Projeto de Mestrado

1,332 views

Published on

Published in: Education
0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total views
1,332
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
3
Actions
Shares
0
Downloads
21
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Projeto de Mestrado

  1. 1. Estratégia de atuação dos jovens escritores no sistema literário do Rio Grande do Sul Projeto de Pesquisa Mestrado Uniritter - CAPES Angela Francisca Mendez de Oliveira Orientadora: Rejane Pivetta
  2. 2. RESUMO <ul><li>O Projeto Estratégia de atuação dos jovens escritores no sistema literário do Rio Grande do Sul pretende investigar o sistema de relações da literatura contemporânea produzida no espaço sociocultural do Rio Grande do Sul, nesta primeira década do século XXI, à luz das contribuições teóricas de Even-Zohar, Pierre Bourdieu e Raymond Willians. Para a realização desta pesquisa, adotaremos diferentes procedimentos de investigação, tendo como base o esquema elaborado por Even-Zohar e seus elementos constitutivos que estruturarão nossas investigações (produto, produtor, consumidor, mercado, instituição e repertório). A análise desses fatores, focados na movimentação literária, permitirá restabelecer as funções da literatura e traçar um panorama do sistema literário do Rio Grande do Sul, no qual conheceremos seus produtores mais ativos, suas obras, suas interações e inovados métodos de ver, produzir, consumir e conceber a literatura </li></ul>
  3. 3. <ul><li>A literatura gaúcha tem se renovado e se reinventado de forma expressiva nesta última década: novos talentos, inovadoras iniciativas, múltiplas oficinas literárias, irreverentes editoras. Todo esse entusiasmo, representa, além de ruptura com o cânone, uma movimentação literária que, no mínimo, é merecedora de atenção e reflexão. </li></ul><ul><li>Diante desse quadro em que se modela o circuito literário contemporâneo, nossa curiosidade levou-nos ao interesse de observá-lo em profundidade, tornando-o objeto de estudo e análise. Focados, então, na movimentação literária que ocorre no espaço sociocultural do Rio Grande do Sul, nesta primeira década do século XXI, é que buscamos restabelecer as funções da literatura, o que é significamente relevante para que se compreenda as dinâmicas literárias e as suas interações com o campo cultural contemporâneo. </li></ul><ul><li>A pesquisa é importante, ainda, à medida que nos permitirá traçar um panorama do sistema literário do Rio Grande do Sul e conhecer seus produtores, suas obras e suas interações e inovados métodos de ver, produzir, consumir e conceber a literatura. </li></ul>JUSTIFICATIVA
  4. 4. OBJETIVO GERAL <ul><li>Compreender a estratégia de atuação de jovens escritores no sistema literário do Rio Grande do Sul, no século XXI. </li></ul>
  5. 5. OBJETIVOS ESPECÍFICOS <ul><li>Investigar o sistema de relações da literatura contemporânea produzida no espaço sociocultural do Rio Grande do Sul. </li></ul><ul><li>Identificar os jovens escritores que atuam relevantemente no sistema literário do estado - àqueles que tiveram a sua primeira obra publicada a partir do ano 2000 – e suas publicações/ produções literárias. </li></ul><ul><li>Estabelecer as funções da literatura, nesta primeira década do século XXI e compreender as dinâmicas literárias, as posições de seus agentes e suas interações com o campo cultural. </li></ul><ul><li>Traçar um panorama do sistema literário do Rio Grande do Sul, usando como base norteadora o esquema da teoria de Even-Zorar e seus elementos constitutivos. </li></ul>
  6. 6. METODOLOGIA <ul><li>Identificação dos jovens escritores (produtores) que atuam relevantemente no sistema literário do estado, atentando àqueles que tiveram sua primeira obra publicada a partir do ano 2000. </li></ul><ul><li>Levantamento da produção literária publicada por esses autores. </li></ul><ul><li>Pesquisa sobre a atuação dos jovens escritores, sua relação com instituições (editoras, livrarias, escolas, universidades, associações de escritores, movimentos), com meios de circulação e divulgação (internet, jornais, revistas, televisão, eventos literários e culturais. </li></ul><ul><li>Investigação sobre as formas de contato e aproximação entre autor e público, sobretudo através de iniciativas propostas por instituições (prefeituras, câmaras do livro, feiras, escolas, entre outros) e também da internet (blogs, sites e redes sociais). </li></ul>
  7. 7. <ul><li>Investigação da relação dos escritores com demais agentes do campo literário (sobretudo professores, críticos, ministrantes de oficinas literárias, etc.), com vistas a identificar as concepções e funções que organizam as práticas literárias. </li></ul><ul><li>Análise da constituição de públicos específicos, que constituem comunidades visadas pela atividade literária (literatura para jovens, crianças, universitários, emos, gays, entre outras comunidades.) </li></ul>
  8. 8. APORTE TEÓRICO
  9. 9. <ul><li>A Teoria do Polissitema articula-se a partir de um jogo de intertextualidade crítica no qual Even-Zohar busca redefinir o conceito de sistema literário, propondo ampliar seu campo de ação e de interação. Assim, sistema literário define-se como uma red de relaciones hipótetizadas entre uma cierta cantidad de actividades llamadas “literárias”, y consiguintemente esas actividades mismas observadas a través de esta red. (2007, p. 26) </li></ul>Teoria dos Polissistemas Itamar Even-Zohar
  10. 10. <ul><li>A literatura, assim vista, não configura apenas um conjunto de textos, mas sim um agregado de atividades que como um todo constitui um sistema que interage com outros sistemas. Even-Zohar (2007), para organizar os elementos que constituem o (poli)sistema, tomou emprestado o conhecido esquema da comunicação e da linguagem elaborado por Roman Jakobson e o adaptou ao caso da literatura </li></ul>
  11. 11. <ul><li>Instituição </li></ul><ul><li>(contexto) </li></ul><ul><li>Repertório </li></ul><ul><li>(código) </li></ul><ul><li>Produtor Consumidor </li></ul><ul><li>(emissor; escritor) (receptor, leitor) </li></ul><ul><li>Mercado </li></ul><ul><li>(contato; canal) </li></ul><ul><li>Produto </li></ul><ul><li>(mensagem) </li></ul>Teoria dos Polissistemas
  12. 12. Pierre Bourdieu <ul><li>Bourdieu em suas análises sobre o campo literário, busca romper com a concepção de literatura entendida, ainda hoje, como um bem predominantemente espiritual, produzido pela inspiração de um artista individualmente. A perspectiva de Bourdieu é antes relacional, compreendendo as manifestações literárias a partir de posições ocupadas no interior de um campo - espaço autônomo, onde ocorrem relações entre agentes, que atuam segundo certas leis e regras, as quais determinam a incorporação de um habitus. </li></ul><ul><li>Existe para o autor,então, um princípio social estruturador das produções humanas, visto que seus produtores estão inseridos em um determinado espaço social (campo) que é estruturado a partir de lógicas, leis e crenças próprias e são constituidores de habitus que, específicos, são reproduzidos nas criações literárias e estruturantes de tais obras . </li></ul>
  13. 13. JOVENS ESCRITORES Geração Zero Zero
  14. 14. ESTRATÉGIAS DE ATUAÇÃO
  15. 15. <ul><li>SUMÁRIO </li></ul><ul><li>INTRODUÇÃO </li></ul><ul><li>  </li></ul><ul><li>1 UM POUCO DE TEORIA </li></ul><ul><li>1.1 UM CONCEITO DE CULTURA </li></ul><ul><li>1.2 AS REGRAS DA ARTE </li></ul><ul><li>1.3 A TEORIA DOS POLISSISTEMAS </li></ul><ul><li>1.4 CONCEITOS DE LITERATURA ENQUANTO ARTE </li></ul><ul><li>  </li></ul><ul><li>2 A GERAÇÃO ZERO ZERO </li></ul><ul><li>2.1 NOVOS MODOS DE LER E DE ESCREVER </li></ul><ul><li>2.2 JOVENS ESCRITORES DO RS - GERAÇÃO ZERO ZERO RS </li></ul><ul><li>2.2.1 DANIEL GALERA </li></ul><ul><li>2.2.2 CAROL BENSIMON </li></ul><ul><li>2.2.3 MARCELO BENVENUTTI </li></ul><ul><li>2.2.4 ÍTALO OGLIARI </li></ul><ul><li>3 ESTRATÉGIAS DE ATUAÇÃO </li></ul><ul><li>3.1 POLISSISTEMAS ADAPTADO </li></ul><ul><li>3.2 MERCADO </li></ul><ul><li>3.3 EDITORAS </li></ul><ul><li>3.4 OUTRAS FORMAS DE ATUAÇÃO </li></ul><ul><li>  </li></ul><ul><li>CONCLUSÃO </li></ul><ul><li>  </li></ul><ul><li>REFERÊNCIAS </li></ul><ul><li>  </li></ul><ul><li>  </li></ul>
  16. 16. BIBLIOGRAFIA <ul><li>ADORNO, Theodor. Indústria cultural e sociedade. São Paulo: Paz e Terra, 2002 </li></ul><ul><li>AMARAL, Olavo. Estática. Porto Alegre: Instituto Estadual do Livro, 2006. </li></ul><ul><li>ARISTÓTELES. Poética. São Paulo: Martin Claret, 2004. </li></ul><ul><li>BAKHTIN, Mikhail . Estética da criação verbal. São Paulo: Martins Fontes, 1992. </li></ul><ul><li>BALDI, Cristiano. Ou clavículas. Porto Alegre: Livros do Mal, 2002. </li></ul><ul><li>BASTAZIN, Vera. Mito e poética na literatura contemporânea. São Paulo: Ateliê, 2006. </li></ul><ul><li>BENSIMON, Carol. Pó de parede. Porto Alegre: Não Editora, 2008. </li></ul><ul><li>BOURDIEU, Pierre . As regras da arte. São Paulo: Martins Fontes, 1996. </li></ul><ul><li>BOURDIEU, Pierre . Sociologia. São Paulo: Ática, 1994. </li></ul><ul><li>BRUST, Gabriel. Guerrilha letrada. Aplauso: Edições Anteriores. Disponível em: <http://www.aplauso.com.br/site/portal>. Acesso em: 24 abr. 2010. </li></ul><ul><li>CALVINO, Italo. Seis propostas para a literatura do próximo milênio. São Paulo: Companhia das Letras, 1995. </li></ul>
  17. 17. <ul><li>CÂNDIDO, Antonio. A literatura e a formação do homem. São Paulo: 1972. </li></ul><ul><li>CANDIDO, Antônio. Dialética da malandragem. Disponível em: <http://www.unioeste.br/prppg/mestrados/letras/leitura/DIALETICA_MALANDRAGEM.rtf > Acesso em: 02 de abr. de 2010. </li></ul><ul><li>DANIEL, Cláudio. Geração 90: uma pluralidade de poéticas possíveis. In: Protocolos críticos. São Paulo: Iluminuras / Itaú Cultural, 2008. </li></ul><ul><li>EVEN-ZOHAR, Itamar. El “Sistema Literário”. Disponível em: <http://www.tau. ac.il/~itamarez/works/papers/trabajos/EZ-sistema_literario. pdf>. Acesso em: 20 jul. 2010. </li></ul><ul><li>EVEN-ZOHAR, Itamar Teoría del los polisistema. Disponível em: <http://www. tau.ac.il/~itamarez/works/papers/trabajos/polisistemas_de_ cultura2007.pdf>. Acesso em: 20 jul. 2010. </li></ul><ul><li>FREIRE, Marcelino. De olho neles. Revista Idiossincrasia : Portal Literal. Disponível em: <http//portalliteral.terra.com.br/literal>. Acesso em: 25 jun. 2010. </li></ul><ul><li>GALERA, Daniel. Até o dia em que o cão morreu. São Paulo: Companhia das Letras, 2007. </li></ul><ul><li>GALERA, Daniel. Dentes guardados . Porto Alegre: Livros do Mal, 2004. </li></ul><ul><li>GALERA, Daniel. Mãos de cavalo. São Paulo: Companhia das Letras, 2006. </li></ul><ul><li>HEGEL, Georg W. F. Estética: a idéia e o ideal. São Paulo: Abril Cultural, 1974. </li></ul>
  18. 18. <ul><li>IANNI, Octavio. A era do globalismo. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 1996. </li></ul><ul><li>LAJOLO, Mariza . Literatura: leitura & leitores. São Paulo: Moderna, 2001. </li></ul><ul><li>MACHADO, Samir Machado de (Org.). Ficção de polpa. Volume 1: Porto Alegre, 2007. </li></ul><ul><li>MARQUES, Reinaldo; VILELA, Lúcia Helena (org.). Valores: arte, mercado, política. Belo Horizonte: Editora da UFMG, 202. </li></ul><ul><li>MUKAROVSKI. Jan. Escritos sobre a estética e semiótica da arte. Lisboa: Estampa, 1997. </li></ul><ul><li>OGLIARI, Ítalo. A mulher que comia dedos. Porto Alegre: WS Editora, 2004. </li></ul><ul><li>OLIVEIRA, Nelson de. (Org.). Geração 90: os transgressores. São Paulo: Boitempo, 2003. </li></ul><ul><li>OLIVEIRA, Rejane Pivetta. Teoria e ética do conhecimento nos estudos literários. Disponível em: www.abralic.org/anais/cong2008/AnaisOnline/.../REJANE_OLIVEIRA.pdf Acesso em: 17 de set. 2010 </li></ul><ul><li>OLIVEIRA, Rejane Pivetta. Estudos literários: tendências, limites e reconversões teóricas. </li></ul>

×