Aula sistema respiratorio and

14,594 views
14,304 views

Published on

0 Comments
21 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total views
14,594
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
2
Actions
Shares
0
Downloads
867
Comments
0
Likes
21
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Aula sistema respiratorio and

  1. 1. SISTEMA RESPIRATÓRIO PROF: ANDERSON MESQUITA
  2. 2. FUNÇÕES DO SISTEMA RESPIRATÓRIO Regular o equilíbrio ácido-básico; Umidificação; Aquecimento; Filtração; Defesa contra infecções; Fornecer O2 necessário p/ metabolismo; Remover CO2.
  3. 3. RESPIRAÇÃO CELULAR Conjunto de reações químicas com liberação de energia a partir de um “combustível”, para a realização do trabalho celular (reações exotérmicas). O principal combustível para a célula é a glicose. FUNÇÕES DO SISTEMA RESPIRATÓRIO
  4. 4. A entrada e saída de ar nos pulmões depende da diferença entre a pressão atmosférica e a pressão intrapulmonar (ação dos músculos respiratórios - músculos intercostais e diafragma). MECÂNICA RESPIRATÓRIA FUNÇÕES DO SISTEMA RESPIRATÓRIO
  5. 5. FASES DA RESPIRAÇÃO VENTILAÇÃO É o processo de movimento dos gases para dentro e para fora dos pulmões e exige: Coordenação muscular; Propriedade elástica do pulmão/tórax e inervação intacta. FUNÇÕES DO SISTEMA RESPIRATÓRIO
  6. 6. INSPIRAÇÃO EXPIRAÇÃO Contração dos músculos intercostais e diafragma Aumento do volume da caixa torácica Diminuição da pressão intrapulmonar Entrada de ar Relaxamento dos músculos intercostais e diafragma Diminuição do volume da caixa torácica Aumento da pressão intrapulmonar Saída de ar FUNÇÕES DO SISTEMA RESPIRATÓRIO
  7. 7. TRANSPORTE DE GASES OXIGÊNIO 97% ligado à hemoglobina (oxiemoglobina); 3% dissolvido no plasma. GÁS CARBÔNICO 25% ligado à hemoglobina (carboemoglobina); 5% dissolvido no plasma; 70% na forma de íon bicarbonato (plasma). FUNÇÕES DO SISTEMA RESPIRATÓRIO
  8. 8. CONTROLE DA FREQUÊNCIA RESPIRATÓRIA BULBO - CONTROLE INVOLUNTÁRIO DA RESPIRAÇÃO FUNÇÕES DO SISTEMA RESPIRATÓRIO
  9. 9. CONCENTRAÇÃO DE OXIGÊNIO conc. - freq. respir conc. - freq. respir PH DO SANGUE Acidose - Alcalose - freq. respir freq. respir FUNÇÕES DO SISTEMA RESPIRATÓRIO
  10. 10. SISTEMA RESPIRATÓRIO E SEUS ÓRGÃOS!
  11. 11. PORÇÃO CONDUTORA E PORÇÃO RESPIRATÓRIA Nasofaringe Brônquios Primários, Secundários, Terciários Bronquíolos
  12. 12. FARINGE LARINGE Cavidade comum ao sistema digestório e respiratório Epiglote – bloqueio da entrada de alimentos no sistema respiratório Pregas vocais – produção de sons durante a passagem de ar FUNÇÕES DO SISTEMA RESPIRATÓRIO
  13. 13. TRAQUÉIA Formada por anéis cartilaginosos As impurezas se aderem ao muco e os cílios removem o muco com impurezas em direção à faringe FUNÇÕES DO SISTEMA RESPIRATÓRIO
  14. 14. Peso : 700 g
  15. 15. FUNÇÕES DO SISTEMA RESPIRATÓRIO
  16. 16. BRÔNQUIOS E BRONQUÍOLOS Brônquios – ramificações da porção final da traquéia que penetram nos pulmões. Bronquíolos - ramificações dos brônquios que terminam nos alvéolos pulmonares FUNÇÕES DO SISTEMA RESPIRATÓRIO
  17. 17. ALVÉOLOS PULMONARES Bolsas de ar ricamente vascularizadas Hematose (troca de gases - transformação de sangue venoso em sangue arterial) FUNÇÕES DO SISTEMA RESPIRATÓRIO
  18. 18. Porção Respiratória: -Bronquíolos respiratórios -Ductos Alveolares -Sacos Alveolares -Alvéolos Brônquios Primários, Secundários, Terciários Bronquíolos ÁRVORE BRÔNQUICA 3 lobos 2 lobos
  19. 19. ALVÉOLOS PULMONARES Pequenas câmaras esféricas onde ocorrem as trocas gasosas; Formados por 1 camada de células e são revestidos por capilares. FUNÇÕES DO SISTEMA RESPIRATÓRIO
  20. 20. ALVÉOLOS: Compostos por: Pneumócitos tipo I e II Transporte: 02 e C02 Hemoglobina
  21. 21. Células que produzem surfactante (pneumócitos tipo II)
  22. 22. TROCAS GASOSAS - HEMATOSE São trocas gasosas que ocorrem ao nível dos alvéolos pulmonares através das quais o sangue venoso é transformado em sangue arterial. HEMATOSE PULMONAR HEMATOSE CELULAR São trocas gasosas que ocorrem ao nível das células dos órgãos através das quais o sangue arterial passa a sangue venoso.
  23. 23. HEMATOSE PULMONAR As trocas gasosas que ocorrem através das paredes dos alvéolos pulmonares são facilitadas porque: As paredes dos capilares e dos alvéolos são constituídas por uma única camada de células. PO2= 104 mm Hg PCO2= 40 mm Hg PO2= 40 mm Hg PCO2= 45 mm Hg PO2= 104 mm Hg PCO2= 40 mm Hg
  24. 24. HEMATOSE CELULAR PO2= 40 mm Hg PCO2= 45 mm Hg PO2= 104 mm Hg PCO2= 40 mm Hg PO2= 40 mm Hg PCO2= 45 mm Hg Célula O2 CO2 Capilar Sanguíneo É durante a circulação sistémica que ocorre esta hematose onde o sangue arterial passa a venoso.
  25. 25. HEMATOSE
  26. 26. Doenças do Sistema Respiratório Cancro Pulmonar As células que revestem os brônquios engrossam e aparecem células atípicas nos alvéolos. Asma Doença na qual Ocorrem Episódios de Contracção dos brônquios. Pode ser provocada por respostas alérgicas Bronquite Doença Inflamatória dos brônquios provocada por substâncias irritantes. Pneumonia Infecção do tecido pulmonar causada por bactérias. Tuberculose Infecção causada por um bacilo que destrói os alvéolos.
  27. 27. EnfisemaCANCRO DO PULMÃO CANCRO NO PULMÃO/ ENFISEMA
  28. 28. Pulmão de um fumador
  29. 29. ENFISEMA PULMONAR Alvéolos com enfisema Alvéolos normais
  30. 30. PNEUMONIA
  31. 31. PROBLEMAS PULMONARES MAIS COMUNS EM UTI  Atalectasias;  Pneumotorax;  Broncoespasmo;  Derrame pleural;  Embolia pulmonar.
  32. 32. ATALECTASIA 1. 90% dos pacientes apresentam evidência radiológica ; 2. Lobo inferior é mais afetado ; 3. Tratamento: Fisio Resp, mobilização, VNI.
  33. 33. PNEUMOTORAX 1.Barotrauma ; 2. Iatrogênico; Punção venosa central, traqueostomia, toracocentese. Tratamento: Drenagem, Fisio Resp, mobilização, VNI.
  34. 34. PNEUMOTORAX
  35. 35. BRONCOESPASMO 1. Asmáticos e DPOC ; 2. Tratamento: VPP, broncodilatador inalatório.
  36. 36. DERRAME PLEURAL 1. Insuficiência cardíaca congestiva; 2. Atelectasias; 3. Obstrução da veia cava superior. Evidencia radiológica sugestiva de sangramento de grande vaso Alargamento mediastinal; Alargamento ou borramento do contorno aórtico; Desvio de traquéia, brônquios principais; Reaparecimento de hemotórax à esquerda.
  37. 37. DERRAME PLEURAL
  38. 38. TROMBOEMBOLISMO PULMONAR 1. Imobilizados no leito; 2. Choque restritivo; 3. Insuficiência cardíaca; 4. Cirurgias, principalmente do quadril ou dos membros inferiores.
  39. 39. TROMBOEMBOLISMO PULMONAR
  40. 40. ICP. Residência cirurgia cardíaca SÍNDROME DE ANGÚSTIA RESPIRATÓRIA DO ADULTO Choque Trauma plmonar Embolia Reoperação Broncoaspiração Alteração permeabilidade membrana alveolocapilar Exravasamento de plasma para alvéolos Alteração prmeabilidade membrana alveolocapilar Edema pulmonar não cardiogêico Redução da complacência pulmonar,Shunt, hipoxemia refratária à O2
  41. 41. CONDUTA OTIMIZAR O ESTADO HEMODINÂMICO Tratar a hipoxemia: PEEP Diuréticos se hipervolemia Broncodilatadores ATB se infecção TOT de bom calibre Reduzir requerimento de ventilação: Sedação e analgesia Tratar infecção Antitérmicos Melhora do drive respiratório e fraqueza muscular: Suporte nutricional; Corrigir distúrbios ácido-básico; Avaliar motilidade diafragmática.
  42. 42. RESUMO DA AULA 1. Quais são as funções do sistema respiratório. 2. Quais são as fases respiratórias; 3. Cite os tipos da hematose 4. Cite 4 possíveis complicações do sistema respiratório do paciente em UTI 5. Cite as possíveis causas do Pneumotórax

×