Controladores GuardLogixCódigos de catálogo 1756-L61S, 1756-L62S, 1756-L63S, 1756-LSPManual do usuário
Informações Importantes ao UsuárioEquipamentos de estado sólido apresentam características operacionais distintas de equip...
Sumário das alterações                                              As informações a seguir resumem as alterações neste ma...
Sumário das alterações4                        Publicação 1756-UM020E-PT-P – Janeiro 2010
Sumário                                              Prefácio                                              Introdução . . ...
Sumário                                         Comunicação ControlNet. . . . . . . . . . . . . . . . . . .           . . ...
Sumário                                                 Tipo de Dados. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . ....
Sumário                                   Monitoração dos flags de status . . . . . . . . . . . . . . . .                 ...
PrefácioIntrodução                                    Leia este prefácio para familiarizar-se com a outra parte do manual....
PrefácioRecursos adicionais                                Esses documentos contêm informações adicionais sobre os sistema...
PrefácioFamiliarizando-se com a                         Esta tabela define os termos usados neste manual.TerminologiaTermo...
PrefácioObservações:12             Publicação 1756-UM020E-PT-P – Janeiro 2010
Capítulo    1                                               Características gerais do sistemaIntrodução                   ...
Capítulo 1   Características gerais do sistema                                                 Número da rede de segurança...
Características gerais do sistema   Capítulo 1Diferença entre                              Os slots de um rack do sistema ...
Capítulo 1   Características gerais do sistemaRecursos de fluxo de dados                       Esta ilustração explica os ...
Características gerais do sistema   Capítulo 1Seleção do hardware do                       O controlador GuardLogix é comp...
Capítulo 1   Características gerais do sistema                                                 Uma chave seletora com três...
Características gerais do sistema       Capítulo 1                                             Fonte de Alimentação       ...
Capítulo 1   Características gerais do sistema                                                 Use esses módulos de comuni...
Características gerais do sistema   Capítulo 1Recursos compatíveis pela versão do software RSLogix 5000                   ...
Capítulo 1   Características gerais do sistemaRecursos adicionaisRecursos                                         Descriçã...
Capítulo    2                                               Configuração do controladorIntrodução                         ...
Capítulo 2   Configuração do controlador                                             5. Selecione as dimensões do rack.   ...
Configuração do controlador   Capítulo 2                                             Número da rede de segurança          ...
Capítulo 2   Configuração do controladorDefinir senhas de bloqueio                 O bloqueio de segurança do controlador ...
Configuração do controlador          Capítulo 2Gerenciamento da                             A guia Safety da caixa de diál...
Capítulo 2   Configuração do controlador                                           Para mais informações sobre a sincronia...
Configuração do controlador   Capítulo 2                                             Para compartilhar dados entre control...
Manual logix
Manual logix
Manual logix
Manual logix
Manual logix
Manual logix
Manual logix
Manual logix
Manual logix
Manual logix
Manual logix
Manual logix
Manual logix
Manual logix
Manual logix
Manual logix
Manual logix
Manual logix
Manual logix
Manual logix
Manual logix
Manual logix
Manual logix
Manual logix
Manual logix
Manual logix
Manual logix
Manual logix
Manual logix
Manual logix
Manual logix
Manual logix
Manual logix
Manual logix
Manual logix
Manual logix
Manual logix
Manual logix
Manual logix
Manual logix
Manual logix
Manual logix
Manual logix
Manual logix
Manual logix
Manual logix
Manual logix
Manual logix
Manual logix
Manual logix
Manual logix
Manual logix
Manual logix
Manual logix
Manual logix
Manual logix
Manual logix
Manual logix
Manual logix
Manual logix
Manual logix
Manual logix
Manual logix
Manual logix
Manual logix
Manual logix
Manual logix
Manual logix
Manual logix
Manual logix
Manual logix
Manual logix
Manual logix
Manual logix
Manual logix
Manual logix
Manual logix
Manual logix
Manual logix
Manual logix
Manual logix
Manual logix
Manual logix
Manual logix
Manual logix
Manual logix
Manual logix
Manual logix
Manual logix
Manual logix
Manual logix
Manual logix
Manual logix
Manual logix
Manual logix
Manual logix
Manual logix
Manual logix
Manual logix
Manual logix
Manual logix
Manual logix
Manual logix
Manual logix
Manual logix
Manual logix
Manual logix
Manual logix
Manual logix
Manual logix
Manual logix
Manual logix
Manual logix
Manual logix
Manual logix
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Manual logix

3,931

Published on

manual de todas as funções do RSLogix 5000
todo em português

Published in: Technology
0 Comments
2 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total Views
3,931
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0
Actions
Shares
0
Downloads
199
Comments
0
Likes
2
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Manual logix

  1. 1. Controladores GuardLogixCódigos de catálogo 1756-L61S, 1756-L62S, 1756-L63S, 1756-LSPManual do usuário
  2. 2. Informações Importantes ao UsuárioEquipamentos de estado sólido apresentam características operacionais distintas de equipamentos eletromecânicos.O Safety Guidelines for the Application, Installation and Maintenance of Solid State Controls(publicação SGI-1.1 disponível no escritório de vendas da Rockwell Automation local ou on-line no sitehttp://literature.rockwellautomation.com/literature/) descreve algumas diferenças importantes entre equipamentos deestado sólido e dispositivos eletromecânicos conectados fisicamente. Em decorrência dessas diferenças e também àampla variedade de aplicabilidade de equipamentos de estado sólido, todos os responsáveis pela utilização doequipamento devem estar cientes de que a aplicação pretendida seja aceitável.Em nenhum caso a Rockwell Automation, Inc. será responsável por danos indiretos ou resultantes do uso ou da aplicaçãodeste equipamento.Os exemplos e diagramas contidos neste manual destinam-se unicamente para finalidade ilustrativa. ARockwell Automation, Inc. não se responsabiliza pelo uso real com base nos exemplos e diagramas, devido avariações e requisitos diversos associados a qualquer instalação específica.Nenhuma responsabilidade de patente será considerada pela Rockwell Automation, Inc. em relação ao uso deinformações, circuitos, equipamentos ou softwares descritos neste manual.É proibida a reprodução do conteúdo contido neste manual, integral ou parcial, sem permissão escrita daRockwell Automation, Inc.Ao longo do manual, sempre que necessário, serão usadas notas para alertá-lo sobre tópicos relacionados à segurança. ADVERTÊNCIA Identifica informações sobre práticas ou situações que podem causar uma explosão em um ambiente classificado e resultar em ferimentos pessoais ou fatais, danos à propriedade ou perda econômica. IMPORTANTE Identifica informações importantes relacionadas à utilização bem-sucedida e a familiarização com o produto. ATENÇÃO Identifica informações sobre práticas ou situações que podem levar a ferimentos pessoais ou fatais, danos à propriedade ou perda econômica. Atenção ajuda a identificar e evitar um risco e reconhecer a consequência. PERIGO DE CHOQUE As etiquetas podem estar no ou dentro do equipamento, por exemplo, um inversor ou um motor, para alertar as pessoas que tensão perigosa pode estar presente. PERIGO DE QUEIMADURA As etiquetas podem estar no ou dentro do equipamento, por exemplo, um inversor ou um motor, para alertar as pessoas que superfícies podem atingir temperaturas perigosas.RockwellAutomation,Allen-Bradley,TechConnect,ControlLogix,GuardLogix,CompactBlockGuardI/O,ArmorBlockGuardI/O,ControlFlash,Logix,Logix5000,RSLogix5000,RSNetWorxforEtherNet/IP, RSNetWorx for DeviceNet, RSNetWorx for ControlNet e RSLinx são marcas registradas da Rockwell Automation, Inc.As marcas comerciais que não pertencem à Rockwell Automation são propriedade de suas respectivas empresas.
  3. 3. Sumário das alterações As informações a seguir resumem as alterações neste manual desde a última publicação. Para ajudá-lo a localizar as novas informações atualizadas nesta versão do manual, foram incluídas barras de alteração conforme exibido à direita deste parágrafo. Tópico Página Instruções Add-on de segurança e alta integridade adicionadas à lista de 21 recursos RSLogix 5000 compatíveis. Habilitação da sincronia de tempo 27 Exemplos Altere o numero de rede de segurança (SNN) dos módulos de 37 E/S de segurança na rede CIP Safety atualizados mostrados nos módulos de EtherNet/IP Informações mais claras no endereçamento da Ethernet 42 Conexões ControlNet para E/S distribuídas 46 Definir uma tag como uma constante 75 Ajuste do nível de acesso externo para dados de tag 75 Procedimentos atualizados para produzir e consumir tags de segurança 76 Restrição para mapear as tags de valor constante 81 Tabela atualizada de respostas de software durante o descarregamento 99 Acessibilidade de GSV/SSV para objeto de segurança AOI 116 Armazenamento e carregamento de projetos usando memória não volátil Capítulo 8 Informações atualizadas de descarte da bateria 133 Alteração de um controlador 1756 GuardLogix para um GuardLogix ou 137 vice-versa3Publicação 1756-UM020E-PT-P – Janeiro 2010 3
  4. 4. Sumário das alterações4 Publicação 1756-UM020E-PT-P – Janeiro 2010
  5. 5. Sumário Prefácio Introdução . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 9 Sobre esta publicação . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 9 A quem se destina esta publicação . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 9 Recursos adicionais . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 10 Familiarizando-se com a Terminologia . . . . . . . . . . . . . . . . . 11 Capítulo 1Características gerais do sistema Introdução . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 13 Requisitos da Aplicação de Segurança . . . . . . . . . . . . . . . . . 13 Número da rede de segurança . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 14 Assinatura de tarefa de segurança. . . . . . . . . . . . . . . . . . 14 Diferença entre componentes padrão e de segurança . . . . . . 15 Dispositivos de IHM. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 15 Recursos de fluxo de dados do controlador . . . . . . . . . . . . . 16 Seleção do hardware do sistema . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 17 Controlador Primário . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 17 Parceiro de Segurança . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 18 Rack . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 18 Fonte de Alimentação . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 19 Selecionar módulos de E/S de segurança . . . . . . . . . . . . . . . 19 Seleção das redes de comunicação . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 19 Especificações de programação . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 20 Capítulo 2Configuração do controlador Introdução . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 23 Criação de um projeto do controlador . . . . . . . . . . . . . . . . . 23 Definir senhas de bloqueio e desbloqueio . . . . . . . . . . . . . . 26 Gerenciamento da substituição do módulo de E/S . . . . . . . . 27 Habilitação da sincronia de tempo. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 27 Configurar um Controlador de Segurança Peer . . . . . . . . . . . 28 Capítulo 3Comunicar-se nas Redes Introdução . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 33 Rede de Segurança . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 33 Administração dos parâmetros do número da rede de segurança (SNN) . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 33 Atribuição dos parâmetros do número da rede de segurança (SNN) . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 35 Alteração dos parâmetros do número da rede de segurança (SNN) . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 35 Comunicação EtherNet/IP . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 39 Produção e consumo de dados por uma rede EtherNet/IP . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 39 Conexão em rede EtherNet/IP . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 40 Exemplo de comunicação EtherNet/IP . . . . . . . . . . . . . . 40 Conexões EtherNet/IP para E/S CIP Safety . . . . . . . . . . . 41 Conexões padrão de EtherNet/IP . . . . . . . . . . . . . . . . . . 42 Recursos adicionais . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 435Publicação 1756-UM020E-PT-P – Janeiro 2010 5
  6. 6. Sumário Comunicação ControlNet. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 43 Produção e consumo de dados por uma rede ControlNet. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 44 Conexões na rede ControlNet. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 44 Exemplo de comunicação ControlNet . . . . . . . . . . . . . . . 45 Conexões ControlNet para E/S distribuídas . . . . . . . . . . . 46 Recursos adicionais . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 46 Comunicação DeviceNet . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 47 Conexões DeviceNet Safety . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 47 Conexões DeviceNet Padrão . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 48 Recursos adicionais . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 48 Comunicação em série . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 48 Capítulo 4Adição, configuração, Introdução . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 51monitoração e substituição da E/S Adição dos módulos de E/S CIP Safety. . . . . . . . . . . . . . . . . 51de segurança CIP Configurar módulos de E/S CIP Safety por meio do software RSLogix 5000. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 52 Definição dos parâmetros do número da rede de segurança (SNN) . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 53 Definição do limite de tempo de reação da conexão . . . . . . 54 Especificar o intervalo do pacote requisitado (RPI) . . . . . 54 Visualização do atraso máximo observado na rede . . . . . 55 Definição dos parâmetros de limite de tempo de reação da conexão avançada . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 56 Recursos adicionais . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 58 Compreensão da assinatura de configuração . . . . . . . . . . . . 58 Configuração por meio do software RSLogix 5000 . . . . . . 58 Controle de leitura de configuração diferente (conexão de modo de escuta) . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 58 Reset a Propriedade do Módulo de E/S de Segurança . . . . . . 59 Endereçar dados à E/S de Segurança . . . . . . . . . . . . . . . . . . 59 Monitorar o Status do Módulo Safety I/O . . . . . . . . . . . . . . . 60 Substituição de um módulo de E/S CIP Safety . . . . . . . . . . . 61 Preparar o Módulo de E/S . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 61 Substituição de módulo de E/S com a função Configure Only selecionada . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 63 Substituição da E/S com a opção Configure Always habilitada . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 65 Capítulo 5Criação de Aplicações de Introdução . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 67Segurança Tarefa de Segurança . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 68 Especificação do Período da Tarefa de Segurança . . . . . . 68 Execução da Tarefa de Segurança. . . . . . . . . . . . . . . . . . 69 Programas de Segurança . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 70 Rotinas de Segurança . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 70 Tags de Segurança . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 71 Tipos de tag . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 726 Publicação 1756-UM020E-PT-P – Janeiro 2010
  7. 7. Sumário Tipo de Dados. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 73 Escopo . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 74 Classe . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 75 Valor constante . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 75 Acesso externo . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 75 Tags de segurança produzidos/consumidos . . . . . . . . . . . . . 76 Produzir um tag de segurança . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 76 Consumir dados de tags de segurança . . . . . . . . . . . . . . 77 Recursos adicionais . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 81 Mapeamento de tags de segurança . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 81 Restrições . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 81 Criar pares para mapeamento de tags . . . . . . . . . . . . . . . 82 Monitorar o status de mapeamento de tags . . . . . . . . . . . 83 Proteção em aplicações de segurança . . . . . . . . . . . . . . . . . 83 Bloqueio de segurança do controlador . . . . . . . . . . . . . . 83 Criação de uma assinatura de tarefa de segurança . . . . . . 85 Restrições do software. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 87 Recursos adicionais . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 88 Capítulo 6Comunicação com o Controlador Introdução . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 91 Conexão do controlador à rede . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 91 Conectar o Controlador em uma Rede Serial . . . . . . . . . . 92 Conectar o Dispositivo e o Computador à EtherNet/IP . . 92 Conectar o modo de comunicação ControlNet ou o scanner DeviceNet e o seu computador . . . . . . . . . . . . 93 Configuração do driver da rede . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 93 Configuração de um driver de comunicação serial. . . . . . 93 Configuração de um driver EtherNet/IP, ControlNet ou DeviceNet. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 94 Compreensão dos fatores que afetam a entrada em comunicação . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 94 Função Project to Controller Match . . . . . . . . . . . . . . . . . 95 Revisão de Firmware Compatível . . . . . . . . . . . . . . . . . . 95 Falhas/status de segurança . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 95 Assinatura de tarefa de segurança e status de bloqueio e desbloqueio de segurança . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 96 Descarregar . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 98 Carregar . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 100 Entrar em Comunicação . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 102 Capítulo 7Monitorar o Status e Controlar Introdução . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 105Falhas Monitorar o Status do Controlador . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 105 Indicadores de status do controlador . . . . . . . . . . . . . . 105 Barra On-line. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 107 Monitoração de conexões . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 108 Todas as Conexões . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 108 Conexões de Segurança . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 1087Publicação 1756-UM020E-PT-P – Janeiro 2010 7
  8. 8. Sumário Monitoração dos flags de status . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 109 Monitorar status de segurança . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 109 Falhas do controlador . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 110 Falhas irrecuperáveis do controlador . . . . . . . . . . . . . . 110 Falhas de segurança irrecuperáveis na aplicação de segurança . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 110 Falhas recuperáveis na aplicação de segurança . . . . . . . 111 Visualização de falhas . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 111 Códigos de Falhas . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 112 Desenvolvimento de uma rotina de falha . . . . . . . . . . . . . . 113 Rotina de Falha do Programa . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 113 Manipulador de Falhas do Controlador . . . . . . . . . . . . . 113 Usar instruções GSV/SSV . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 114 Capítulo 8Armazenamento e carregamento Introdução . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 117de projetos usando memória não Armazenamento de um projeto de segurança . . . . . . . . . . . 118volátil (removível) Carregamento de um projeto de segurança . . . . . . . . . . . . 119 Gestão do firmware com supervisor de firmware . . . . . . . . 121 Apêndice AEspecificações do Controlador Introdução . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 123 Certificações . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 123 Especificações Gerais . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 124 Especificações de segurança . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 124 Especificações Ambientais . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 125 Informações sobre Ambiente e Gabinete . . . . . . . . . . . . . . 126 Aprovação Norte-Americana para Uso em Áreas Classificadas . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 127 Apêndice BManutenção da bateria 1756-BA2 Introdução . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 129 Estimativa da Vida Útil da Bateria . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 129 Antes do indicador BAT acender . . . . . . . . . . . . . . . . . 129 Depois que o indicador BAT acender . . . . . . . . . . . . . 130 Quando Substituir a Bateria . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 131 Substituição da Bateria . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 131 Armazene baterias substituição . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 133 Recursos adicionais . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 133 Apêndice CAlteração do tipo do controlador Introdução . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 135nos projetos RSLogix 5000 Mudança de um controlador padrão para segurança. . . . . . 135 Mudança de um controlador de segurança para padrão . . . 136 Mudança de um controlador 1756 GuardLogix para um 1768 GuardLogix ou vice-versa . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 137 Recursos adicionais . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 137 Índice8 Publicação 1756-UM020E-PT-P – Janeiro 2010
  9. 9. PrefácioIntrodução Leia este prefácio para familiarizar-se com a outra parte do manual. Tópico Página Sobre esta publicação 9 A quem se destina esta publicação 9 Recursos adicionais 10 Familiarizando-se com a Terminologia 11Sobre esta publicação Este manual é um guia para utilização com os controladores GuardLogix. Ele descreve os procedimentos específicos do GuardLogix usados para configurar, operar e localizar falhas nos controladores. Para informações detalhadas sobre os tópicos relacionados, como programação do controlador GuardLogix, especificações SIL 3/PLe ou informações sobre componentes Logix padrão, consulte a lista de Recursos adicionais na página 10.A quem se destina esta Use este manual se você for o responsável pela criação, instalação, programação ou localização de falhas em sistemas de controle quepublicação utilizam controladores GuardLogix. É necessário ter um conhecimento básico dos circuitos elétricos e familiaridade com a lógica de relé. Da mesma forma, é necessário ter treinamento e experiência em criação, operação e manutenção de sistemas de segurança.9Publicação 1756-UM020E-PT-P – Janeiro 2010 9
  10. 10. PrefácioRecursos adicionais Esses documentos contêm informações adicionais sobre os sistemas de controlador GuardLogix.Recursos DescriçãoGuardLogix Controller Installation Instructions, Fornece informações sobre a instalação dos controladores GuardLogixpublicação 1756-IN045GuardLogix Controllers Systems Safety Reference Contém especificações detalhadas para arquivamento e manutenção SIL 3/ PLe comManual, publicação 1756-RM093 o sistema do controlador GuardLogixGuardLogix Safety Application Instruction Set Fornece informações sobre o conjunto de instruções para aplicações de segurançaReference Manual, publicação 1756-RM095 do GuardLogixCompact GuardLogix Controllers User Manual, Fornece informações sobre o uso dos controladores Compact GuardLogixpublicação 1768-UM002CompactBlock Guard I/O DeviceNet Safety Modules Fornece informações sobre a instalação dos módulos de segurança deInstallation Instructions, publicação 1791DS-IN002 CompactBlock Guard I/O DeviceNetGuard I/O DeviceNet Safety Modules User Manual, Fornece informações sobre o uso de módulos de E/S de segurançapublicação 1791DS-UM001Guard I/O EtherNet/IP Safety Modules Installation Fornece informações sobre a instalação dos módulos de segurança deInstructions, publicação 1791DS-IN001 CompactBlock Guard I/O EtherNetCompactBlock Guard I/O EtherNet/IP Safety Modules Fornece informações sobre o uso dos módulos de segurança de CompactBlock GuardUser Manual, publicação 1791DS-IN001 I/O EtherNet/IPLogix5000 Controllers General Instruction Set Fornece informações sobre o conjunto de instruções Logix5000Reference Manual, publicação 1756 -RM003Logix5000 Controllers Common Procedures Fornece acesso ao conjunto de controladores Logix5000 dos manuais deProgramming Manual, publicação 1756-PM001 programação, que cobrem a gestão dos arquivos de projeto, organização de tags, programação de lógica ladder, testes de rotina, criação de instruções add-on, dados de status do controlador, manseio de falhas, importação e exportação dos componentes do projeto e mais.ControlLogix Controllers System User Manual, Fornece informações sobre a utilização dos controladores ControlLogix empublicação 1756-UM001 aplicações padrão.DeviceNet Modules in Logix5000 Control Systems Fornece informações sobre a utilização do módulo 1756-DNB em um sistema deUser Manual, publicação DNET-UM004 controle Logix5000EtherNet/IP Modules in Logix5000 Control Systems Fornece informações sobre o uso dos módulos de comunicação EtherNet/IP em umUser Manual, publicação ENET-UM001 sistema de controle Logix5000ControlNet Modules in Logix5000 Control Systems Fornece informações sobre a utilização do módulo 1756-CNB em sistemas deUser Manual, publicação CNET-UM001 controle Logix5000Logix5000 Controllers Execution Time and Memory Fornece informações sobre o cálculo de tempo de execução e uso de memória emUse Reference Manual, publicação 1756-RM087 instruçõesLogix5000 Controllers Import Export Reference Fornece informações sobre o uso do utilitário de importação/exportação doManual, publicação 1756-RM084 RSLogix 5000ControlLogix Redundancy System User Manual, Contém informações sobre configuração dos controladores de ControlLogix em umpublicação 1756-UM523 sistema (padrão) redundante.PhaseManager User Manual, publicação Fornece informações sobre a programação do controlador para usar as fases doLOGIX-UM001 equipamento em uma aplicação padrão.Motion Modules in Logix5000 Control Systems User Fornece informações de configuração do controlador para eixos de posicionamento,Manual, publicação LOGIX-UM002 sistemas coordenados e módulos de movimento em aplicações padrão.Industrial Automation Wiring and Grounding Fornece informações detalhadas sobre aterramento e fiação dos controladoresGuidelines, publicação 1770-4.1 programáveis É possível visualizar ou descarregar publicações em http://literature.rockwellautomation.com. Para solicitar cópias impressas da documentação técnica, entre em contato com o distribuidor local ou o representante de vendas da Rockwell Automation local.10 Publicação 1756-UM020E-PT-P – Janeiro 2010
  11. 11. PrefácioFamiliarizando-se com a Esta tabela define os termos usados neste manual.TerminologiaTermos e definições Abreviação Termo completo Definição 1oo2 One Out of Two Refere-se ao projeto comportamental de um sistema de segurança de multicontroladores. CIP Common Industrial Protocol Protocolo de comunicação criado para aplicações de automação industrial. CIP Safety Protocolo Industrial Comum – SIL 3/PLe versão classificada de CIP. Certificado de Segurança DC Diagnostic Coverage A relação de taxa de falha detectada no total. EN European norm. Norma européia oficial GSV Get System Value Uma instrução que recupera informações de status de controlador especificadas e as posiciona no tag de destino. PC Microcomputador Computador usado para fazer interface e controlar um sistema de base Logix por meio de um software de programação RSLogix 5000. PFD Probability of Failure on Demand Probabilidade média de um sistema falhar ao executar sua função de projeto quando solicitado. PFH Probability of Failure per Hour A probabilidade que um sistema tem de uma falha perigosa ocorrer por hora. PL Nível de desempenho Classificação de segurança ISO 13849-1. RPI Intervalo do pacote requisitado É a taxa esperada no tempo de produção de dados ao se comunicar em uma rede. SNN Número da rede de segurança Número exclusivo que identifica uma seção de uma rede de segurança. SSV Set System Value (Definir Valor do Instrução de lógica ladder que define dados do sistema do controlador. Sistema) – Padrão Um objeto, uma tarefa, um tag, um programa ou componente no seu projeto que não é um item relacionado à segurança.Publicação 1756-UM020E-PT-P – Janeiro 2010 11
  12. 12. PrefácioObservações:12 Publicação 1756-UM020E-PT-P – Janeiro 2010
  13. 13. Capítulo 1 Características gerais do sistemaIntrodução Tópico Página Requisitos da Aplicação de Segurança 13 Diferença entre componentes padrão e de segurança 15 Recursos de fluxo de dados do controlador 16 Seleção do hardware do sistema 17 Selecionar módulos de E/S de segurança 19 Seleção das redes de comunicação 19 Especificações de programação 20Requisitos da Aplicação de O sistema do controlador GuardLogix é certificado para uso em aplicações de segurança até e incluindo o nível de integridade deSegurança segurança (SIL) 3 e o nível de desempenho (e) na qual o estado desenergizado é o seguro. As especificações para a aplicação de segurança incluem a avaliação de probabilidade de taxas de falha (PFD e PFH), as configurações de tempo de reação do sistema e os testes de verificação de funcionamento que atendem critérios SIL 3/PLe. Para obter as especificações do sistema de segurança SIL 3 e PLe, inclusive os intervalos de teste de validação de funcionamento, tempo de reação do sistema e cálculos PFD/PFH, consulte GuardLogix Controller Systems Safety Reference Manual, publicação 1756-RM093. É preciso ler, entender e satisfazer esses requisitos antes de operar um sistema de segurança GuardLogix SIL 3, PLe. As aplicações de segurança SIL3/PLe baseadas no GuardLogix requerem o uso de pelo menos um SNN (número da rede de segurança) e uma Assinatura de tarefa de segurança. Elas afetam a configuração do controlador e da E/S, bem como a comunicação de rede.13Publicação 1756-UM020E-PT-P – Janeiro 2010 13
  14. 14. Capítulo 1 Características gerais do sistema Número da rede de segurança O SNN precisa ser um número exclusivo que identifique sub-redes de segurança. Cada sub-rede de segurança que o controlador GuardLogix usa para comunicação de segurança devem ter um SNN exclusivo. Cada dispositivo CIP Safety também precisa ser configurado com o SNN da sub-rede de segurança. O SNN pode ser atribuído de forma automática ou manual. Para informações sobre o SNN, consulte Administração dos parâmetros do número da rede de segurança (SNN) na página 33 neste manualConsulte também GuardLogix Controller Systems Safety Reference Manual, publicação 1756 -RM093. Assinatura de tarefa de segurança A assinatura da tarefa de segurança é composta por um número de identificação, data e hora que identificam exclusivamente a parte de segurança de um projeto. Isto inclui a lógica, dados e configuração de segurança. O sistema GuardLogix utiliza a assinatura da tarefa de segurança para determinar a integridade do projeto e para que seja possível verificar se o projeto correto foi descarregado no controlador desejado. Consulte Criação de uma assinatura de tarefa de segurança na página 85 para mais informações. Criar, registrar e verificar a assinatura da tarefa de segurança é um item obrigatório do processo de criação de uma aplicação de segurança. Consulte GuardLogix Controller Systems Safety Reference Manual, publicação 1756 -RM093, para obter detalhes.14 Publicação 1756-UM020E-PT-P – Janeiro 2010
  15. 15. Características gerais do sistema Capítulo 1Diferença entre Os slots de um rack do sistema GuardLogix não utilizados pela função de segurança podem ser utilizados por outros módulos ControlLogixcomponentes padrão e de certificados como Baixa Tensão e Diretivas EMC. Consulte o sitesegurança http://ab.com/certification/ce para localizar o certificado CE para o controle programável – a família de produtos ControlLogix e determinar quais módulos são certificados. É necessário criar e documentar uma diferença objetiva, lógica e visível entre os itens padrão e de segurança da aplicação. Para ajudar na criação dessa distinção, o software de programação RSLogix 5000 fornece ícones de identificação de segurança para indicar a Tarefa de Segurança, programas, rotinas e componentes de segurança. Além disso, o software RSLogix 5000 utiliza um atributo de classe de segurança se é visível sempre que a tarefa, os programas, a rotina ou as propriedades das instruções add-on de segurança forem exibidas. O controlador não permite gravar dados de tags de segurança em dis positivos de IHM externos ou por meio de instruções de mensagem de controladores peer. O software RSLogix 5000 pode escrever tags de segurança quando o controlador GuardLogix estiver com o status sem o bloqueio de segurança, não tem uma assinatura da tarefa de segurança e está em operação sem falha de segurança. O ControlLogix Controller Systems User Manual, publicação 1756-UM001, fornece informações sobre o uso de dispositivos ControlLogix em aplicações padrão (não de segurança). Dispositivos de IHM Os dispositivos de IHM podem ser usados com controladores GuardLogix. Os dispositivos de IHM podem acessar tags padrão da mesma forma que qualquer controlador padrão. No entanto, os dispositivos de IHM não podem gravar em tags de segurança, pois elas são somente leitura para os dispositivos de IHM.Publicação 1756-UM020E-PT-P – Janeiro 2010 15
  16. 16. Capítulo 1 Características gerais do sistemaRecursos de fluxo de dados Esta ilustração explica os recursos de fluxo de dados padrão e de segurança do controlador GuardLogix.do controlador Recursos de fluxo de dados GuardLogixControlador Padrão Segurança Tarefa de segurança Tarefas padrão Programas de Segurança Programas padrão Rotinas de Segurança Rotinas de padrão Dados de segurança do programa Dados do programa Tags padrão do controlador Tags de segurança do controlador Nº Descrição 1 Os tags padrões e lógicos comportam-se da mesma forma que na plataforma Logix padrão. 2 Os dados dos tags padrão, do programa ou do controlador, podem ser compartilhados com dispositivos de IHM externos, microcomputadores e outros controladores. 3 Os controladores GuardLogix são controladores integrados com a habilidade de mover (mapear) dados do tag padrão dentro dos tags de segurança para uso na tarefa de segurança. ATENÇÃO Estes dados não devem ser usados para controlar diretamente uma saída SIL 3/PLe. 4 Os tags de segurança do controlador podem ser lidos diretamente por uma lógica padrão. 5 Os tags de segurança podem ser lidos ou escritos pela lógica de segurança. 6 Os tags de segurança podem ser trocados entre os controladores de segurança pelas redes ControlNet ou EtherNet, incluindo os controladores 1756 e 1768 GuardLogix 7 Os dados de tag de segurança do programa ou do controlador podem ser lidos por dispositivos externos, como dispositivos de IHM, microcomputadores e outros controladores padrão. Uma vez que estes dados são lidos, eles são considerados IMPORTANTE dados padrão e não dados SIL 3/PLe.16 Publicação 1756-UM020E-PT-P – Janeiro 2010
  17. 17. Características gerais do sistema Capítulo 1Seleção do hardware do O controlador GuardLogix é composto por um controlador primário (código de catálogo 1756-L6xS) e um parceiro de segurançasistema (1756-LSP), que funcionam em conjunto em uma arquitetura 1oo2. O sistema GuardLogix oferece suporte a aplicações de segurança SIL 3 e PLe. O Parceiro de Segurança precisa ser instalado no slot à direita do Controlador Primário. O firmware principal e as revisões secundárias do controlador principal e do parceiro de segurança precisam corresponder exatamente para estabelecer a parceria de controle necessária em aplicações de segurança. Controlador Primário O controlador primário código de catálogo 1756-L6xS é o processador que executa funções padrão e de segurança e se comunica com o parceiro de segurança para funções relacionadas à segurança no sistema de controle GuardLogix. As funções padrão incluem o seguinte: • controle de E/S • lógica • temporização • contagem • geração de relatório • comunicação • cálculos aritméticos • manipulação de arquivos de dados O controlador principal consiste em um controlador central, uma interface de E/S e uma memória. Capacidade de memória Memória do usuário (capacidade RAM) Cód. cat. Tarefas e Componentes Padrão Tarefa de Segurança e Componentes 1756-L61S 2 MB 1 MB 1756-L62S 4 MB 1 MB 1756-L63S 8 MB 3,75 MB O controlador GuardLogix, versão 18 ou anterior, suporta as atualizações de sistemas operacionais ou o armazenamento do programa do usuário e recupera usando um cartão CompactFlash. Entretanto, na versão 16 e 17 do software RSLogix 5000, você poderá visualizar o conteúdo de um cartão CompactFlash, se ele estiver instalado no controlador principal. Antes da versão 16, os cartões CompactFlash não eram compatíveis. Consulte Capítulo 8, Armazenamento e carregamento de projetos usando memória não volátil (removível), para mais informações.Publicação 1756-UM020E-PT-P – Janeiro 2010 17
  18. 18. Capítulo 1 Características gerais do sistema Uma chave seletora com três posições localizada na parte frontal do Controlador Primário regula os modos operacionais do controlador. Os seguintes modos estão disponíveis: • RUN • PROGram • REMote – este modo de software habilitado pode ser Program, Run ou Test. RUN RUN I/O I/O FORCE FORCE RS232 RS232 BAT BAT OK OK RUNRUN REM PROG REM PROG Parceiro de Segurança O parceiro de segurança, código de catálogo 1756-LSP, é um co-controlador que fornece redundância às funções relacionadas à segurança no sistema. O parceiro de segurança não tem uma chave seletora ou porta de comunicação RS-232. A configuração e operação são controladas pelo controlador primário. GuardLogix Controller Installation Instructions, publicação 1756-IN045, fornece informações detalhadas sobre a instalação do controlador principal e do parceiro de segurança. Rack O rack oferece conexões físicas entre os módulos e o controlador GuardLogix. Códigos de catálogo de rack Cód. cat. Número de Slots Série Consulte as seguintes Instruções Disponíveis de Instalação 1756-A4 4 1756-A7 7 1756-A10 10 B 1756-IN080 1756-A13 13 1756-A17 1718 Publicação 1756-UM020E-PT-P – Janeiro 2010
  19. 19. Características gerais do sistema Capítulo 1 Fonte de Alimentação Estas fontes de alimentação do ControlLogix são adequadas para uso em aplicações SIL 3. Não é necessário nenhuma configuração ou fiação adicional para a operação de fontes de alimentação SIL 3. Códigos de catálogo de fonte de alimentação Cód. cat. Descrição Série Consulte as seguintes Instruções de Instalação 1756-PA72 Fonte de alimentação, CA C 1756-PB72 Fonte de alimentação, CC 1756-IN596 1756-PA75 Fonte de alimentação, CA B 1756-PB75 Fonte de alimentação, CC 1756-PA75R(1) Fonte de alimentação, CA (redundante) A 1756-IN573 1756-PB75R(1) Fonte de alimentação, CC (redundante) (1) É necessário utilizar um adaptador de rack de fonte de alimentação redundante 1756-PSCA ou 1756-PSCA2 com fontes de alimentação redundantes.Selecionar módulos de E/S Os dispositivos de entrada e saída de segurança podem ser conectados à E/S CIP Safety nas redes DeviceNet ou EtherNet/IP,de segurança permitindo que os dispositivos de saída sejam controlados pelo sistema do controlador GuardLogix através da comunicação DeviceNet ou EtherNet/IP. Para informações mais atualizadas sobre os códigos de catálogo de E/S CIP Safety disponíveis, séries certificadas e revisões de firmware, consulte http://ab.com/certification/safety.Seleção das redes de O controlador GuardLogix é compatível com comunicação que permita a ele:comunicação • distribuir e controlar a E/S de segurança nas redes DeviceNet ou EtherNet/IP. • distribuir e controlar a E/S de segurança remota nas redes DeviceNet, EtherNet/IP ou ControlNet. • produzir e consumir os dados de tag de segurança entre os controladores 1756 e 1768 GuardLogix pelas redes Ethernet/IP ou ControlNet ou no mesmo rack ControlLogix. • distribuir e controlar a E/S padrão nas redes DeviceNet, ControlNet ou EtherNet/IP.Publicação 1756-UM020E-PT-P – Janeiro 2010 19
  20. 20. Capítulo 1 Características gerais do sistema Use esses módulos de comunicação para oferecer uma interface entre os dispositivos de rede e os controladores GuardLogix. Use este módulo Para fazer a interface entre 1756-DNB O controlador GuardLogix e os dispositivos DeviceNet 1756-ENBT ou 1756-EN2T O controlador GuardLogix e os dispositivos EtherNet/IP 1756-CN2 Controladores na rede ControlNet O GuardLogix controlador pode conectar-se ao software de programaçãoRSLogix5000 porumaconexão emsérie,ummóduloEtherNet 1756-ENBT ou 1756-EN2T ou um módulo 1756-CNB ou 1756-CN2. Recursos adicionais Recursos Descrição DeviceNet Modules in Logix5000 Contém informações sobre a configuração de uma Control Systems User Manual, rede DeviceNet, comunicação com equipamentos publicação DNET-UM004 através de rede DeviceNet, localização de falhas e otimização de desempenho de rede EtherNet/IP Modules in Logix5000 Contém informações sobre a configuração de Control Systems User Manual, módulos EtherNet/IP, intertravamento e publicação ENET-UM001 transferência de dados entre os controladores na rede EtherNet/IP, gerenciando conexões e diagnósticos ControlNet Modules in Logix5000 Oferece informações sobre o uso dos módulos Control Systems User Manual, ControlNet nos sistemas baseados no controlador publicação CNET-UM001 LogixEspecificações de O software RSLogix 5000, versões 14, 16 e mais recentes, é aprogramação ferramenta de programação para as aplicações do controlador GuardLogix. O software RSLogix 5000, versão 15, não é compatível com o nível de integridade de segurança (SIL) 3. As rotinas de segurança incluem instruções de segurança que são um subconjunto do conjunto de instruções de lógica ladder padrão e das instruções de aplicação de segurança. Programas agendados de acordo com a tarefa de segurança são compatíveis somente com a lógica ladder.20 Publicação 1756-UM020E-PT-P – Janeiro 2010
  21. 21. Características gerais do sistema Capítulo 1Recursos compatíveis pela versão do software RSLogix 5000 Versão 14 Versão 16 Versão 17 Versão 18 Recurso Tarefa de Tarefa Tarefa de Tarefa Tarefa de Tarefa Tarefa de Tarefa segurança padrão segurança padrão segurança padrão segurança padrãoInstruções Add-on X X X XAlarmes e eventos X X XCompactFlash X XArmazenamento no controlador X X X XControle de acesso aos dados X XRotinas de Fase de Equipamento X X XTarefas de Evento X X XSupervisor de firmware X X X XFBD (Diagramas de Blocos de Funções) X X XMovimento Integrado X X XLógica ladder X X X X X X X XTroca de idiomas X X X XExportação e importação on-line de X Xcomponentes de programaçãoRotinas SFC (Controle Seqüencial de X X XFunções)Texto Estruturado X X X Para mais informações sobre o uso desses recursos, consulte o Logix5000 Controllers Common Procedures Programming Manual, publicação 1756-PM001, as publicações listadas no Recursos adicionais na página 22, e ajuda on-line do software RSLogix 5000.Publicação 1756-UM020E-PT-P – Janeiro 2010 21
  22. 22. Capítulo 1 Características gerais do sistemaRecursos adicionaisRecursos DescriçãoCapítulo 5, Criação de Aplicações de Segurança Contém mais informações sobre a tarefa, os programas e as rotinas de segurançaGuardLogix Controllers Systems Safety Fornece uma lista das instruções de aplicação de segurança e o subconjunto de instruçõesReference Manual, publicação 1756-RM093 de lógica ladder padrão que são aprovadas para aplicações de segurança. Contém também mais informações sobre o desenvolvimento de aplicações de segurança.GuardLogix Safety Application Instruction Set Fornece informações detalhadas sobre instruções de aplicação de segurança.Reference Manual, publicação 1756-RM095Logix5000 Controllers Common Procedures Fornece informações sobre a programação de controladores Logix5000, inclusive sobre aProgramming Manual, publicação 1756-PM001 gestão de arquivos de projeto, a organização de tags, a programação e os testes de rotinas e o manuseio de falhas.Logix5000 Controllers Add-On Instructions Oferece informações sobre criação e uso de instruções add-on, incluindo alta integridadeProgramming Manual, publicação 1756-PM010 e segurança.Logix5000 Controllers Controller Status and Oferece detalhes sobre o registro do controlador e também informações sobre conexão,Information Programming Manual, publicação memória e dados do status do controlador.1756-PM015Import/Export Project Components Programming Contém orientações e instruções para importar e exportar componentes do projetoManual, publicação 1756-PM019 RSLogix 5000.Logix5000 General Instruction Set Reference Fornece detalhes sobre instruções Logix padrão.Manual, publicação 1756-RM003Logix5000 Controller Import/Export Reference Fornece informações detalhadas e exemplos para usar o recurso de importar/exportar doManual, publicação 1756-RM084 software RSLogix 5000.ControlLogix Redundancy System User Manual, Contém informações sobre a configuração dos controladores de ControlLogix num sistemapublicação 1756-UM523 (padrão) redundante.PhaseManager User Manual, publicação Fornece informações sobre a programação do controlador para usar as fases doLOGIX-UM001 equipamento numa aplicação padrão.Motion Modules in Logix5000 Control Systems Oferece informações sobre a configuração do controlador para eixos de movimento,User Manual, publicação LOGIX-UM002 sistemas coordenados e módulos de movimento em aplicações padrão.22 Publicação 1756-UM020E-PT-P – Janeiro 2010
  23. 23. Capítulo 2 Configuração do controladorIntrodução Tópico Página Criação de um projeto do controlador 23 Definir senhas de bloqueio e desbloqueio 26 Gerenciamento da substituição do módulo de E/S 27 Habilitação da sincronia de tempo 27 Configurar um Controlador de Segurança Peer 28Criação de um projeto do Para configurar e programar seu controlador GuardLogix, utilize o software RSLogix 5000 para criar e gerenciar um projeto para ocontrolador controlador. 1. Crie um projeto no software RSLogix 5000 clicando no botão New na barra de ferramentas principal. 2. Selecione um controlador GuardLogix do menu Type. • Controlador 1756-L61S ControlLogix5561S • Controlador 1756-L62S ControlLogix5562S • Controlador 1756-L63S ControlLogix5563S 3. Insira a revisão principal de firmware do controlador. 4. Digite um nome para o controlador. Quando você cria um projeto, o nome é igual ao do controlador. No entanto, é possível renomear o projeto ou o controlador.23Publicação 1756-UM020E-PT-P – Janeiro 2010 23
  24. 24. Capítulo 2 Configuração do controlador 5. Selecione as dimensões do rack. 6. Insira o número de slot do controlador. A caixa de diálogo New Controller exibe a localização do slot do Parceiro de Segurança com base no número informado no Controlador Primário. Se você selecionar um número de slots para o controlador primário que não acomodar a colocação do parceiro de segurança logo à direita, será solicitado que insira novamente um número de slot válido. 7. Especifique a pasta na qual armazenar o projeto do controlador de segurança. 8. Clique em OK. O software RSLogix 5000 cria automaticamente uma tarefa de segurança e um programa de segurança. Uma rotina de segurança de lógica ladder denominada MainRoutine também é criada no programa de segurança. Tarefa de segurança no organizador do controlador Uma barra vermelha abaixo do ícone da pasta diferencia os programas e as rotinas dos componentes do projeto padrão no organizador do controlador do RSLogix 5000. Quando um novo projeto de segurança é criado, o software RSLogix 5000 também cria automaticamente um número da rede de segurança (SNN). Este SNN define o backplane do rack local como uma sub-rede de segurança. Ela pode ser vista e modificada através da guia General na caixa de diálogo Controller Properties. Na maioria das aplicações, o SNN automático baseado na hora é suficiente. No entanto, há casos em que você pode querer inserir um SNN específico.24 Publicação 1756-UM020E-PT-P – Janeiro 2010
  25. 25. Configuração do controlador Capítulo 2 Número da rede de segurança DICA É possível usar a caixa de diálogo Controller Properties para mudar o controlador padrão para segurança e vice-versa, clicando em Change Controller. No entanto, os projetos padrão e de segurança serão muito afetados. Consulte o Apêndice C, Alteração do tipo do controlador nos projetos RSLogix 5000, para obter detalhes sobre as ramificações de troca de controladores. Recursos adicionais Recursos Descrição Capítulo 5, Criação de Aplicações de Contém mais informações sobre a tarefa, os Segurança programas e as rotinas de segurança. Capítulo 3, Comunicar-se nas Redes Fornece mais informações sobre como gerenciar o SNN.Publicação 1756-UM020E-PT-P – Janeiro 2010 25
  26. 26. Capítulo 2 Configuração do controladorDefinir senhas de bloqueio O bloqueio de segurança do controlador ajuda a proteger componentes de controle de segurança de modificações. Somentee desbloqueio componentes de segurança, como a tarefa de segurança, programas, rotinas e tags de segurança são afetados. Componentes padrão não são afetados. É possível bloquear ou desbloquear a segurança do projeto do controlador quando estiver on-line ou off-line. A função de bloqueio e desbloqueio de segurança utiliza duas senhas distintas, que são opcionais. Siga estas etapas para configurar as senhas: 1. Escolha Tools > Safety > Change Password. 2. No menu What Password, escolha Safety Lock ou Safety Unlock. 3. Digite a senha antiga, se houver uma. 4. Digite e confirme a nova senha. 5. Clique em OK. As senhas podem conter de 1 a 40 caracteres e não diferenciam maiúsculas e minúsculas. As letras, os números e os símbolos a seguir podem ser usados: ‘ ~ ! @ # $ % ^ & * ( ) _ + , – = { } | [ ] :;?/.26 Publicação 1756-UM020E-PT-P – Janeiro 2010
  27. 27. Configuração do controlador Capítulo 2Gerenciamento da A guia Safety da caixa de diálogo Controller Properties permite definir como o controlador lida com a substituição de um módulo de E/S nosubstituição do sistema. Essa opção determina se o controlador definirá o número damódulo de E/S rede de segurança (SNN) de um módulo de E/S com uma conexão que apresenta dados de configuração quando existir uma assinatura de segurança(1). ATENÇÃO Habilite a função Configure Always somente se o sistema de controle CIP Safety inteiro roteável não estiver escalado para manter o SIL 3 durante a substituição e o teste funcional de um módulo. Consulte Substituição de um módulo de E/S CIP Safety na página 61 para mais informações.Habilitação da sincronia Em um sistema do controlador GuardLogix, um dispositivo no rack local deve ser designado como o mestre para o tempo de sistemade tempo coordenado (CST). Para permitir que o controlador se torne mestre CST, habilite Time Synchronization na aba Date/Time da caixa de diálogo Controller Properties. A opção Time Synchronization oferece um mecanismo padrão para sincronizar relógios por uma rede de dispositivos distribuídos. (1) A assinatura da tarefa de segurança é um número usado exclusivamente para identificar a lógica, os dados e a configuração de cada projeto, protegendo assim o nível de integridade de segurança do sistema (SIL). Consulte Assinatura de tarefa de segurança na página 14 e Criação de uma assinatura de tarefa de segurança na página 85 para mais informações.Publicação 1756-UM020E-PT-P – Janeiro 2010 27
  28. 28. Capítulo 2 Configuração do controlador Para mais informações sobre a sincronia de tempo, consulte a Integrated Architecture and CIP Sync Configuration Application Solution, publicação IA-AT003.Configurar um Controlador É possível adicionar um controlador de segurança peer à pasta I/O Configuration de seu projeto de segurança para permitir que os tagsde Segurança Peer padrão ou de segurança sejam consumidos. O controlador de segurança peer está sujeito aos mesmos requisitos de configuração que o controlador de segurança local. O controlador de segurança peer precisa ter também um número da rede de segurança (SNN). Esse SNN dependerá de sua colocação no sistema. Posicionamento do SNN e do controlador Localização do controlador de SNN segurança peer Colocado no rack local Os controladores GuardLogix localizados em um rack comum devem ter um mesmo SNN. Colocado em outro rack O controlador precisa ter um SNN exclusivo. Para compartilhar dados de segurança entre controladores peer, você produz e consome tags de segurança com escopo no controlador. Os pares de tags de segurança produzidos/consumidos precisam apresentar o mesmo tipo de dados.28 Publicação 1756-UM020E-PT-P – Janeiro 2010
  29. 29. Configuração do controlador Capítulo 2 Para compartilhar dados entre controladores de segurança peer, os seguintes requisitos adicionais precisam ser atendidos: • O SNN informado na caixa de diálogo Module Properties do controlador produtor no projeto de segurança do consumidor precisa corresponder com o SNN configurado no projeto do controlador produtor, conforme exibido na caixa de diálogo Controller Properties do controlador produtor. Diálogo Controller Properties do produtor no projeto consumidor Propriedades do Controlador Produtor no projeto produtor DICA Um SNN pode ser copiado e colado por meio dos botões localizados na caixa diálogo Safety Network Number. Abra as respectivas caixas de diálogos Safety Network Number clicando à direita dos campos SNN nas caixas de diálogo Properties.Publicação 1756-UM020E-PT-P – Janeiro 2010 29

×