• Share
  • Email
  • Embed
  • Like
  • Save
  • Private Content
Livro Estudo Dos Trouxas
 

Livro Estudo Dos Trouxas

on

  • 9,200 views

 

Statistics

Views

Total Views
9,200
Views on SlideShare
9,026
Embed Views
174

Actions

Likes
2
Downloads
145
Comments
1

8 Embeds 174

http://harryaula.blogspot.com.br 156
http://harryaula.blogspot.pt 6
http://www.harryaula.blogspot.com.br 4
http://rphogwarts.blogspot.com 3
http://harryaula.blogspot.ch 2
http://hogwarts20.webnode.com 1
http://harryaula.blogspot.com 1
http://harryaula.blogspot.com.ar 1
More...

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Adobe PDF

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel

11 of 1 previous next

  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
  • Good!
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

    Livro Estudo Dos Trouxas Livro Estudo Dos Trouxas Document Transcript

    • O Que são Trouxas e Por Que Estudá-los? “Trouxas, impossível viver sem eles, pois eles abrangeram o mundo atual”. Thomas Finigthow Primeiramente, antes de começarmos o estudo dos trouxas propriamente dito, resolvi denotar o que são os trouxas.Muitos mágicos tentaram denominar os trouxas como um ser animal e catalogá-lo.Mas através de estudos históricos que vinham do tempo da idade média os bruxos descobriram que as relações entre os trouxas e os seres mágicos estão ligadas significativamente, é possível, porém pouco provável que os bruxos e os trouxas tenham saído de uma mesma linhagem fazendo assim com que tenham o mesmo tipo familiar. Mas voltemos os ponto.O Que são os trouxas? Trouxas são seres que não tem ou tem pouca capacidade de utilizar magia, e com isso ficam desligados parcialmente ou totalmente do nosso mundo. Mas todos sabemos que os trouxas se expandiram e popularam todo mundo levando com eles grandes famílias de bruxos. Trouxas estão e sempre estarão ligados significativamente à comunidade mágica de todo mundo.Mais as relações entre a comunidade mágica e a trouxa foi rompida numa era denominada pelos trouxas como a “Era das Trevas” quando varias comunidades Bruxas foram duramente perseguidas mortas em fogueiras por simplesmente serem bruxos.Foi nesse época que o mundo bruxo teve que se esconder e foram fundados os departamentos ministeriais através do mundo para garantir nossa segurança e o esconderijo para nossas famílias, foi nessa época também que a O Primeiro grande Ministro Mágico da Inglaterra, Finalcius Welligton , declarou para todas as comunidades Bruxas da Europa a primeira lei anti-Trouxa da Historia , a Lei da Proteção Moral Bruxa, no qual diz “Todos os seres Mágicos e Bruxos da Inglaterra, terão de agora até um data indeterminada, se submeter e não se declarar, não intervir, e não demonstrar qualquer relação mágica a qualquer ser Trouxa, para segurança própria” Depois desse temível incidente que ocorreu nessa época os trouxas são mais interviriam nos assuntos mágicos e os bruxos não mais iriam intervir no mundo trouxa. Com todas essas distinções feitas sobre os trouxas uma incomodante pergunta surge, Por que temos que estudar sobre os Trouxas? Uma resposta simples, Eles compartilham o mesmo mundo que o nosso.Os bruxos viram que os trouxas se sentem intimidados pelos seres mágicos e pelos bruxos e então começou a fazer o estudo deles para saber o por que e entende-los melhor. Esse estudo é importante nos dias atuais para as relações mágicas e trouxas que são feitas, pois quase sempre afazeres mágicos estão se intrometendo no mundo trouxa e os ministros devem ter consciência de como lhe dar com os trouxas entendendo assim seu costume e seu dia-a-dia, não podemos ir lá e simplesmente apagar a memória deles. O Dia - a - Dia Trouxa “O que seria um carro?O Que seria eletricidade?”.
    • O dia-a-dia de um trouxa tem sua certa coincidência com uma dia-a-dia bruxo comum, as principais mudanças são no seu meu de transporte, meio de comunicação, e sua incrível capacidade de se adaptar a qualquer situação sem o uso da magia. Basicamente os trouxas vivem de uma energia sintética formada pela natureza no qual eles chama de eletricidade, essa faz coisas incríveis e impressionantes de fazer qualquer bruxo admirar sem duvida nenhuma. A comunidade bruxa ainda não tem muita certeza do funcionamento dessa forma de energia, mas recentes contatos com bruxos de famílias trouxas vem trazendo certos aspectos à tona de forma interessante. Entre outras principais aspectos de um dia comum para o trouxa é que muito se reúnem sobre uma caixa que no qual eles denominam de “televisão” E nela passam um bom tempo. O dia-a-dia de um trouxa é composta basicamente assim: - Café da Manha - Ir ao Trabalho - Almoço - Ficar na Frente da Televisão - Jantar - Dormir Principalmente na fase adulta esses passos são mais freqüentes durante um dia de semana comum, entre os jovens e os idosos pode se acrescentar, desde de festas e idas ao cinema até limpar os dentes removíveis e cochilar. Meio de Transportes Trouxas Eis os aspectos mais interessantes sobre os trouxas, com uma incrível habilidade, fora do comum, eles conseguiram inventar grandes meios de transporte sem o uso da magia. O primeiro bruxo a catalogar todos os meios de veículos dos trouxas, William Frogsprout denominou os meios de transporte trouxas pela sua velocidade que são as seguintes: - Bicicleta - Motocicleta - Carro - Trem - Metro - Avião
    • - Rocket Não daremos muitos detalhes sobre esses veículos, pois muitos deles já fazem parte da comunidade bruxa, mais o que esse estudo tende a ensinar é que esses meios de transporte foram feitos por trouxas e se adaptaram a comunidade bruxa. Esses meio de transporte que os trouxas inventaram estão basicamente relacionados à eletricidade (90% deles). Sobre os meios de transporte não nos aprofundaremos mais, pois muitos deles já incorporam a comunidade mágica. Meio de Comunicação Trouxa Essa sem duvida é a principal especialidade no qual os trouxas adaptaram para fazer sua comunicação, muitos bruxos respeitados acham que o sucesso que a comunidade trouxa teve em se expandir é devidos à comunicação, um dos principais objetos de comunicação é o chamado “Telefone”, com ele um trouxa é capaz de conversar com outro ouvindo a sua voz a milhares de kilometros de distancia entre um e outro, vemos telefones em vários pontos da cidades, em casas trouxas, e até mesmo telefones que trouxas levam em seus bolsos. Outro tipo de comunicação trouxa é feita através da “Televisão”, os chamados telejornais são transmitidos através de todo mundo fazendo com que varias noticias sejam transmitidas também através de kilometros e kilometros de distancia. Vemos que essa expansão comunicativa foi um fato crucial para que os trouxas através do mundo conheçam muito sobre seu mundo, mais ainda com todos os conhecimentos de comunicação não são todos os trouxas que tem essas magníficas maravilhas . Mais ainda assim muitas dessas maravilhas vem sendo utilizadas por muitos bruxos como por exemplos os telefones no qual com muito esforço os bruxos de todo mundo vem utilizando para manter contato com outros bruxos. Objetos Trouxas e suas Propriedades Trouxas, tem vários e vários objetos no qual eles utilizam alguns e poucos deles a comunidade bruxa já sabe a utilização, aparelhos de comunicação, meio de transporte, vestimentas a comunidade bruxa já conhece cerca de 89% de todos os objetos trouxas, boa parte deles vieram com bruxos que saíram de famílias de trouxas. Ultimamente a comunidade Bruxa vem sido bombardeada com uma serie de questões sobre certos objetos trouxas como “Para que serve um patinho de Borracha?” Ou “Qual a importância de uma foto que não se movimenta?”.E entre outras pergunta que os bruxos ainda não conseguiram determinar. Não seria sensato colocar aqui todos os objetos trouxas, pois grande parte desses objetos são e estão fazendo parte do nosso dia-a-dia além do que são milhões de objetos trouxas que existem.
    • Para um bruxo mais curioso e que queria conhecer melhor objetos trouxas o mais importante a fazer é procurar em grandes mercados trouxas esses objetos. As propriedades deles são variadas, alguns objetos servem para diversão, outros para contagem de tempo, para comunicação, para conforto.Existem milhares de propriedades no qual esses objetos tem. Mas o mais importante é de que esses objetos estão começando a entrar para a comunidade bruxa. Visão dos Trouxas para o Mundo Mágico Já é de muito tempo que os trouxas vem olhando para o mundo mágico, principalmente com a quantidade de filhos de trouxas com poderes mágicos que surgem, os trouxas tem sua própria visão sobre o mundo mágico, historias foram contadas, desenhos são feitos mais poucos são os que chegam perto da realidade mágicas, mais o fato é de que um tempo para cá varias trouxas vem se familiazirando com a magia e tentando chegar até ela, vários são os grupos trouxas que procuram a magia. Esse grande interesse é de uma importância sem precedência que pode , para alguns bruxos, unir novamente os dois mundos, mais muitos acham que essa união é improvável ou ainda vai demorar muito tempo, pois somente agora os trouxas começam a olhar para o mundo mágico. Ninguém sabe ao certo de onde vem esse interesse repentino dos trouxas sobre a magia, mas os bruxos de toda a parte vem fazendo estudos sobre as atuais relações Trouxas- Mágicas e futuras relações entre os trouxas e os seres mágicos. Mas o mais importante é de que finalmente essas relações possam a ajudar a melhorar o nosso mundo e o mundo dos trouxas. Conclusão Concluindo, a introdução ao estudo dos trouxas, vemos que os trouxas se adequam as mais adversidades mundanas sem a utilização de magia, e que a aproximação entre os bruxos e os trouxas cresce a cada dia. Para maiores informações o contato entre bruxos e trouxas é o melhor remédio, mas recomenda-se entra em contato com o departamento de relações trouxas-magicos do ministério.
    • Estudo dos Trouxas - Volume I O Autor Tomas Hengist Servoleo Riddle é diplomado em Hogwarts na Inglaterra, e se graduou da UBAM Universidade Britânica de Artes Mágicas. Começou a estudar aos 11 anos, era um dos melhores alunos da Sonserina e de toda a escola, nunca brigou com ninguém nem mesmo com pessoas da Grifinória. No 3º ano Tomas se tornou goleiro do time de quadribol da Sonserina. Ele sempre estudava mais para saber sempre mais a as matérias que ele mais estudava era: Defesa Contra Artes das Trevas, Arte das Trevas, Alquimia, Poções, Treinamento com Artefatos Mágicos, Feitiços e Estudo dos Trouxas. Diplomou-se com 18 anos de idade, daí por diante foi para a Grã-Bretanha aprofundar seus estudos na UBAM, graduou-se na UBAM com 23 anos. Após sair da UBAM ele foi trabalhar como representante do seu pai no Ministério Da Magia Inglês, o pai de Tomas era e é Ministro das Relações Internacionais de Magia da Inglaterra. Anos depois Tomas veio para o Brasil onde ficou sabendo sobre a ABAM e se ingressou para professor e hoje é o atual professor de Estudo dos Trouxas. Dom Pedro I (D.Pedro de Alcântara Francisco Antônio João Carlos Xavier de Paula Miguel Rafael Joaquim José Gonzaga Pascoal Cipriano Serafim de Bragança e Bourbon) 1798 –1834 O imperador D. Pedro I, do Brasil, nasceu no Paço da Real Quinta de Queluz em 12 de outubro. De 1798 e faleceu no mesmo local em 24 de setembro de 1834; era filho de D. João VI, de Portugal, e de D. Carlota Joaquina de Bourbon. Desde muito cedo teve esmerada educação, adquirindo noções de História Natural, Música, Pintura e Escultura. Casou-se com a Arquiduquesa da Áustria, D. Maria Leopoldina Josefa Carolina de Habsburgo Lorena. Príncipe Regente do Reino do Brasil em 1821 defrontou-se com sérios problemas, pela incompreensão entre facções contrárias: a dos portugueses, que não o reconheciam como Príncipe-Regente, e a dos brasileiros, que almejavam a independência do país. Empreendendo diversas reformas Básicas, acirrou os ânimos entre portugueses e brasileiros. Convocado a retornar à Europa, para continuar sua educação, elegendo conseqüentemente uma Junta Provisória, desobedeceu à ordem, aqui permaneceu, no histórico episódio do "Fico". No dia 1º de agosto, assina um manifesto aos brasileiros, onde evidencia concretamente seu desejo de independência do país e promulga no mesmo dia um decreto que proíbe o desembarque de tropas portuguesas em território brasileiro. Em São Paulo é recebido com grandes aclamações, e no dia 5 de setembro, vai a Santos onde fica até o dia 6 e em seguida retorna a São Paulo. Às margens do riacho Ipiranga recebe comunicação de sua destituição da Regência, por emissários de José Bonifácio e D. Leopoldina. Declarou então rompidas as relações entre Brasil e Portugal e, retirando do chapéu as cores constitucionais portuguesas, atirando-as fora e dizendo:
    • "É preciso acabar com isto", depois de criticar o regime, completou: "Querem mesmo é escravizar o Brasil". Então, sob os vivas à Independência e ao Príncipe, bradou a decantada frase: "Independência ou morte!" Quando completava 24 anos de idade foi aclamado Imperador constitucional e Defensor Perpétuo do Brasil,aos 12 de outubro de 1822. Seus restos mortais foram trasladados em 1972 para São Paulo, por ocasião dos festejos do esquicentenário da Independência. Vital Brasil 1865-1950 Brasil (Vital) - Nasceu em Campanha, no estado de Minas Gerais, em 28 de abril de 1865. Formado em Medicina pela Faculdade do Rio de Janeiro. Lutou bravamente ao lado de Oswaldo Cruz para sanear o litoral brasileiro. O governo de São Paulo instalou numa fazenda de nome Butantã, às margens do rio Pinheiros, um laboratório para o fabrico de soros e vacinas, sendo Vital Brasil nomeado chefe dos cientistas que para ali se dirigiam. Em 1921, Vital Brasil foi hóspede oficial do Congresso Científico Pan Americano em Washington. De volta ao Brasil, deixou a direção do Instituto Butantã, fundando em Niterói o Instituto Vital Brasil. Em 1924, voltou a dirigir o Instituto Butantã, deixando-o definitivamente em 1927. Faleceu o grande cientista em maio de 1950. Dom Pedro II (D. Pedro de Alcântara João Carlos Leopoldo Salvador Bibiano Francisco Xavier de Paula Leocádio Miguel Gabriel Rafael Gonzaga) 1825 –1891 Príncipe imperial, foi em 1831 aclamado segundo imperador do Brasil. Nasceu em São Cristóvão, em 2 de dezembro de 1825 e faleceu em Paris, em 5 de dezembro de 1891. Filho de D. Pedro I e D. Maria Leopoldina, foi herdeiro do trono do Brasil desde o nascimento. Tinha cinco anos de idade quando da abdicação paterna e não pôde desde logo assumir a chefia do Poder Moderador. Apesar de tudo, sob a tutoria de José bonifácio de Andrada e Silva, foi imediatamente aclamado imperador. Sua formação propriamente dita ficou a cargo, no início de sua vida, de José Bonifácio. Falando para o Senado e Câmara Federal disse: "Juro manter a religião católica apostólica romana, a integridade e a indivisibilidade do Império, observar e fazer observar a Constituição política da nação brasileira e mais leis do Império e prover ao bem geral do Brasil, quanto em mim couber". Foi coroado em 1841 e dois anos depois casou-se com D. Teresa Cristina, da qual teve quatro filhos: D. Afonso, Da. Isabel, Da. Leopoldina e D. Pedro Afonso. Durante quase 50 anos de governo, manteve absoluta integridade, colocando o interesse nacional acima das discussões políticas. Sempre foi resoluto nas suas atitudes e, e, 1872, com a mesma imparcialidade, seu traço característico, mandou prender e processar D. Vital e D. Macedo Costa, nas Questões dos Bispos de Olinda e Pará. De 1864 a 1870, D. Pedro II
    • defrontou-se com dois problemas graves, a guerra contra o governo de Aguirre e aquela contra o Paraguai, que durou cinco anos. Em 1871 a princesa Isabel assinava a Lei do Ventre Livre e em 1885 o próprio Imperador concedeu liberdade aos escravos sexagenários. Favoreceu em todo sentido a campanha da libertação dos escravos, que terminou com a assinatura da Lei Áurea aos 13 de maio de 1888, pela Princesa Isabel. Com a vinda do regime republicano, foi convidado a retirar-se do país, o que de fato fez, declinando de pensão de 5.000 contos de réis que lhe oferecia o Governo Provisório para radicar-se no estrangeiro. Morreu em Paris, dois anos depois do falecimento de Da. Teresa Cristina. Brasil" Agradecimentos A todos da ABAM, tanto os que são novos ou já conheciam a ABAM, a todos os Professores e Alunos da escola e a todos do M.M.M! Trouxas em outras culturas Capítulo 1 - Os Trouxas Os Trouxas, na verdade se chamam ser humanos, os chamamos de trouxas porque não possuem nenhum tipo de poder e nem habilidade para proferir nenhum feitiço ou preparar nenhuma poção, entre outras coisas. Nós Bruxos temos alguns costumes iguais aos dos trouxas, mais podemos às vezes nos surpreender quando conhecemos esta raça melhor. Eles usam roupas, comem e etc muito parecidos com a gente, só que usam roupas diferentes, comem comidas diferentes, entre muitas outras coisas. Agora vamos conhecer melhor as famosas comidas trouxas... Capítulo 2 Comidas Trouxas Muitas comidas diferentes... Os trouxas comem muitas comidas diferentes das nossas, muitas delas até estranhas para nós, mais quando vamos experimentar...Uma delicia! Dizem que a comida trouxa é muito melhor do que a nossa, eu particularmente acho isso também. Eles têm comida de variados tipos: Quentes, geladas, doces, salgadas e etc... Agora algumas comidas Trouxas:
    • Arroz – O cereal mais simples dos trouxas. Na mesa de todos os trouxas tem essa delicia! É freqüentemente comido junto com o feijão e um tipo de carne para acompanhar. Feijão – Outra das comidas mais importantes dos trouxas. Comida com o arroz e um tipo de carnes, o feijão é rico em ferro, que ajuda nos ossos dos trouxas. Vegetais – Vegetais são na maioria das vezes: Verduras e legumes, eles são também muito importantes na dieta trouxa. Na maioria das vezes também acompanha o arroz, feijão e carne, também é usado na sopa, alimento muito nutritivo dos trouxas e além disso muito saudável. Massas – Vindo de origem da Itália, as massas tem a fama de ser o melhor alimento dos trouxas (junto com comidas tipas: Fast Food) As massas mais famosas são: Macarronadas, Pizzas, Lasanhas e muitas outras. Capítulo 3 - Roupas Trouxas Bom, sobre a moda trouxa não temos muito que falar, ela é quase igual a nossa. Eles não usam vestes, na maioria do tempo estão com a camiseta, com a calça, ou shorts. Calça – As calças podem ser de vários tipo, tanto pra homens quanto pra mulheres. As calças pra homens na maioria das vezes são cheias de bolsos e correntes, pois é um estilo dos jovens trouxas de hoje em dia. As calças das mulheres também podem ser deste tipo, mais da maioria das vezes não, porque não são muitas as mulheres que gostam do mesmo estilo dos homens. Também existe a calça jeans. A calça jeans é uma calça com um tecido mais forte e resistente das normais, geralmente é num tom azul, mais também pode mudar de cor dependendo do que as fábricas colocam. Camisetas – Camisetas, tem de tudo quanto é jeito que você pode imaginar. . .de manga curta, manga longa e etc. As camisetas de manga curta são as mais usadas, pois faz mais calor do que frio na terra dos trouxas, embora em algumas partes o frio tome conta. Elas são como uma de nós bruxos, com a manga curta. A mesma coisa com as de manga larga, só que ela é usada mais no frio e tem o pano dos braços mais largos, chamada assim de manga larga. Shorts – Os shorts, não temos muito que falar sobre eles, são na maioria das vezes usadas pelos homens, mais algumas mulheres também usam. São como as calças mais não vão até os pés, vão só até o joelho, pois é pra se usar no calor. Geralmente as mesmas fábricas que fabricam as calças fabricam também os shorts e as camisetas! Sapatos – Não podemos chamar de “roupa” os sapatos. Eles são classificados como calçados trouxas. Existem vários tipos de sapatos, tanto para homem quanto pra mulher. Um deles se chama Tênis. Por coincidência ele tem o mesmo nome que um esporte trouxa, mais não
    • tem nada a ver com o esporte. Ele é o mais usado pelos homens e também por algumas mulheres, são resistentes e precisam de uma meia, se não causam chulé... Capítulo 4 - Crenças e Religiões Trouxas Bom, chegou a parte mais esperada do livro, à parte das religiões dos trouxas. Muitos bruxos pesquisam sobre este assunto. Os trouxas têm as seguintes religiões: Católica, Evangélica, Umbanda, Candomblé (as duas ultimas religiões negras) entre muitas outras... A religião Católica é uma das mais conhecidas no mundo todo, a maioria das pessoas gostam desta religião. Evangélica é a segunda mais procurada pelos trouxas, têm algumas normas chatas mais cada religião tem a sua regra, e essa tem uma chata...podemos fazer o que né? Umbanda e Candomblé são religiões negas, ou seja, os trouxas da raça negra é que fundaram essas duas religiões. Existe um tipo de preconceito contra essas duas religiões, alguns trouxas não gostam muito delas e constroem um preconceito que é cada vez maior. Elas são chamadas de “macumba” por alguns trouxas. Embora não seja bem assim, é uma espécie de doação que os trouxas dessa religião fazem aos espíritos. Capítulo 5 - Esportes Trouxas Agora vamos falar sobre os esportes dos trouxas. O esporte mais famoso trouxa é o futebol, o segundo é o vôlei e assim por diante. Futebol – O Futebol é o mais conhecido e famoso esporte dos trouxas, muitos bruxinhos de hoje em dia praticam esse esporte. Ele é composto por 11 jogadores, 10 na linha e um no gol. Somente o goleiro pode pegar a bola na mão, os outros só chutam a bola. A bola é do tamanho de uma goles, contém gomos que variam entre a cor preta e branca. O jogo tem dois tempos de 45 minutos, só que se o jogo estiver empatado eles podem ir para a cobrança de pênalti ou para a prorrogação O melhor time de futebol atualmente é a seleção brasileira, ela ganhou a copa mundial de futebol 5 vezes, e um dos melhores jogadores do mundo é brasileiro, ele se chama Ronaldo. Vôlei – O vôlei é o segundo esporte mais praticado no mundo trouxa, pode ser de praia ou de quadra.
    • No vôlei de quadra tem 6 jogadores para cada lado. O campo é dividido por uma rede, onde os jogadores tentam jogar a bola pro outro lado pra bola cair no chão. Existe um juiz que fica no mesmo lugar que a rede, só que do lado de fora do campo. Pode chegar a ter 5 sets, mais na maioria das vezes são 3 sets de 25 pontos cada. Os times mais famosos são: Brasil, Cuba, Rússia e muitos outros. Basquete – O basquete também é um dos mais famosos esportes trouxas, embora ele não seja tão famoso quanto o futebol e o vôlei, ele é também muito conhecido até no mundo bruxo. O basquete tem 5 jogadores, é jogado em uma quadra e possui 3 tempos. Os jogadores tentam colocar a bola dentro de uma “cesta”, arremessando a bola do chão ou até pulando. Existe também um juiz que fica fora do campo observando os jogadores. A bola é um pouco maior do que a de futebol e a de vôlei, ela é toda laranja ou às vezes vermelha, também é maior do que uma goles. O time mais famoso de basquete é o dos Estados Unidos. Golfe – O golfe como os três acima, não é muito famoso assim, os trouxas jogam esse esporte mais para relaxar, já que não precisa de muitos movimentos. É jogado num campo muito grande, quanto mais grande o campo melhor. Pode ser jogado por 2 trouxas ou mais. É com tacos que arremessam a bolinha o mais longe possível, até acertar pequenos buraquinhos feitos na terra. Os juizes podem ser os próprios jogadores, na maioria das vezes nem juiz tem nos jogos de golfe. Não tem tempo também. Tênis – Outro esporte trouxas, tem o mesmo nome que o sapato dos trouxas, mais não tem nada a ver com o sapato. É um campo dividido por uma rede também, só que é um pouco menor. Os jogadores usam uma raquete e tentam fazer a mesma coisa que os jogadores de vôlei tentam: colocar a bola no chão do outro lado. Eles usam uma raquete para fazer isso, ao contrario do vôlei que é com as mãos mesmo.
    • Os pontos são por games e sets. Pode ser tênis de dupla ou tênis só de uma pessoa. Natação – A natação como o próprio nome já diz: vem de nadar. É pouco famoso e pessoas deficientes também praticam esse esporte. Existem vários tipos de piscinas, de diferentes formas e tamanhos. É como uma espécie de corrida, só que é na água. Não tem tempo. Tem um juiz que fica do lado de fora da piscina olhando os nadadores.