Your SlideShare is downloading. ×
0
Capítulo XXII -  MC
Capítulo XXII -  MC
Capítulo XXII -  MC
Capítulo XXII -  MC
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

×
Saving this for later? Get the SlideShare app to save on your phone or tablet. Read anywhere, anytime – even offline.
Text the download link to your phone
Standard text messaging rates apply

Capítulo XXII - MC

872

Published on

Published in: Travel, Business
0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total Views
872
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0
Actions
Shares
0
Downloads
0
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

Report content
Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
No notes for slide

Transcript

  • 1. Leonor Nunes nº10
  • 2. <ul><li>Casamento da Infanta Maria Bárbara com o príncipe D. Fernando de Castela e casamento do príncipe D. José com Mariana Vitória: </li></ul><ul><li>Apresentação dos protagonistas dos casamentos reais. </li></ul><ul><li>Infanta Maria Bárbara de dezassete anos irá casar-se com Fernando de Espanha de quinze anos, que nunca virá a ser rei visto ser o sexto na linha de sucessão à coroa de Espanha, o não deve ser comentado em Portugal pois pode reflectir uma intromissão nos assuntos internos de Espanha. </li></ul><ul><li>Mariana Vitória de apenas onze anos e com uma infância difícil irá casar-se com José de Portugal, de quinze anos e futuro Rei de Portugal. </li></ul><ul><li>Participação de João Elvas no cortejo real para encontro dos príncipes: </li></ul><ul><li>Apresentação de João Elvas, antigo companheiro de guerra de Baltasar e que lhe deu guarida durante os seus tempos em Lisboa. Homem de cerca de sessenta anos que nunca esqueceu os seus tempos de soldado e irá participar no cortejo real, ainda que seja uma presença desvalorizada no decorrer dos acontecimentos. </li></ul><ul><li>Partida do rei para Vendas Novas: </li></ul><ul><li>O cortejo real não decorre em conjunto, D. João V segue primeiro com o Infante D. José e só depois Dª. Maria Ana parte acompanhada pela Infanta Maria Bárbara. </li></ul>
  • 3. <ul><li>Percurso do rei na direcção de Montemor: </li></ul><ul><li>Viajem do comitiva do Rei até Montemor, passando por Aldegalela e Vendas Novas, onde João Elvas conversa com um fidalgo que o aconselha sobre a importância de seguir de perto o cortejo real e lhe fala acerca dos enormes custos das obras do Rei, inclusive o Convento de Mafra. </li></ul><ul><li>Trabalho de João Elvas no arranjo das ruas, após chuva torrencial, para que o carro da rainha e da princesa possa prosseguir para Montemor: </li></ul><ul><li>Após a chegada da comitiva da Rainha a Vendas Novas, acompanhada também por Scarlatti, a continuação da viagem é dificultada pelo mau tempo que se fez sentir, obrigando todo o cortejo a pernoitar em Vendas Novas. No dia seguinte toda a comitiva trabalha com o fim de desimpedir os caminhos e retirar os coches que caem permanentemente em poças de lama. É nesta altura que João Elvas conhece Julião Mau-Tempo que lhe fala acerca da pedra de Mafra, uma enormíssima pedra que foi levada de Pêro Pinheiro para Mafra com o fim de ser utilizada na construção do Convento. </li></ul><ul><li>João Elvas recorda o companheiro Baltasar Sete-Sóis junto de Julião Mau-Tempo e este conta-lhe que suspeita que Baltasar voou com Bartolomeu de Gusmão: </li></ul><ul><li>João Elvas e Julião Mau-Tempo descobrem que têm um amigo em comum, Baltasar e ambos pensam como o mundo é pequeno e de quão boa pessoa Baltasar era. Nessa altura João Elvas revela que não via o amigo desde o tempo em que este ainda se encontrava em Lisboa e Julião Mau-Tempo viu Baltasar pela última vez já este era casado com Blimunda, falando-lhe indirectamente de um voo até ao sol. Os dois começam a tecer teorias de que Baltasar terá voado com Bartolomeu de Gusmão, conhecido como o Voador. </li></ul>
  • 4. <ul><li>Tempo chuvoso no percurso de Montemor a Évora: </li></ul><ul><li>Torna a chover e uma vez mais todos têm de contribuir para o seguimento da viagem. </li></ul><ul><li>Recordação da princesa de que desconhece o convento que está a ser construído: </li></ul><ul><li>A princesa questiona um oficial acerca dos homens que seguiam presos na comitiva, ficando a saber que se tratavam de presidiários que iriam trabalhar na construção do Convento de Mafra em agradecimento do seu nascimento. </li></ul><ul><li>Encontro da família real em Évora: </li></ul><ul><li>D. João V encontra-se com Dª. Maria Ana e com os Infantes em Évora para agrado do povo. </li></ul><ul><li>Viagem para Elvas , oito dias após a partida de Lisboa para troca das Infantas portuguesa e espanhola: </li></ul><ul><li>O cortejo sai de Évora para Elvas, onde permanece pouco tempo seguindo depois para Caia. </li></ul><ul><li>Chegada do Rei, da Rainha e dos Infantes a Caia, a 16 de Janeiro de 1729: </li></ul><ul><li>Chegada da família real a Badajoz onde se irá realizar a troca e encontro com a família real espanhola. </li></ul><ul><li>Cerimónia da troca das princesas peninsulares: </li></ul><ul><li>Vinda da princesa Mariana Vitória para Portugal e ida de Dª. Maria Bárbara para Espanha. </li></ul>

×