Your SlideShare is downloading. ×
Desenvolvimento Humano
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

×
Saving this for later? Get the SlideShare app to save on your phone or tablet. Read anywhere, anytime – even offline.
Text the download link to your phone
Standard text messaging rates apply

Desenvolvimento Humano

11,563
views

Published on

Aula sobre o desenvolvimento e os aspectos a ele relacionados: cognitivos, afetivos, motores, ambientais, culturais

Aula sobre o desenvolvimento e os aspectos a ele relacionados: cognitivos, afetivos, motores, ambientais, culturais

Published in: Business, Travel

0 Comments
2 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total Views
11,563
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
1
Actions
Shares
0
Downloads
309
Comments
0
Likes
2
Embeds 0
No embeds

Report content
Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
No notes for slide

Transcript

  • 1. Desenvolvimento neuro psico motor Desenvolvimento Humano
  • 2. Desenvolvimento neuro psico motor Desenvolvimento Humano • Multiconceitual /Várias perpectivas (pediatria, neurologia, teorias do desenvolvimento, teorias psicanalíticas) • “Conceito amplo que se refere a uma transformação complexa, contínua, dinâmica e progressiva, que inclui além do crescimento, a maturação, a aprendizagem e os aspectos psíquicos e sociais” (Ministério da Saúde) • Etapas determinadas biologicamente e influenciadas pelo meio (fatores internos e externos ao desenvolvimento) • O ato é motor, cognitivo, social e afetivo. • As habilidades físicas e mentais estão intimamente relacionadas • Importância da integridade dos sistemas motores, cognitivos, sensoriais (vestibular, tátil, visuais, auditivos), no entanto uma criança com alteração em um ou mais sistemas também é capaz de se desenvolver, e até criar mecanismos de compensação
  • 3. Desenvolvimento neuro psico motor Desenvolvimento Humano • Necessidade X Desejo: transformação do que é programado internamente para minha sobrevivência (reflexos) para atos que serão executados pela minha vontade, através da construção da subjetividade do sujeito sob as ações do meio (família, cultura, escola, experiências afetivas, local, etc) • Processo dinâmico, a qual o sujeito em desenvolvimento é ativo • Discussão dos papéis biológicos e sociais no desenvolvimento • Interacionismo /Sócio interacionismo • Aprendizagem e desenvolvimento (Piaget e Vygotsky) • Importância do brincar para o desenvolvimento
  • 4. Estágios cognitivos segundo PIAGET • Período sensório motor: • Período pré operacional: 0 a 2 anos 2 a 7 anos • Essencialmente prático: • Função ação/percepção sobre o semiótica/simbólica: objeto linguagem • Formação de base para • Representações mentais alcançar outras fases das ações: jogo simbólico • Situações que • Egocentrismo usufruiremos para o resto • Irreversibilidade da vida
  • 5. Recém nascido: importância dos reflexos
  • 6. 1° Trimestre • RN: Reflexos/Contrastes /choro pra o desconforto • RTCA: ajuda localizar a mão • Ao final deste período: controle cervical, simetria, linha média da cabeça, maior harmonia da musculatura flexora/extensora: direciona-se ao estimulo, manifesta-se globalmente quando vê o objeto, segura-o colocado em sua mão • Reação circular primária: atos ao acaso são incorporados pois são realizados repetidas vezes: sucção, preensão palmar, sobre o próprio corpo • Convergência visual , amplitude visual acompanha linha média
  • 7. O bebê interage com o meio ambiente através de ações sensórios motoras. Situações como o banho, troca de roupa propiciam tais experiências. Controle cervical, atenção a estímulos, contato visual, linha média( em espelho), segura objetos, toca a sua roupa, seu corpo, boca, postura prono, tomada de peso em MMSS, sorriso
  • 8. 2° trimestre • Desaparecimento/diminuição dos reflexos primitivos, rolar (bloco e depois com maior dissociação), maior deslocamento de peso quando em prono, pela contribuição da musculatura extensora, linha média de MMSS e preensão voluntária, aquisições de reação de proteção e equilíbrio principalmente ao fim desta fase • Mudança do meu corpo em relação ao outro/objeto • Foco visual independente do movimento da cabeça, melhora do uso do campo visual, 180° de amplitude • Faz sons simples, balbucios • Reação circular secundária: efeito sobre o objeto, com busca do estimulo que ele produz, mas ainda sem antecipar, não voluntário • Coordenação viso motora: vejo e busco, linha média, localização • Sorriso, choro • Possibilidade de exploração do brinquedo aumenta e assim reconhecer suas propriedades e função: controle de tronco, preensão mais adequada • Deixo cair o objeto por ainda falta de controle da MM extensora da mão: mas já têm o início de causalidade
  • 9. Fase de “deslumbramento”. Mudanças no plano sagital , frontal e transversal, possibilidades diferentes de buscas motoras e visuais, reação de proteção, liberação dos MMSS para atividades mais precisas, percepção espacial (início das noções): ir em busca do objeto, deslocamento, aumento da capacidade de exploração o objeto, vou descobrindo propriedades deles, pivotear. Importância da rotina: segurança, linguagem, pensamento.
  • 10. 3° trimestre • Arrastar, rolar, engatinhar, urso, domínio do sentar com reações de proteção e equilíbrio mais apuradas, com maior dissociação de cinturas, puxar-se para o em pé: desenvolvimento de MMSS e função da preensão mais adequada, inicia utilização do polegar: explora mais o brinquedo, passo objetos de uma mão para outra. • Visual: noção de profundidade, estimulada pelos ganhos motores • Usa certos sons mais específicos, movimentação corporal para pedir o que quer, reconhece o nome, reage ao não • Coordenação de esquemas para buscar o que quero( ex: puxar a toalha), meios para fins, domínio da situação espacial • Causalidade: bato um objeto contra o outro, jogo os objetos • PERMANÊNCIA DE OBJETO : importância da locomoção e percepção dos deslocamentos, ajustar o corpo para acompanhar deslocamentos: passo inicial para representações mentais
  • 11. Não ficam muito tempo na mesma posição, pinça rádio palmar para objetos menores, maior dissociação de cinturas. Tentativas e erros(sucesso e fracasso, necessário para auto estima) facilitado pelo cuidador que a ajudará nesta tarefa da aprendizagem: importância da mãe entender, por exemplo a permanência do objeto( não em termos científicos)
  • 12. 4°Trimestre • Senta-se muito bem, faz transferências de peso com maior habilidade, passa objetos de uma mão a outra, dificilmente fica parado e início da marcha ao final desta fase • Este controle postural que permite o desenvolvimento da coordenação motora mais fina, pinça e “dar” voluntário (controle sobre o abrir e fechar a mão) • Começa usar palavras simples isoladas, representação mental dos objetos: fala • Acuidade visual pra perto e longe, desenvolvimento próximo ao do adulto • Permite combinar modos de agir: assim motoramente combino meus atos (para subir no sofá preciso segurar com uma mão, depois a outra, dobrar um joelho, elevá-lo, etc.) para pegar o objeto que quero e colocá-lo dentro de outro: dentro e fora, percepção do deslocamento do objeto: TEMPO e ESPAÇO • Imitação: vejo e faço • Memória
  • 13. Interesses pelos encaixes, vasilhas e panelas, imitar ações, coordeno funções diferentes entre minhas mãos, devido ao alcance de meu ajuste postural, conceito de dentro e fora, posturas transitórias. Imitação da cotidiano do qual faz parte, importância do meio neste contexto (assim como nos outros momentos)
  • 14. 12- 18 meses • Marcha segura • Anda com o objeto nas mãos ou em uma delas • Noções de profundidade, distância, tempo e espaço • Birra • Intenção, encaixe, empilha • Planejamento, função • Fazem o que pede: pegar a bola debaixo da cama • Gosta de elogios • Preensão/pinça elaborada • Vira páginas de livros em bloco • Início das relações interpessoais • Reação circular terciária: coordeno vários esquemas, resolução de problemas • Vestuário/Alimentação • Brincam através do imitar
  • 15. Repetir experiências, promover sua variabilidade, para que novos conceitos sejam introduzidos na vida da criança: tentativas e erros, representação dos papéis sociais
  • 16. 18-24 meses . Corre com segurança . Pula com dois pés . Chuta bola . Vira páginas, uma a uma . Ampliação do vocabulário, pedir o que quer, nomear objetos . Frases, ouve e entende bem a linguagem . Sociabilidade, brinca com outros, autonomia . Não há como argumentar: sem discursos . Simbolismo, faz de conta mais elaborado . Controle de esfíncteres: amadurecimento neurológico, . Aos 2 anos início da fase pré operacional
  • 17. Boa coordenação dos dois lados do corpo, gostam de ser independentes, início da representação verbal, pensamento: construção da subjetividade. Exemplo da criança desenhando na parede. Importância do contexto social (família) e do entendimento m por parte deste quanto ao que é desenvolvimento: favorecer ou desfavorecer ações como a retirada de fraldas, por exemplo
  • 18. Criança de 2 a 4 anos pré conceitual • Atividade física intensa e mais harmoniosa • Corre, pula, salta, sobe e desce escadas, anda de costas • Linguagem bastante diversificada • Preensão de lápis mais próxima do adulto: trípode estática • Desenho de círculo, quadrado e triangulo até o final desta fase, assim como nomeação • Conceito temporal : dia e noite • Associa cores, depois as nomeia corretamente, início de conceitos • Monta quebra cabeças (3 anos) aos poucos aumentando número de partes • Repete números mas sem percepção correta da realidade
  • 19. Criança de 2 a 4 anos pré conceitual • Identificação de homem/mulher • Independência para o vestuário e controle esfincteriano • Brincam juntos mas com muito “monólogos”, aos poucos vão se interagindo mais e respeitando regras, mas estas mudam “no meio do caminho” • Construção de encaixes grandes e pequenos • Reconhecimento da propriedade dos objetos: separa o diferente, junta o igual • Maior interferência dos jogos sociais (boneca/menina e carrinho/menino) • Faz de conta mais elaborado: substituição da representação, jogo simbólico
  • 20. A criança nesta fase gosta de descobrir materiais novos, buscam sua autonomia, obedecem instruções (simples – complexa), querem entender o que vêem e os por quês das coisas, gostam de agradar adultos, gostam de usar roupas dos pais para brincar, egocentrismo e irreversibilidade do pensamento. Capacidade de escolhas, construção da autonomia, importância do meio (familiar, físico, social, etc)
  • 21. Criança de 4 a 7 anos Período intuitivo • Variabilidade de atividades motoras: atividades esportivas • Dominância manual • Trípode dinâmica • Independência em todas as atividades de vida diária • Se interessa por maior variabilidade de assuntos • Melhora na percepção de constância, tamanho, numeração, classificação (sobre aquilo que vê) • Construção mais elaborada de quebra-cabeças • Compreensão de conceitos espaciais (em cima/em baixo) • Conceito temporal: ontem, hoje, amanhã • Representação do desenho mais adequada: figura humana • Aceitação de regras, dividir brinquedos • Diferenciação ao final deste período de realidade e fantasia
  • 22. Sociabilidade, aceitação mais ampla de regras, início da noção de reversibilidade e conservação, coordenação de direita e esquerda a partir de seu corpo. Aspectos sociais familiares e escolares,importância de aspectos sócio-culturais na formação do desenvolvimento/aprendizagem
  • 23. Referências bibliográficas • Piaget, J.; Inhelder B.; A Psicologia da Criança. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 1989 • Ganem, L.; Heymeyer U.; O bebê, o pequerrucho e a criança maior: guia para interação com crianças com necessidades especiais. São Paulo: Memnon, 2004 • Werner, D.; Guia de deficiências e reabilitação simplificada. Brasília: CORDE, 1994 • Meyerhof, P. G. ; Apostila de Terapia Ocupacional para o curso neuroevolutivo Bobath, 2001 • Ministério da Saúde; Fundamentos técnicos científicos e orientações práticas para o acompanhamento do crescimento e desenvolvimento. Brasília, 1ª edição, 2001
  • 24. Obrigada! TO Claudia Lucena cacaulucena@hotmail.com

×