Your SlideShare is downloading. ×
0
curso: Licenciatura Interdisciplinar Área:Fundamentos da Educação                Disciplina:Didática  Texto: Não há docênc...
    Licenciou-se em Direito, chegando a exercer                      advocacia.                  De 1941 a 1947 foi prof...
    Visita vários países africanos,     com destaque para as ex-     colónias portuguesas, como a     Guiné-Bissau,      ...
A docência se fundamenta na discência, istoé, só existe o mestre na medida em que elese faz discípulo. Pois, antes de ensi...
rigorosidade                                         metódica   conhecimento e a assunção                                 ...
Para FREIRE “O educador democrático não podenegar-se o dever de, na sua prática docente,reforçar a capacidade crítica do e...
“Não há ensino sem pesquisa e pesquisa sem ensino. Essesque-fazeres se encontram um no corpo do outro. Enquantoensino cont...
Pensar certo coloca ao professor ou,     mais amplamente, à escola, o dever de     não só respeitar os saberes com que os ...
Diz FREIRE “Não há para mim, na diferença e na"distancia" entre a ingenuidade e a criticidade, entre osaber de pura experi...
A    necessária     promoção      da         ingenuidade a criticidade não pode         ou não deve ser feita a distância ...
“O professor que realmente ensinar, quer dizer,que trabalha os conteúdos no quadro darigorosidade do pensar certo, nega, c...
“É próprio do pensar certo a disponibilidade ao risco,a aceitação do novo que não pode ser negado ouacolhido só porque é n...
A prática docente crítica, implicante do pensarcerto, envolve o movimento dinâmico, dialético,entre o fazer e o pensar sob...
“Uma das tarefas mais importantes da prática educativa-crítica é propiciar as condições em que os educandos emrelação uns ...
FREIRE, Paulo. Pedagogia da autonomia: saberes necessários àprática educativa / Paulo Freire. – São Paulo: Paz eTerra, 199...
Professora Cristina TORRES 2013
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Não há docência sem discência

10,741

Published on

Published in: Education
0 Comments
4 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total Views
10,741
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0
Actions
Shares
0
Downloads
170
Comments
0
Likes
4
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Transcript of "Não há docência sem discência"

  1. 1. curso: Licenciatura Interdisciplinar Área:Fundamentos da Educação Disciplina:Didática Texto: Não há docência sem discência Paulo Freire Professora Cristina TORRES 2013
  2. 2.  Licenciou-se em Direito, chegando a exercer advocacia.  De 1941 a 1947 foi professor de português.  Em 1959 doutorou-se em Filosofia e História da Educação. Foi professor de Filosofia e História da Educação em 1961, na Universidade de Recife.Participou numa campanha de alfabetização de adultos no Estadodo Rio Grande do Norte, Estado Brasileiro vizinho (a Norte) dePernambuco (cuja capital é a já mencionada cidade de Recife). Opresidente João Goulart nomeou-o, em 1963, Presidente daComissão de Cultura Popular. Com o golpe militar de 1964, foipreso durante cerca de dois meses e exilado por quinze anos.Durante esse período, viveu no Chile, indo em 1969 para Harvard eem seguida para Genebra durante dez anos. Professora Cristina TORRES 2013
  3. 3.  Visita vários países africanos, com destaque para as ex- colónias portuguesas, como a Guiné-Bissau, Angola, Moçambique e S.Tomé e Príncipe. Volta ao Brasil, onde foi professor na Universidade de São Paulo, e Secretário da Educação do Município, eleito pelo Partido dos Trabalhadores.Professora Cristina TORRES 2013
  4. 4. A docência se fundamenta na discência, istoé, só existe o mestre na medida em que elese faz discípulo. Pois, antes de ensinar épreciso aprender. Daí se pode concluir quetodo bom professor se caracteriza por sembom aluno de seus próprios ideais.O aprender-a-aprender e o aprender-a-ensinar são duas faces da mesma moedacujo valor seencontra nas seguintesexigências: Professora Cristina TORRES 2013
  5. 5. rigorosidade metódica conhecimento e a assunção Pesquisa da identidade cultural respeitoreflexão crítica sobre aos saberes a prática Ensinar dos educandos exige risco, aceitação do novo e rejeição a Criticidade qualquer forma de discriminação. estética e corporeificação das ética palavras pelo exemplo Professora Cristina TORRES 2013
  6. 6. Para FREIRE “O educador democrático não podenegar-se o dever de, na sua prática docente,reforçar a capacidade crítica do educando, suacuriosidade, sua submissão. Uma de suas tarefasprimordiais é trabalhar com os educandos arigorosidade metódica com que devem se"aproximar" dos abjetos cognoscíveis”. Professora Cristina TORRES 2013
  7. 7. “Não há ensino sem pesquisa e pesquisa sem ensino. Essesque-fazeres se encontram um no corpo do outro. Enquantoensino continuo buscando, reprocurando. Ensino porquebusco, porque indaguei, porque indago e me indago.Pesquiso para constatar, constatando, intervenho,intervindo, educo e me educo. Pesquiso para conhecer e oque ainda não conheço e comunicar ou anunciar anovidade.” (FREIRE, P.16) 2013 Professora Cristina TORRES
  8. 8. Pensar certo coloca ao professor ou, mais amplamente, à escola, o dever de não só respeitar os saberes com que os educandos, sobretudo os da classes populares, chegam a ela - saberes socialmente construídos na prática comunitária - mas também, como há mais de trinta anos venho sugerindo, discutir com os alunos a razão de ser de alguns desses saberes em relação com o ensino dos conteúdosProfessora Cristina TORRES 2013
  9. 9. Diz FREIRE “Não há para mim, na diferença e na"distancia" entre a ingenuidade e a criticidade, entre osaber de pura experiência feito e o que resulta dosprocedimentos metodicamente rigorosos, uma ruptura,mas uma superação. A superação e não a ruptura se dána medida em que a curiosidade ingênua, sem deixar deser curiosidade, pelo contrário, continuando a sercuriosidade, se criticiza” .(FREIRE ,p.19) Professora Cristina TORRES 2013
  10. 10. A necessária promoção da ingenuidade a criticidade não pode ou não deve ser feita a distância de uma rigorosa formação ética ao lado sempre da estética. Decência e boniteza de mãos dadas.Professora Cristina TORRES 2013
  11. 11. “O professor que realmente ensinar, quer dizer,que trabalha os conteúdos no quadro darigorosidade do pensar certo, nega, como falsa, afórmula farisaica do "faça o que mando e não o queeu faço". Quem pensa certo está cansado de saberque as palavras a que falta corporeidade doexemplo pouco ou quase nada valem. Pensar certoé fazer certo”. (FREIRE,p.19) Professora Cristina TORRES 2013
  12. 12. “É próprio do pensar certo a disponibilidade ao risco,a aceitação do novo que não pode ser negado ouacolhido só porque é novo, assim como o critério derecusa ao velho não é apenas o cronológico. O velhoque preserva sua validade ou que encarna umatradição ou marca uma presença no tempo continuanovo.” (FREIRE,p.20) Professora Cristina TORRES 2013
  13. 13. A prática docente crítica, implicante do pensarcerto, envolve o movimento dinâmico, dialético,entre o fazer e o pensar sobre o fazer. O saber quea prática docente espontânea ou quaseespontânea, "desarmada", indiscutivelmenteproduz é um saber ingênuo, um saber deexperiência feito, a que falta a rigorosidademetódica que caracteriza a curiosidadeepistemológica do sujeito. Professora Cristina TORRES 2013
  14. 14. “Uma das tarefas mais importantes da prática educativa-crítica é propiciar as condições em que os educandos emrelação uns com os outros e todos com o professor ou aprofessora ensaiam a experiência profunda de assumir-se.Assumir-se como ser social e histórico, como ser pensante,comunicante, transformador, criador, realizador de sonhos,capaz de ter raiva porque capaz de amar. Assumir-se comosujeito porque capaz de reconhecer-se como objeto. Aassunção de nós mesmos não significa a exclusão dosoutros. É a "outredade" do "não eu", ou do tu, que me fazassumir a radicalidade de meu eu.” (FREIRE , p. 24) Professora Cristina TORRES 2013
  15. 15. FREIRE, Paulo. Pedagogia da autonomia: saberes necessários àprática educativa / Paulo Freire. – São Paulo: Paz eTerra, 1996. –(Coleção Leitura) Professora Cristina TORRES 2013
  16. 16. Professora Cristina TORRES 2013
  1. A particular slide catching your eye?

    Clipping is a handy way to collect important slides you want to go back to later.

×