A Elaboração de um Quadro de Referência
Institucional e Estratégico no Campo do
LLL. Contributos do Projeto TRALL
Rui Viei...
Objetivo do Projeto ALFA TRALL
• apoiar as instituições latino-americanas de ES
no estabelecimento de políticas de Lifelon...
objetivos da apresentação
• devolução de dados, interpretados, sobre
experiências desenvolvidas pelos sócios do
Projeto TR...
fatores do quadro de referência
institucional em LLL
• missão da Instituição
• articulação com outras instituições e
agênc...
missão da Instituição
•
•

•

enunciados da missão relevantes para a
definição do quadro de referência institucional
no ca...
agências e instituições
• papel que a Instituição desempenha no
contexto nacional e o que pretende
desempenhar
• a existên...
iniciativas e públicos
• iniciativas que a Instituição considera
emblemáticas da sua intervenção em LLL
• articulação das ...
stakeholders
• stakeholders da Instituição
• papel que a Instituição lhes atribui na
definição do seu quadro de referência...
instrumento e procedimentos
• aplicação de um questionário
• respostas de nove instituições
• análise em função
estabeleci...
há orientações institucionais próprias
sobre LLL?
•

Há documentos de referência em 6 instituições
– mas “es cierto no tie...
quais são as orientações relevantes
para intervir no campo de LLL?
• um quadro de referência difuso porque
–

“[las normas...
a experiência TRALL pode ajudar a
definir orientações institucionais?
• “ha sido clave”, contribuindo para:
– “en función ...
a experiência TRALL pode ajudar a
definir orientações institucionais?
• “ha sido clave”porque
– clarifica “la necesidad de...
a Instituição tem estruturas
especializadas no campo de LLL?
• a maioria das instituições diz não haver
estruturas ou agên...
como se articula a Instituição com
outros atores no campo de LLL?
• na maior parte dos caos, “no hay relación con
otras in...
como se articula a Instituição com
outros atores no campo de LLL?
• “es posible que, en el futuro, más instituciones
decid...
quais as caraterísticas das iniciativas
da Instituição no campo de LLL?
• os cursos relevam a formação para o trabalho
e o...
quais os públicos visados? quais os
públicos pretendidos?
• na maioria das instituições dá-se primazia a
pessoas oriundas ...
quem são os stakeholders da
Instituição?
•

•

stakeholders ligados às áreas de intervenção
das universidades, por exemplo...
qual o papel dos stakeholders?
• os stakeholders
– “deben ser incorporados como parte indispensable para la
realización de...
quais os impactos do Projeto TRALL?
• “ha contribuido en tener una perspectiva más amplia
sobre el rol de la universidad e...
quais os impactos do Projeto TRALL?
• “ha dado el sustento teórico y metodológico para
realizar un abordaje sólido del apr...
Upcoming SlideShare
Loading in …5
×

A Elaboração de um Quadro de Referência Institucional e Estratégico no Campo do LLL. Contributos do Projeto TRALL

279 views
197 views

Published on

Ponencia presentada por: Rui Vieira de Castro, Rómina Laranjeira & Mónica Oliveira

En el Congreso Aprendizaje permanente: un desafío y una oportunidad para laeducación superior 5 y 6 de noviembre 2013 – Universidad Católica de Temuco

0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total views
279
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
1
Actions
Shares
0
Downloads
1
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

A Elaboração de um Quadro de Referência Institucional e Estratégico no Campo do LLL. Contributos do Projeto TRALL

  1. 1. A Elaboração de um Quadro de Referência Institucional e Estratégico no Campo do LLL. Contributos do Projeto TRALL Rui Vieira de Castro, Rómina Laranjeira & Mónica Oliveira [rvcastro@reitoria.uminho.pt] Universidade do Minho, Portugal
  2. 2. Objetivo do Projeto ALFA TRALL • apoiar as instituições latino-americanas de ES no estabelecimento de políticas de Lifelong Learning • apoiar as IES no formulação de políticas de LLL, contribuindo para o desenho de quadros de referência institucional no campo da LLL
  3. 3. objetivos da apresentação • devolução de dados, interpretados, sobre experiências desenvolvidas pelos sócios do Projeto TRALL – caraterização das condições de elaboração de um quadro de referência institucional em LLL – [caraterização dos cursos TRALL]
  4. 4. fatores do quadro de referência institucional em LLL • missão da Instituição • articulação com outras instituições e agências constitutivas do campo de LLL • iniciativas desenvolvidas e públicos visados • stakeholders • visão da IES
  5. 5. missão da Instituição • • • enunciados da missão relevantes para a definição do quadro de referência institucional no campo de LLL possibilidades e condições de formalização de uma missão institucional no campo de LLL conceções sobre LLL perfilhadas pela instituição ao nível de: – finalidades – modalidades de formação – contextos de formação – pedagogia
  6. 6. agências e instituições • papel que a Instituição desempenha no contexto nacional e o que pretende desempenhar • a existência de agências especializadas no âmbito de LLL • relações da Instituição com outras instituições e agências que operam no campo de LLL
  7. 7. iniciativas e públicos • iniciativas que a Instituição considera emblemáticas da sua intervenção em LLL • articulação das iniciativas promovidas pela Instituição com as de outras instituições • iniciativas que a Instituição pretende vir a promover • públicos que a Instituição tem privilegiado e os públicos que pretende vir a atingir
  8. 8. stakeholders • stakeholders da Instituição • papel que a Instituição lhes atribui na definição do seu quadro de referência institucional e estratégico
  9. 9. instrumento e procedimentos • aplicação de um questionário • respostas de nove instituições • análise em função estabelecidas das dimensões
  10. 10. há orientações institucionais próprias sobre LLL? • Há documentos de referência em 6 instituições – mas “es cierto no tiene la fuerza de Lifelong Learning; su propuesta es la educación continua”. – não há “referencia ni políticas específicas para el ofrecimiento de programas de LLL”. • Razões para a não existência de documentos – condicionantes externas, nomeadamente “[lo] cambio de autoridades a nivel nacional y regional, lo que significa volver a socializar los avances en torno al LLL”
  11. 11. quais são as orientações relevantes para intervir no campo de LLL? • um quadro de referência difuso porque – “[las normas] están implícitas en la misión y visión”; – “con respecto a las líneas estratégicas de acción, está presente la vinculación con la colectividad” • maior explicitação em alguns casos – “la formación continua se encuentra contemplada en el modelo académico de la universidad”;
  12. 12. a experiência TRALL pode ajudar a definir orientações institucionais? • “ha sido clave”, contribuindo para: – “en función de los resultados obtenidos en los cursos pilotos y las alianzas establecidas” , “flexibilizar más las maneras en que está pensada LLL”; – “ampliar la visión que existe del aporte que hace la Universidad en este ámbito, y además ofrecer un marco conceptual y sustento teórico para cosas que ya se están haciendo pero sin suficiente claridad de su aporte en el marco de una verdadera política de LLL”;
  13. 13. a experiência TRALL pode ajudar a definir orientações institucionais? • “ha sido clave”porque – clarifica “la necesidad de establecer un vínculo más cercano a los stakeholders, la sociedad en general y los individuos en particular, para el planteamiento de las ofertas formativas de los distintos programas y la validación de competencias” – responde a “una necesidad de realizar un proceso de aseguramiento de la calidad de la formación de manera sistemática y consistente”
  14. 14. a Instituição tem estruturas especializadas no campo de LLL? • a maioria das instituições diz não haver estruturas ou agências especializadas em LLL – embora considerem que “debería tenerla, concretamente de forma más institucionalizada”. • são mencionados outros organismos – “Comité de Vinculación con la Comunidad” – “Dirección de Educación Continua” – “Vicerrectoría de Extensión”, que “en sus programas tiene actividades que para muchas personas constituyen una instancia de LLL aunque a un nivel no formal y sin certificación de ningún tipo”
  15. 15. como se articula a Instituição com outros atores no campo de LLL? • na maior parte dos caos, “no hay relación con otras instituciones” o “es escasa”; • em parte das instituições, “se iniciaron convenios con instituciones […] y empresas […] para llevar a cabo actividades en conjunto” • Há “parcerias com várias instituições e agências, muitas delas consolidadas por meio de convênios. Essa forma de relacionamento tem proporcionado resultados.”
  16. 16. como se articula a Instituição com outros atores no campo de LLL? • “es posible que, en el futuro, más instituciones decidan trabajar en el tema de LLL y, en ese momento, la Universidad podría buscar articular, con ellos, algunas estrategias” • apesar de a instituição contar “con reconocimiento y prestigio a nivel nacional, por lo que podría ser un referente de trabajo en relación al LLL para otras instituciones”, não existe, “acceso a decisiones de políticas públicas nacionales sobre el tema”
  17. 17. quais as caraterísticas das iniciativas da Instituição no campo de LLL? • os cursos relevam a formação para o trabalho e o desenvolvimento de conhecimentos especializados • os cursos contemplam diversas modalidades de formação, nomeadamente pós-graduações, especializações e cursos de curta duração • nos contextos de formação destacam-se o “universitário” e o “profissional”
  18. 18. quais os públicos visados? quais os públicos pretendidos? • na maioria das instituições dá-se primazia a pessoas oriundas de áreas profissionais muito específicas • há preferência por pessoas com formação superior e/ou universitários • quanto ao público que carece de maiores oportunidades de formação, refere-se o “público radicado no interior do país”, “setores com menor capacidade cultural e económica” e “pessoas geralmente excluídas da universidade”
  19. 19. quem são os stakeholders da Instituição? • • stakeholders ligados às áreas de intervenção das universidades, por exemplo, “las instituciones y organizaciones involucradas en la actividad agrícola […] y organizaciones de productores ou “profesores universitarios que, en el mismo tiempo, son médicos de la Fundación X” o governo, as ONGs, as empresas, as universidades, as organizações sociais são os stakeholders referidos mais vezes ao nível das parcerias que se gostaria de estabelecer
  20. 20. qual o papel dos stakeholders? • os stakeholders – “deben ser incorporados como parte indispensable para la realización de cualquier diseño de programa formativo” porque “pueden fortalecer los procesos de formación y hacer recomendaciones con base en las necesidades laborales y de aprendizaje que identifican”. – “la formación de las personas no solo es competencia de las instituciones educativas, sino de todos […], de empresas, ONGs, etc.” – “el LLL no se desarrolla de puertas adentro” . • o envolvimento dos stakeholders deve passar pela sua organização “através de una RED” de nível local, nacional e/ou internacional.
  21. 21. quais os impactos do Projeto TRALL? • “ha contribuido en tener una perspectiva más amplia sobre el rol de la universidad en relación a dar respuestas pertinentes a las necesidades profesionales, sociales e individuales y la necesidad de establecer relaciones con más stakeholders, lo que podría determinar la ampliación y diversificación del ámbito de intervención de la universidad”. • “en dos ejes. A nivel académico el enfoque por competencias cualifica el rol del docente y de los aprendizajes. A nivel de la concepción de LLL, el proyecto TRALL guía el debate al respecto, porque cuenta con una reflexión teórica que sustenta las experiencias”.
  22. 22. quais os impactos do Projeto TRALL? • “ha dado el sustento teórico y metodológico para realizar un abordaje sólido del aprendizaje a lo largo de la vida, y ha promovido la generación de experiencia mediante los cursos piloto, que […] puede constituirse en un referente de innovación en este campo”. • “con el proyecto TRALL se amplían en forma considerable las posibilidades de influir en ámbito [del LLL]”; todavía, também se reconhece que este impacto “depende de la continuidad que las autoridades universitarias decidan darle al proyecto y al aporte del LLL a la misión y visión de la Universidad”.

×