Your SlideShare is downloading. ×
Unidade 3
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

×
Saving this for later? Get the SlideShare app to save on your phone or tablet. Read anywhere, anytime – even offline.
Text the download link to your phone
Standard text messaging rates apply

Unidade 3

770
views

Published on


0 Comments
1 Like
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total Views
770
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0
Actions
Shares
0
Downloads
4
Comments
0
Likes
1
Embeds 0
No embeds

Report content
Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
No notes for slide

Transcript

  • 1. UNIDADE 3: Técnicas de Elaboração de Trabalhos de Final deCursoCom o tema escolhido a próxima etapa é a seleção do material que será a base do Trabalhode Final de Curso desenvolvido. Para isso é necessário se conhecer de algumas técnicas deelaboração dos trabalhos de final de curso.Neste capítulo apresentaremos as técnicas de documentação, técnicas de sublinhar paraesquematizar e resumir, elaboração de esquemas e elaboração de resumos para seremutilizados ao longo da Elaboração dos TFC.3.1 TÉCNICAS DE DOCUMENTAÇÃOO objetivo deste tópico é ressaltar a importância da técnica de documentação como formade estudo. A documentação é fundamental tanto para o ensino presencial como para oensino a distância. Estar atento a brilhantes aulas ou proceder à leitura de excelentes livrossó se transformará em posse de informação completa à medida que se traduzir emdocumentação pessoal, que esteja disponível a qualquer momento de sua vida intelectual.Assim, a documentação pessoal deve se tornar um hábito e marcar presença na vida doestudante.O método mais comum de documentação é o fichamento, que é a técnica sugere que tudoque for considerado relevante e útil, tanto para seu estudo, quanto para coleta de materialpara elaboração de um trabalho fim de curso, deve ser organizado através de um registro.3.1.1. O QUE SÃO ESSAS FICHAS?Podem ser cartões de material mais encorpado – cartolina, por exemplo – ou folhas soltasde qualquer tipo, onde são feitas anotações de tudo que for considerado relevante em umapesquisa científica. A opção pelo tipo de ficha fica a seu critério, de acordo com suafacilidade para anotação dos dados ou arquivamento das fichas.Hoje em dia, é cada vez mais comum o fichamento realizado apenas em formato eletrônico.Entretanto, na hora da consulta é importante que você tenha esse material impresso, parafacilitar a leitura e acesso aos dados em locais onde um computador não esteja disponível.As fichas pequenas de cartolina são práticas, por serem de fácil manuseio, permitirem aordenação do assunto e ocuparem pouco espaço. Já as folhas feitas para classificadoresescolares ou digitadas em microcomputadores são de mais difícil manipulação, porém maisfáceis de transportar e atualizar. Afinal, um arquivo armazenado no computador pode serrapidamente alterado, salvo em meio eletrônico, levado para outro ambiente (vantagem daportabilidade) e novamente impresso.O sistema de arquivos pode seguir o padrão de arquivamento hierárquico feito através dosmicrocomputadores, com uma pasta por disciplina, com seções para os vários tópicosprincipais da disciplina - contendo fichas (ou arquivos no computador), onde cada umtratará do tema e sub-tema que estão sendo estudados ou pesquisados.
  • 2. 3.1.2. DOCUMENTAÇÃO TEMÁTICADeve reunir dados relevantes sobre um determinado tema e que venham a contribuir para oestudo em geral ou para a realização de um trabalho dentro daquela área. Além doselementos retirados das leituras sobre o tema, são registradas as idéias pessoaisconsideradas importantes, para que não se percam com o passar do tempo.3.1.3. Documentação BibliográficaContém um conjunto de informações sobre livros, artigos, sites e trabalhos sobredeterminados assuntos dentro de uma área do conhecimento. Deve ser dinâmica, sendoampliada toda vez que você tomar conhecimento de um novo título sobre o assunto.3.1.4. Documentação BiográficaEsta é utilizada quando o pensamento de autores for relevante para o estudo da área deespecialização. A ficha deve conter, além dos dados biobibliográficos do autor, os pontosmais importantes de seu pensamento.3.1.5. Documentação GeralTodos os documentos retirados de fontes perecíveis, como recortes de jornais, xerox derevistas, apostilas, dados obtidos em sites da internet, mensagens recebidas por e-mail etc.,nem sempre ficam disponíveis fora da época de sua publicação. Por este motivo, devem serarquivados sob a forma de documentação geral, utilizando títulos classificatórios de seuconteúdo, constituindo um conjunto de textos relacionados com a área de pesquisa.3.2 TÉCNICA DE SUBLINHAR PARA ESQUEMATIZAR E RESUMIRSublinhar é uma técnica muito importante para elaboração de esquemas e resumos, poisserve para ressaltar as idéias mais importantes de um texto com propósito de estudo, revisão,memorização ou citação de um texto.O objetivo principal para aplicação da técnica de sublinhar é compreender o assuntoabordado no texto.Para produzir resultados eficazes não se devem sublinhar parágrafos ou frases inteiras e simpalavras-chaves ou grupo de palavras. E assim produzir um resumo com o conjunto deidéias e não frases ou palavras.A técnica de sublinhar pode ser realizada a partir de:i. Leitura geral do texto;ii. Esclarecimento de dúvidas de vocabulário;iii. Releitura do texto para identificar as idéias principais;iv. Ler e sublinhar em cada parágrafo as palavras que contêm a idéia principal e detalhes mais importantes;
  • 3. v. Assinalar com uma linha vertical no texto os tópicos mais importantes;vi. Assinalar com ponto de interrogação as partes obscuras e reler essa partesvii. Ler oq eu foi sublinhado para verificar se tem sentido;viii. Reconstruir o texto em forma de esquema ou de resumo tendo como base as palavras sublinhadas.3.3 ELABORAÇÃO DE ESQUEMASO esquema é um “esqueleto” do texto, ou seja, as palavras-chave sem ter uma frase redigida.Os esquemas servem para compreensão do texto e como trabalho inicial para redação deresumos ou textos, para explicação de conceitos ou para memorização de um conteúdo.UM esquema para que seja útil deve ter as seguintes características (Solomon, in Andrade,2007):i. Fidelidade ao texto;ii. Estrutura lógica do assunto;iii. Adequação ao assunto estudado e funcionalidade;iv. Utilidade de seu emprego auxiliando na consulta do texto e,v. Cunho pessoal.3.4 ELABORAÇÃO DE RESUMOSHá vários tipos de resumo:i. Resumo descritivo ou indicativo com a descrição dos principais tópicos,ii. Resumo informativo ou analítico onde se reduz o texto,iii. Resumo crítico onde são incluídos opiniões e comentários do autor,iv. Resenha é um tipo de resumo crítico mais abrangente incluindo comparações, relevância do texto em relação à outros do mesmo gênero.A técnica de resumir difere um pouco quando se trata de um texto curto ou um livro. UMresumo mais complexo se produz melhor com uso de esquemas com palavras sublinhadas.Um resumo bem elaborado deve ser fundamentado nos seguintes itens (Andrade, 1992 inAndrade, 2007):i. Apresentar de maneira sucinta o assunto do texto,ii. Não apresentar opiniões ou comentários pessoais.
  • 4. iii. Respeitar a ordem das idéias e fatos e apresentados,iv. Empregar linguagem clara e objetiva,v. Evitar a transcrição de frases do original,vi. Apontar as conclusões do autor,vii. Dispensar a consulta ao original para entendimento do assunto,3.5 REFERÊNCIA BIBLIOGRÁFICAAndrade, Maria Margarida de. Introdução à Metodologia do Trabalho Científico. 8 ed. SãoPaulo: Atlas, 2007.