Your SlideShare is downloading. ×

Texto exemplo

206

Published on

0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total Views
206
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
1
Actions
Shares
0
Downloads
0
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

Report content
Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
No notes for slide

Transcript

  • 1. UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DA AMAZÔNIA CURSO DE LICENCIATURA EM CIÊNCIA DA COMPUTAÇÃO DISCIPLINA: MULTIMÍDIA NA EDUCAÇÃO PROFESSORA: Suzanne Bastos Penin Nome do autor1 OS RECURSOS MULTIMÍDIAS APLICADOS NA SALA DE AULA DA EDUCAÇÃO INFANTIL JULHO 2003 1 Graduandos do Curso de Licenciatura em Computação – UFRA/PAFOR
  • 2. 1. INTRODUÇÃO Na atualidade a informática é realidade nas escolas brasileiras. Escolas públicas são aparelhadas com laboratórios de informática isto demonstra que a escola realmente vive um momento ímpar, em se tratando de Novas Tecnologias de Informação e Comunicação – NTIC’s. As escolas, com todos esses aparatos tecnológicos necessitam de profissionais com estimulo e competência para a inserção de seus alunos no bojo dessa explosão tecnológica e ter a possibilidade de, utilizando as NTIC’s, reduzir diferenças históricas de informação entre alunos de escolas públicas e particulares. No momento dispomos de vários recursos tecnológicos e muito ainda há por se fazer, porém, muito há, ainda, o que se debater a respeito das potencialidades que as NTIC’s e suas aplicações na educação. As discussões e debates travados, em torno do assunto, nos direcionam para a contribuição dessas estruturas tecnológicas de informação e comunicação sua contribuição em ampliar ou mesmo renovar a forma com que se vem trabalhando em sala de aula. 2. REFERENCIAL TEÓRICO A utilização do computador, no contexto tecnológico atual, torna- se uma ferramenta indispensável de auxilio nos diversos campos do ensinar, pois, de acordo com Machado (2009, p. 02): As TIC’s trazem consigo novas formas de pensar, de aprender e de ensinar, e as relações entre os seres humanos estão sendo rapidamente reelaborada. Ressalta-se, entretanto, que podem ser bem ou mal usadas. O uso inteligente dessas tecnologias é que possibilitará mudanças no sistema atual de ensino, usadas pelo aluno e pelo professor. A busca pela atualização deve ser permanente e, é preciso estar em sintonia com a informação, ou seja, saber o que está acontecendo entre os diferentes saberes. A visão do professor precisa, necessariamente, abranger não somente a sua área de atuação, mais sim, tudo que envolve as contribuições para o desenvolvimento intelectual do aluno. Assim, um olhar para as necessidades reais desse aluno deve ser atenta e sensível. O processo educativo precisa estar vinculado ao contexto histórico/social em que cada indivíduo se insere.
  • 3. Outro recurso que pode ser utilizado é o ambiente virtual de aprendizagem como forma de aprendizagem na educação infantil, pois como afirma Moran (2004): Creio que há três campos importantes para as atividades virtuais: o da pesquisa, o da comunicação e o da produção. Pesquisa individual de temas, experiências, projetos, textos. Comunicação, realizando debates off e on-line sobre esses temas e experiências pesquisados. Produção, divulgando os resultados no formato multimídia, hipertextual, “linkada” e publicando os resultados para os colegas e, eventualmente, para a comunidade externa ao curso. As atividades propostas pelo professor, Se bem organizadas, pode favorecer seu trabalho, enriquecendo e criando novas metodologias para o processo de aprendizagem. Diante disso, o uso da tecnologia não se constitui em uma ameaça ao educador (OLIVEIRA, 1997). Segundo Wilke (1995, p. 10) multimídia (...) “significa a integração de fala, texto, vídeo, áudio, telecomunicações, eletrônica de diversão e tecnologia de computador, inovações tecnológicas sempre aceleram a comunicação e a torna mais completa, versátil e eficaz”. Observados os devidos níveis da educação no que tange a aplicabilidade de recursos multimídias a desenvolver, segundo Moran (2008): Um projetor multimídia com acesso a Internet permite que o professores e alunos mostrem simulações virtuais, vídeos, jogos, materiais em CD, DVD, páginas WEB ao vivo. Serve como apoio ao professor, mas também para a visualização de trabalhos dos alunos, de pesquisas, de atividades realizadas no ambiente virtual de aprendizagem (um fórum previamente realizado, por exemplo). Podem ser mostrados jornais on-line, com notícias relacionadas com o assunto que está sendo tratado em classe. Os alunos podem contribuir com suas próprias pesquisas on-line. Há um campo de possibilidades didáticas até agora pouco desenvolvidas, mesmo nas salas que detêm esses equipamentos. Muitos são os recursos multimídias a serem utilizados em sala. Devemos, antes de qualquer coisa, planejar o seu uso e aplicação, pois, de acordo com os PCN’s (2000): “As NTC’S permeiam o cotidiano, independente do espaço físico, e criam necessidades de vida e convivência que precisam ser analisadas no espaço escolar. A televisão, o rádio, a informática, entre outras, fizeram com que os homens se aproximassem por imagens e sons de mundos antes inimagináveis. (...) Os sistemas tecnológicos, na sociedade contemporânea, fazem parte do mundo produtivo e da prática social de todos os cidadãos, exercendo um
  • 4. poder de onipresença, uma vez que criam formas de organização e transformação de processos e procedimentos”. Torna-se imprescindível, dessa forma, uma seleção adequada, para se obter resultados satisfatório, na utilização de tais recursos na educação infantil. Não podemos negligenciar o papel da tecnologia aplicado à educação, com os diversos usos de recursos multimídias, pois desta forma podemos entender as palavras de Kerckhove (1997) que diz que devemos mudar nossas percepções e não apenas essas teorias. As novas tecnologias exigem uma nova percepção, uma proposta diferente de ensino, que alie áreas do conhecimento antes distintas e impensadas, exigem novas metas, novas metodologias, novos passos, novos caminhos, novos procedimentos pedagógicos e novas avaliações. A tecnologia no campo educacional tem permitido a criação de inúmeras oportunidades de aprendizagem de maneira criativa e inovadora, promovendo o desenvolvimento cognitivo, social e afetivo carregada de significados para o aluno. Cox (2003) afirma que a utilização dos computadores na escola além de potencializar a ação docente para que esses recursos sejam amplamente utilizados, também faz com que a educação seja efetivada de forma inovadora e coerente com a realidade de seus alunos. Neste sentido, a educação em si e em todos os seus níveis necessita de suporte tecnológico. A tecnologia está presente em todos os meios da sociedade. Assim, não há como evitar a utilização deste recurso, especialmente nas escolas, por estas serem construtoras do conhecimento. Para Mattei (2003, p. 03): [...] o computador pode ser um aliado no processo educativo dos alunos. Ele pode se tornar um catalisador de mudanças, contribuindo com uma nova forma de aprender. Por meio dele, cria-se a possibilidade do aluno aprender “brincando”, construindo seu próprio conhecimento, sem ser punido por seus erros. Além disso, o professor ao se utilizar do computador, pode transformar o ensino tradicional em aprendizagem contínua, facilitando o diálogo, a troca e a valorização das potencialidades e das habilidades de cada aluno. Professor e aluno tornam-se parceiros nesta incessante busca do aprender. Portanto, precisamos como educadores estar antenados para os avanços tecnológicos tendo consciência sobre a importância dos mesmos e
  • 5. criando condições para que o desenvolvimento das propostas pedagógicas seja significativo. 3. CONCLUSÃO É notória a presença do computador em todos os lugares, por essa razão, é importante que a escola como construtora do conhecimento, inclua o uso desse instrumento assim como outros meios tecnológicos nas suas propostas pedagógicas, pois cada vez mais, vem contribuindo de maneira significativa para com o processo educacional. Torna-se importante percebermos a importância do computador como recurso pedagógico. Por este permitir ao professor, ter um suporte para novas metodologias no processo ensino-aprendizagem atraindo de maneira significativa à atenção do aluno, que, na maioria das vezes, já possui um conhecimento o dessa tecnologia. REFERÊNCIAS COX, Kenia Kodel. Informática na educação escolar. Campinas, SP: Autores Associados, 2003. Acessado de http://www.fc.unesp.br/upload/isabel_cristina.pdf, em 04/07/2013. KERCKHOVE, Derrick de. A pele da cultura - uma investigação sobre a nova realidade electrónica. Lisboa: Relógio D'Água Editores, 1997. Acessado de http://www.fc.unesp.br/upload/isabel_cristina.pdf, em 04/07/2013. MATTEI, Claudinéia. O prazer de aprender com a informática na educação infantil. Revista da Pós, Blumenau, ed 2, jan. – jun, 2003. Acessado de http://www.fc.unesp.br/upload/isabel_cristina.pdf, em 04/07/2013. MORAN, José Manuel. Os novos espaços de atuação do educador com as tecnologias in http://www.eca.usp.br/moran/espacos.htm#ambientes. Acessado em04/07/2013. THOALDO, Deise Lupi P. B. O uso da tecnologia em sala de aula. Curitiba. 2010. https://www.google.com.br Acessado em 04/07/2013. WILKE, Jürgen. Perspectivas Globais Da Sociedade Da Informação. Fundação Konrad - Adenauer-Stiftung, São Paulo, 1995. Acessado de http://www.slideshare.net/CursoTICs/ftima-valderes-viana-machado-farias em 04/07/2013.
  • 6. PROJETOR MULTIMÍDIA  Aparelho que processa um sinal de vídeo e projeta a imagem correspondente em uma tela da projeção usando um sistema de lentes. Todos os tipos de projetores de vídeo utilizam uma luz muito brilhante para projetar a imagem, e os mais modernos podem corrigir inconsistências como curvas, borrões e outras através de ajustes manuais.  CLIQUE AQUI PARA VOLTAR AO TEXTO

×