Teníase

8,083 views
7,634 views

Published on

0 Comments
4 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total views
8,083
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
10
Actions
Shares
0
Downloads
241
Comments
0
Likes
4
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Teníase

  1. 1. Teníase (Taenia Solium) Grupo: André M.; Emmanuel; Letícia
  2. 2. AGENTE ETIOLÓGICO Taenia/Tênia Solium Filo: Platelmintos Classe: Cestoda Também conhecida como tênia de porco, é a mais perigosa. Apresenta geralmente 3 a 4 metros de comprimento. As tênias também são chamadas de " solitárias " , porque, na maioria dos casos, o portador traz apenas um verme adulto. O hospedeiro intermediário dela é, normalmente o porco, podendo outros animais também estarem envolvidos como o macaco, o cão, o gato e o próprio homem.
  3. 3. As Tênias são hermafroditas e em cada anel ou segmento existem os elementos masculinos e femininos da reprodução sexual. Após cerca de 3 meses, os anéis já gravídicos, repletos de ovos são expulsos de forma passiva.
  4. 4. A teníase é adquirida através da ingestão de porco mal cozida, que contém as larvas MODO DE TRANSMISSÃO
  5. 5. CICLO EVOLUTIVO Os ovos são depositados nos pastos com as fezes de indivíduos infectados, sendo ingeridos por suínos. Há a fixação dos embriões no músculo do hospedeiro intermediário após a migração do aparelho digestivo, formando as larvas. O homem ingere a carne mal cozida e o parasita se fixa através de ventosas ao intestino delgado, dando início a formação dos proglotes (segmentos).
  6. 7. SINTOMAS <ul><li>Pode não provocar sintomas ou pode causar: </li></ul><ul><li>Desconforto abdominal </li></ul><ul><li>Dor tipo fome </li></ul><ul><li>Sensação de má-digestão </li></ul><ul><li>Diarreia </li></ul><ul><li>Alternância de diarreia com constipação (prisão de ventre). </li></ul><ul><li>O exame físico é pobre e não contribui para o diagnóstico. </li></ul>
  7. 8. PROFILAXIA A profilaxia da teníase é feita com a destinação adequada das fezes humanas, inspeção rigorosa das carnes nos matadouros, a não ingestão de carne crua ou mal cozida e pelo tratamento das pessoas infestadas.
  8. 9. FONTES http://www.euamoanatureza.com http://www.portalsaofrancisco.com.br http://www.colegiosaofrancisco.com.br

×