Organização Contemporânea 1
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×
 

Organização Contemporânea 1

on

  • 5,822 views

Apostila 1 da aula Organização Contemporânea do professor Armando Levy

Apostila 1 da aula Organização Contemporânea do professor Armando Levy

Statistics

Views

Total Views
5,822
Views on SlideShare
5,822
Embed Views
0

Actions

Likes
1
Downloads
113
Comments
0

0 Embeds 0

No embeds

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Adobe PDF

Usage Rights

CC Attribution-ShareAlike LicenseCC Attribution-ShareAlike License

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

Organização Contemporânea 1 Organização Contemporânea 1 Document Transcript

  • Organização Contemporânea Pós-graduação Universidade Metodista Professor Armando Levy armando@epress.com.br 1
  • Índice 1. Bibliografia 2. Resumo do currículo do professor 3. Aula 1: A importância do indivíduo na formação das organizações 4. Aula 2: As estruturas organizacionais 5. Aula 3: Escolas de pensamento em administração 6. Aula 4: Desvendando a alma das organizações (1) 7. Aula 5: Desvendando a alma das organizações (2) 8. Aula 6: O ciclo vital das organizações 9. Aula 7: Cultura organizacional 10. Aula 8: Riscos, revaloração da cultura e discussão dos trabalhos de grupo Bibliografia  ADIZES, I. Os ciclos de vida das organizações. São Paulo: Thomson Learning, 2002.  BARBIERI, J. C. (Org). Organizações inovadoras – estudo de cases brasileiros. Rio de Janeiro: Editora FGV, 2003.  BATEMAN, T.; SNELL, S. Administração: construindo vantagem competitiva. São Paulo: Atlas, 1998.  COLLINS, J e PORRAS, J. Feitas para durar. Rio de Janeiro: Rocco, 1999.  FERREIRA, A. Gestão empresarial, de Taylor aos nossos dias. São Paulo: Pioneira, 2001.  FREITAS, M.E. Cultura Organizacional, identidade, sedução e carisma? Rio de Janeiro: Editora FGV, 1999.  JOHANN, S. L. O modelo brasileiro de gestão organizacional. São Leopoldo: Editora Unisinos, 1998.  JOHANN, S. L. Gestão da cultura corporativa. Sâo Paulo: Saraiva, 2004.  JUNG, C.G. Os tipos psicológicos. Rio de Janeiro: Vozes, 1991.  KOTTER, J. e HESKETT, J. A cultura corporativa e o desempenho empresarial. São Paulo: Makron, 1994.  MORGAN, G. Imagens da organização. São Paulo: Atlas, 1996.  ROBBINS, S. Administração: mudanças e perspectivas. São Paulo: Saraiva, 2000.  SENGE, P. A quinta disciplina. São Paulo: Best-Seller, 1999.  TAVARES, M.G. de P. Cultura Organizacional. Rio de Janeiro: Qualitymark, 1991.  TREGOE, B. e ZIMMERMANN, J. A estratégia da alta gerência: o que é e como fazê-la funcionar. Rio de Janeiro: Zahar Editores, 1984.  TROPE, A . Organização virtual: impactos do teletrabalho nas organizações. Rio de Janeiro: Qualitymark, 1999.  VIANNA, M. A F.; VELASCO, S.D. Nas ondas do futuro: uma análise das tendências e das oportunidades para o amanhã. São Paulo: Gente, 2001. 2
  • Currículo do professor Armando Levy  Formado em Comunicação Social pela FAAP  Pós-Graduação em Gestão de Comunicação pela USP  Especialização em Gestão de Informática pela FGV  MBA em E-Business pela FGV  Repórter da 4 Rodas, Jornal O Globo e Agência Folhas  Gerente de Comunicação e Internet da Credicard, Vésper e Banco1.Net  Diretor da E-Press Comunicações  Autor do livro “Propaganda, a arte de gerar descrédito”, lançado pela Editora da Fundação Getúlio Vargas em 2003. 3
  • Modelos de Organizações e Mudanças - Aula 1 A importância do indivíduo na formação das organizações 1. Tipos de organizações A modernidade se caracteriza pelo fato de que os indivíduos se relacionam com organizações. Embora as pessoas associem a palavra “organização” a “uma empresa”, a verdade é que a sociedade humana é baseada hoje em organizações de todo tipo. Nos relacionamos cotidianamente com organizações: 1.1 Empresariais 1.1.1 Empresas 1.1.2 Cooperativas 1.1.3 Sindicatos 1.1.4 Associações 1.2 Governamentais 1.2.1 Governo Municipal 1.2.2 Governo Estadual 1.2.3 Governo Federal 1.2.4 Partidos Políticos 1.2.5 Agências Reguladoras 1.3 Organizações Sociais 1.3.1 Escolas, Universidades 1.3.2 Igrejas 1.3.3 Clubes 1.3.4 Associação de Bairro 1.3.5 Condomínio 1.3.6 Organizações Criminosas Embora o foco do nosso curso sejam as organizações empresariais, precisamos entender que vários outros tipos de organizações atuam na sociedade e que muitas delas procuram basear seus processos nas organizações empresariais. Como afirma Silvio Luiz Johann em seu livro “Gestão da Cultura Corporativa”, uma organização é: “...um sistema projetado e operado por um grupo de pessoas que se reúne conscientemente para atingir determinado conjunto de objetivos. Assi, os torcedores de um time de futebol que vão assistir a uma partida não formam uma organização, mas quando se associam a uma torcida organizada, sim. Este sistema é projetado para atingir os resultados esperados a partir de uma combinação que otimize o uso de determinado conjunto de recursos/insumos, tais como tecnologia, pessoas (e mais modernamente equipes), capital, conhecimento e matérias-primas, entre outros. Esses recursos/insumos são deliberadamente combinados através da comunicação e da colaboração entre os membros da organização, bem como das decisões que devem ser tomadas em todos os níveis organizacionais, de forma mais ou menos centralizada/descentralizada. Conforme enfatizam Bateman e Snell, as 4
  • organizações atuam com propósitos deliberados para atingir resultados num macroambiente, aproximando-se da conceituação clássica de Etzioni, que entende as organizações como unidades sociais (ou grupamentos humanos) deliberadamente construídas para buscar atingir objetivos específicos. As corporações, exércitos, escolas, hospitais, igrejas e prisões estão aí incluídas, mas as tribos, as classes, grupos étnicos e famílias não. Organizações se caracterizam por: - Fronteiras relativamente fixas - Ordem normativa e posições de autoridade - Divisões de trabalho, poder e responsabilidades de comunicação deliberadamente planejadas para intensificar a realização de objetivos específicos - Sistemas que incentivam os participantes a trabalharem juntos em pról dos objetivos comuns - Presença de um ou mais centros de poder que controlam os esforços combinados, reveem seu desempenho e remodelam sua estrutura, de modo a aumentar sua eficiência - Substituição de pessoas sempre que seu desempenho ficar aquém do esperado ou recombinação por meio de transferências e promoções”. 2. A importância das pessoas Frequentemente, as pessoas enxergam as organizações empresariais como instituições prontas, máquinas impessoais, onde não há espaço para emoções e o individualismo. Essa visão das empresas como máquinas é histórica e social e, embora não esteja essencialmente errada, desconsidera o papel vital do indivíduo na formação, desenvolvimento e crescimento das organizações. Nesta aula, vamos mostrar a importância do indivíduo no contexto da formação das organizações. A Psicologia Moderna já provou, há muitas décadas, que as pessoas são essencialmente diferentes, têm perfis diferentes e enxergam o mundo de modo diverso. Por isso, entender os diferentes perfis dos seres humanos no campo dos negócios é importante para definir que tipo de empresas surgem a partir de empreendedores com perfis diferentes. 2.1 A visão de Ichak Adizes Para Ichak Adizes, um consultor norte-americano, as pessoas reúnem perfis diferenciados que podem ser reunidos em 4 categorias: 2.1.1 Integrador A pessoa com perfil integrador atua como uma facilitadora. É uma pessoa que faz amizades com facilidade, gosta de se enturmar, integrar, não tem uma atitude crítica em relação aos outros, costuma perdoar com facilidade e sabe elogiar, sempre. Valoriza a ética, preocupa- se com as pessoas, busca sempre o consenso e é um ótimo formador de equipes, sendo sempre um bom conselheiro. Esta pessoa terá dificuldades em tomar decisões difíceis como mudar o foco do negócio e demitir pessoas. 2.1.2 Administrador 5
  • A pessoa com perfil administrador é uma sistematizadora. Ela divide os temas em itens de interesse, segmenta o problema e busca soluções práticas e objetivas. É uma pessoa organizada e valoriza ambientes estruturados. Aprecia controles, segue normas e é ótimo para implementar projetos prontos. Esta pessoa terá uma criatividade limitada e se sentirá confusa quando tiver que apresentar soluções inovadoras. 2.1.3 Produtor A pessoa com perfil produtor tem foco total em resultados. Precisa realizar, é comprometida com o trabalho e busca fazer o que faz com qualidade. Investe em conhecimento, mas busca sempre as informações que vão permitir melhorar seu desempenho operacional. Gosta de linhas de produção, procura entender seu funcionamento e otimizar os resultados. Fica perdida ao ter que definir um plano estratégico para o lançamento de um novo produto ou serviço. 2.1.4 Empreendedor A pessoa com perfil empreendedor gosta de desafios e novidades. É bastante desorganizada, gera seu próprio plano de negócios, assume riscos – às vezes grandes demais – modifica processos e metas e, geralmente, é a pessoa por trás de grandes negócios. Adizes é o defensor da idéia de que as organizações modernas precisam reunir profissionais com todos os perfis que ele apontou, sob pena de não conseguirem enfrentar adequadamente os desafios que toda organização enfrenta em suas diferentes fases de vida, o que veremos na Aula 7. 2.2 A importância do perfil A Psicologia moderna revela que o ser humano enxerga o mundo de acordo com lentes bastante pessoais e específicas. Assim sendo, é evidente que nosso perfil comportamental nos coloca diante de questões, oportunidades e problemas que tendemos a enxergar de acordo com nosso perfil. 2.2.1 VÍDEO - O primeiro vídeo game Um exemplo dramático pode ser visto no vídeo “O primeiro videogame”, quando um profissional de uma usina nuclear americana cria o primeiro vídeo game da história da humanidade. Sem saber ele esbarrou em uma indústria que, hoje, gira mais de US$ 12 bilhões por ano em todo o mundo. Ele tinha o perfil certo para entender essa fantástica oportunidade? O que ele fez com as informações que tinha? 2.2.2 VÍDEO - O primeiro trem elétrico Outro exemplo importante acerca da importância do perfil pode ser visto no vídeo “O primeiro trem elétrico”, quando um homem apaixonado por trens cria um mostruário para uma loja de ferragens com um trem em movimento. O mostruário, na verdade, buscava apenas chamar a atenção para os produtos da loja. Mas o público se apaixona pelo trenzinho elétrico e pede mais. O que ele fez ante essa situação inesperada? Ele tinha o perfil certo para entender esta fabulosa oportunidade? 6
  • 2.3 Debate Com estas informações, tente imaginar como funcionaria uma organização com uma direção de 5 pessoas, cujos integrantes tivessem os seguintes perfis: - 3 empreendedores - 1 integrador - 1 produtor As perguntas que você deve fazer a si mesmo e tentar responder são: - O foco dessa empresa é a geração de novos negócios? - Contatos com novos clientes são importantes? - Produzir as novas demandas é importante? - Administrar pedidos de clientes, produção, relação com funcionários é importante? - Como esta empresa se sairia com esse quadro diretivo? Falta alguém? 2.4 Meu perfil Já percebemos que o perfil das pessoas é muito importante tanto no que diz respeito a aproveitar oportunidades como se posicionar adequadamente em meio a uma organização. Você conhece o seu perfil? O teste a seguir, desenvolvido pela Fundação Getúlio Vargas, permitirá que você reúna elementos para compreender melhor o seu perfil. Não é um teste científico, mas permite que você consiga refletir a seu respeito e a respeito das coisas que você mais gosta de fazer. 2.5 Para a próxima aula Responda ao teste de perfil e, com base nos resultados, faça uma auto-avaliação informando se você está atuando em uma área compatível com seu perfil, como você vê seu futuro em relação ao que descobriu sobre seu perfil, que tipo de oportunidades seriam mais interessantes e o que pretende fazer agora que conhece melhor a si mesmo. Este texto tem que ter, no mínimo, 20 linhas. O teste de perfil junto com o seu texto devem ser entregues na próxima aula. 7