grandeconcentração de sacarose (soluto) e uma menor de água (solvente), para quehouvesse um equilíbrio entre essas mesmas concentrações no interior e exterior dacélula. Ocorrendo, desta forma, a plasmólise. - Quando se prepara uma salada de alface só se coloca o sal na ocasião em quevai ser utilizada, pois se for colocada com alguma antecedência, vai dar tempo paraque saia água das células para equilibrar as soluções, que devido ao sal existe umamaior concentração de soluto no meio extracelular. Dá-se a plasmólise, assim, e comoverificámos, ao perder água, o volume diminui e o citoplasma retrai-se, acabando pormurchar as folhas de alface. Tal efeito acontece, também, quando se prepara umasalada de fruta e se coloca açúcar. 6
  7. 7. BibliografiaHttp://www.externatobenedita.net/grupos/biologia/trabalhos/professores/paula_castelhano/Relat%C3%B3rios_WriterPortable_1_Fase/Osmose_Batata1.pdfDias da Siva, Amparo; Gramaxo, Fernanda; Mesquita, Almira; e outros; “Terra,universo e vida” Biologia 10º ano; Porto editora, Porto, 2008 7

×